Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

Capítulo 9

Pov Renesmee.


“Eu não sei por quanto tempo permaneci desacordada naquela cama de hospital, mais sei, que preferiria mil vezes ter morrido naquela hora, do que ter aberto os meus olhos e me deparado com a minha nova realidade”

-Renesmee?-Um homem desconhecido me chamou.

-Quem é você?E que lugar é esse?-Perguntei meia grogue.

-Eu sou Richard,seu medico e você esta num hospital querida -Ele comprovou as minhas suspeitas.

-E você sabe como foi que eu cheguei aqui?-Quis saber relutante e o medico suspirou.

-Os enfermeiros só me contaram que havia um homem moreno  te carregando nos braços –Assenti -Ele estava desesperado,você o conhece?-O medico perguntou.

-Tenho certeza que não- Afirmei convicta - Minhas pernas e minhas costas estão doendo muito doutor- Reclamei depois.

-Eu sei...Mais se acalme,isso vai passar,eu acabei de te dar uns analgésico que vai aliviar um pouco a sua dor e quanto a perna-Ele me disse tocando nela que estava toda engessada-Evite fazer movimentos bruscos...-Eu assenti.

-Por quanto tempo eu vou ter que ficar com essa coisa?-Perguntei nervosa.

-Um mês...no Maximo- Ele me assegurou.

-Um mês?-Suspirei derrotada- Sem poder sair de casa?-Voltei a perguntar.

-Lógico que não...depois de duas ou três semanas você já vai poder sair,mais com o gesso é claro- Respondeu sorrindo.

-Fazer o que né- Bufei contrariada-...Doutor?-O chamei de volta.

-Sim?-Ele me perguntou.

-Você poderia me ajudar aqui um pouquinho- Pedi tentando-me ajeitar na cama.

-Claro- O doutor assentiu e me puxou com muita delicadeza pra cima,permitindo que minhas costas ficassem levemente inclinadas na cama e assim eu pudesse ficar sentada,exatamente na posição que eu queria.

-Valeu- Agradeci a ele que sorriu.

-Qualquer coisa, é só me chamar que eu estou em suas ordens- O medico constatou.

-Pode deixar-Falei de cabeça baixa e ele saiu do quarto me deixando sozinha.

”O que infelizmente... não durou por muito tempo”

Por que logo depois eu fui surpreendida com a porta  se abrindo lentamente e uma voz rouca e muito penetrante me chamar com cautela.

-Nessie- Meu coração gelou nesse momento e eu prendi a minha respiração,nervosa demais com a possibilidade de ficar sozinha com aquele desconhecido,que me conhecia melhor do que ninguém na verdade.




-Saia daqui...eu não tenho nada pra falar com você- Mandei depois de virar o meu rosto bruscamente,numa tentativa frustrada de me impedir de chorar.

-Mais eu tenho nessie! –Começou e pelo seu tom de voz eu pude perceber o quanto ele estava triste”Tarde demais,agora a merda ,já estava toda feita"_ Pensei revoltada -E eu não vou sair desse quarto enquanto não te disser tudo que está engasgado aqui dentro –Me informou me deixando irritada.

PERA AÍ!Quem ele pensa que é?Se eu não queria conversar com um mentiroso,traidor de uma figa eu tinha esse direito,não tinha?_Me virei para fita-lo com  raiva  e nessa  hora me arrependi amargamente desse meu gesto que me permitiu ficar frente a frente com o meu enganar,que ontem mesmo havia sido o meu melhor amigo e hoje? Apenas um estranho desprezível me pedindo para explicar o que pra mim,era inexplicável.

-Eu já disse que não quero conversar com você...saia do meu quarto..saia da minha vida,ME DEIXE EM PAZ-Gritei.

-Ness...-Ele tentou me falar algo,porém eu fingia não escutar colocando as minhas mãos nas orelhas,como uma criança birrenta que não queria ouvir a mãe.

-Saia daqui...Saia daqui.eu não quero te ouvir,não quero mais saber de mentiras,eu cansei de ser enganada-Ordenei começando a chorar.

-Renesmee eu não posso sair daqui,pelos menos não antes de você me escutar...por favor?-Ele implorou desesperado e eu destampei os meus ouvidos e coloquei as minhas mãos encima do colo.

-E por que eu deveria fazer isso?-Perguntei-Te escutar? Se eu nem mesmo te conheço?Afinal de contas... quem é você?Por que esta aqui?Por que esta falando comigo?Homem desconhecido.

-Eu não sou nenhum desconhecido nessie- Ele se negou.

-Eu nunca te vi na minha vida- Constatei.

-Renesmee...sou eu! O Jake,o seu Jake,seu amigo inseparável...seu...

-Meu nada!O Jake esta morto...junto com essa mentira que você me fez acreditar.

-Eu entendo que você esteja magoada -Ele falou pausadamente-Mais eu só te peço que me deixe explicar.

-Então fale logo... Eu já estou cansada de tanta enrolarão- Garanti irritada.

-Ok...eu vou contar...na verdade eu vou começar pelo começo-Eu revirei os olhos-Quando você ainda era um bebe,eu vivia sozinho no meio da mata e me guiava pelos meus instintos de lobo,por que tinha raiva de mim mesmo e asco de não ser humano-Ele se declarou-Eu nunca quis  ser assim e foi exatamente por isso que eu quebrei a aliança com o meu pai e fui embora de casa.

- La Push?-Ele assentiu.

-Sim...E nesse mesmo dia ele acabou morrendo...foi morto por vampiros-Eu estremeci-Parece até loucura não é?Eu sei que você esta um pouco assustada-"Imagina! descobrir que existia vampiros e homens que se transformavam em lobos era completamente normal pra mim"zombei mentalmente- Bem...eu só sei que não  tenho mais direito de mentir pra você,por que eu já errei muito no passado e agora estou disposto a reparar esse mal feito.

-Não tenha tanta certeza- Afirmei magoada e Jacob voltou a me explicar.

-Então como eu estava dizendo...depois de quebrar a aliança e sai de casa eu passei alguns anos na floresta até te encontrar nos braços da sua mãe verdadeira... Isabella- Eu arregalei os olhos nessa hora e senti um aperto muito forte  no meu coração.

-Minha mãe?-Perguntei sentindo a emoção me domar.

-Sim... Isabella era uma moça pobre que vivia com sua família numa vila que também foi atacada por vampiros - Jacob abaixou a cabeça e suspirou profundamente-Eles acabaram matando todo mundo,mais tiveram algumas exceções, como o seu pai que foi levado,sua mãe que não resistiu e acabou morrendo...mais só depois de me entregar você - Ele me encarou -O bebê há quem eu prometi cuidar e amar pelo resto da minha vida.

-E depois?-Funguei limpando algumas lagrimas com as costas das minhas mãos, cheias de arranhaduras e machucados

-E depois eu levei você pra Rebecca...

-A mamãe...-Sussurrei.

-Sim...Ela era a minha irmã mais velha e também havia fugido de casa,então eu sabia que Rebecca estava por perto e te levei pra lá as presas,eu precisava de ajuda e você também,por que eu não tinha experiência nenhuma com crianças,na verdade eu era um completo ogro nesse esquisito- Ele sorriu mediante as lembranças.

-Você ta querendo me dizer que mamãe Becca também já sabia disso tudo?-Perguntei magoada.

-Sabia-Ele sussurrou e depois se apresou em dizer-Mais Becca não teve culpa nenhuma nessa historia...

-Como não?-Perguntei indgnida- Ela te ajudou a mentir pra mim,me enganar-Rebati.

-Espera Renesmee...não foi bem assim que as coisas se sucederam...Rebecca só topou mentir por que ela te amava e não queria te colocar em perigo,assim como eu também não queria.

-E o que isso tem a ver?-Perguntei chorando-Eu não consigo Jacob,eu juro que não dá,eu estou tentando ser paciente,te escutar...enquanto a minha vontade mesmo é de gritar,de te socar varias vezes,de fugir pra bem longe.

-Nessie não diga isso - Ele me pediu desesperado-Nunca mais-Implorou-Eu não sou ninguém sem você,ninguém!

-Devia ter pensado nisso antes de mentir pra mim- Abaixei a cabeça revoltada e nessa hora eu acabei sentindo uma forte tontura, que eu resolvi ignorar.

-Um dia você vai entender nessie...e me perdoar, por que eu só fiz tudo isso...-Ele tentou me dizer.

-CHEGAAA!!PARA COM ISSO,PARA DE ME DIZER QUE SÓ MENTIU E ME ENGANOU PRA ME PROTEGER,ISSO NÃO FAZ SENTINDO ALGUM,NINGUEM PODE PROTEGER OUTRA PESSOA METINDO,ENGANANDO...fazendo ela de idiota...você não tem idéia de como eu me sinto um lixo agora,de como eu me sinto usada-Coloquei as minhas mãos na cabeça-Eu compartilhei com você todos os meus medos,segredos,eu confiei a ti a minha vida,lhe dei a minha amizade,meu respeito e você quebrou tudo isso.

-Nessie você não entende?... Sua vida estava em perigo,os vampiros poderia querer te pe..-O cortei novamente.

-Você deve ter se divertido muito com a minha cara não é?-Afirmei-...Por que eu só fiz papel de boba,boba e ingênua que falava o tempo todo com um lobo enorme que na verdade era você,louca por que...-Me lembrei de uma coisa- AHHH MEU DEUS JACOB...AQUE-AQUELE DIA...-Gaguejei-Na cachoeira VOCÊ ME VIU PELADA- Esbravejei transtornada e comecei a me debater na cama tentando descer dali e sair correndo de tanta vergonha e raiva que eu estava naquele momento,mais Jacob infelizmente foi mais rápido e me segurou evitando que eu desse-se dali,e com isso,inevitavelmente sua pele extremamente quente tocou na minha,causando um choque instantâneo em meu corpo,sensação forte e completamente desconhecida por mim.

-Me solta- Mandei com os dentes trincados tentando me livrar dos seus dois braços que me seguravam firmemente em cima da cama.

-Você precisa se acalmar nessie- Ignorei o seu pedido e as dores pelo o meu corpo e voltei a me debater novamente,me sentindo completamente vulnerável naquela cama.

-Jacob me solta- Pedi rangendo os dentes devido ao nervosismo e mais dois motivos.

E o primeiro deles era com certeza essa proximidade excessiva do Jacob com o meu corpo, que não parava de estremecer,a sensação era algo parecido como sentir frio e ao mesmo tempo calor no peito,mais precisamente na região do coração.

-Só se você me prometer que vai parar com isso?-Sua respiração pesada bateu em meu rosto e eu fechei os meus olhos rapidamente e respirei fundo,uma,duas e até três vezes.

-Eu prometo-Me forcei a dizer aquelas palavras, temendo que acontecesse algo de pior ali e quando abri os meus olhos,eu praticamente petrifiquei com aquelas orbitas negras ainda mais perto do que eu podia desejar encarando os meus lábios com uma necessidade tão profunda que a minha cabeça se inclinou nessa hora como se tivesse um domínio próprio e se aproximou daqueles lábios que se entre abriam rapidamente a espera dos meus.

-Filha- Alguém entrou no meu quarto praticamente escancarando a porta e Jacob se afastou de mim numa velocidade tão absurda que eu mal tive tempo de me refazer do que tinha acabado de acontecer, ou melhor,do que iria acontecer se mamãe não tivesse entrado bem na hora H-Filha o que aconteceu?-Ela perguntou se aproximando mais de mim que deveria estar roxa,rosa ou até mesmo azul de tanta vergonha.

-Você ainda pergunta-Respondi ressentida e ela encarou Jacob e depois voltou a me olhar com os olhos  cheios de lagrimas.

-Filha...-Ela tentou me dizer.

-Não precisa falar nada-Afirmei-...Tudo o que eu tinha que saber eu já sei,até demais eu diria,então não se preocupe mãe...que eu não te odeio-Afirmei seria e ela me abraçou  emocionada.

-Ohh filha... Desculpa meu amor-Mamãe Becca pediu acariciando os meus cabelos com tanta ternura,que o meu coração ficou dilacerado.

-Eu quero pedir uma coisa- Falei encarando as minhas mãos.

-Pode pedir filha-Ela disse carinhosamente.

-Preciso ficar sozinha!... estou toda dolorida e querendo dormir- Menti essa ultima parte e mamãe assentiu.

-Claro que sim meu anjo-Ela sorriu para mim e depois me beijou no rosto e saiu do meu quarto.

-E você?- Perguntei encarando Jacob que mal havia se mexido do lugar.

-Eu posso ficar aqui?-Ele implorou, me fazendo por alguns minutos...amolecer o coração.

-Não,não pode...eu já disse que quero ficar sozinha- Repeti fria-Agora por favor,respeite a minha vontade e me dê licença.

-Ok nessie -Jacob abaixou a cabeça- Se precisar de mim -Ele me fitou -Eu vou estar lá fora ta?-Eu não respondi e ele saiu fechando a porta atrás de si.

Pov Jacob.


Apenas duas semanas havia se passado desde o incidente e Renesmee já quis voltar pras aulas rapidamente, como se a convivência comigo durante esse período, fosse de alguma forma, muito insuportável para ela.

Na verdade,era exatamente assim que eu me sentia,quando nos encontrávamos no almoço,nos esbarrávamos na sala,ou quando nessie me pegava á admirando pela janela do quarto com um pedido mudo estampado no rosto,implorando que ela me notasse e voltasse a falar comigo.

Por que eu simplesmente não estava mais aguentando aquela situação,que já estava virando causo de tortura pra mim,que necessitava urgentemente ouvi-la,nem que pra isso fosse necessário ouvir apenas insultos e xingamentos saindo daquela boquinha linda que eu adoraria beijar.

"Mais nada",absolutamente nada eu tinha de Renesmee,nem mesmo uma troca de palavra,”Ela só sabia me ignorar”,ou fingir que eu não estava ali ao lado dela, quando na verdade,era exatamente ali que eu estava.

Por deus!Eu juro que tentei dar espaço e deixar ela respirar um pouco, refleti o acontecido como Rebecca que também era constantemente ignorada me aconselhou, mais as coisas estavam ficando difíceis, complicadas e insuportáveis.

Principalmente nas vezes, que eu me pegava caminhando na direção do seu aroma delicioso de camomila,como um imã que me chamava constantemente naquela direção,necessitando da sua presença,do seu corpo,dos seus lábios que naquele dia seriam meus...se não fosse a intromissão de Rebecca.

-Jacob- Ouvi a mesma me chamar na sala.

-O que foi?- Perguntei me levantando do sofá com  tédio,por que hoje Renesmee não estava em casa.

-Renesmee foi ao shopping com Jane...- Rebecca começou se sentando ao meu lado.

-E você deixou?-Perguntei prevendo a resposta.

-Claro né- Revirei os olhos- Ela precisa sair... Quem sabe assim ela não se diverte um pouquinho mais, Renesmee anda tão murchinha.

-Rebecca ela esta com gesso no pé ainda - Reclamei.

-Isso não ha impediu de ir pra escola- Rebateu.

-Ok- Me rendi- Se você acha que isso vai fazer bem pra ela,só me resta aceitar,não é?- Falei de mau humor e Rebecca riu,pela primeira vez,desde os últimos dias.

-Tenho muita pena da Renesmee,você vai ser um marido grudento- Ela afirmou com uma careta, me fazendo alargar um sorriso enorme com aquela possibilidade.

"Marido da Renesmee?Era o que eu mais queria na vida"

-Com certeza- Constatei depois de algum tempo.

-Nossa- Rebecca bocejou -Me deu uma dor de cabeça agora...acho que eu já estou ficando velha-Ela reclamou.

-Quer descansar um pouco?-Perguntei preocupado,Rebecca não me parecia nada bem.

-Mais e a nessie?...eu preciso ir busca-lá depois-Ela me perguntou relutante.

-Eu a busco... Não se preocupe-Falei decidido e Rebecca me encarou.

-Ela não vai gostar disso Jake...Você se lembra?Renesmee me pediu pra ir buscá-la todos os dias.

-E você acha mesmo que eu aceitei isso?-Quis saber.

-Eu sei que não-Ela afirmou-Eu sempre te vejo atrás da gente- Constatou sorrindo -Mais ela acha que sim...

-Rebecca se ela reclamar de algo-Comecei-Eu digo que você não estava bem e que me pediu para ir buscá-la.

-Não,não-Rebecca negou rapidamente-Eu não quero que ela se preocupe a toa...-Bufei irritado -Vá então.... mais só diga que eu estava meio atrasada nos afazeres da casa...isso,diga exatamente isso- Ela me pediu nervosa.

-Pode deixar-Concordei.

-Obrigada Jacob-Rebecca agradeceu pálida e depois saiu da sala praticamente correndo, assim como as horas que graças a deus,não demoram a passar.
-
-
Algumas horas depois.....

-Dessa vez você vai ter que falar comigo Renesmee- Sussurrei enquanto passava um perfume e arrumava os meus cabelos com gel e depois amarrava o meu tênis e pulava da janela ansioso pra chegar logo e encontrar a minha princesa.

-Lua você esta perfeita hoje-A elogiei-Perfeita para testemunhar um beijo-Reformulei minha ideias sorrindo como bobo no meio da mata e depois começando a correr, até chegar no meu destino final.

-Renesmee...?-Parei rapidamente olhando para aquela mulher que se virou para me encarar

-Jacob...e aí gostou da surpresa?-Quis saber com um sorriso lindo em seus lábios carnudos... Que estavam uma tentação.

-Nossa...eu nem sei o que dizer..-Completei sem reação.


Continua...

0 comentários:

Postar um comentário

Comente,critique,elogie e de as suas sugestões,mais sem ofensas ok?Que eu sou muito sensível rsrsrs.

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados