Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

Capítulo 14

(Fic Tá Vendo Aquela Lua)

Ultimo Capitulo.


Assim que coloquei os meus pés sobe o tapete vermelho que se estendia até o altar uma musica lenta e calma começou a soar pelo os meus ouvidos na medida em que os convidados se levantavam para me encarar com sorrisos singelos nos rostos, ali estavam amigos, familiares, conhecidos de longa data e até mesmo pessoas que eu nunca havia visto na minha vida, mais quem se importa?Hoje eu só queria uma única em especial e ela estava agora a poucos metros de ser alcançada, ou melhor, a poucos passos.

-Seja muito feliz filha- Papai me desejou enquanto beijava a minha testa de uma maneira terna e me encarava sorrindo.

-Eu vou ser papai,eu vou ser-Garanti sem conseguir conter sequer as minhas lagrimas naquele momento que começaram a cair livremente pelo meu rosto depois de alguns segundos que ficamos ali parados somente nos encarando.

-Eu tenho certeza que sim- Ele concordou se virando e encarando o meu Jake que havia se juntando a nos.

-Senhor Cullen- Jacob cumprimentou papai com a cabeça.

-Jake cuide bem das minhas meninas-Papai pediu serio enquanto pegava a minha mão livre e a colocava entre as do Jacob que na mesma hora me encarou daquele jeito apaixonado dele que me tirava dos eixos e depositou um beijo ali me fazendo sorrir completamente encantada pela sua atitude.

-Eu vou cuidar Edward- Ele prometeu ao meu pai e depois me fitou novamente- Mais do que a minha própria vida, pode ter certeza-Papai concordou com a cabeça e se afastou para ficar ao lado da mamãe pra quem eu entreguei o meu buquê de rosas antes de voltar a olhar para o meu noivo vestido num terno negro completamente ‘’irresistível’’.

Minhas mãos procuraram novamente as suas e os seus olhos negros me avaliaram por alguns segundos, no meu rosto lagrimas ainda caiam embaçando um pouco a minha visão privilegiada de ter o homem dos meus sonhos ali bem na minha frente, mais era inevitável, com a gravidez eu me sentia muito mais sensível.

-Não chore minha princesa você está linda - Jacob me elogiou passando suavemente em meu rosto as costas de sua mão- Quer dizer ...vocês duas estão lindas... As minhas garotas-Ele se corrigiu rindo e acariciando a minha barriga delicadamente pra depois se ajoelhar ali bem na minha frente e depositar um beijo nela arrancando suspiros das mulheres que estavam presentes.

-Você é um bobo- Falei sorrindo quando ele se levantou e me deu um selinho demorado nos lábios.

-Só se for por você- Ele sussurrou antes de nos viramos para o juiz que iria realizar o nosso casamento.

Nessa hora reparei que ali no altar também estavam os nossos padrinhos de casamento a Claire e o Quil no meu lado esquerdo e a Morgan e o Nahuel no lado direito, sim,exatamente, eu e Jacob decidimos convidar essas duas pessoas especiais que entraram em nossas vidas e infelizmente saíram machucados delas.

Nahuel que mesmo depois de tudo o que aconteceu hoje é o meu melhor amigo, o cara a quem eu devo não só a minha vida mais a da minha filha também e a Morgan uma garota extremamente simpática e delicada que por incrível que pareça não guardou magoas nenhuma dos ‘’fatos que aconteceram no passado’’, pelo contrario, Morgan apenas seguiu em frente e hoje tem uma linda carreira de muito sucesso como modelo em New York.

Sorri carinhosamente para os dois que me pareciam estar bem à vontade naquele posto e percebi que Nahuel olhava às vezes para Morgan com um brilho diferente no olhar e uma idéia acabou me abatendo naquele momento em relação aos dois’’Podia dar certo’’ eles ficariam realmente perfeitos juntos.

Mais que tal deixarmos isso para o destino resolver? Afinal de contas, foi por causa dele que eu encontrei o meu Jacob,sim pode até parecer loucura,mais hoje eu sei que valeu muito a pena todas as decepções,magoas e desilusões que eu tive na vida por que todas elas me colocaram no caminho do amor,a segunda melhor coisa que aconteceu na minha vida,por que a primeira delas esta bem aqui dentro de mim e a qualquer momento vai vir ao mundo e me encher de alegria’’Eu tenho certeza’’.

Tirando dos meus devaneios senti Jacob beijar as minhas mãos novamente e sorrir de uma forma encantadora pra mim enquanto o juiz continuava a pronunciar algo que eu mal prestei atenção, por que estava o tempo todo olhando aquele homem lindo ao meu lado que segurava as minhas mãos e sorria me mostrando o quanto estava contente e satisfeito com a nossa união, talvez tanto quanto eu.

‘’Quem diria que um dia eu ia me casar e ter uma filha antes de terminar a minha tão sonhada faculdade primeiro’’Pensei rindo comigo mesma e voltei com a minha atenção finalmente para o Juiz.

Ficamos ali por alguns longos minutos ouvindo aquele senhor falar sobre a importância do casamento, dos filhos e blabla me deixando louca da vida por tanta demora em oficializar a nossa união até que ele chegou enfim no ponto mais esperado, na verdade, na pergunta mais esperada.

-Renesmee Carlie Cullen Você aceita Jacob Black como o seu legítimo esposo para amá-lo e respeitá-lo até que a morte vos separe?-Ele perguntou.

-E lógico que eu aceito- Falei empolgada e os convidados riram da minha reação.

O juiz então se virou para o meu Jacob e disse novamente.

-Jacob Black você aceita Renesmee Carlie Cullen como a sua legítima esposa para amá-la e respeitá-la até que a morte vos separe?-Nessa hora eu fitei o meu amor na expectativa e ele me encarou serio e suspirou por alguns segundos me deixando agoniada.

-Jake amor responde logo....-Falei baixinho para ele que abriu um sorriso enorme e respondeu com muita convicção.

-Isso é o que mais quero nessa vida- Nessa hora ouvimos mais um ‘’Ohh’’das mulheres me deixando louca da vida, ‘’A onde já se viu, isso aqui é o meu casamento e agora esse homem lindo e tesudo aqui bem na minha frente é oficialmente casado comigo’’pensei fula da vida.

Jacob só me encarou rindo e pegou as nossas alianças colocando uma delas um pouco menor que a outra no meu dedo anelar e beijando o local logo em seguida,depois foi a minha vez eu fiz exatamente o mesmo,peguei a aliança maior e coloquei em seu dedo sem tirar os meus olhos do seu rosto e beijei suas duas mãos colocando elas em meu rosto e aspirando o seu cheiro amadeirado que tinha o poder de me enlouquecer’’Será que depois de algum tempo isso ia acabar?Essas sensações todas que o Jacob tinha o dom de me causar tão rapidamente e às vezes de uma maneira tão simples?’’Certamente se eu não tivesse tido pais tão inacreditavelmente apaixonados depois de tanto tempo de casados eu podia bem afirmar essa idéia.

Mais por agora eu acredito e muito no amor eterno.

-Então eu vos declaro marido e mulher, pode beijar a noiva-O juiz finalizou e quase no mesmo instante o meu Jacob me puxou pela cintura me colocando delicadamente no seu corpo para não machucar a minha barriga e me beijou desesperadamente, como se aquele fosse o nosso ultimo beijo.

Envolvi os meus braços em torno do seu pescoço e comecei a movimentar a minha boca na dele numa sincronia perfeita que sempre tínhamos um com o outro nos nossos momentos mais íntimos até sentir um dor horrível parecida como uma contração me abater.

Me separei na hora de Jake e coloquei a minha mão na região a onde a contração havia vindo e senti que um espécie de liquido começou a escorrer pelas minhas pernas molhando o meu vestido pelo caminho.

-Ah meu deus Edward a bolsa estourou- Minha mãe foi a primeira a gritar aflita e depois varias pessoas começaram a falar ao mesmo tempo me deixando mais nervosa e desesperada ainda do que eu já estava.

-Vamos Jacob...temos que leva - lá para um hospital-Meu pai disse e no mesmo segundo Jacob me pegou no colo com uma facilidade extrema e correu comigo até o carro mais próximo que achamos pelo caminho.

-Pai eu não vou agüentar isso ta doendo muito- Comecei a gemer de dor a cada nova contração e Jacob me deitou no banco do passageiro.

-Calma amor tem um hospital pequeno bem próximo daqui......vamos chegar lá a tempo você só precisa se acalmar...-Ele falava nervoso enquanto segurava na minha mão e entrava junto comigo atrás,já na parte da frente o papai e a mamãe davam partida no carro.

-AI EU NÃO VOU AGUENTAR ATÉ LÁ........AHHHHHHH FAZ ESSA DOR PARAR POR FAVOR-Eu comecei a berrar de dor fechando os meus olhos com força e esmagando as mãos que estavam nas minhas,ou seja as mãos do meu Jacob.

-EDWARD MAIS RAPIDO-Mamãe implorou nervosa.

-Calma Bella –Papai também falava nervoso -A gente já está chegando filha... Eu conheço esse hospital... –Ele começou a falar.

-MAIS QUE DROGA PAI,VAI MAIS RAPIDO,EU VOU MORRER AAAHHHHHHHHHHHHHHHHH –Eu gritava como uma histérica sem conseguir me conter.

-Amor vamos fazer respiração cachorrinho... Um... Dois...Três -Jacob feito um idiota começou a respirar de um jeito estranho me deixando mais doida ainda.

-CALA A BOCA JAKE....EU NÃO VOU FAZER MERDA NENHUMA AAAAAAAHHHHHHHHHH SEU CANALHA,A CULPA É SUA.....EU DEVIA TER DESISTIDO DE ME CASAR COM VOCÊ AAAHHHHHHHHHHH QUEM MANDOU HEIM...AAAAAAAAAAHHHHHH VOCÊ ADIAR SEMPRE O NOSSO CASAMENTO MAIS QUE MERDA-Eu gesticulava completamente transtornada gritando a plenos pulmões até perceber que o carro finalmente havia parado”Ai graças a deus’’pensei aliviada pelo menos a minha filha não ia nascer num carro...mais que hora também heim filhinha que você escolheu pra vir ao mundo...bem mais pelo menos você esperou eu dizer o sim’’.

Nessa hora senti mais um forte contração e voltei a gritar- AHHHHH SOCORRO EU VOU MORRER-Comecei a berrar sem parar.

-Filha se acalme...já chegamos...meu amor...já chegamos...JACOB PEGA ELA LOGO –Mamão gritou saindo do carro e logo em seguida Jake me colocou com um pouco mais de dificuldades nos seus braços e saímos também.

-Calmo meu amor...calma -Ele sussurrava pra mim quase chorando de nervoso.

Então finalmente entramos no hospital e logo o papai voou até o balcão junto com a mamãe e os dois começaram a falar ao mesmo tempo uma droga que eu não consegui ouvir, por que estava me contorcendo de tanta dor no momento que eles me colocaram numa cadeira de rodas e me levaram as presas para uma sala, com o meu Jacob junto é claro,por que eu simplesmente me recusei a soltar a mão dele que devia estar latejando de tanta dor numa hora dessas”Não mais que a minha,não mais que a minha’’eu pensava comigo mesma me negando a soltar.

Entramos numa sala horrível e os enfermeiros com a ajuda do Jake me colocaram deitada numa cama, depois alguns médicos entraram também na sala com roupas brancas inclusive o papai e a mamãe que devem ter dado um jeito de assistir ou fazer o meu parto como eles haviam me prometido e uma enfermeira colocou o mesmo traje rápidamente em volta do Jake sem tirar a mão dele que estava envolvida na minha.

-Calma amor vai dar tudo certo-Ele sussurrava toda hora pra mim tentando me acalmar’’mais aquilo eu juro não estava funcionando’’

-DROGA PAI...TIRA LOGO A MINHA FILHA DE DENTRO DE MIM VAI....MAIS QUE MERDA-Eu comecei a pedir xingando até a décima encanação completamente nervosa com aquela demora toda.

-Filha você precisa ter calma...-Minha mãe dizia levantando o meu vestido e colocando algo ali pra depois afastar as minhas pernas- Edward não podemos mais esperar,ela vai nascer-Ela informou ao papai que assentiu rapidamente colocando um par de luvas de borracha.

-Certo filha agora eu preciso da sua ajuda meu anjo... Respire fundo e empurre com bastante força-Ela me pediu e eu balancei a minha cabeça concordando quase na mesma hora que apertava a mão do Jacob devido a mais uma filha da mãe de uma contração.

-Certo filha empurre-Papai mandou e eu comecei a empurrar com toda força que tinha e não tinha no meu corpo mais parece que não foi o suficiente.

-AI MEU DEUS ELA AINDA NÃO SAIU-Eu falava agoniada.

-Vamos filha mais uma vez...a sua filha já estava quase saindo...-Papai me incentiva e novamente lá estava eu empurrando com todas as forças do meu ser.

-AAHHHHHHHHHHHHHHHHHH QUE DOR HORRIVEL... EU NUNCA MAIS VOU ENGRAVIDAR-Eu comecei a dizer empurrado e rezando ao mesmo tempo para que a minha filha fosse mais compassível e saísse logo de dentro de mim pra acabar com essa dor ordinária.

-Isso filha,isso,mais uma vez...-Papai me pediu novamente e eu apertei mais forte a mão do Jacob e empurrei aquilo juntando todas as forças que tinha e não tinha naquele gesto até ouvir um chorinho agudo e abrir um sorriso que misturava felicidade,realização e alivio ao mesmo tempo.

-Bem vinda ao mundo pequena- Escutei o papai dizer e nessa hora estiquei a minha cabeça e pude vislumbrar ele segurando a minha menina extremamente pequena nas mãos e cortando o cordão umbilical, depois entregou a mamãe que se afastou um pouco para envolve - lá numa manta branca e depois traze - lá pra mim.

-Oh mãe me de ela aqui- Estiquei as minhas mãos doridas por ter apertando tanto as dos Jacob e pegue a minha filha com a ajuda do meu amor que começou a chorar feito um bobo.

-É a minha filha... Meu deus eu nem acredito-Ele disse mais para si mesmo e eu comecei a rir da cena.

-E então como vai se chamar a minha netinha, já escolheram o nome?-Papai perguntou se juntando a nos e abraçando a mamãe que estava chorando muito olhando a minha filha em meus braços.

-Eu e ness fizemos um acordo... Se fosse menino eu iria escolher o nome...-Jacob começou.

-E se fosse menina, eu iria escolher-Terminei observando a face da minha pequena.

-E qual vai ser filha?-Dessa vez foi à mamãe que perguntou.

-Eu estava pensando em Luna que em latim quer dizer Cheia de pureza, ou simplesmente lua- Falei sorrindo.

-Esse nome é perfeito meu amor- Jake falou -Essa é uma homenagem e tanto para a primeira testemunha do nosso amor-Ele constatou.

-Exatamente-Eu assenti.

-Eu também achei o nome perfeito filha e lindo,combina muito com ela - Mamãe reforçou secando as próprias lagrimas.

-A minha netinha Luna- Papai repetiu todo bobo-Agora filha precisamos levar ela para incubadora... Enquanto você vai para um quarto descansar.

-Ah pai não- Gemi desgostosa.

-Eu prometo que trago ela o mais rápido possível-Eu concordei vencida e as enfermeiras me levaram para outro quarto e me deram um banho com a ajuda da mamãe e depois colocaram uma roupa de hospital em mim e eu me deitei na cama.

-Jacob amor... -Chamei ele que estava sentando no sofá me encarando- Eu acho que lhe devo desculpas pelo o que eu disse-Falei completamente envergonhada-Sabe eu estava sentido aquelas contrações horríveis....-Jacob se aproximou rapidamente da cama me pegando num beijo que me deixou completamente sem reação.

-Obrigada por ter me dado o melhor presente da minha vida-Ele agradeceu me fazendo abrir um enorme sorriso.

-Das nossas vidas você quis dizer né- O corrigi e rapidamente ouvimos a porta se abrir e entrar por ela ao mesmo tempo a mamãe e o papai com a Luna nos braços.

-Oh pai me de ela aqui, rápido- Pedi ansiosa e ele riu passando a minha filha com muita agilidade para os meus braços.

-Mal posso esperar para vê-lá brincando no jardim da nossa casa- Jake comentou e eu o encarei.

-Amor na sua casa no tem jardim- Declarei me ajeitando para dar o primeiro mama da minha filhinha.

-Claro que tem ness,com direito a balanço,caixa de areia e tudo mais-Ele constatou.

-Como assim?-Perguntei sem entender, até a ultima vez que eu estive na casa do Jacob a onde íamos morar, as coisas estavam na mesma, é claro que eu pretendia reformar tudo aquilo e fazer o quartinho da Luna,queria até ter começando com isso antes mais o Jake impediu dizendo que iria ser melhor fazermos tudo isso depois.

-Aquela casa não é mais nossa ness,eu vendi ela - Ele disse calmamente e eu arregalei os olhos chocada’’Ele vendeu a nossa casa?e a onde vamos morar agora? Meu deus’’.

-Como assim você esta louco?-Falei sem pensar aquela noticia me pegou um tanto quanto desprevenida.

-Calma amor eu já comprei outra bem melhor que aquela, pra gente e a nossa Luna,inclusive eu sei que ela vai amar ,a Alice me ajudou com a decoração e no fim o resultando ficou ótimo -Ele falou todo orgulhoso e eu respirei aliviada.

-Ta e a onde é essa casa?Aqui em La Pus...Focks...ou em Seattle?-Comecei a supor enquanto a mamãe me ajudava com a Luna colocando ela certinho para mamar no meu peito direito.

-Nenhum dos três - Respondeu.

-Então a onde?-Perguntei um pouco tensa.

- Nova York-Ele respondeu por fim me fazendo engasgar, comecei a tossir como louca e só parei quando a Luna começou a chorar por que eu havia atrapalhando o seu lanchinho.

-Jacob não brinca comigo....-Pedi a ele que balançou a cabeça dizendo que não e depois me encarou serio.

-Eu não estou brincando amor...eu tinha uma boa quantia de dinheiro no banco,a minha casa,a moto...vendi tudo e o dinheiro foi mais do que o suficiente para comprar a nossa casinha bem perto da faculdade que você queria fazer de gastronomia-Ele me explicou.

-Amor você não precisava ter feito isso...eu não vou fazer a faculdade mais...o dinheiro que eu tenho não dá...-Eu ia dizendo mais o papai me cortou.

-Filha eu e sua mãe decidimos que vamos te dar a parte que falta do dinheiro de presente....

-Não papai eu não posso aceitar-Falei convicta.

-Mais é claro que pode e vai...veja isso filha como um presente indireto para a Luna também,ela vai sair ganhando tanto quanto você nessa historia –Mamãe tentou me convencer.

-Nossa,vocês estavam fazendo isso tudo por debaixo do pano é?-Acusei agora finalmente entendo os motivos que levaram Jake a adiar o nosso casamento varias vezes.

-Não a gente só queria fazer uma surpresa-Papai respondeu.

-Você melhor do que ninguém sabe que nem sempre precisamos abrir mão do que queremos... Agarra essa oportunidade filha e orgulha mais ainda esses seus velhos pais aqui-Mamãe pediu.

-Velhos a onde?-Eu brinquei procurando algo pelo quarto e os dois riram.

-Ok então conservados-Papai corrigiu rindo.

-Eu nem sei o que dizer-Falei em duvida quando admirava mais uma vez a minha filha sugando o meu peito novamente.

-Fácil... Diga um sim-Jake falou ansioso.

-Eu já disse que tenho a melhor família desse mundo?-Perguntei só para constar chorando.

-Ainda não-Papai respondeu primeiro.

-Então eu digo isso agora com todas as letras... Vocês são as melhores pessoas desse mundo... E eu amo vocês - Afirmei deixando a emoção me levar naquele momento e na hora os três sorriram se juntando a mim num abraço coletivo um pouco torto para não mexer na Luna, que mesmo tão pequena já mostrava que tinha o gênio forte dos pais e dos avôs também é claro.

-Nos também te amamos filha-Papai e mamãe responderam juntos e o Jake me beijou dizendo.

-Eu estou louquinho pra começar logo os nossos felizes para sempre-Eu sorri.

-Eu acho que isso meu amor nos dois já começamos há muito tempo - Garanti acariciando os cabelinhos negros de Luna que largou o meu seio e me fitou com aqueles olhos lindos iguais aos meus.

  By:natineces
       Agora até o Epilogo pessoal...bjokas.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente,critique,elogie e de as suas sugestões,mais sem ofensas ok?Que eu sou muito sensível rsrsrs.

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados