Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

Cap.IV

(Fic Tem que ser Você)

Constatei completamente fula e depois entrei correndo no banheiro.

- Droga- Exclamei me dirigindo até a pia- Que ódio...-Esbravejei ligando a torneira e jogando água em meu rosto.

- E você Renesmee... - Levantei a minha cabeça um pouco- Para de chorar...- Exigi me deparando com o meu reflexo abatido no espelho- Ta agindo feito uma idiota-Completei.

-Aquele miserável não merece você... Não merece-Constatei tentando engolir o meu choro -... Então seja forte e se vingue daquele canalha... Por que ninguém - Comecei fechando a torneira com força e esfregando minhas mãos no rosto- Te troca por uma empregadinha de bosta e sai ileso dessa historia,Ninguém!!!- Finalizei saindo do banheiro e indo é procura de algo que servisse,"pelo menos" pra tampar o ferimento que eu tinha feito nas mãos, devido aquela flor assassina que Jacob havia me deixado.

Jacob?Ou melhor, aquele cachorro pulguento, que eu queria espancar agora até a morte, por ter beijando aquela vaca da Allana,depois de ter me sequestrado e transado comigo duas vezes.

Mais não!Eu não ia bancar a adolescente enciumada e dar o gostinho de vitoria para aquele insuportável que só queria me ganhar.

Por que antes disso....EU FAÇO questão de mostrar pra “Ele”,quem eu era realmente.
-
-
-Amor?-Fui despertada repentinamente por uma voz rouca sussurrando no meu ouvido.

“Droga eu dormi de novo”-Afirmei abrindo os meus olhos aos poucos.

-Gostosa chega de dormir vai... Eu quero você- Aquele nojento ainda teve a capacidade de dizer, subindo em cima de mim e beijando o meu pescoço.

-Jacob me deixa em paz- Falei grosseira.

-Nessie para de fazer doce... Eu quero você- Depois de comer a mocreia?Nem sonhando meu filho.

-Ai credo!!-Exclamei colocando as minhas mãos no nariz- Você esta fedendo-...A cachorra molhada “terminei mentalmente”-Vai tomar um banho vai e saia de cima de mim agora- Ordenei e Jacob me encarou.

-O que?-Ele perguntou se cheirando rapidamente -Eu não to fedendo não, isso é coisa da sua cabeça- Afirmou irritado.

-Eu já disse-Me levantei da cama e olhei pra ele revoltada -Ou você toma um banho demorado ou....

-Ou o que Renesmee?- Jacob se excedeu.

-Ou você não toca em mim-Terminei decidida e ele bufou.

-Renesmee para com isso ta legal- Jake pediu se aproximando - Chega de brigas por hoje,eu só quero ficar numa boa com você-Falou tentando me beijar.

-Não-Eu neguei outra vez e ele como sempre, me ignorou e começou a tecer beijos pelo meu colo e depois tentou arrancar a minha baby doll -Eu já disse pra você parar- Falei empurrando ele com força- Se você continuar com isso,vai transar com uma estatua de cera e não comigo... Ouviu bem?-Avisei saindo rapidamente da cama.

-Tudo bem então- Jake se levantou indignado- Se você quer assim- Ele falou entrando no banheiro e batendo a porta com força.

“Isso só pode ser brincadeira” Constatei pasma com as mãos na cintura e depois encarei a janela e vi Allana parada lá fora.

-Olha só que esta ali - Sussurrei enquanto me aproximava um pouco mais e via a fedida,que também me fitou com os olhos vermelhos e a boca inchada-Cadela... Agora você vai ter o que merece-Ralhei enfurecida olhando para quilo e sem pensar duas vezes sai correndo do quarto e depois da casa como um trem,preste a massacrar aquela vaca.

-Olha só quem esta aqui- Comecei-A empregadinha mal vestida, a que devo a honra?-Perguntei cinicamente.

-Uma sugestão garotinha-Ela apontou um dedo na minha cara e depois se aproximou-Não se meta comigo hoje, escutou?

-Por quê?-Perguntei incrédula e Allana bufou.

-Por que eu não to a fim de quebrar essa sua carinha de vadia-Ela respondeu grosseiramente me dando uns tapinhas indevidos no meu rosto.

-SUA DESGRAÇADA...-Explodi de vez e pulei em cima dela -NÃO TOQUE EM MIM- Eu berrei enfurecida e Allana acabou caindo comigo no chão.

-SUA ORDINARIA, TIRA ESSA GARGAÇA DE CIMA DE MIM- Ela gritou,começando a me estapear e tentando se livrar das minhas pernas que prendiam as delas no chão a impossibilitando de ser levantar.

-Agora você vai aprender quem é a Renesmee Cullen sua sarneta -Afirmei agarrando com força os cabelos dela e puxando com toda raiva que eu tinha, até sentir alguns fios daquele coro da fedorenta se desprender e se enroscar nos meus dedos.

-AIIIIIIII SUA VADIA ME LARGA...ME SOLTA,VOCÊ ESTA ME MACHUCANDO- Allana começou a gritar,tentando inutilmente me tirar de cima dela.

-SUA GALINHA MISERSALVEL....EU TE ODEIO...CRETINA,EMPREGADINHA DE UMA FIGA-Eu esbravejava transtornada,largando o cabelo dela e começando a dar uma serie de socos naquela cara imunda e levando uma serie também,até sentir um par de mãos quentes me agarrarem do nada e me tirarem de cima dela.

-JACOB....TIRA ESSA LOUCA DE PERTO DE MIM- Allana berrou se levantando do chão com dificuldades e me encarando com fúria.

-EU JURO SEU ORDINARIO....SE VOCÊ NÃO ME SOLTAR AGORA,VAI SOBRAR PRA VOCÊ TAMBÉM HEIM- Eu falei me sacudindo nos braços daquele idiota desesperadamente e sentindo algo cair entre minhas pernas.

-Fica quieta Renesmee -Ele ordenou me soltando no chão e eu me virei pra fita-lo e percebi que Jake estava nu.

-Quando é que você vai aprender que existe roupas pra cachorro também?- Vociferei e Jacob me segurou pelos ombros.

-Só quando você aprender á ficar sozinha e não se meter em confusão-Ele rebateu e eu fiquei calada- E pra sua informação Renesmee Cullen,eu não estava pelado segundos atrás- Jake afirmou olhando para chão a onde tinha uma toalha branca jogada perto dos meus pés-Eu estava no banho-Ele continuou -Quando escutei os seus berros e tive que sair correndo de lá.

-Que drama,quer que eu te peça desculpas?-Perguntei irônica.

-Não-Ele bufou me virando de frente pra Allana que ainda continuava lá, descabelada, soluçando como uma vadia sem dono- Mais eu quero que você peça desculpas pra ela-“O QUE?” Eu não ouvi isso- Vamos Renesmee,eu estou esperando-O monte de músculos ainda me ameaçou.

-MAIS NEM MORTA EU FAÇO UMA COISA DESSAS- Constatei gritando,ou melhor,afirmei.

-Eu to mandando- Ele me puxou novamente.

-Pois então vai a merda seu cretino...Você e essa piranha também- Mandei sem pensar e vi a hora que os olhos do Jacob faiscarem de ódio.

-O que você disse?-Ele perguntou pausadamente.

-Ta surdo é?Eu disse pra vocês dois se ferrarem- Eu repeti enfurecida e ao mesmo tempo fula da vida por aquele miserável estar tomando a dores da “outra” depois dele ter me traído com ela.

-Deixa isso pra lá Jacob- A empregadinha ainda se meteu com aquela pose de vitima dela-Eu não quero “nada” que venha dessa ai- Ela constatou dando meia volta e entrando na mata.

-Satisfeita agora?-Jacob ainda teve a ousadia de me perguntar.

-Corre!!!-Disse me soltando dele enfurecida e me virando para entrar em casa- Se ainda quiser pegar a sua vadia de volta- Exclamei transtornada marchando para dentro.

-Eu já “estou” com a minha vadia– Ele rebateu me alcançando em segundos e me pegando no colo- Uma vadia gostosa e malcriada- Mencionou grudando aquela boca carnuda na minha,com tamanha violência que em poucos segundos eu pude sentir a sua língua quente e áspera se enroscar na minha numa batalha pelo beijo indesejado - ...Que eu tanto amo-Ele terminou depois do beijo..

-Ama é?-Repeti aquela frase com um bolo enorme na garganta... Como ele podia ser tão falso assim?”Canalha,misterioso”

-Amo,mais do que qualquer coisa nesse mundo-Ele ainda continuou com aquele olhar meloso que chegava a me enjoar e depois me puxou para outro beijo e me levou para dentro e me jogou no sofá-Eu já tomei banho Renesmee,agora você não tem mais desculpas- Constatou deitando em cima de mim e rasgando a minha baby doll na hora,num puxão ágil e forte,fazendo com que os meus seios soltassem para frente com tal reação.

-Delicia-Jacob rosnou abocanhando um deles com tanta força e vontade que eu simplesmente não agüentei e gemi, incentivando aquele miserável a continuar.

-Jakeee..aiii seu cachorro pulguento isso...Mais..Mais-Eu falava enlouquecida sem me importar com o meu queixo que doía horrores pelos socos que eu havia levado da Allana.

-Isso gostosa geme pro seu homem vai-Ele falou possessivo abandonado os meus seios para colocar aquela língua quente e molhada na minha novamente ao mesmo tempo em que seus dedos atrevidos apertavam o meu bumbum e massageava o meu clitóris.

-Cachorro-Eu xinguei,afastando a minha boca da sua,em busca de um pouquinho de ar.

Já Jacob,como um bom safado que era,começou a lamber o meu corpo num caminho lento e prazeroso até a minha intimidade,que clamava por atenção que “ele” rapidamente fez questão de dar, sem cerimônia alguma.

-ISSO...CONTINUA ASSIM!-Gritei histérica quando Jake colocou somente a pontinha da sua língua na minha vagina e começou a movimentá-la para frente e para trás numa velocidade absurda.

-Não caia dura agora amor –Jake me pediu -Por que eu não to a fim de parar.

-Então chega de papo e me chupa logo seu...-Jacob mordeu o meu clitóris -Aiii seu miserável gostoso- Gemi de dor e ele deu um sorrisinho e depois chupou aquela parte me fazendo esquecer de tudo.

-OMG VOCÊ VAI ME MATAR-Eu berrava massageando os meus seios devido o prazer  e investindo os meus quadris para baixo e para cima.

-Eu não quero que você goze agora amor,entendeu?- Jake ordenou mandão e eu o encarei perplexa.

-V-Você não manda em mim - Foi tudo o que eu consegui dizer,ou melhor,gaguejar naquela hora.

-Mando sim-Ele afirmou com convicção- Por que você é minha - Depois constatou.

-Não me faça rir,Jacob Black- Falei puxando ele pra cima com raiva-Eu não sou sua e nem de
ninguém,entendeu?-Eu perguntei beijando a sua boca em seguida com vontade.

-Você pode negar quantas vezes quiser-Ele afirmou,com um sorrisinho descarado no rosto- Mais eu sei que você também me ama.

-Não se iluda lobinho- Avisei deitando a minha cabeça lentamente no sofá-Que você...pode se machucar-Finalizei encarando ele que continuava em cima de mim.

-Lobinho?- Jake repetiu divertido, ignorando totalmente o meu alerta.

-É!!! por quê?Não gostou?-Quis saber- Ou prefere que eu continue te chamando de cachorro...

-Não-Ele disse-Eu adorei o apelido... Lobinho,Jake,inzinho cheio de músculos,cachorro,ordinário,safado,qualquer um desses,por pior que seja,fica muito sexy quando sai da sua boca.

-Hum- Exclamei-É bom saber disso.

-É muito bom sim- Jacob disse se aproximando de mim e tomando os meus lábios novamente.

-Entra em mim vai-Pedi manhosa arranhando todo o comprimento do seu membro que já estava visivelmente ereto e pronto para me satisfazer.

-Antes disso eu vou querer um agradinho também-Ele falou todo safado se levantando do sofá com aquela arma apontando na minha direção e me chamando com o dedinho.

-Você quer um agradinho é?Seu cachorro safado- Sussurrei enquanto me levantava do sofá e beijava aquela boca carnuda por alguns instantes e depois me agachava de uma maneira bem sensual até me sentar de volta no sofá e Jake ficar no meio das minhas pernas,para que assim o seu membro tivesse acesso livre a minha boca que já se abria com vontade imensa de abocanhá-lo todinho.

Mais antes que isso realmente acontecesse, eu fiz quentão de lamber toda a extensão daquela delicia degustando todo o comprimento que era simplesmente enorme e só depois comecei a chupar de verdade,ele inteiro,causando uma serie de tremores bem estranhos em Jacob.

-Isso amor...Continua minha cachorra safada,assim que seu macho gosta...Delicia -Jake gemia rouco essas safadezas para mim,com as mãos presas no meu cabelo,conduzindo as investidas horas lentas,hora rápidas que eu dava em seu membro com agilidade, até ele gozar,quase dentro da minha boca.

-Você quase gozou na minha boca- Reclamei e ele riu me puxando do sofá rapidamente e me pegando no colo para logo depois sentar comigo de novo e enterrar o seu membro com força na minha gruta molhada.

-Cavalga em cima de mim amor- Jake pediu e assim eu fiz imediatamente.

-Seu cachorro gostoso-Eu gemia quicando em cima dele descontroladamente enquanto Jake sem ocupava em me ajudar com uma mão somente,por que a outra estava no meu bumbum que era apertado constantemente com força-Assim você me machuca seu estúpido- Resmunguei e ele parou.

-Desculpa amor...Você me tira do serio-Jacob se justificou todo meloso novamente.

-Para de me chamar de amor- Falei irritada descendo cada vez mais rápido em seu membro.

-Por quê?-Aquele ordinário ainda fez questão de perguntar.

-Por que eu não sou o seu amor e nem quero ser-Falei sem pestanejar sentindo que a qualquer momento eu iria gozar pelo prazer.

-Nessie eu te amo- Jacob ainda disse e logo eu pude sentir o seu gozo escorrer dentro de mim,assim como o meu,que já estava arrebentando.

Saio de cima dele depois que a minha respiração se normalizou e me deito no sofá com Jake bem na minha frente,que sem querer,acabou apertando a minha mão.

-Aiii- Resmunguei.

-O que foi?-Jacob quis saber.

-Você esta apertando a minha mão machucada- Avisei.

-Deixa eu ver-Ele pediu pegando elas nas suas e tirando a fita branca que eu havia colocado em cima- A onde você fez isso?-Ele perguntou.

-Naquela flor imunda que você me deixou-Falei com rancor e Jake me encarou.

-Desculpa-Ele disse sincero lambendo o meu machucado.

-Eca... O que você esta fazendo?-Quis saber perplexa e Jacob sorriu me mostrando a mão de volta- Cadê o machucado que estava aqui?-Perguntei chocada encarando a minha pele completamente intacta.

-Eu te curei- Jacob falou-Quer dizer, a minha saliva vez isso- Ele me explicou.

-Mais como?-Eu ainda estava confusa.

-Eu sou um lobo enorme Renesmee e sempre tive o dom de me curar muito rápido, além da velocidade absurda,força,audição,olfato e visão elevada- Ele mencionou.

-Agora eu entendo- Exclamei sorrindo- Por que você é tão insaciável na cama.

-Ei, isso não tem nada a ver-Ele protestou.

-Mais é claro que tem- Afirmei divertida-Se você não fosse um lobo,eu aposto que não teria esse desempenho todo na cama.

-Então eu aceito-Ele falou serio me deixando confusa.

-Aceita o que?

-A aposta- Arqueia as sobrancelhas.

-Como?-Perguntei interessada.

-Eu não preciso ser um lobo a vida inteira Renesmee- Ele começou- Depois que eu tiver um herdeiro e ele assumi o meu posto, posso me considerar um homem normal e sem poder algum.

-Pêra ai-Eu dei risada- Eu não vou esperar você ter um herdeiro pra ganhar essa aposta.

-Não precisa... A gente pode começar agora se você quiser-Ele me propôs –Nosso filho vai ser o melhor alfa que já existiu ,eu tenho certeza- Jake constatou com um brilho diferente no olhar.

-Nosso filho- Sussurrei aquilo desacreditada e empurrei Jake para o lado e tentei sair do sofá.

-Ei a onde você vai?-Ele me puxou pela mão.

-Vou arrumar as minhas malas ué- Respondi sem pensar e Jake me soltou com um olhar confuso e se levantou também.

-Por quê?-Sua voz soprou no meu ouvido como um sussurro.

-Por que eu vou embora daqui,agora mesmo- Me virei para encará-lo -Chega dessa palhaçada.

-Você não pode estar falando serio- Ele me falou.

-Jacob,quando você vai perceber que eu não gosto de você?-Perguntei.

-Claro que gosta.

-NÃO!-Gritei- EU NÃO GOSTO.

-Não gosta-Ela maneou a cabeça e depois se aproximou de mim,com passos tão curtos e olhar tão penetrante que eu me senti acuada- Então me diga- Jake segurou os meus ombros e colocou a sua boca no meu ouvido- Por que você geme o meu nome toda vez que eu te amo?Por que treme toda quando eu falo mais alto com você e cheira a desejo quando eu te toco?

-Por que eu sinto tensão por você- Eu afirmei destemida -E nada mais que isso.

-É mentira-Ele acusou se afastando para me encarar com o rosto a poucos centímetros do meu.

-Pra você!-Constatei- Por que pra mim,isso é a única verdade.

-Eu já entendi qual é a sua Renesmee- Ele afirmou e eu arqueie as sobrancelhas- Você é orgulhosa demais não é?Pra admitir.

-Admitir o que Jacob Black?Que eu gosto de você?-Perguntei irônica- Não seja estúpido e ingênuo- Pedi- E, por favor, me solte.

-A única que esta sendo estúpida aqui é você - Ele rebateu me soltando -Estúpida e mentirosa.

-Você acha mesmo que isso tudo que aconteceu entre a gente significou alguma coisa pra mim?-Quis saber.

-É claro que significou-Ele constatou- Caso contrario, você já teria indo embora.

-Indo embora?-Perguntei rindo- Você nem me deu chance,não se lembra?Da primeira vez que eu tentei fugir e você foi atrás de mim- Acusei.

-E quando você faz amor gostoso comigo Renesmee...

-Era puro prazer-Eu o interrompi-Alias,tudo que aconteceu entre a gente nesses dias todos,foi movido a prazer,ou você acha mesmo que podia rolar um sentindo real?-Ele abaixou a cabeça-Pelo amor de deus Jacob Black,eu nunca lhe dei falsas esperanças,pelo contrario,eu sempre fiz questão de deixar bem claro a minha posição nessa historia toda e se você,chegou a acreditar por algum estante que podia me mudar,eu sinto muito,mais você se auto iludiu.

-Não-Ele se virou de costas- Isso ta errado...não era pra ser assim,você devia me amar,era o certo.

-O certo agora é eu voltar pra casa e esquecer tudo que aconteceu aqui- Constatei.

-NÃO!-Jacob berrou do nada e se virou para me encarar, com os olhos vermelhos e o corpo tremulo.

-Jacob se acalma-Eu falei com medo.

-Como me acalmar?Eu te amo merda e a cada dia esse sentimento só aumenta mais aqui dentro-Ele disse colocando as mãos no peito e rangentes os dentes de uma forma assustadora- Você acha que eu queria sentir isso?-Ele me perguntou- Antes de você aparecer, eu tinha uma vida, tinha compromissos, era um cara respeitado que metia medo em muita gente... E AGORA, olha só pra mim, eu to um lixo, virei simplesmente um boneco na sua mão, fiz loucuras inimagináveis pra ter você, aturei suas malcriações e sua falta de respeito comigo,aturei o seu gênio forte e engoli o meu orgulho como alfa pra dizer mil vezes que te amo,por que isso É O QUE EU SINTO CARALHO.

-Você só vê o seu lado não é?Assim é muito fácil se fazer de vitima –Acusei -E eu?E a minha vida interrompida?Também não conta?Aquele dia que você me seqüestrou com a ajuda daquele motoristazinho,eu estava voltando para casa,para encontrar a minha família,meu “namorado”,voltar com a minha rotina de modelo,sair pelas ruas e ser reconhecida,vista,almejada pelos meus fãs...mais agora,o que eu sou?-Falei- Nada!Eu não sou nada aqui...ninguém é capaz de me reconhecer,por que eu estou presa nessa casa horrorosa e no meio do mato a dias,sem qualquer tipo de comunicação com o mundo exterior...eu me sinto um lixo também,na verdade um bicho enjaulado.

-Não devia ter sido assim- Jake sussurrou me olhando com indignação e culpa.

-Mais foi- Afirmei vendo ele caminhar lentamente até a janela -E vai ser pior, se você não me deixar ir embora daqui- Ameacei depois de longos minutos de silencio e ele me encarou.

-Arruma suas malas Renesmee- Jake ordenou do nada - Que eu vou atrás do Quil- Eu o encarei confusa- Você quer ir embora não é?Então var ser assim... –Jacob me afirmou saindo pela porta completamente nu.
-
-

Depois que Jacob foi embora daquela casa e me deixou sozinha na sala,sem roupa alguma e no meio da noite a vontade que eu tive na hora,foi de chorar.

Mesmo assim, eu agüentei e segurei firme,por que prometi a mim mesmo que não cometeria o mesmo erro duas vezes,”ainda mais no mesmo dia”

Se aquele cachorro queria mesmo uma empregadinha para ser mãe dos filhos dele,que escolhesse a Allana.

Que sempre esteve lá,babando feito uma cadela por um tiquinho de atenção,que sabe cozinhar,limpar uma casa como ninguém e na certa,vai ser uma boa mãe,para aqueles pulguentinhos que ele vai ter.

E que se dane esse dois.

Que se dane o Jacob e aquele jeito meloso dele de dizer eu te amo,que se dane aqueles lábios carnudos e tentadores que faziam questão de me agredir,que se dane aqueles braços fortes que adoram me levantar no ar nas horas mais indevidas possíveis,que se dane aquele jeito bipolar que ele tinha assustador,que se dane essa vontade que ele tem em me domar,que se dane aquele jeito bruto dele me chamar de gostosa,que se dane aquele corpo quente como um inferno que tinha o poder de me aquecer.

Que se dane quem ele é,por que pra mim,isso nunca fez nenhuma diferença mesmo.

E quem disse que eu me importo se ele vai ficar com a mocreia ou não?

Eu não tenho culpa se ainda existe gente burra nesse mundo e com falta de gosto.

Eu não tenho culpa se ele me irrita, toda vez que insinua que eu o amo.

MAIS QUE DROGA,EU NÃO AMO JACOB BLACK.NUNCA AMEI E NEM VOU AMAR.

Será que isso é muito difícil de entender?

A quer saber... Ele que vai a merda junto com aquela sem vergonha filha da mãe que deve estar muito feliz agora,por ter conseguido me separar dele.

Me separar dele? Renesmee você endoideceu?-Me perguntei enquanto subia as escadas correndo e entrava no meu quarto para arrumar as minhas malas.

-
-

-Renesmee- Escutei alguém me chamar no andar de baixo e em seguida eu notei que não se tratava da voz dele.

-ESTOU AQUI- Gritei reconhecendo a voz do Quil.

-Com licença Renesmee- Quil me pediu educadamente aparecendo na porta em tempo recorde”E se ele era um lobo também”Isso não havia mais duvidas.

-Pode entrar - Falei gentilmente-E pegar essas três malas aqui- Apontei para elas e ele rapidamente agarrou as duas maiores com uma felicidade extrema e desceu as escadas assim como eu e depois colocou elas no carro,que coincidente ou não,era o mesmo que havia me trazido até aqui.

-Eu vou pegar a ultima mala então,se quiser,pode entrar no carro e me esperar -Quil me disse se dirigindo para a entrada de volta,enquanto eu ficava completamente imóvel,parada ao lado do carro,com os olhos cravados na pequena casa azul,completamente perdida em uma serie de lembranças indesejadas dos dias que eu passei aqui.

""–Ai meu deus que lugar é esse?-Perguntei desesperada a Jared que simplesmente saiu do carro levando a chaves consigo e eu que não sou burra aproveitei essa brecha também para sair correndo pela a minha porta que não estava trancada,mais antes que eu conseguisse alcançar a primeira arvore que estava mais próxima a mim,senti dois braços extremamente fortes me pegaram e me levantarem no ar como se eu fosse uma boneca de pano.


–Quem é você?ME SOLTA,ME SOLTA- Comecei a me debater nos braços do seqüestrador,crente que ele era Jared mais essa pista se tornou simplesmente falsa quando eu vi ele voltando para carro novamente,#Assim que deixou todas as minhas malas no chão.
#Jared então foi embora.


–VOCÊ QUER DINHEIRO? EU LHE DOU,A MINHA FAMILIA TEM POSES,POR FAVOR NÃO FAÇA NADA COMIGO,EU LHE IMPLORO-Comecei a chorar desesperada e ele me virou para encará-lo- Você?-Minha voz quase sumiu quando encontrei o seu olhar, aquele mesmo penetrante e intenso de antes- O que quer de mim?


–O seu amor- Jacob respondeu antes de me arrastar com ele para dentro da casa.""

Uma lagrima solitária escapou pelo meu rosto nessa hora e depois outras vieram sem a minha permissão e nublaram a minha visão instantaneamente.

-Pêra ai -Sussurrei procurando algo pelo chão -A onde estão as minhas roupas que ele jogou?-Me perguntei confusa e depois avistei o Quil saindo da casa novamente.

-Vamos?-Quil me perguntou guardando a ultima mala no carro-Ta tudo bem Renesmee?-Ele quis saber.

-Claro que esta- Respondi seria, entrando no carro.

-Claire me pediu para  te dar um recado- Foi à primeira coisa que ele me disse quando entrou no carro também.

-Poupe a sua saliva Quil- Avisei -E não me fale um “a" se quer,sobre aquela ingrata -Falei com rancor virando o meu rosto e encarando a janela.

-Ela não teve culpa Renesmee- Quil insistiu em dizer olhando para traz.

-Não teve culpa-Repeti aquilo perplexa- Pois eu aposto que teve sim e muita...Por que eu achava que ela era a minha amiga e só vim pra essa droga de cidade por causa dela,só fui naquela maldita festa e vim parar aqui também por causa dela...ENTÃO COMO VOCÊ TEM A CORAJEM DE ME DIZER QUE ELA NÃO TEVE CULPA?-Esbravejei transtornada.

-Claire não fazia idéia que o Jacob ia te seqüestrar Renesmee,alias nenhum de nos queríamos que ele fizesse isso...mais Jacob estava cego de amor por você e não ouvia ninguém- Ele me explicou novamente.

-Eu não quero ouvir mais nada - Falei exausta -...Só ir para casa,então por favor Quil- Pedi -Me leva?

-Tudo bem-Ele assentiu se voltando para frente e dando a partida no carro de imediato, sem falar mais uma palavra sequer.

O que se sucedeu pelo caminho todo,até chegar na minha casa,que estava completamente lotada de jornalistas, paparazzis e gente curiosa.

-Mais que merda é essa?-Resmunguei baixinho.

-Quer ir para outro lugar?-Quil me perguntou.

-Claro que não- Respondi prontamente-Eu vou ficar-Afirmei-A casa é minha e quem tem que sair daqui,são eles- Falei irritada saindo do carro e na mesma hora recebendo uma chuva incomoda de fleches em meu rosto.

-Mais o que significa isso?-Perguntei tapando o meu olho daquelas luzes terríveis.

-Renesmee Cullen? a onde esteve nesses dias todos?-Uma mulher enxerida perguntou enfiado um microfone quase dentro da minha boca.

-É verdade que você foi seqüestrada por um grupo de mafiosos perigosíssimos que pediram 10 milhões de fiança?- Outro reporte supões me deixando perplexa.

-Olha aqui seu idi....

- Ai graças a deus filhinha- Escutei alguém dizer ao fundo e quando me virei para encarar, achei a mamãe tentando passar pelos repórteres- FILHINHA VOCÊ VOLTOU PARA MAMÃE BEBÊ-Ela gritou chorando copiosamente e me abraçando.

-Por favor, Renesmee...Você pode nos dar uma entrevista agora,por favor? -Uma reporte me perguntava.

-Renesmee Cullen não vai declarar absolutamente nada agora...Outro dia,eu prometo,o nosso agente vai marcar um conferencia de empresa e ela responderará a todas as perguntas,mais hoje não,por favor,com licença,sai da frente,eu preciso ver a minha filha- Ouvi a voz do meu pai dizer aos repórteres de maneira autoritária.

-Mais senhor Cullen,só precisamos de uma notinha...Por favor Renesmee,o povo de New Yock quer saber,a onde esteve nesse dias todos a modelo mais famosa da cidade?-A repórter voltou a perguntar.

-Filha-Papai chegou até mim e colocou as suas mãos no meu ombro- Só diga que estava num hotel descansando- Ele sussurrou depois no meu ouvido.

-Não vou dizer porcaria nenhuma pai- Esbravejei transtornada -E VOCÊS - Encarei os reportes que me olharam assustados- SUMAM DA MINHA CASA- Mandei tentando passar pela manada,com a ajuda de um dos meus seguranças que conseguiu me abrir caminho até a entrada da casa.

-Muito bem-Agradeci quando já estava a salvo dentro da minha mansão-Agora por favor,vá até o meu carro e pegue as minhas malas e as coloque em meu quarto Ok?-Ordenei a ele que assentiu prontamente e saiu de volta da casa na mesma hora que os meus pais entravam pela porta da frente também.

-Você pode me dizer o que foi aquilo lá fora?-Papai quis saber indignado.

-Aquilo- Olhei para mamãe que se sentava no sofá- Foi aquilo horas- Falei sem paciência.

-Renesmeee- Ele falou entre dente-Era a sua “obrigação” ter prestado esclarecemos aquela gente,eles são a impressa e você é uma modelo que tem que manter a compostura.

-Pêra ai- Falei desacreditada-Eu sumi por dias e você só se preocupa com isso?Com a impressa?

-Não é assim também bebe-A Mamãe me disse daquele jeito meloso dela -Seu pai e eu ficamos muito preocupados sim com você- Ela afirmou-Mais não podemos esquecer que você é uma pessoa publica, uma celebridade, tem que manter a boa aparecia sim bebe.

-Que se dane a boa aparecia mãe— Exclamei colocando as mãos na testa-Olha quer saber...eu to exausta,vou subir agora e descansar um pouco - Avisei.

-Nem pensar-Papai me impediu serio.

-Por que nem pensar-Me voltei encarando ele confusa.

-A onde você esteve nesse dias todos?-Eu dei um sorrisinho de canto.

-Ahhh agora você quer saber?-Perguntei debochada.

-Renesmee somente me responda-Ele foi direto.

-Eu estava por ai... Por que não posso?-Falei subindo as escadas

-Bebe por que você sumiu e não nos deu nenhuma noticia?-Mamãe se intrometeu acariciando aquela cachorrinha pulguenta dela no colo.

-Olha só pessoal- Parei no meio da escada-Eu estou com uma enxaqueca terrível,morrendo de sono e com mau humor daqueles...Então parem de me azucrinar as paciências e me deixem subir Ok?-Fui bem clara.

-Você ainda tem uma agenda lotada para cumprir em New York- Papai tentou falar de negócios,já que pra ele eu era apenas isso,um negocio.

-Fica tranqüilo-Afirmei-... Que amanhã bem cedinho a gente volta pra New Yorck,sem problemas e sem grilo.

-É assim que se fala bebe-Mamãe comemorou.

-Ok Renesmee- Papai também assentiu-Mais amanhã eu quero que esteja mesmo de pé ouviu?

-Eu vou estar papai- Sussurrei caminhando lentamente até a porta do meu quarto...


""–Senhorita Renesmee?-Allana me chamou na porta.


–Ai que saco- Resmunguei baixinho “Será que ninguém podia tomar um banho em paz nessa droga de casa não? - O que foi Allana?-Perguntei gritando.


–Tem um moço que deseja falar com a senhora lá embaixo- Respondeu.


–Que moço?-Quis saber saindo da minha banheira de espumas e colocando um robê preto para ir até a porta. -Ou melhor,quem esta lá infeliz?-Perguntei novamente me deparando com a songa-monga da minha empregada, ai deus, como eu sentia falta da minha casinha em New York,até os empregados de lá eram melhores que aqui#sem dúvida.


“Mais o que a gente não faz pela melhor amiga,não é mesmo?Por que se eu tinha vindo para esse lugarzinho tão mequetrefe a culpa era toda da Claire,que agora deveria estar lá com aquele indiozinho dela cheio de músculos”


–Ele não me disse o nome dele senhora- A besta falou gaguejando e eu revirei os olhos - Mais eu acho que ele é um índio... Muito bonito por sinal.


–Dispenso seus comentários Allana,agora chispa daqui e avisa a ele que eu já estou descendo -Ela assentiu e eu rapidamente fechei a porta, indo até o meu closet vestir algo decente já que o meu banho quente e relaxante certamente tinha ido para o brejo com essa intromissão do idiota,sim idiota,por que eu já sabia exatamente quem era o tal índio lindão que a Allana se referia.""

-Ai que saco...-Resmunguei-Será que nem aqui essas lembranças que eu tenho dele vão parar de me atormentar?

-Merda- Exclamei abrindo a minha porta-Eu tenho que tirar esse infeliz da minha cabeça-Afirmei andando até a minha cama e me jogando nela-... Ele já esta me deixando louca-Constatei caindo no sono com o rosto daquele infeliz.

                                 By:natineces.

Capítulo 10

(Fic Never Gonna Be Alone)

“Duas semanas”

Esse foi o tempo que eu fiquei naquele hospital,sob os cuidados exagerados da mamãe,as visitas da Jane e os olhares estranhos do Jacob,que mesmo depois da minha recusa total da sua presença,sempre esteve ali,"perto de mim".

As vezes somente num quanto qualquer me observando e noutras tentando falar comigo de qualquer jeito.

“Ahh” e também tinha as vezes que eu precisava de uma força,pra sair daquela cama,respirar um pouco e tudo isso com a ajuda daquele cretino.

“Já que ele fazia questão “de sempre” expulsar as minhas outras opções”

Flash back on.


-Mãe eu já estou cansada de ficar nesse quarto- Eu resmungava para ela chateada -Preciso ver o sol...-Afirmei descontente olhando para a janela.


-Richard me contou que tem um jardim nos fundos- Ela se aproximou dizendo- Quer ir até lá?.


-Quero sim- Respondi ansiosa- Muito mesmo –Reforcei e minha mãe sorriu.


-Ok,Vou chamar o Jacob então...-Mamãe tentou dizer.


-Não!!!-Falei nervosa- Eu quero outra pessoa...-Exigi-Deve haver alguém ...ali no corredor –Constatei apertando as minhas mãos com força.


-Mais filha...-Ela pensou em dizer- Tudo bem...eu vou ali,procurar alguém pra te ajudar então – Ela reformulou saindo do meu quarto desconsertada e depois voltando em questão de segundos com um rapaz loiro,que sorriu ao me ver,me deixando envergonhada.


“Melhor do que o Jacob,Renesmee,melhor do que ele”Eu afirmei pra mim mesma enquanto ele tentava me pegar no colo,mais antes que isso acontecesse de fato,alguém acabou entrando pela porta e dizendo de um jeito mandão.


-Solte ela- Aquele estúpido falou como se tivesse alguma autoridade sobre mim.


-NÃO!-Eu falei severa- Ele só esta me ajudando... Então não se meta - Jacob se aproximou.


-Eu posso fazer isso- Ele rosnou me tirando dos braços do rapaz que não devolveu a indelicadeza e saiu do quarto.


-Já disse que não preciso da sua ajuda-Afirmei tentando voltar para minha cama,sem sucesso algum.


-Eu não quero que ninguém te pegue no colo...-Ele falou me deixando irritada -Eu estou aqui e posso fazer isso...na verdade!Eu quero fazer isso- Jacob me encarou.


-Filha...você não queria respirar ar puro querida...então vamos logo meu amor-Mamãe tentou apaziguar a situação abrindo a porta e aprontando para ela em seguida.


-Eu não quero mais respirar ar puro mãe, acabei de desistir dessa idéia-Eu a encarei - Então, por favor-Implorei-Peça para ele me colocar na cama de volta...eu não quero mais sair.


-Jake....-Mamãe o chamou tensa e ele abaixou a cabeça- Coloca ela na cama meu irmão-Ela pediu cautelosa e ele assentiu me colocando com cuidado no colchão e saindo do quarto em seguida.


-Você esta sendo muito dura com ele filha...por favor!Não faça isso- Mamãe me pediu,ou melhor, implorou chorosa.

Flash back off.


Sim!Eu me senti terrível naquele dia.

E depois com a cabeça mais fria resolvi dar uma trégua e a pedido da mamãe,permiti que ele me levasse ao menos uma vez ao jardim.

Flash back On.

-Aqui está perfeito... Obrigado- Agradeci depois que ele me sentou num daqueles banquinhos que só tinha em pracinha e se acomodou ao meu lado.


-Quer mais alguma coisa nessie?- Perguntou temeroso.


-Quero!-Respondi olhando para frente-Que você me deixe sozinha... Pode ser?


-Tem certeza?-Ele quis saber chateado.


-Tenho-Respondi sem excitar.


-Ok...-Sussurrou baixinho - Qualquer coisa... É só me chamar tah?Que eu venho correndo.


-Não se preocupe Jacob- Falei-... Se eu precisar de alguma coisa,eu peço para outra pessoa - Falei sem pensar.


-Não!!-Jacob se excedeu-Eu faço questão... Por favor, nessie?Me chama-Ele pediu me deixando confusa.


-Por que Jacob?-Exclamei-Por que.... Você faz tanta questão?-Quis saber olhando pela primeira vez, bem no fundo dos seus olhos.


-Você pode até achar que não..-Jacob começou me encarando com a mesma intensidade-Mais eu me preocupo com você nessie...-Ele constatou tocando no meu rosto -Sua segurança e seu bem estar,são prioridades para mim –Disse se levantando rapidamente-E não existe nada nesse mundo,que vai me fazer mudar.

Flash back Off.

Prioridade?Ele devia ter pensado nisso quando resolveu me enganar daquela forma.

Não,eu não ia abaixar a guarda, por uma cara que mentiu e me fez de boba a vida inteira.

Além do mais,eu ainda sinto que há muita coisa a ser revelada nessa historia toda e algumas delas tem a ver com a Claire,aquela garota misteriosa que me contou a verdade e depois simplesmente desapareceu do mapa.

"A onde será que ela foi parar?"Eu preciso encontro-lá imediatamente e desfazer de vez esses fios soltos que se desprenderam da minha vida.

"Mais por onde começar meu deus"....Talvez em La Push,quem sabe,afinal de contas ela  me disse que morava lá.


-RENESMEE,RENESMEE....HELLOU... VOCÊ ESTA AI?-Ouvi uma voz parecida com a da Jane gritar ao fundo e acordei do transe.

-Jane...-Falei pra ela envergonhada-O que foi?-Sussurrei tapando uma parte do meu rosto com as mãos.

-Eu é que te pergunto Renesmee... Você esta ai toda no mundo da lua e nem escutou o que eu falei- Ela disse ressentida.

-Foi mal...eu só estava pensando um pouco...-Jane me cortou.

-No morenão- Ela supões me enviando um sorrisinho torto.

-Jane...-A repreendi chocada.

-Qual é nessie?Até agora você não me disse nada... Poxa amiga,se abre comigo e conta logo,quem era aquele totoso que não saia do seu quarto?-Ela quis saber-Ele é parente seu?ficante...namoradooo?- Jane perguntou.

-Jane ele não é nada meu- Falei mau humorada.

-Não parece-Ela constatou-Olha só!Eu vi o jeito que ele ficava te olhando e era tão fofo,ai nessie pelo amor de deus,não me diga que você não notou-Ela cochichou-Que aquela preocupação toda dele com você,era excessiva demais...caraca amiga, aquele grandão estava literalmente na sua.

-Jane quer parar com isso- Pedi irritada- Jacob não é nada meu e nunca será,entendeu?

-Tudooo bem-Ela levantou as mãos- Se você diz,não esta mais aqui a garota que agorinha a pouco estava “certíssima” que você também sente alguma coisa por ele.

-JANE- Dessa vez fui eu que me excedi e não consegui me segurar.

“Como ela podia insinuar uma coisa dessas?”

-Desculpa nessie-Ela falou de cabeça baixa-Eu só queria te ajudar,me perdoa amiga?-Jane pediu me encarando com os olhinhos cheios de água.

-Jane- Falei amolecida –Também não é pra tanto né-Eu sorri com a sua reação.

-Nessie- Ela falou seria- Você nunca falou daquele jeito comigo- E depois fez biquinho.

-Você tem razão-Eu engoli em seco-Eu me excedi e fui muito estúpida com você...me perdoa?-Perguntei encarando ela com um sorrisinho torto.

-Não- Jane respondeu me deixando confusa- Quer dizer,só te perdôo se você aceitar sair comigo hoje.

-Pra onde?-Perguntei curiosa.

-Nessie!!!-Ela balançou a cabeça- Pro shopping amiga,é claro.

-Não,não e não...ir pro shopping com você é muito perigoso-Eu constatei e Jane me mostrou a língua.

-Renesmee! você não queria o meu perdão?

-Você também,então! estamos empatadas.

-Nessie....Você é a única garota que eu conheço que não gosta de se renovar...mudar é muito bom amiga e as vezes faz bem.

-Me diz uma coisa Jane- Comecei- O que você realmente vê quando olha pra mim.

-Com sinceridade?

-Toda!

-Eu vejo uma garotinha, delicada, linda, meiga e doce....Por que?

-Por que eu não queria ser mais assim- Admiti bufando.

-Assim como?

-Desse jeito que você me descreveu...Jane eu descobri que a minha vida é uma mentira,que as pessoas que eu mais amava e respeitava me enganaram.

-Nessie do que você esta falando?

-Eu estou falando desse meu jeito...outro dia,você me disse que eu deveria ser mais rebelde e menos certinha...

-Iiii?

-I eu acho que você estava redondamente certa....-Levantei um pouco a minha cabeça-Eu estou casada de ser a nessie caseira,previsível,doce,amável...Eu não quero mais ter medo das pessoas,eu quero ser respeitada,quero ser vista.

-Você quer se rebelar?-Jane perguntou divertida.

-Com a sua ajuda,certamente -Constatei.

-Nossa!Eu estou tão surpresa....que nem sei o que dizer.

-Diga sim!!-Falei esperançosa e Jane ficou por alguns minutos em silencio.

-SIM,SIM SIM Mais é claro que eu vou te ajudar amiga...na verdade isso vai ser uma honra pra mim- Ela completou empolgada.

-Jane não exagera...- Falei rindo.

-Mais eu tenho umas condições...

-Condições?

-Exatamente!!Que ouvir?

-Manda-Falei sem pensar.

-A primeira delas,é muito simples e essencial...

-Fala logo Jane- Pedi impaciente.

-Eu quero que você me prometa que em hipótese alguma vai discordar das minhas idéias de renovar seu visual?-Ela mandou à primeira.

-Ta! Mais...nada de roupas curtas,estilo piriguete e nem aquelas cheias de brilho.

-Feito- Nos duas apertamos as mãos e o sinal tocou- Vem que eu te ajudo- Jane disse me pegando pelos ombros,como se houvesse necessidade disso.

Já que depois que eu decidi voltar pra escola,Richard achou melhor me emprestar uma bota ortopédica,sendo assim,agora eu já conseguia andar sozinha por ai,como uma pata manca,mais já era o suficiente.

-Jane eu estava pensando...Como eu vou pro shopping desse jeito?

-Não se esquenta amiga, eu estou com o meu carro e lá no shopping a gente da um jeito.

-Ok- Concordei,eu não queria ficar em casa mesmo,pelo menos não com ele lá me encarando toda hora-Então continua...qual é a sua segunda condição?

-Certo a minha segunda condição é mais uma idéia do que outra coisa....

-Como assim?

-Você disse que queria mudar né?...Que tal fazer isso do jeito certo...Tipo dos pés a cabeça...totalmente.

-Você ta querendo dizer radicalmente?-Perguntei na hora que nos duas entravamos na sala.

-Exatamente.

-Ótimo- Respondi me sentando na carteira-Eu gostei muita da idéia,mais eu não vou ter dinheiro pra...

-E essa é a minha terceira condição- Jane declarou me cortando- Nessie você precisa me dar carta branca amiga, essa mudança toda não vai sair barato e é por isso,que você que tem que aceitar tudo,como um presente especial meu...

-Jane eu não posso...esquece tah?nada feito-Eu disse me virando para frente e prestando atenção na aula enquanto Jane ficava na dela,meio enburrada,coisa que só pendurou até o ultimo sinal.

-Nessie eu tive uma idéia- Ela disse toda feliz-E se eu te arranjasse um emprego?

-Um emprego- Olhei pra ela interessada- Do que,por exemplo?

-Bom eu tenho um rolinho com o gerente de uma lanchonete bem famosa daqui,seria perfeito pra você,é pertinho da escola e a galera adora ir lá.

-Mesmo assim Jane,agora eu não posso trabalhar com essa bota no pé e nem te pagar.

-Amiga você não me escutou direito?-Ela quis saber-Esse emprego já esta no papo,é só você aceitar e pronto!-Jane afirmou-E quanto a bota e o dinheiro...eu espero numa boa.

-Jane...

-Não!sem Jane...é aceitar uma vida nova,independente e com um novo visual ou não...Escolha?

-Agora você pegou pesado-Eu admiti e ela riu me abraçando pela cintura.

- Isso foi um sim?-Jane quis saber.

-Sim!!!- Afirmei.

-Aiii amiga que ótimo, agora vamos, eu não quero perder mais tempo,por que hoje o dia será bem longooooo.

-Ta! mais antes eu vou  falar com a minha mãe... -Jane me encarou chocada-O que foi?-Perguntei confusa-Eu só vou avisa - lá... Nada demais- Jane revirou os olhos.

-Beleza! então aproveite pra fazer isso agora...Já que a sua mãe esta vindo ai mesmo-Ela disse sorrindo e quando eu me virei pra olhar,achei a mamãe vindo ao meu encontro no corredor.

-Olá meu amor...como foi a escola hoje?-Ela perguntou com as suas duas mãos em meu rosto e depois com muito carinho depositou um beijo em minha testa.

-Perfeito- Respondi simplesmente.

-Olá Jane...Tudo bem querida?

-Tudo ótimo senhora Black e com você- Jane respondeu sorrindo de um jeito simpático.

-Não por favor!Me chame só de Rebecca querida... Ou Becca se preferir-Mamãe pediu me abraçando pelos ombros.

-Claro...pode deixar Rebecca,que eu nunca mais te chamo de senhora...você esta muito nova ainda,pra ser chamada assim- Jane constatou e mamãe sorriu.

-Imagina-Ela disse ruborizada e eu decidi cortar aquele papo de vez.

-Mãe- Chamei ela baixinho - Jane e eu queríamos ir ao shopping hoje...você deixa?-Perguntei ansiosa.
-Filha eu não sei- Ela falou com pensar- Você ainda esta com essa bota e não pode se cansar muito meu amor.

-Não se preocupe Rebecca...eu juro que não vou gastar muito a sola,ou melhor,a bota ortopédica da nessie...a gente só vai andar pelo shopping mesmo e lá tem praticamente de tudo.

-Eu não sei.

-Mãe- Repeti seria-Eu preciso comprar algumas roupas... Por que as minhas já estão ficando curtas demais.

-Você tem razão filha-Ela assentiu e depois encarou a Jane que esperava ansiosamente pelo o sim da mamãe- Tudo bem garotas... Eu deixo vocês irem,mais Jane....cuide bem da minha menina viu?-Ela pediu preocupada comigo,como sempre.

-Pode deixar Rebeccca,Renesmee estará em boas mãos- Jane declarou batendo palminhas.

-Agora tome filha-Mamãe disse se separando de mim e pegando a bolsa-Esse dinheiro aqui é pra você se divertir meu bem e comprar muita coisa nova-Ela falou me entregando um bolinho de dinheiro.

-Mamãe não precisa-Eu tentei dizer.

-Mais é claro que precisa...é o meu dever como mãe,não quero ver a minha menina com roupas curtas por ai-Ela sorriu e eu tive que aceitar.

-Tudo bem-Eu disse pegando o dinheiro contrariada, já que a mamãe podia desconfiar que eu iria arrumar um emprego e depois contar pra ele que melaria tudo.

“Então era melhor evitar”

-Bom então...eu desejo um otimo passeio pra vocês meninas...E filha você sabe me dizer a que horas você vai voltar?

-Provavelmente a noite mamãe...Eu não sei ao certo- Respondi incerta.

-Ok...eu venho te buscar então-Ela prometeu.

-E eu vou estar esperando mamãe...”Por você” -Eu enfatizei essa ultima parte e ela concordou se despedindo de Jane e depois de mim.

-Sua mãe é maravilhosa nessie- Jane comentou quando nós duas saíamos da escola.

-É- Concordei- Ela é muito especial mesmo- Disse enquanto avaliava Jane descolar um papel rosa choque que estava grudado na janela do carro dela,assim que a gente se aproximou-O que é isso?-Perguntei curiosa.

-Isso -Jane apontou para o papel rosa- É uma tremenda idiotice daquelas patricinhas do terceiro ano-Ela bufou.

-Quem?-Quis saber ainda sem entender quando nos duas entravamos no carro.

-A Barbara,a Sandra,a Débora e a Kim,você se esqueceu das piriguetes loiras falsas que habitam o nosso colégio?-Ela perguntou indignada e eu revirei os olhos me acomodando no assento.

-Deixa eu ver isso- Eu falei pegando o papel das mãos da Jane que deu partida no carro.

-É melhor você não ler...por que é ridículo demais -Jane me aconselhou ligando o radio.

-Caraca- Exclamei depois de ver aquele absurdo -Essas garotas são malucas...elas estão querendo um nova intrigante,loira,magra,alta e de olhos claro...kkkkkkk.

-São cretinas,querendo outra cretina pra fazer parte do bando das vadias- Jane constatou.

-Hei é o bando das panteras- Eu zoei e Jane me mostrou a língua -Você podia se escrever...olha só - Apontei para o papel -Você tem todos os requisitos - Brinquei.

-Mais nem morta eu entro pra aquele covil...Já não basta eu ter que agüentar aquela cobra da Barbara na minha casa todos os finais de semana se esfregando descaradamente no meu irmão como uma cadela ócio-Ela falou nervosa-...Não!!! eu não suporto mais a cara da Barbara e nem das ratinhas dela.

-Eu sei amiga...Eu só estava brincando- Eu me redimi-A Barbara se esfrega no seu irmão?-Quis saber um pouco incomodada.

-Sim...ela é louca por ele e ele foge dela como o diabo foge da cruz-Jane sorriu-...Você precisava ver,chega a ser nojento o jeito que aquela garota se insinua quando esta perto dele.

-Bárbara é vulgar sim,mais é muito bonita...Você tem certeza que ele nunca ficou mesmo com ela?-Continuei com interrogatório ”Por que eu estava fazendo isso mesmo?“Nem eu sabia!!

-Muitas vezes-Eu arregalei os olhos chocada- Alec não é burro,Barbara é muito fácil e ele sempre usava isso para se beneficiar dela- Eu quase vomitei -Mais isso mudou de uns tempo pra cá.

-Mudou?

-É, ele esta diferente- Jane comentou –Eu por exemplo,já peguei o Alec varias vezes rindo sozinho ou perdido em algum pensamento distante.

-Que estranho-Exclamei.

-É eu ouvi os amigos dele dizer esses dias que o Alec devia estar apaixonado.

-Apaixonado?

-Renesmee- Jane me encarou por alguns estandes e depois voltou o seu olhar para estrada- Por que você quer saber tanto do Alec?...Parece até que esta interessada.

-Mais é claro que não!!!-Falei nervosa-Eu só queria puxar papo,se você não quer conversar tudo bem-Falei emburrada.

-E desde quando precisamos falar do meu irmão pra ter assunto?-Ela rebateu- Ta certo que às vezes você esconde as coisas de mim,mais...-Eu a cortei.

-Jane eu não escondo nada de você.

-Claro que esconde-Ela insistiu.

-Tipo o que, por exemplo?...

-Tipo ele- Ela falou entre linhas.

-Ele quem?

-O morenão que não tirava os olhos de você no hospital oras- O meu coração parou.

-A gente já falou sobre isso- Falei nervosa,sentindo a minha respiração falhar.

-Renesmee- Jane me chamou -Por que você fica tão nervosa quando eu falo dele?-Ela quis saber me deixando irritada.

-Eu não fico nervosa não!... Isso é coisa da sua cabeça Jane.

-Harãm, sei- Jane me olhou com um sorrindo de canto e depois parou o carro no estacionamento do shopping e me ajudou a descer- Tudo bem nessie, não quer falar, não fala...mais eu sei que você ta sentindo algo pelo morenão do hospital e isso não adianta negar-Ela reformou quando entravamos no shopping e quando eu ia dizer mais uma vez o quanto ela estava enganada,eu fui interrompida por um grito estridente.

-OMG,PRINCESA JANE!!VOCÊ POR AQUI, QUE HONRA- Um cara loiro e baixinho,metido num terninho vermelho vivo falou vindo na nossa direção como uma gazela saltitante.

-Matt...que bom que eu consegui te encontrar,to sabendo que hoje você esta saindo de ferias,não é mesmo?-Jane falou abraçando ele que depois acenou para mim de um jeito estranho.

-Quem é essa menina linda?- Ele perguntou pra ela.

-Mattt essa aqui é a minha melhor amiga....Renesmee-Jane apresentou.

-Prazer Matt,tudo bem?

-Tudo ótimo fofinha- Ele apertou as minhas bochechas e depois olhou para Jane de volta-Então princesa me diga,do que precisa minha preferida que eu faço tudo antes de colocar meus pezinhos delicados para fora e me aventurar por ai.

-Matt eu preciso de uma reforma completa...algo novo,renovador -Jane falou exagerada e Matt colocou as mãos na boca chocado.

-Mais por que princesa?-Ele perguntou com os olhos cheios de água- Você fica tão diva assim,parece até uma boneca de tão perfeita.

-Oh Matt essa mudança não é pra mim não...-Jane tentou explicar.

-Não me diga que é pra você- Ele me encarou com as mãos no peito e com os olhos faiscando de empolgação.

-É-Respondi sem graça.

-Pois então venha cá menina... Que eu vou te deixar Ma-ra-vi-lhosa- Ele me chamou entrando num salão enorme e cheio de gente e me sentando numa cadeira giratória-Então menina...Você esta disposta mesmo á fazer uma mudança radical?-Ele me perguntou pela ultima vez.

-Sim- Respondi convicta e Matt sorriu vitorioso e virou a minha cadeira.

-Então primeiro eu vou dar um corte escândalo nessa suas madeixas onduladas que também vão mudar de cor viu....

-Você tem alguma sugestão Matt?-Jane perguntou curiosa enquanto ele cortava meu cabelo.

-Bom se o lema é mudar e te deixar mais....

-Adulta- Completei empolgada.

-E sexy,o que é importantíssimo pra qualquer mulher fatal,eu te sugiro um...

-Loiro igual ao meu- Jane também se empolgou.

-Loiro -Mattt repetiu -Magnífico princesa... Renesmee você ficará bela,como uma sereia.

-Sereia?Aquela que tem rabo de peixe -Eu sorri fazendo uma careta.

-Não -Matt revirou os olhos -Uma Sereia como aquelas que têm a capacidade de encantar qualquer homem que se aproxime delas... Como se estivesse enfeitiçados por tamanha beleza- Matt finalizou.
-
-
Duas horas depois....

Matt já havia finalizado a minha transformação e eu tenho que admitir que foi um tremendo choque pra mim,me olhar naquele espelho e me deparar com outra mulher.

Novo visual da nessie-http://lc4.in/NL20

Sim! era exatamente desse jeito que eu me sentia depois de ter mudado o visual completamente com a ajuda da Claire,que me levou em varias lojas,a onde eu comprei uma variedade enorme de vestidos bem justinhos ao corpo coisa que eu nunca usei na vida,sapatos de salto alto,bolsas,maquiagens,calças de marca,blusinhas bem decotas,muitas saias,camisolas,pijaminhas e lingeries provocantes que a Jane me obrigou a levar, assim como a depilação completa que eu e ela fizemos no salão e por fim a loja que eu mesma fiz questão de ir.

-Você tem certeza mesmo nessie?-Jane perguntou indecisa.

-Absoluta...-Respondi pela quinta vez.

-Mais isso deve doer pra caramba -Ela afirmou.

-Jane eu acabei de fazer uma depilação que arrancou o meu couro e ainda por cima estou com a perna quebrada-Comentei- Então amiga o que vier agora é lucro -Jane sorriu.

-Ok se você vai fazer isso,eu também vou.

-Vai mesmo?-Perguntei quando entravamos na loja escura.

-Se eu agüentar sim- Jane disse fazendo uma careta engraçada quando viu um homem enorme e gordo com uma faixa na cabeça vindo na nossa direção.

-E ai graçinhas o que desejam?- Ele perguntou sorrindo e mostrando uma serie de dentes de lata.

-Eu-eu e e-la-Jane começou a gaguejar.

-Queremos colocar piercings- Declarei por fim e ele nos encarou com os olhos semicerrados.

-Bom,se vocês foram de menor eu só faço com uma autorização-Ele afirmou e Jane tirou a carteira da balsa.

-Eu posso te pagar moço,muito bem se você topar fazer isso sem autorização... Que tal?

-IIII Eu não sei não-Ele coçou a barba.

-Eu juro que da nossa parte você não terá problemas- Jane insistiu e depois mostrou mais uma quantia de dinheiro-Eu tenho isso também.

-Caraca moça...Isso da pra pagar até os alugueis atrasados do meu Ap- Os olhos do gordão brilharam.

-Então?Você aceita ou não,colocar os piercings na gente?

-Aceito-Ele respondeu decidido e depois nos acompanhou até uma salinha e nos mostrou um catálogo cheio de modelos variados de piercings pra tudo conte lugar -Qual das duas vai colocar primeiro?-Ele quis saber.

-Renesmee vai você -Jane pediu tremendo e eu assenti.

-Tudo bem eu faço primeiro- Concordei-Olha,eu quero colocar somente um - Declarei me sentando numa espécie de cama com um colchão fininho por cima -No umbigo e vai ser esse aqui- Apontei rapidamente com o dedo o modelo do piercing que eu queria.

-Certo...eu vou lá na frente pega-lo na vitrine- O cara disse saindo da sala.

-Nessie esse piercing vai ficar perfeito amiga- Jane comentou olhando o catálogo-Eu também já escolhi o meu... Olhe só, o que você acha?-Ela perguntou me mostrando um piercing lindo e cor de rosa,ou seja,a cara da Jane,com certeza.

-Pronto garota ta aqui o piercing escolhido-O Cara com dente de lata voltou e depois me mandou deitar na cama e começou a passar um negocio gelado no meu umbigo e depois marcou ele com uma caneta vermelha e furou sem dó o local me fazendo gritar intencionalmente de dor.

-Agora é a sua vez gatinha-Ele disse enquanto encarava Jane que engoliu em seco pelo medo que ela devia esta sentindo,mais no fim,minha amiga acabou aguentando firme e forte,e quando eu dei por mim,nos duas já estávamos do lado de fora daquela loja do terror,com muitas compras nas mãos e com um piercing lindo no umbigo.

Piercing da ness-http://lc4.in/TZ1w
Piercing da Jane-http://lc4.in/0p45

-Caraca eu nunca pensei que um dia eu ia fazer isso- Jane falou sorridente apontando para a barriga lisinha com o piercing que ela havia escolhido.

-Nem eu amiga....isso foi loucura- Afirmei.

-Não-Ela negou- Isso foi o começo de uma nova fase.

-Você tem razão...a partir de hoje eu nunca mais vou ser aquela antiga Renesmee que eu costuma ser...daqui pra frente Jane, tudo vai ser diferente...Tudo- Constatei e Jane assentiu me dando um abraço apertado e depois me levando pra casa.

-Amiga você vai descer aqui mesmo?-Jane perguntou quando parava o seu carro do lado da floresta,a onde eu já me preparava para descer.

-Jane não se preocupe comigo...minha mãe já deve estar me esperando mesmo-Constatei-E ela vai me ajudar com as compras...eu consigo- Eu tentei acalma - lá.

-Eu vou te ajudar até lá então... Você não é um polvo nessie pra segurar tantas sacolas assim- Jane sorriu descendo do carro também.-Você esta deslumbrante amiga-Ela me elogiou depois me encarando de cima a baixo- Sua mãe vai se surpreender com você.

-Vai sim- Falei dando uma voltinha de um jeito meio tímido mais Jane me parou.

-Se você quer mudar mesmo nessie....você tem que deixar essa sua timidez de lado viu-Ela me falou pegando algumas sacolas do carro e me entregando algumas também.

-Pode deixar-Concordei com ela e começamos a andar pela floresta- Jane,pode voltar agora amiga,...minha mãe sempre me espera aqui –Avisei.

-Mais eu não quero te deixar sozinha- Jane falou preocupada.

-A minha mãe já esta chegando...não se preocupe-Repeti mais uma vez e ela bufou contrariada.

-Tudo bem então amiga....Eu te vejo de novo amanhã,certo?-Ela perguntou.

-Certo- Assenti sorrindo e Jane foi embora me deixando sozinha com as sacolas,algumas no chão mesmo e outras nas minhas mãos.

–Renesmee...?-Escutei uma voz grave me chamar e me virei surpresa para encara-ló... Jacob?O que ele estava fazendo aqui?

”Era pra mamãe ter vindo,não ele”Pensei aborrecida,mais tentei não transparecer.

–Jacob...-Falei o seu nome com um sorrindo sacana nos lábios -E aí gostou da surpresa?-Quis saber, quando percebi que Jacob estava praticamente babando por mim com os olhos cravados na minha boca.

–Nossa...eu nem sei o que dizer..-Ele completou completamente sem reação e eu ri mais ainda.

“Isso vai ser "muito"divertido”Pensei comigo mesma enquanto deixava as minha sacolas no chão e caminhava lentamente na sua direção.

“Feito uma pata manca,mais lá no fundo,tentando ser bem sexy e sem timidez nenhuma”

                                               Fim da 1°Fase...*-*
____________________________________________________
Anexos dos personagens "Novos":


Barbara-http://lc4.in/S9vl

Sandra-http://lc4.in/IZ28

Débora-http://lc4.in/jV8V

Kim-http://lc4.in/v4O

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados