Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

Capítulo 14

(Fic Tá Vendo Aquela Lua)

Ultimo Capitulo.


Assim que coloquei os meus pés sobe o tapete vermelho que se estendia até o altar uma musica lenta e calma começou a soar pelo os meus ouvidos na medida em que os convidados se levantavam para me encarar com sorrisos singelos nos rostos, ali estavam amigos, familiares, conhecidos de longa data e até mesmo pessoas que eu nunca havia visto na minha vida, mais quem se importa?Hoje eu só queria uma única em especial e ela estava agora a poucos metros de ser alcançada, ou melhor, a poucos passos.

-Seja muito feliz filha- Papai me desejou enquanto beijava a minha testa de uma maneira terna e me encarava sorrindo.

-Eu vou ser papai,eu vou ser-Garanti sem conseguir conter sequer as minhas lagrimas naquele momento que começaram a cair livremente pelo meu rosto depois de alguns segundos que ficamos ali parados somente nos encarando.

-Eu tenho certeza que sim- Ele concordou se virando e encarando o meu Jake que havia se juntando a nos.

-Senhor Cullen- Jacob cumprimentou papai com a cabeça.

-Jake cuide bem das minhas meninas-Papai pediu serio enquanto pegava a minha mão livre e a colocava entre as do Jacob que na mesma hora me encarou daquele jeito apaixonado dele que me tirava dos eixos e depositou um beijo ali me fazendo sorrir completamente encantada pela sua atitude.

-Eu vou cuidar Edward- Ele prometeu ao meu pai e depois me fitou novamente- Mais do que a minha própria vida, pode ter certeza-Papai concordou com a cabeça e se afastou para ficar ao lado da mamãe pra quem eu entreguei o meu buquê de rosas antes de voltar a olhar para o meu noivo vestido num terno negro completamente ‘’irresistível’’.

Minhas mãos procuraram novamente as suas e os seus olhos negros me avaliaram por alguns segundos, no meu rosto lagrimas ainda caiam embaçando um pouco a minha visão privilegiada de ter o homem dos meus sonhos ali bem na minha frente, mais era inevitável, com a gravidez eu me sentia muito mais sensível.

-Não chore minha princesa você está linda - Jacob me elogiou passando suavemente em meu rosto as costas de sua mão- Quer dizer ...vocês duas estão lindas... As minhas garotas-Ele se corrigiu rindo e acariciando a minha barriga delicadamente pra depois se ajoelhar ali bem na minha frente e depositar um beijo nela arrancando suspiros das mulheres que estavam presentes.

-Você é um bobo- Falei sorrindo quando ele se levantou e me deu um selinho demorado nos lábios.

-Só se for por você- Ele sussurrou antes de nos viramos para o juiz que iria realizar o nosso casamento.

Nessa hora reparei que ali no altar também estavam os nossos padrinhos de casamento a Claire e o Quil no meu lado esquerdo e a Morgan e o Nahuel no lado direito, sim,exatamente, eu e Jacob decidimos convidar essas duas pessoas especiais que entraram em nossas vidas e infelizmente saíram machucados delas.

Nahuel que mesmo depois de tudo o que aconteceu hoje é o meu melhor amigo, o cara a quem eu devo não só a minha vida mais a da minha filha também e a Morgan uma garota extremamente simpática e delicada que por incrível que pareça não guardou magoas nenhuma dos ‘’fatos que aconteceram no passado’’, pelo contrario, Morgan apenas seguiu em frente e hoje tem uma linda carreira de muito sucesso como modelo em New York.

Sorri carinhosamente para os dois que me pareciam estar bem à vontade naquele posto e percebi que Nahuel olhava às vezes para Morgan com um brilho diferente no olhar e uma idéia acabou me abatendo naquele momento em relação aos dois’’Podia dar certo’’ eles ficariam realmente perfeitos juntos.

Mais que tal deixarmos isso para o destino resolver? Afinal de contas, foi por causa dele que eu encontrei o meu Jacob,sim pode até parecer loucura,mais hoje eu sei que valeu muito a pena todas as decepções,magoas e desilusões que eu tive na vida por que todas elas me colocaram no caminho do amor,a segunda melhor coisa que aconteceu na minha vida,por que a primeira delas esta bem aqui dentro de mim e a qualquer momento vai vir ao mundo e me encher de alegria’’Eu tenho certeza’’.

Tirando dos meus devaneios senti Jacob beijar as minhas mãos novamente e sorrir de uma forma encantadora pra mim enquanto o juiz continuava a pronunciar algo que eu mal prestei atenção, por que estava o tempo todo olhando aquele homem lindo ao meu lado que segurava as minhas mãos e sorria me mostrando o quanto estava contente e satisfeito com a nossa união, talvez tanto quanto eu.

‘’Quem diria que um dia eu ia me casar e ter uma filha antes de terminar a minha tão sonhada faculdade primeiro’’Pensei rindo comigo mesma e voltei com a minha atenção finalmente para o Juiz.

Ficamos ali por alguns longos minutos ouvindo aquele senhor falar sobre a importância do casamento, dos filhos e blabla me deixando louca da vida por tanta demora em oficializar a nossa união até que ele chegou enfim no ponto mais esperado, na verdade, na pergunta mais esperada.

-Renesmee Carlie Cullen Você aceita Jacob Black como o seu legítimo esposo para amá-lo e respeitá-lo até que a morte vos separe?-Ele perguntou.

-E lógico que eu aceito- Falei empolgada e os convidados riram da minha reação.

O juiz então se virou para o meu Jacob e disse novamente.

-Jacob Black você aceita Renesmee Carlie Cullen como a sua legítima esposa para amá-la e respeitá-la até que a morte vos separe?-Nessa hora eu fitei o meu amor na expectativa e ele me encarou serio e suspirou por alguns segundos me deixando agoniada.

-Jake amor responde logo....-Falei baixinho para ele que abriu um sorriso enorme e respondeu com muita convicção.

-Isso é o que mais quero nessa vida- Nessa hora ouvimos mais um ‘’Ohh’’das mulheres me deixando louca da vida, ‘’A onde já se viu, isso aqui é o meu casamento e agora esse homem lindo e tesudo aqui bem na minha frente é oficialmente casado comigo’’pensei fula da vida.

Jacob só me encarou rindo e pegou as nossas alianças colocando uma delas um pouco menor que a outra no meu dedo anelar e beijando o local logo em seguida,depois foi a minha vez eu fiz exatamente o mesmo,peguei a aliança maior e coloquei em seu dedo sem tirar os meus olhos do seu rosto e beijei suas duas mãos colocando elas em meu rosto e aspirando o seu cheiro amadeirado que tinha o poder de me enlouquecer’’Será que depois de algum tempo isso ia acabar?Essas sensações todas que o Jacob tinha o dom de me causar tão rapidamente e às vezes de uma maneira tão simples?’’Certamente se eu não tivesse tido pais tão inacreditavelmente apaixonados depois de tanto tempo de casados eu podia bem afirmar essa idéia.

Mais por agora eu acredito e muito no amor eterno.

-Então eu vos declaro marido e mulher, pode beijar a noiva-O juiz finalizou e quase no mesmo instante o meu Jacob me puxou pela cintura me colocando delicadamente no seu corpo para não machucar a minha barriga e me beijou desesperadamente, como se aquele fosse o nosso ultimo beijo.

Envolvi os meus braços em torno do seu pescoço e comecei a movimentar a minha boca na dele numa sincronia perfeita que sempre tínhamos um com o outro nos nossos momentos mais íntimos até sentir um dor horrível parecida como uma contração me abater.

Me separei na hora de Jake e coloquei a minha mão na região a onde a contração havia vindo e senti que um espécie de liquido começou a escorrer pelas minhas pernas molhando o meu vestido pelo caminho.

-Ah meu deus Edward a bolsa estourou- Minha mãe foi a primeira a gritar aflita e depois varias pessoas começaram a falar ao mesmo tempo me deixando mais nervosa e desesperada ainda do que eu já estava.

-Vamos Jacob...temos que leva - lá para um hospital-Meu pai disse e no mesmo segundo Jacob me pegou no colo com uma facilidade extrema e correu comigo até o carro mais próximo que achamos pelo caminho.

-Pai eu não vou agüentar isso ta doendo muito- Comecei a gemer de dor a cada nova contração e Jacob me deitou no banco do passageiro.

-Calma amor tem um hospital pequeno bem próximo daqui......vamos chegar lá a tempo você só precisa se acalmar...-Ele falava nervoso enquanto segurava na minha mão e entrava junto comigo atrás,já na parte da frente o papai e a mamãe davam partida no carro.

-AI EU NÃO VOU AGUENTAR ATÉ LÁ........AHHHHHHH FAZ ESSA DOR PARAR POR FAVOR-Eu comecei a berrar de dor fechando os meus olhos com força e esmagando as mãos que estavam nas minhas,ou seja as mãos do meu Jacob.

-EDWARD MAIS RAPIDO-Mamãe implorou nervosa.

-Calma Bella –Papai também falava nervoso -A gente já está chegando filha... Eu conheço esse hospital... –Ele começou a falar.

-MAIS QUE DROGA PAI,VAI MAIS RAPIDO,EU VOU MORRER AAAHHHHHHHHHHHHHHHHH –Eu gritava como uma histérica sem conseguir me conter.

-Amor vamos fazer respiração cachorrinho... Um... Dois...Três -Jacob feito um idiota começou a respirar de um jeito estranho me deixando mais doida ainda.

-CALA A BOCA JAKE....EU NÃO VOU FAZER MERDA NENHUMA AAAAAAAHHHHHHHHHH SEU CANALHA,A CULPA É SUA.....EU DEVIA TER DESISTIDO DE ME CASAR COM VOCÊ AAAHHHHHHHHHHH QUEM MANDOU HEIM...AAAAAAAAAAHHHHHH VOCÊ ADIAR SEMPRE O NOSSO CASAMENTO MAIS QUE MERDA-Eu gesticulava completamente transtornada gritando a plenos pulmões até perceber que o carro finalmente havia parado”Ai graças a deus’’pensei aliviada pelo menos a minha filha não ia nascer num carro...mais que hora também heim filhinha que você escolheu pra vir ao mundo...bem mais pelo menos você esperou eu dizer o sim’’.

Nessa hora senti mais um forte contração e voltei a gritar- AHHHHH SOCORRO EU VOU MORRER-Comecei a berrar sem parar.

-Filha se acalme...já chegamos...meu amor...já chegamos...JACOB PEGA ELA LOGO –Mamão gritou saindo do carro e logo em seguida Jake me colocou com um pouco mais de dificuldades nos seus braços e saímos também.

-Calmo meu amor...calma -Ele sussurrava pra mim quase chorando de nervoso.

Então finalmente entramos no hospital e logo o papai voou até o balcão junto com a mamãe e os dois começaram a falar ao mesmo tempo uma droga que eu não consegui ouvir, por que estava me contorcendo de tanta dor no momento que eles me colocaram numa cadeira de rodas e me levaram as presas para uma sala, com o meu Jacob junto é claro,por que eu simplesmente me recusei a soltar a mão dele que devia estar latejando de tanta dor numa hora dessas”Não mais que a minha,não mais que a minha’’eu pensava comigo mesma me negando a soltar.

Entramos numa sala horrível e os enfermeiros com a ajuda do Jake me colocaram deitada numa cama, depois alguns médicos entraram também na sala com roupas brancas inclusive o papai e a mamãe que devem ter dado um jeito de assistir ou fazer o meu parto como eles haviam me prometido e uma enfermeira colocou o mesmo traje rápidamente em volta do Jake sem tirar a mão dele que estava envolvida na minha.

-Calma amor vai dar tudo certo-Ele sussurrava toda hora pra mim tentando me acalmar’’mais aquilo eu juro não estava funcionando’’

-DROGA PAI...TIRA LOGO A MINHA FILHA DE DENTRO DE MIM VAI....MAIS QUE MERDA-Eu comecei a pedir xingando até a décima encanação completamente nervosa com aquela demora toda.

-Filha você precisa ter calma...-Minha mãe dizia levantando o meu vestido e colocando algo ali pra depois afastar as minhas pernas- Edward não podemos mais esperar,ela vai nascer-Ela informou ao papai que assentiu rapidamente colocando um par de luvas de borracha.

-Certo filha agora eu preciso da sua ajuda meu anjo... Respire fundo e empurre com bastante força-Ela me pediu e eu balancei a minha cabeça concordando quase na mesma hora que apertava a mão do Jacob devido a mais uma filha da mãe de uma contração.

-Certo filha empurre-Papai mandou e eu comecei a empurrar com toda força que tinha e não tinha no meu corpo mais parece que não foi o suficiente.

-AI MEU DEUS ELA AINDA NÃO SAIU-Eu falava agoniada.

-Vamos filha mais uma vez...a sua filha já estava quase saindo...-Papai me incentiva e novamente lá estava eu empurrando com todas as forças do meu ser.

-AAHHHHHHHHHHHHHHHHHH QUE DOR HORRIVEL... EU NUNCA MAIS VOU ENGRAVIDAR-Eu comecei a dizer empurrado e rezando ao mesmo tempo para que a minha filha fosse mais compassível e saísse logo de dentro de mim pra acabar com essa dor ordinária.

-Isso filha,isso,mais uma vez...-Papai me pediu novamente e eu apertei mais forte a mão do Jacob e empurrei aquilo juntando todas as forças que tinha e não tinha naquele gesto até ouvir um chorinho agudo e abrir um sorriso que misturava felicidade,realização e alivio ao mesmo tempo.

-Bem vinda ao mundo pequena- Escutei o papai dizer e nessa hora estiquei a minha cabeça e pude vislumbrar ele segurando a minha menina extremamente pequena nas mãos e cortando o cordão umbilical, depois entregou a mamãe que se afastou um pouco para envolve - lá numa manta branca e depois traze - lá pra mim.

-Oh mãe me de ela aqui- Estiquei as minhas mãos doridas por ter apertando tanto as dos Jacob e pegue a minha filha com a ajuda do meu amor que começou a chorar feito um bobo.

-É a minha filha... Meu deus eu nem acredito-Ele disse mais para si mesmo e eu comecei a rir da cena.

-E então como vai se chamar a minha netinha, já escolheram o nome?-Papai perguntou se juntando a nos e abraçando a mamãe que estava chorando muito olhando a minha filha em meus braços.

-Eu e ness fizemos um acordo... Se fosse menino eu iria escolher o nome...-Jacob começou.

-E se fosse menina, eu iria escolher-Terminei observando a face da minha pequena.

-E qual vai ser filha?-Dessa vez foi à mamãe que perguntou.

-Eu estava pensando em Luna que em latim quer dizer Cheia de pureza, ou simplesmente lua- Falei sorrindo.

-Esse nome é perfeito meu amor- Jake falou -Essa é uma homenagem e tanto para a primeira testemunha do nosso amor-Ele constatou.

-Exatamente-Eu assenti.

-Eu também achei o nome perfeito filha e lindo,combina muito com ela - Mamãe reforçou secando as próprias lagrimas.

-A minha netinha Luna- Papai repetiu todo bobo-Agora filha precisamos levar ela para incubadora... Enquanto você vai para um quarto descansar.

-Ah pai não- Gemi desgostosa.

-Eu prometo que trago ela o mais rápido possível-Eu concordei vencida e as enfermeiras me levaram para outro quarto e me deram um banho com a ajuda da mamãe e depois colocaram uma roupa de hospital em mim e eu me deitei na cama.

-Jacob amor... -Chamei ele que estava sentando no sofá me encarando- Eu acho que lhe devo desculpas pelo o que eu disse-Falei completamente envergonhada-Sabe eu estava sentido aquelas contrações horríveis....-Jacob se aproximou rapidamente da cama me pegando num beijo que me deixou completamente sem reação.

-Obrigada por ter me dado o melhor presente da minha vida-Ele agradeceu me fazendo abrir um enorme sorriso.

-Das nossas vidas você quis dizer né- O corrigi e rapidamente ouvimos a porta se abrir e entrar por ela ao mesmo tempo a mamãe e o papai com a Luna nos braços.

-Oh pai me de ela aqui, rápido- Pedi ansiosa e ele riu passando a minha filha com muita agilidade para os meus braços.

-Mal posso esperar para vê-lá brincando no jardim da nossa casa- Jake comentou e eu o encarei.

-Amor na sua casa no tem jardim- Declarei me ajeitando para dar o primeiro mama da minha filhinha.

-Claro que tem ness,com direito a balanço,caixa de areia e tudo mais-Ele constatou.

-Como assim?-Perguntei sem entender, até a ultima vez que eu estive na casa do Jacob a onde íamos morar, as coisas estavam na mesma, é claro que eu pretendia reformar tudo aquilo e fazer o quartinho da Luna,queria até ter começando com isso antes mais o Jake impediu dizendo que iria ser melhor fazermos tudo isso depois.

-Aquela casa não é mais nossa ness,eu vendi ela - Ele disse calmamente e eu arregalei os olhos chocada’’Ele vendeu a nossa casa?e a onde vamos morar agora? Meu deus’’.

-Como assim você esta louco?-Falei sem pensar aquela noticia me pegou um tanto quanto desprevenida.

-Calma amor eu já comprei outra bem melhor que aquela, pra gente e a nossa Luna,inclusive eu sei que ela vai amar ,a Alice me ajudou com a decoração e no fim o resultando ficou ótimo -Ele falou todo orgulhoso e eu respirei aliviada.

-Ta e a onde é essa casa?Aqui em La Pus...Focks...ou em Seattle?-Comecei a supor enquanto a mamãe me ajudava com a Luna colocando ela certinho para mamar no meu peito direito.

-Nenhum dos três - Respondeu.

-Então a onde?-Perguntei um pouco tensa.

- Nova York-Ele respondeu por fim me fazendo engasgar, comecei a tossir como louca e só parei quando a Luna começou a chorar por que eu havia atrapalhando o seu lanchinho.

-Jacob não brinca comigo....-Pedi a ele que balançou a cabeça dizendo que não e depois me encarou serio.

-Eu não estou brincando amor...eu tinha uma boa quantia de dinheiro no banco,a minha casa,a moto...vendi tudo e o dinheiro foi mais do que o suficiente para comprar a nossa casinha bem perto da faculdade que você queria fazer de gastronomia-Ele me explicou.

-Amor você não precisava ter feito isso...eu não vou fazer a faculdade mais...o dinheiro que eu tenho não dá...-Eu ia dizendo mais o papai me cortou.

-Filha eu e sua mãe decidimos que vamos te dar a parte que falta do dinheiro de presente....

-Não papai eu não posso aceitar-Falei convicta.

-Mais é claro que pode e vai...veja isso filha como um presente indireto para a Luna também,ela vai sair ganhando tanto quanto você nessa historia –Mamãe tentou me convencer.

-Nossa,vocês estavam fazendo isso tudo por debaixo do pano é?-Acusei agora finalmente entendo os motivos que levaram Jake a adiar o nosso casamento varias vezes.

-Não a gente só queria fazer uma surpresa-Papai respondeu.

-Você melhor do que ninguém sabe que nem sempre precisamos abrir mão do que queremos... Agarra essa oportunidade filha e orgulha mais ainda esses seus velhos pais aqui-Mamãe pediu.

-Velhos a onde?-Eu brinquei procurando algo pelo quarto e os dois riram.

-Ok então conservados-Papai corrigiu rindo.

-Eu nem sei o que dizer-Falei em duvida quando admirava mais uma vez a minha filha sugando o meu peito novamente.

-Fácil... Diga um sim-Jake falou ansioso.

-Eu já disse que tenho a melhor família desse mundo?-Perguntei só para constar chorando.

-Ainda não-Papai respondeu primeiro.

-Então eu digo isso agora com todas as letras... Vocês são as melhores pessoas desse mundo... E eu amo vocês - Afirmei deixando a emoção me levar naquele momento e na hora os três sorriram se juntando a mim num abraço coletivo um pouco torto para não mexer na Luna, que mesmo tão pequena já mostrava que tinha o gênio forte dos pais e dos avôs também é claro.

-Nos também te amamos filha-Papai e mamãe responderam juntos e o Jake me beijou dizendo.

-Eu estou louquinho pra começar logo os nossos felizes para sempre-Eu sorri.

-Eu acho que isso meu amor nos dois já começamos há muito tempo - Garanti acariciando os cabelinhos negros de Luna que largou o meu seio e me fitou com aqueles olhos lindos iguais aos meus.

  By:natineces
       Agora até o Epilogo pessoal...bjokas.

Capítulo 13

  (Fic Tá Vendo Aquela Lua)

Penúltimo capitulo.


-Ei- Disse corando com o comentário da Claire e depois fitei a mamãe que ria da situação- Mãe e você...acha que o pai vai se importar se eu passar essa noite fora?- Perguntei sem jeito.

-É claro que não meu amor...ele vai é gostar de saber que você e o Jacob fizeram as pazes-Ela me tranqüilizou.

-Que bom- Sorri com isso e corri para os seus braços - Tchau mamãe e me deseje sorte- Me despedi.

-Toda meu anjo... Que você e o Jake sejam muito felizes e que o meu netinho possa crescer num lar completo e de muito amor-Ela desejou me dando um beijo na testa-E a propósito minha filha, você esta linda.

-Obrigado mamãe- Agradeci.

-Renesmee vamos logo AN.....-Claire já ia começar a gritar comigo novamente’’mais que mania’’.

-Vamos sim sua histérica... Isso faz mal ao bebe sabia?Você tem que parar de gritar-Resmunguei enquanto saímos de casa.

-TIA BELLA ISSO É VERDADE- Tampei os meus ouvidos.

-É SIM-Mamãe gritou de volta e a Claire fechou a boca com as mãos e entrou no carro.

-Ok então Renesminha agora eu só vou falar baixinho-Ela cochichou e eu revirei os olhos.

-Não precisa exagerar também né- Ri da situação e Claire começou a dirigir rumo a La Push,ou seria ‘’a minha felicidade?’’

-Chegamos priminha-Ela declarou parando o carro em frente à casa do Jacob e me encarando.

-Será que ele esta em casa mesmo?- Falei quando percebi que a casa estava toda fechada’’talvez ele esteja trabalhando ainda’’pensei comigo mesma.

-Ai nessie você nunca vai saber se não for até lá-Ela bufou-ANDA LOGO - Gritou novamente.

-Olha o bebe Claire,Olha o bebe-Avisei saindo do carro e indo até a porta que estava trancada.

Diante disso não houve alternativa, respirei uma, duas e até três vezes e bati na porta.

-Ele não esta em casa mais que droga - Resmunguei decepcionada.

-Ele não esta ai?-Claire perguntou atrás de mim e eu levei um susto.

-Você esta louca?Quer me matar?-Coloquei a mão no peito.

-Ai que drama-Ela revirou os olhos e eu bufei.

-Claire eu acho que ele não ta aqui não- Disse chateada e ela me encarou com uma expressão pensativa.

-Ele esta ai sim nessie- Afirmou -Eu me lembro que o Jacob disse para o Quil que não ia trabalhar hoje- Completou.

-Eu acho então que ele mudou de idéia- Supôs me preparando para ir embora mais a Claire me segurou.

-Pêra ai,deve haver um jeito de você entrar... O Jake pode estar dormindo e eu sei que o sono dele é pesado- Ela comentou.

-Será que é isso mesmo?-Perguntei meio em duvida e ela assentiu.

-A Janela....você pode pular a janela.

-Você esta louca e o meu braço quebrado como é que fica?-A lembrei.

-É você tem razão... Ai anda Renesmee,pensa-Me pediu impaciente.

-Já sei-Declarei empolgada e fui até o tapetinho que tinha diante da porta e o levantei-O Jake sempre deixa uma chave reserva embaixo do tapete pra a Rachel poder entrar quando ele não estiver em casa.

-Genial-Claire deu alguns pulinhos e quando eu tirei as chaves debaixo do tapete ela pegou da minha mão e abriu a porta’’educada’’.

-Olha não tem ninguém aqui-Ela cochichou entrando na sala.

-Ele deve estar no quarto- Respondi no mesmo tom e ela se virou pra mim com um sorriso presunçoso no rosto.

-Então agora é contigo amiga... Vai lá e faça o que tem que fazer e depois vamos cuidar do seu casamento....por que eu sei que você como uma ótima amiga,uma querida priminha,uma linda mamãe e uma boa esposa vai deixar eu cuidar dele né?-Claire fez biquinho e me fitou com olhinhos brilhando em expectativa.

-É claro que eu vou Claire - Confirmei e quando ela estava preste a gritar eu tampei a sua boca com a minha mão - Olha o bebe-A reaprendi.

-Ta certo agora vai lá e arrasa amiga- Eu assenti sorrindo e ela me deu um tchauzinho com a mão e foi embora me deixando sozinha ali no meio da sala da casa do Jacob que estava sendo iluminada apenas pela janela da cozinha.

-Vamos lá ness agora é com você - Respirei fundo e comecei a andar até o quarto dele e só parei quando eu me deparei com aquela cena de tirar o fôlego e a sanidade de qualquer mulher.

-Minha nossa- Sussurrei baixinho com os olhos cravados naquele deus grego ali deitado na cama apenas de boxe preta dormindo tranqüilo com todo aquele corpo esculpido milimetricamente se mexendo conforme a sua respiração que ia e vinha contraindo os seus músculos tonificados e os seus gominhos.

‘’Ai que homem meu deus.....e ele é todinho meu.......obrigado senhor’’Agradeci mentalmente e comecei a me aproximar da cama bem lentamente olhando para o meu amor com um desejo louco e uma vontade incontrolável de o agarrar ali mesmo sem dar chance dele sequer ver ou notar a minha presença aqui.

Parei de andar quando cheguei bem pertinho da cama e me abaixei ficando com o rosto a milímetros de distancia da sua boca que clamava silenciosamente para ser beijada.

Fiquei naquela posição por um bom tempo sentindo o cheiro do meu homem e me segurando para não passar a mão pelo seu corpo gostoso.

‘’Calma Renesmee, o mundo não vai acabar agora, você precisa dele mais do que tudo... Mais tenha calma’’pensei tirando o meu sapatos lentamente e os depositando no chão sem desviar os meus olhos a nenhum momento do meu Jake que parecia estar preso no mundo dos sonhos e eu só percebi isso quando ouvi ele dizer o meu nome e sorrir ainda dormindo.

-Ta sonhando comigo é meu lindo- Sussurrei baixinho no seu ouvido quando eu me debruçava em cima do seu corpo usando apenas a minha mão boa por que a outra estava presa numa tipóia’’Droga ainda tinha isso pra me atrapalhar’’mais quem disse que eu me privar do que é bom?’’

-Ness eu te amo.... Acredita em mim- Ele falou de olhos fechado ainda preso no mundo dos sonhos, eu ri com isso e resolvi brincar mais um pouquinho.

-Jakeeee....eu também te amo meu amor- Respondi aos seus sonhos e ele abriu um sorriso lindo me deixando confusa’’Será que ele estava acordado?Ou ainda dormia?’’

-Eu sei que você me ama-Ele disse abrindo os olhos rapidamente me fazendo soltar um gritinho devido ao susto’’Jacob então se sentou na cama e me encaixou no seu colo’’.

-Você quer me matar é?-Acusei com as mãos no peito e ele riu me fitando nos olhos.

-Nunca... Se depender de mim,você só morre de uma coisa nessa vida... De amor-Ele respondeu segurando o meu rosto com as duas mãos e acariciando os meus cabelos.

-Por um momento eu pensei que você estava dormindo-Confessei envergonhada e ele sorriu novamente.

-Mais eu estava ness até senti o seu cheiro e perceber que estava aqui....Eu sinto a sua presença de longe,é como um imã que me puxa na sua direção toda vez que você esta por perto- Declarou me fazendo sorrir de felicidade’’Esse homem existe mesmo?’’

-Isso foi muito lindo-Constatei fascinada.

-Não mais que você- Ele rebateu me olhando de cima a baixo.

-Jake eu acho que tenho algumas coisas pra te dizer-Fui direta.

-Não precisa-Ele falou.

-Precisa sim... É claro que precisa- Constatei.

-Não é não...você não precisa me dizer nada ness...na verdade o único que tem que dar uma explicação aqui sou eu e não você- Ele disse serio.

-Mais...-Tentei constentar mais ele me calou com um beijo.

-Mais nada,me deixa falar vai?-Nos separamos ofegantes e eu assenti- Primeiro eu queria dizer que fui um idiota quando lhe escondi do meu pai,eu queria te proteger,o velho e eu nunca nos demos bem...ele sempre quis mandar na minha vida mais nunca me deu o que eu realmente precisava...ele nunca me deu amor,isso eu só tive graças a minha irmã que deixou de viver a vida dela pra cuidar de mim quando a nossa mãe morreu...no fundo eu acredito ness que o meu pai me culpa pela morte dela afinal de contas se eu não tivesse nascido a minha mãe nunca teria morrido naquele parto-Ele se culpou deixando algumas lagrimas caírem pelo seu rosto e eu as colhi com as pontas dos meus dedos.

-Não diga isso amor, você não tem culpa, essas coisas acontecem o tempo todo- Pedi a ele que abaixou o rosto.

-Talvez você tenha razão-Ele confirmou com o rosto e voltou a me olhar-Mais eu tive culpa sim por destruir a vida da Morgan...eu não sei o que deu em mim naquele dia,eu estava devastado tentado pensar numa maneira de terminar com ela sem a magoar e no fim acabei caindo nas garras da Leah que me seduziu...quando eu vi a Morgan olhava a cena e chorava descontroladamente me fazendo sentir um lixo,um canalha sem vergonha...eu juro ness que eu não sou assim...Aquilo foi um erro terrível,que eu nunca mais vou mais cometer,eu lhe prometo isso...você é a única mulher que amo nessa vida....e...

-Eu sei,eu sei que você mudou Jake....eu fui uma tremenda idiota quando disse aquelas coisas e nem te dei um tempo pra se defender...me perdoa?-Pedi.

-Só se você me perdoar primeiro?-Ele perguntou.

-É lógico que te perdôo- Constatei.

-E sobre a Leah,ness...-Ele ia começar a falar mais dessa vez eu o interrompi com um beijo.

-Sobre ela você não precisa me dizer mais nada- Jake me olhou confuso -Por que a Claire já me esclareceu tudo- Completei.

-Então eu acho que estou devendo uma agora pra ela- Ele disse enquanto distribuía beijos pelo o meu pescoço me fazendo gemer em resposta.

-Não precisa amor...ela já vai cuidar do nosso casamento...e isso é um presente e tanto para Claire- Comentei e Jacob parou na hora o que estava fazendo e me encarou.

-Quer dizer então que você aceita se casar comigo?-Ele perguntou novamente meio desacreditado.

-É lógico que eu aceito... Na verdade isso é o que eu mais quero na vida, eu e o nosso bebe-Assenti acariciando a minha barriga e o Jacob fez o mesmo.

-Será que vamos machucar ele?- Ele me perguntou temeroso e eu gargalhei.

-É lógico que não meu amor- Respondi convicta- Isso vai ser até bom pra ele,ou ela- Declarei me deitando na cama de barriga pra cima.

-E você?-Ele encarou o meu braço.

-Jakee- Gemi- Vamos fazer com calma... Agora vem que eu estou morrendo de saudades de você- O chamei mordendo os lábios de uma maneira provocante e ele se deitou em cima de mim meio de lado para não pegar o meu braço que estava na tipóia e começou a subir com as suas mãos pela a minha perna levando junto o meu vestido que depois ele me ajudou a tirar junto com o casaquinho me deixando apenas com as minhas peças íntimas.

-Será que eu mereço tudo isso - Ele gemeu rouco me encarando com os olhos cheios de cobiça e desejo e tomou a minha boca num beijo lascivo.

-Jakeeee- Gemi arranhando as suas costas quando ele apertou uns dos meios seios ainda por cima do tecido fino.

-Você é só minha... Todinha - Ele disse de uma forma possessiva enquanto tirava com ânsia a minha calçinha e o meu sutiã.

-Só sua- Confirmei acariciando o seu corpo até chegar à seu boxe preta que com uma mão eu tentei tirar - lá’’sem sucesso é claro’’Jacob então me ajudou-Droga de braço quebrado-Resmunguei baixinho ainda perdida nas caricias ousadas de Jake e ele riu.

-Assim eu fico no comando-Ele se gabou me fazendo arrepiar inteirinha com sua voz rouca contra a minha pele.

-Você é muito pretensioso-Acusei de olhos fechados gemendo baixinho.

-E você é muito gostosa-Ele tomou os meus lábios.

-Quer parar de me torturar-Implorei.

-Só mais um pouquinho amor-Ele ia dizer.

-JACOB EU QUERO VOCÊ AGORA- Falei nervosa e ele gargalhou.

-Seu pedido é uma ordem-Ele falou mancinho se encaixando entre minhas pernas e me possuindo numa entocada só.

-JAKEEEE- Gemi alto esquecendo-me naquela hora até mesmo do meu próprio nome’’na verdade que eu sou mesmo?Alguém ai se lembra?”

-Ness...-Ele começou a gemer descontrolado aumentando as estocadas cada vez mais até nos dois atingimos o orgasmos juntos e cairmos na cama ainda unidos um ao outro.

-Eu te amo muito- Sussurrei quase sem força e ele me abraçou.

-Eu amo mais-Ele rebateu rindo e me puxando para o seu peito aonde adormecemos juntinhos ali preso no nosso mundinho feliz.
________________________________________________________

...Oito meses e meio depois...

Hoje enfim chegou o grande dia do meu casamento.

Após várias tentativas em vão de tentar adiantar a minha cerimônia antes que eu atingisse os meus oito meses de gestação e acontecesse um imprevisto, não teve como evitar.

Tudo parecia caminhar contra a minha vontade, pra começar com a Claire que me fez prometer no dia que ela entrou em trabalho de parto que eu iria esperar ela sair do hospital para só então me casar.

E eu como uma boa amiga tive que acatar e esperar ela voltar pra casa carregando o filho, um lindo menino que se chamava Gustavo nos braços.

Depois quando eu achei que finalmente ia subir no altar e dizer sim para o meu amor,ele me vem com um papinho estranho dizendo que tinha alguns negócios para acertar antes do nosso casamento e novamente tivemos que adiar a cerimônia.

Enfim eu já estava quase arrancando os meus cabelos de nervoso por ter de trocar a cada mês o meu vestido de noiva justinho para algum mais largo que não deixasse nem eu e nem a minha bebe, que seria uma menina conforme eu vi na ultra sufocada.

-Você está pronta filha?- Falei acariciando a minha imensa barriga por cima do vestido de seda branco soltinho que a tia Alice mandou fazer especialmente pra mim’’e ficou lindo’’.

Vestido de noiva-http://1.bp.blogspot.com/-i9_1kpZUVpI/Tix1y1I72qI/AAAAAAAADik/U7OtYOoOGxg/s640/vestido-de-noiva-gravida6-267x300.jpg

-Vamos filha esta na hora-Papai me chamou estendendo a sua mão pra mim sair do carro.

O meu casamento a pedido meu e do Jake seria na praia de La Push, a onde havia acontecido o nosso primeiro beijo.

-Estou papai-O encarei sorrindo,depois daquele fato todo que aconteceu no hospital meu pai finalmente havia me perdoado e agora vivia contando os dias e as noites para chegada da neta,assim como o Billy que não teve como não amolecer com tal noticia.

Mesmo assim o meu sogro ainda continuava marrento e sem coragem alguma de chegar para o filho e pedir desculpas,ao invés disso ele pediu a minha ajuda e eu acabei aceitando.

Por que havia aprendido muito nesses meses todos e sei o quanto a união da família é importante.

Saio do carro com a ajuda do papai e avisto o meu amor com um sorriso lindo no altar me esperando.

-Hoje é o dia mais feliz da minha vida- Declarei sem perder o foco do meu Jake que parecia querer chorar de emoção’’e eu também não estava nada,nada diferente’’.

Continua...
                                                       By:natineces

capítulo 19-Epílogo

(Fic Infância Roubada)

Alexandre Cullen(Chris Olivero)

A decisão de ir morar com o meu pai no Japão com certeza foi a mais imatura que eu já tive até hoje na minha vida, por que sofri com isso depois, sofri por que sentia falta do colo da mamãe, dos seus beijos de boa noite, das suas historias de aventura, dos seus carinhos, da sua presença e só aí é que fui me dar conta da burrada que tinha feito por pura infantilidade, eu á fiz sofrer quando parti naquele dia prometendo nunca mais voltar, ’’e me sinto um mostro todos os dias por isso’’ eu estava completamente cego de ódio do novo marido dela, pra mim aquele lobo havia acabado com a minha família, tomado o lugar do meu pai, do meu herói.

Eu havia saído de casa com 19 anos, naquela época era um adolescente inconseqüente, não completei os estudos, gostava de adrenalina, arrumava brigas na escola, na reserva, em bares, em casa com o Jacob e o EJ e às vezes até mesmo com o Antonio que não aprovava a minhas atitudes e vivia me repreendendo, eu fazia mamãe chorar e se culpar todos os dias pelo meu comportamento, dormia quase todas as noites fora de casa e a cada dia era com uma garota diferente, seja ela da minha escola, ou da reserva, enfim podia dizer que a minha lista era enorme e extensa mais tudo isso era sem compromisso algum, nuca me apaixonei de verdade por alguém e sinceramente nem queria pelo menos naquela época por que agora eu sinto falta disso.

Quando cheguei ao Japão foi bem recebido pelo meu pai e toda a galera, mais isso só no primeiro dia por que ao contrario do que eu tinha em Focks ele não me deu moleza e hoje agradeço todos os dias por isso,meu pai me mostrou uma postura firme e soube me colocar no eixo e me transformar em um homem com valores e humildade,comecei a trabalhar com ele na oficina e me dei bem nesse ramo,os carros tunados viraram a minha paixão,tanto que eu e o meu pai na companhia do tio Jay entramos para os rachas que eram muito freqüentes por aqui,o pessoal era bom,mais não o suficiente pra me ganhar,também pudera somos vampiros e dirigimos como ninguém,velocidade realmente é o meu lema.

Tive uma namorada aqui pelas redondezas,o nome dela era Suzi,linda como ninguém deixava todos os homens loucos por ela e babando aonde quer que fosse mais a garota já tinha feito a sua escolha e não pensou duas vezes na hora de tomar a iniciativa comigo, o nosso namoro foi muito bom ‘’enquanto durou’’, tive que terminar com ela quando tomei a minha decisão’’A de voltar pra casa’’todos me apoiaram nisso principalmente o meu pai.

Eu confesso que estava com muito medo mais a Molly me garantiu que a mamãe iria me receber de braços abertos, mais eu ainda tinha as minhas duvidas, eu a fiz sofrer tanto e fiquei por tanto tempo fora, Será que ela iria mesmo me aceitar de volta?Me perdoar?

Eu tinha que pagar pra ver, e foi exatamente o que eu fiz na cara e na coragem quando pus meus pés novamente na cidade chuvosa e voltei pra casa disposto a recuperar todos esses anos perdidos, mais eu nem fazia idéia de que iria encontrar aqui quando voltasse para escola  a pedido da mamãe.

A minha surpresa se chamava Luana, uma garota linda e muito tímida que era irmã mais velha da Fernanda a popular da escola, ao contrario da irmã,Fernanda era mimada, arrogante e sem escrúpulos,mais eu não vou desistir da Luana,vou lutar por ela até o fim,nem que pra isso eu precise passar por cima de todos que estiverem no meu caminho.

 
Antonio Cullen(Chris Olivero)

Sempre sonhei em fazer medicina e salvar vidas, meu bisavô é um dos mais excelentes médicos por aqui na pacata e chuvosa Focks e fazia questão de me ensinar todos os métodos quando eu ia posar na casa dele,a onde ficávamos até altas horas na frente do computador descobrindo curas, remédios novos,que fora lançado aqui ou em outros países, doenças raras ou mutações e tudo isso eu absorvia com uma extrema facilidade.

Eu ficava a todo tempo literalmente com a cara nos livros e podia me arriscar em dizer que sempre estive preparado pra isso, mais fazer faculdade e terminar os estudos era algo fundamental, eu tinha que ter um diploma para poder exercer a minha função também na lei dos homens.

E quando enfim consegui trabalhei por alguns anos no hospital com o vovô mais logo tivemos que sair de lá para não haver suspeitas, então a única solução foi construir o meu próprio consultório em La Push,espaço cedido pelo Jacob meu padrasto, a reserva havia aumentado em numero de população e quase não tinha hospitais próximos, ou seja, para se consultar com um medico por exemplo os moradores tinham que se deslocar para muito longe e agora isso não será mais preciso,todos tem assistência medica gratuita e de boa qualidade.

No inicio eu confesso que sofri descriminação por lá,eles sabiam exatamente quem nos éramos e preferiam se manter distante, mais quando era preciso não tinha outra escolha,conquistar a confiança de todos foi um processo lento mais hoje eu posso dizer que sou muito bem vindo naquele lugar,alias a minha noiva eu conheci lá,o nome dela é Vanessa,filha da amiga de longa data da mamãe a ex transforma Leah que é casada com Luc,Leah parou de se transformar para envelhecer ao lado da sua impressão assim como a maioria que tiveram as impressões com os humanos.

A nova geração de lobos já estava sendo liderada pelo único Alfa até o momento por que Jacob pretendia passar esse cargo para o EJ sendo ele o seu filho mais velho, sinceramente eu acreditava muito na competência dele, mais a batalha ia ser dura por que havia outro filho do Alfa que podia ocupar esse cargo também, Marcos o único filho homem do Sam.

Bem mais voltando para minha vida pessoal e deixando toda essa concorrência de lado eu tenho que dizer que o destino realmente foi muito generoso comigo, Vanessa é a garota mais linda, extrovertida, carinhosa e meiga que já conheci, ela tem uma doçura e ao mesmo tempo uma determinação que me deixa mais apaixonado ainda a cada dia que olho naqueles olhos.

A forma que nos conhecemos podia dar um livro e tanto de romance com toda certeza, tudo foi por acaso e eu confesso ‘’um acaso maravilhoso’’, Vanessa havia se machucado muito quando descobriu que havia se transformado em uma loba como a mãe,ela ficou em pânico e saiu sem rumo pelo floresta e quando foi encontrada estava desmaiada,Leah nos chamou as presas e o único que estava disponível no consultório no momento era eu,que fui correndo para fazer os primeiros socorros.
Quando cheguei lá me deparei com a minha deusa desacordada na cama com roxos e machucados por todo o corpo, na hora eu fiz o que devia fazer e quando estava deixando o seu quarto muito contra gosto eu confesso ela me chamou,sua voz magnífica e suave me fez sentir arrepios por todo o corpo e quando me virei encontrei o seu olhar que passou na hora de confuso pra um de total admiração e eu podia apostar que o meu não estava diferente e a Leah naquela mesma hora entrou no quarto da filha me perguntando como ela estava e não obteve resposta,então sua ficha caiu e ela deu um grito histérico que me tirou até mesmo do meu transe.

’’NÃO ACREDITO’’Gritou antes de desmaiar sendo socorrida por mim e pela Vanessa que sorriu lindamente pra mim’’Você acha que ela vai ficar bem?’’Perguntei igual um bobão olhando nos seus olhos vidrados em mim’’Minha mãe vai sobreviver’’Me garantiu docentimente’’Como assim?’’Fiquei confuso, ela me parecia tão calma, queria saber o motivo’’Ela sabia que um dia isso poderia acontecer’’Constatou’’O que?’’Eu continuava confuso’’A minha impressão’’Respondeu’’Você... vo-vo-cê’’ Não consegui terminar a minha frase, aquilo era simplesmente inacreditável’’Sim doutor eu tive a minha impressão com você’’Ela falou calmamente as palavras que mudaram a minha vida daquele dia em diante, para sempre.


EJ Black Cullen (Steven Strait)

Como filho mais velho do Alfa eu aprendi desde cedo qual era o meu lugar, posso dizer que hoje eu sou um cara determinado, corajoso, trabalhador enfim tudo o que me torna um ótimo Alfa causo o meu pai renunciasse, na verdade ele já esta me preparando para ser o segundo Alfa por enquanto, o número de novos transformos era grande, mais podíamos dar conta, mesmo assim toda essa historia de manda e desmanda acarretou um divisão no bando, Sam ex Alfa quer a todo o custo que o cargo dele vá para o seu único filho homem, o Marcos,mais na verdade isso não poderia acontecer,por que o certo seria que o meu pai fosse o único Alfa desde o começo,mais naquela época com o desaparecimento da minha mãe ele se ausentou por muito tempo e Sam ficou no lugar,então por isso foi necessário dois Alfas mais agora era diferente,eu estava aqui pronto para assumir esse posto que era meu de direito como o filho legítimo do verdadeiro Alfa.

Mais isso não estava sendo levado muito a serio, a possibilidade de existir dois Alfas no futuro era bem possível, principalmente depois da proposta descabida que Sam fez ao meu pai,ele propôs que Marcos se casasse com Rosi minha irmã mais nova e a única filha mulher do papai sem compromisso ou impressão,levando em consideração que a Isa esta noiva de Embry,isso era ridículo,não podia acreditar que Marcos pudesse aceitar uma sujeitada dessas,imagina se casar sem amor somente para obter poder,mais graças a deus,o meu pai foi contra,só que eu não sei até quando isso vai durar.

Bem mais se Marcos não esta nem ai para um amor verdadeiro, eu estou e muito, por que encontrei o meu e sou casado a dois anos com a Adriana filha mais velha da Claire e do Quil,eu e minha mulher estamos grávidos do nosso primeiro filho,Adriana está de dois meses e a cada dia me faz o homem mais feliz do mundo.


Isa Black Cullen (Alexis Bledel)

Depois de muitas brigas, ameaças, greves e por fim o casamento do meu irmão EJ,papai não tinha mais aguamentos ou empecilhos que pudesse impedir o meu casamento com Embry,ou seja,estávamos agora oficialmente noivos e logo seriamos marido e mulher de todas as formar possíveis e justamente esse era o meu medo,dai você se pergunta aonde foi parar aquela garota destemida e forte que todo mundo conhecia?Sinceramente eu não sei, tudo o que sentia era pânico,essa era palavra certa e quando foi que tudo isso começou?Quando eu descobri que o meu lobinho antes de ter a impressão comigo é claro, havia transado com a metade da cidade praticamente.

Agora me diz o que uma garota virgem e sem nenhuma experiência como eu vai fazer na hora H, que muitos hoje chamam de ‘’Lua de mel’’,eu sei que isso pode ser idiotice como Rosi comentou,antecipação da minha parte como mamãe declarou ou até bobagem como Kero me falou,mais eu estou com ‘’MEDO’’de fazer feio sei lá,eu sonhei com isso quer dizer quero isso mais que tudo,mais só de pensar que ficaria nua na frente de um homem pela primeira vez na vida que vai me tocar em todos os lugares inimagináveis possíveis me dava calafrios.

Bem mais eu vou ter que superar isso de qualquer forma, meu casamento esta chegando e eu não vou fugir da raia’’Pelo menos é o que eu pretendo’’


Rosi Black Cullen(Belinda)

Eu sempre fui uma garota diferente das outras, em qual sentindo?Bem eu nunca gostei de bonecas, filminhos românticos e jamais tive frescurinha boba, tudo o que eu tinha que fazer encarava e o que tinha que dizer, dizia na cara, sem falsidade, o meu lance era mesmo por a mão na massa, não fazia rodeios, meus meios de diversão era jogar bola com os garotos de La Push,escalar arvores ou caçar na companhia da minha família ,azucrinar a vida de muita gente chata com os meus amigos,concertar carros e personalizá-los com a titia Rosálie,lutar e jogar muito vídeo game com o titio Ursão,jogar xadrez com o tio Jasper,fugir da tia Alice quando ela vinha com aquela mania chata de querer trocar o meu estilo,enfim a minha vidinha era muito corrida e quase nunca eu entrava na rotina,gostava de ser livre,conhecer lugares novos,me aventurar por ai e deixar mamãe sempre de cabelos brancos com o meu sumiço’’modo de dizer’’imagina mamãe de cabelos brancos,com aquela carinha de garotinha que ela tinha que mais parecia minha irmã do meio.

Eu também vivia cercada de amigos em sua maioria homens, na verdade os lobos de La Push,que me chamavam de Caçulinha, todos eles eram muito maneiros comigo ao contrario das garotinhas burras e chatas que tinha por aqui,na verdade eu só tinha uma amiga mulher,seu nome?Mariana ela é filha da Emily melhor amiga da mamãe e do Sam ex segundo Alfa, o cara é totalmente pirado, antes ele me odiava com todas as forças e não gostava de me ver junto com a Mari e agora de uns tempos pra cá ele deu pra me tratar muito bem ‘’Pura falsidade’’havia algo de muito errado nessa historia e eu investigue tudinho e acabei descobrindo o lance, Sam estava tentando convencer o meu pai a dar a minha mão em casamento para o filho dele, aquele troglodita mal encarado que atende pelo nome de Marcos, agora me diz essa historia toda é pra rir ou chorar?Por que só pode ser piada.

Eu não estava crendo que o poder e influencia do Sam no filho podia levar uma barbaridade dessas, eu sabia que aquele povinho lá tirando a tia Emily que é um amor de pessoa e a Mari é claro, eram doidos por um poder, Marcos queria a todo custo o posto do pai como segundo Alfa da alcatéia e mandar e desmandar a vontade,mais isso não seria tão fácil assim,por que pela lei esse cargo já tinha dono e era do meu irmão EJ,como o filho homem mais velho do papai,mesmo assim eu sabia que Sam tinha razão ao pensar que casando o Marcos comigo ele levaria o filho direto para esse posto e não teria mais discussões.

Só que pra isso acontecer eles teria que me matar primeiro, por que eu não vou de forma alguma me casar com outro alguém que não seja ele.
O meu anjo com os olhos de um matador ,Alec Volturi,a minha impressão.


Billy Junior Black Cullen (Taylor Lautner com 16 anos)

Só com 16 anos eu iria poder me juntar a martilha, esse sempre foi o meu sonho, desde pequeno, eu cresci cercado do sobrenatural e isso sempre me fascinou, hoje dizia com orgulho que era filho de um transformo e uma meia vampira, que minha família materna era constituída de vampiros e paterna de lobos quileutes,sim uma mistura e tanto não?Mais eu gostava e muito, tirando as desvantagens é claro como a de ser o mais novo que não tem tantas habilidades, como por exemplo, ser o mais lerdo do grupo, o mais magricelo, e por ai vai, mais eles ia ver só, logo eu iria me transformar em um lobo também, e ser o melhor deles, papai iria se impressionar comigo.

Mais enquanto isso não acontecia o único jeito de me divertir era zuando muito por ai, eu e minha irmã Rosi e os meus sobrinhos’’Estranho né mais eu tenho sobrinhos’’gostávamos de nos aventurar por ai,fazíamos de tudo menos desobedecer a minha mãe’’ela era durona quando queria’’e me proibia quase tudo por que era perigoso,as vezes quando eu ficava de castigo eu não tinha outra opção a não ser ir para casa do meus avôs e enlouquecer a minha prima Liz.

Eu tinha que dizer nunca na vida algo foi tão maneiro como atentar essa garota, eu já fiz de um tudo com a coitada e mais um pouco’’Até a minha tia Sarah ficava de cabelos em pé mais nessa hora eu saia correndo pra saia da minha mãe que não deixava barato e me dava uns petelecos, mais quem disse que doía?’’nada disso era capaz de me impedir de fazer mais um traquinagem com ela,que ia desde de por chiclete no seu cabelo e ri muito depois quando ela tinha que cortar os seus lindos e sedosos cachinhos,há arrancar as cabeças e os braços daquelas bonecas feias que ela tinha’’nessa parte a Liz chorava e muito’’,mais a ultima que eu fiz antes da Liz ir embora para o Brasil foi com certeza a melhor.

Naquele dia eu e minha família toda estávamos na casa dos vovôs nos divertimos muito com a comida deliciosa que a vó Esme tinha feito e com as piadas do tio Emmett,ele era o melhor e só perdia pra mim e para o meu pai com certeza,enquanto isso eu acabei notando que a Liz não parava de me olhar’’e aquilo estava começando a me incomodar’’Então quando eu fui ver qual era dela a Liz simplesmente me puxou para aquele quarto cor de rosa que ela dormia e disse algumas coisas que eu mal ouvi’’por que na verdade a minha atenção prevalecia em um único ponto’’ou melhor num único objeto que estava em cima da cômoda branca,o diário da Liz,aquele que ela guardava a sete chaves e pensando nisso uma idéia me abateu.

-Então Billy o que você acha?-Ela quis saber’’Do que essa garota estava falando mesmo?’’

-Eu acho uma ótima idéia- Respondi andando de uma forma descontraída pelo quarto até chegar perto da cômoda aonde parei de costas e fitei a Liz que tinha um brilho diferente no olhar’’Eu heim’’.

-S-serio?... Quer dizer você aceita mesmo... Meus deus-Ela começou a rir e gaguejar como uma idiota e eu aproveitei essa brecha para pegar o diário e guardar ele dentro da blusa.

-É eu acho que aceito sim- Falei a primeira coisa que me venho na cabeça.

-Então eu acho que bem...hoje vai ser o ultimo dia que vamos nos ver,na verdade eu vou vir sempre te visitar de agora em diante,não se preocupe -Prometeu e eu arqueei as sobrancelhas confuso’’Hã?ela vai vir me ver?Por quê?-Então eu pensei que nos dois podíamos-nos despedir-Falou corando.

-Ah sim claro -Me aproximei dela disposto a lhe dar um abraço e sair correndo’’Tava louco para ler esse diário em voz alta pra todo mundo ver’’Ia ser môo piada, quer dizer a Liz ia ser piada.

-Você não sabe o quanto eu esperei por isso- Ela sussurrou e quando me preparava para abraça - lá e fugir algo aconteceu, a Liz simplesmente colou a boca dela na minha’’Assim como aqueles filmes românticos nojentos’’.

-Você esta louca- A empurrei para trás’’o que deu nela para me beijar, eca que nojo’’Ah Billy não se faça de bobo você bem que gostou’’uma vozinha idiota disse na minha cabeça.

-Mais eu achei que...nos estávamos namorando Billy e namorados se beijam -Ela falou chorando.

-Namorando você ta maluca,quem te disse isso?-Quis saber’’Liz só podia estar drogada pra pensar num absurdo desses’’.

-Foi você,agora quando eu te pedi em namorado você me disse sim - Esclareceu em meio aos soluços’’Vai Billy,não escutar direito o que os outros fala da nisso’’.

-Olha isso foi um mal entendido ta,eu não vou namorar com você não,Adeus - Sai fugido do quarto dela e desci as escadas com o diário na mão.

-E ai pessoal olha só o que eu achei-Comentei abrindo aquele treco rosa em uma folha qualquer e começando a ler em voz alta -Oh deus o que eu faço da minha vida....eu o amo desde que eu me entendo por gente...mais o meu pequeno Billy nem olha pra mim,será que sou feia?...-Comecei a ler mais não terminei por que fui tomado por uma crise de risos tão forte que eu chegava a colocar a mão na barriga’’eu não acredito aquela garotinha mimadinha e tudo com inha gostava de mim kkkkkkkkkkkkkkkk’’isso era demais.

-BILLY ME DEVOLVE ISSO AQUI- Liz apareceu no topo da escada e gritou desesperada.

-Seu moleque cretino,você não tem o direto de magoar a minha filha-O tio Nahuel disse feroz’’ela parecia que estava possuído’’.

-Nahuel fique longe do meu filho-Papai disse se colocando na minha frente,causo contrario seria uma vez o Billy Junior’’Essa foi por pouco’’.

-Se você esta pensando que vai ser safar dessa Billy,esqueça-Vovô Edward me alertou e papai me olhou furioso.

-Já pra fora - Foi sua única palavra e assim eu fiz.

Papai naquela noite não me bateu por que ele era contra agressão’’pelo menos na nossa educação’’mais me deu um sermão daqueles e me fez pedir desculpas para Liz que não quis nem olhar na minha cara, resultado ela foi no outro dia embora com os pais para o Brasil e eu fiquei aqui feito um idiota sonhando com aquele maldito beijo toda hora’’o que deu em mim será?’’Isso eu só fui descobri mais tarde quando aquela maldita impressão me pegou de jeito assim que eu pus os meus olhos naquela garota do aeroporto.

-Ei eu te conheço?-Tentei puxar papo com a minha deusa que me encarava seria.

-Não esta me conhecendo não seu idiota?-Ela me perguntou e puts como o meu amor é estressado o que deu nela será?.

-Desculpa linda mais eu nunca te vi não,eu tenho certeza disso - Falei convicto,imagina se eu tivesse cruzado com ela,era claro que eu ia me lembrar.

-Oi Billy você cresceu heim,já se transformou?-Pêra ai,essa era a voz da tia Sarah?Me virei rapidamente e lá estava ela com o tio Nahuel atrás que só se limitou a me dar um aceno com a cabeça.

-Nossa,oi tia eu nem ti vi ai, bom eu sei que estou maior e mais gostoso também e sim eu já me transformei- Respondi e ela riu-Mais cadê a Liz,ela não venho não?-Perguntei meio que decepcionado’’Estranho’’

-Ta cego Billy?A Liz esta bem atrás de você- Tio Nahuel respondeu e eu congelei.

-Eu estou achando que essa sua nova fase como lobo esta com defeito pirralho -A minha anja bufou.

Pêra ai,deixa eu ver se eu entendi,puts eu to ferrado quer dizer então que a minha impressão é a Liz?’’a garota que eu mais judiei na vida e que agora parece ter um ódio mortal de mim?’’É Billy tu ta bem ferrado e vai ter que rebolar muito pra conquistar essa mulher de volta.


Rafael Cullen Clearwater(Kevin Jonas)

Eu namoro há quatro anos com a Priscila que é filha da senhora Kim e do senhor Jared ex transformo assim como eu e desde então eu nunca mais tive sossego, a nossa relação é simplesmente maravilhosa, quer dizer a minha Priscila é uma garota encantadora, doce, determinada, linda, amável e muito geniosa e só tem um probleminha’’ela não acredita que eu á amo’’, eu já disse e repeti para essa mulher o quanto eu sou loucamente apaixonado por ela,mais nada adianta,a Priscila simplesmente fica cismada com esse lance do imprinting que eu não tive com ela.

Mais que droga,eu não preciso desse negocio pra viver ou decidir a minha vida por mim, eu gosto dela e queria me casar, ter filhos,enfim constituir a minha própria família’’seria pedir demais?’’Parece que sim, por que nem de longe a Priscila quer que eu levante essa hipótese’’Ela não quer se casar comigo por que tem medo de se apaixonar por mim e depois ser abandonada no altar quando eu achar a minha impressão’’’’Ela não quer ter filhos comigo,por que não pretende ser uma mãe solteira ou a ex mulher que pede ao marido a pensão para os filhos’’A minha Priscila simplesmente não quer nada comigo’’.
E o que mais me aborrece é que eu sei que ela me ama, na verdade eu tenho certeza disso, mais eu não posso mentir pra mim mesmo, se eu realmente chegasse a ter a impressão com outra garota?Como a minha Priscila iria ficar?Não eu não posso nem pensar nisso.

No fundo eu só queria dar um jeito rápido e simples de reverter tudo isso, mais eu simplesmente não posso afinal de contas a eternidade esta cravada em mim,por eu sou um vampiro também acima de tudo.
Maldita Impressão.


Gabriel Cullen Clearwater (Joe Jonas)

Quando eu a vi pela primeira vez, não tive duvidas, aquela era a mulher da minha vida e mesmo sem a droga da impressão para comprovar esse fato eu tinha certeza disso, Renata era o meu amor.

Mais isso tudo se acabou quando o cara que mais admirava me traiu, o meu tio EJ que já foi até o meu herói e era o meu exemplo roubou a minha garota,casou-se com ela e a engravidou.

Eu não podia me sentir pior, eu estava devastado e completamente acabado.
O cara alegre e bobão que eu costumava ser fugiu de mim e abriu espaço para outro Gabriel, um mais forte e bem capaz de recuperar quem sabe a força aquilo que me foi roubado.
Ela voltaria a ser minha custe o que custar.

Daniel Cullen Clearwater (Nick Jonas)

Eu sempre protegia o meu anjinho das brincadeiras idiotas que o Billy gostava de aprontar, Liz era tão linda, tão doce, meiga e delicada como uma flor, desde pequeno é que eu sou louco por essa menina, nunca deixei de ama - lá por sequer um segundo nem mesmo quando Liz se mudou para o Brasil anos atrás, Aquele foi o pior dia da minha vida.

Mais agora o meu sol voltou pra mim’’quer dizer’’pra Focks com a família e tudo pode ser diferente, eu estava disposto a conquistar o seu coração de uma vez por todas e me surpreendi muito a constatar que o anjo perdeu o lugar para uma diaba em pessoa.
Vanessa (kristin kreuk)

Eu nunca pude sair muito de casa por causa da minha mãe que tinha medo que algum lobo daqui tivesse a impressão comigo e no fim não largaria mais do meu pé,mesmo assim ,tanto ela como eu e o papai sabíamos dessa possibilidade e eu de fato até gostava da idéia de ter um amor verdadeiro assim pra sempre.

E foi exatamente isso que aconteceu quando eu me transformei pela primeira vez em uma loba e entrei em pânico começando a correr pela floresta sem controle algum do meu próprio corpo, até desmaiar no meio da mata e depois tudo que eu me lembro é de e ser levada para casa e de ser deitada na minha cama quando ele me examinava.

Eu não conseguia ver o seu rosto devido a minha visão ainda meio turva mais com muito esforço o chamei o impedido de sair do meu quarto e quando enfim vi mais claramente quem ele era a Impressão aconteceu.

Antonio Cullen era o nome do meu amado, lindo, medico,vampiro e muito educado noivo.

  Marcos(Michael Copon)


Sou um cara de ambições e não nego, a possibilidade de ser o segundo alfa e ter a minha própria martinha é algo que quero conquistar e vou, afinal de contas eu fui criado para ser um Alfa e não um pau mandado do EJ que tem sangue de vampiro, uma raça que deveria ser abominável por nos que somos os seus inimigos naturais, mais o que aconteceu?Foi só uns dos Alfas mais necessariamente o Jacob ter aquela merda de impressão e pronto agora somos obrigados a aceitar eles em nossas terras,Maravilhoso não?

E esse é justamente um dos motivos de eu querer tanto a minha própria martinha, os meus seguidores que assim como eu odeiam essa situação toda e não vêem a hora de expulsar eles daqui de uma vez por todas e era exatamente o que eu ia fazer, assim que eu tivesse o poder em minhas mãos iria dividir o bando outra vez e voltar como tudo era novamente, lobos contra vampiros como sempre deveria ter sido.

Meu pai me apoia incondicionalmente nessa idéia e sugeriu um jeito rápido de eu conseguir o que quero, ia contra as regras é claro, mais eu aceitei e que jeito era esse?Seria eu me casar com a filha do Alfa a Rosi a única solteira,isso sim me levaria automaticamente para esse posto e me tornaria de direito pelo menos o segundo Alfa,a idéia era ótima mais eu não fazia idéia que iria acabar gostando dela muito mais do que eu deveria,na verdade eu me apaixonei pela Rosi e as vezes é difícil admitir isso até mesmo pra mim,como eu pude me encantar por aquela adolescente sem papas na língua,que fala o que pensa e o que sente na cara?Por varias vezes nos dois batemos de frente,principalmente quando a vampirinha descobriu o plano todo.

-Você não tem vergonha na cara não-Ela me recriminou entrando no meu quarto sem pedir licença’’muito educada não’’eu havia acabado de sair do banho e estava com a toalha na cintura ainda.

-Você podia me dar licença, por favor, eu quero-me trocar-Tentei ser o mais gentil possível.

-Eu não arredo o meu pé daqui enquanto você não me contar essa historia direitinho-Ela esbravejou apontando um dedo na minha cara.

-Olha aqui sua vampirinha arrogante é melhor você tirar esse seu dedo da minha cara antes que eu faça uma besteira-Ameacei, aquela garota sabia mesmo me tirar do serio.

-Se você pensa que vou me casar com você esqueça, ouviu bem eu NÃO CASO COM UM TROCODITA METIDO A BESTA NEM MORTA- Gritou e com essa eu tive que rir.

-Ah você vai se casar comigo sim, pode apostar- Constatei e ela rosnou-Pode ir se preparando, que mais dias ou menos dia você vai estar na minha cama... e vai se todinha minha -Assim que terminei de dizer isso ela me deu um tapa.

PLAFF.

Virei o meu rosto e a encarei novamente com fúria’’Ah Rosi você vai se arrepender disso’’Pensei quando deixava os meus instintos me dominarem junto com meu desejo insano e agarrei pela cintura a colando no meu corpo e depois fiz o mesmo com a sua boca gostosa, Rosi começou a se debater em meus braços como uma leoa enjaulada e isso só me deu mais incentivo, mordi o seu lábio de leve e quando ela soltou um gritinho de dor aproveitei para colocar a minha língua e saborear o seu gosto delicioso,meu desejo por ela era tão grande que a toalha que eu estava caiu no chão e eu fiquei nu sem vergonha nenhuma.

-ME SOLTA SEU TARADO, ME SOLTA-Ela começou a gritar desesperada mais ainda quando sentiu a minha ereção.

-Viu como você me deixa-Gemi rouco de desejo-Eu fico louco quando estou perto de você Rosi e mal posso esperar para o dia que vai ser minha.

-NUNCA E ME LARGA SEU TROCODITA- Ela continuava na defensiva.

-Eu sei que esta gostando disso tanto quanto eu- A jogue na cama e me deitei depois logo em seguida prendendo os seus braços na altura da cabeça.
-Não me obrigue a te morder-Ela me ameaçou.

-Eu não vou me importar nenhum pouquinho - Disse quando beijava o seu colo e quando estava preparado para tirar aquela blusa Rosi começou a gritar.

-SOCORRO... TIA EMYLI ME AJUDA,SOCORRO.
-Para com isso- Tentei a calar com o beijo.

-MARCUS LARGUE A ROSI AGORA-Minha mãe gritou.

-Seu estúpido cretino você me paga- Rosi disse enfurecida e saiu correndo do meu quarto.

Aquele dia foi apenas um dos tantos outros que eu fiquei louco com aquela menina,era quase possessivo o meu sentimento por ela e isso só ficou mais forte ainda quando descobri que ela havia tido a Impressão com um vampiro e ainda por cima com um Volturis’’inimigos mortais dos Cullens’’.

Ah mais se essa sanguessuga pensa que vai tirar ela de mim,ele esta muito enganado,Rosi não vai ficar com ele e dessa vez não sou só eu que desejo isso,na verdade quase todos estão ao meu lado até mesmo o nosso Alfa’’o pai dela’’.


Mayara(Megan Fox)

Eu sabia muito bem do poder que exercia sobre os homens, eles praticamente me devoravam com os olhos e comiam na minha mão, qualquer um deles matariam pra se deitar comigo ou até mesmo para ganhar um simples beijo meu, eu era a melhor de La Push,a mais bonita,a mais gostosa e a mais sedutora,eu provocava inveja nas outras e amava isso, principalmente quando se tratava daquelas sanguessugas mirins,não da pra acreditar,o que um cara pode ver naquelas branquelas bebedoras de sangue ‘’Eca’’ vampiras imundas,que infestaram o nosso território,isso nunca deveria ter acontecido,maldita impressão eu te abomino,por que só foi por culpa dessa estúpida magia que ele não olha pra mim,nem sequer me nota,eu juro,já fiz de tudo para ter aquele homem e faria muito mais ,ele tem que ser meu e não daquela mostra que ele chama de meu amor.

Isso não pode durar por muito tempo, um dia ele vai acabar vendo que eu sou melhor que ela e vai me amar,me fazer dele para sempre, aquela casa era pra ser minha,eu é quem deveria ter filhos com ele,eu é quem deveria estar junto com ele, naquela cama o amando até o dia amanhar,sem nenhuma preocupação,daria tudo por uma noite,daria a minha vida e até mesmo seria capaz de me aliar aos nossos inimigos para conseguir isso,eu iria tirar Renesmee Cullen do meu caminho e ficar com o Jake só pra mim.

Ele vai me amar, eu tenho certeza disso, eu vou mostrar ao homem da minha vida que aquela garotinha que fincava pelos cantos sonhando com seus braços em minha cintura, suas mãos no meu corpo e sua boca na minha agora é uma mulher fatal capaz de fazê-lo o homem mais feliz e realizado.

Não me importo com essa impressão que deixava os homens cegos, eu iria fazer ele me notar e separar de uma fez por todas á Renesmee do meu Jacob.

Mariana (Nina Dobrev)

Não tenho medo e nem vergonha de ser uma loba, aqui em La Push esse processo só se manifesta nos herdeiros quileutes,em sua maioria homens que são filhos ou netos dos antigos transformes,mais sempre há exceções como foi com a Leah a primeira loba que se tem conhecimento na historia e agora como esta sendo comigo que sou filha de um Alfa assim como a minha irmã,como a única filha da Leah e como a Isa e a Rosi minha melhor amiga que são filhas de um Alfa também.

E por falar na Rosi ‘’minha melhor amiga’’ que é filha do Alfa que mudou a nosso histórico de inimigos imortais quando teve a sua impressão com uma meia vampira Renesmee um amor de pessoa e melhor amiga da minha mãe,algo que não agradou muito gente principalmente o meu pai que nunca escondeu a sua antipatia aos Cullens e seus herdeiros,mais sempre ficou na dele para evitar atritos com a mamãe.

Hoje eu posso dizer que cresci ouvindo as suas lamurias de como a impressão que é algo tão divino desgraçou as nossas vidas’’o que eu não concordo, mais ao contrario de mim e da minha mamãe que ao que parece somos as únicas com a cabeça no lugar os meus irmãos concordam e muito com esse ponto de vista descabido,a Mayara simplesmente abomina a magia do Imprinting,para ela essa ‘’porcaria’’só existe para fazer os homens de idiotas’ minha maninha acha que eles viram robôs que não manifestam mais as suas próprias vontades’’(mais na real eu sei muito bem por que ela diz isso,na cabeçinha fantasiosa da minha irmã se o Imprinting não existisse talvez,ou melhor na certa poderia haver uma chance do Jacob nosso Alfa se apaixonar por ela)o que me faz rir,imagina o Jacob que é louco pela mulher dele,só uma tola mesmo poderia pensar em algo assim,por que desde que eu me entendo por gente é que eu escuto as historias do Jake e da nessie’’um pouco triste''eu confesso'' mais no final qualquer um chega a mesma conclusão’’a de que eles são realmente feitos um para o outro.

Já o meu irmão Marcos uma copia piorada do meu pai nessa chatice toda quer se revoltar contra os vampiros e ter a sua própria martinha’’Pode’’mais sinceramente eu nem ligo mais para tudo isso,vou deixar os meus irmãos loucos pra lá e ficar aqui com a minha vidinha e minha paixão platônica pelo Daniel,que nunca nem olhou pra mim da maneira que eu realmente queria,mais eu não vou desistir,conquistar o Daniel virou a minha prioridade,aquele garoto é simplesmente o sonho de qualquer mulher,’’meu príncipe’’como eu costumo chamar,é carinhoso,esforçado,educado,gentil,cavaleiro enfim ele é perfeito,tanto que as vezes eu me pego pensando se algum dia vou poder chegar aos pés dele,afinal de contas olha pra mim,eu não sou o sinônimo da sedução como a minha irmã Mayara,nem delicada como a Isa,muito menos atraente como a Rosi e nem um pouco sensível como aquelazinha que leva o nome de Liz,por quem o Daniel era apaixonado desde pequeno,na verdade eu descobri que ele ainda é louco por ela,principalmente agora que a minha ‘’rival’’voltou do Brasil e os dois se aproximaram.

‘’Para a minha mais clara infelicidade’’

Adriana (Maite Perroni)

O meu futuro estava praticamente quase todo planejado, quando eu era mais nova fui morar com a minha vó materna na França e por lá eu terminei os meus estudos e fiz a faculdade de advocacia como eu sempre sonhei,tudo estava perfeitamente bem e exatamente no seu lugar, eu estava verdadeiramente a um passo de ser uma mulher independente até a noticia mais triste da minha vida chegar’’o falecimento da vovó’’minha segunda mãe,a mulher que me protegeu,me amou e me apoio na minhas decisões,isso realmente me abalou,me deixando sem estruturas alguma,eu precisava de colo e foi exatamente por isso que decidi voltar para La Push e passar alguns meses por aqui com a minha família.

No aeroporto o Gabriel filho do Seth e da Kero foi me buscar a pedido da minha mãe,ele era um rapaz muito educado e alegre sem duvida,viramos até grandes amigos depois disso,Gabriel sempre fazia questão de estar ao meu lado e de me mostrar toda a cidade novamente,eu gostava disso me dava um espécie de distração,nos dois também conversávamos muito,eu sempre falava da minha estadia na França,da minha infância,adolescência,da faculdade,do meu emprego,dos meus namorados e claro da minha vozinha e ele na sua maioria falava da família de vampiros’’os Cullens’’,da mãe que entendia ele bem mais que o pai,da tia mais nova que era muito doidinha e se chamava Rosi e do tio EJ que era a inspiração dele,Gabriel me dizia que os dois eram muito amigos e que o tio num futuro próximo seria o novo Alfa,ele também me contava de todas as conquistas do tio com muita admiração,tanto que eu juro que fiquei até mesmo muito curiosa para conhecer esse bravo homem’’nas palavras do Gabriel.

E eu realmente conheci quando Gabriel me convidou para um Luau e lá eu vi o homem da minha vida, bastou apenas um olhar para nos dois nos apaixonamos e a magia acontecer, EJ Black Cullen virou o meu mundo, o meu destino, eu largue tudo por ele e hoje não me arrependo por nenhum momento sequer da minha decisão, o triste foi à situação e as circunstâncias que isso tudo aconteceu, Gabriel naquela mesma noite ainda não ciente do que havia acontecido entre eu e o tio, se declarou pra mim com todo o coração, aquilo foi realmente muito constrangedor, magoar o coração de um garoto que tinha virado o meu grande amigo não era a minha intenção, mais eu não podia me culpar por isso,eu não tinha controle da situação a minha paixão pelo EJ estava estampada e eu simplesmente não tinha controle.


Roberto (Aldo Quintino)

Eu me sinto um completo idiota quando estou perto dela, Mayara é a minha perdição,sempre fui louco pela aquela menina que se transformou em uma mulher fatal,qualquer homem mataria para tela e eu infelizmente era um deles,mais ela não tinha olhos pra ninguém,na verdade era obcecada justo por aquele que nem sequer a olha com malicia,por que esta cego de amor,Mayara é louca pelo nosso Alfa,o Jacob que é casado com a meia vampira Renesmee os dois tem quatro filhos juntos e nem isso a detém,eu já fiz de tudo por ela,Mayara não é a minha impressão mais eu sinto como se fosse,por que ela não sai da minha cabeça,eu fico praticamente vinte e quatro horas por dia pensando nela,não há nada que essa mulher me peça que eu nego,eu sei,eu posso acabar me ferrando com isso ou até mesmo perdendo ela de vez’’mais prefiro correr esse risco ao ficar longe dela’’isso nunca,então o jeito é fazer todas as vontades da minha deusa e engolir o meu orgulho.

O meu melhor amigo se chama Marcos ele é irmão mais velho da Mayara e também é louco pela Rosi que é filha mais nova do Jake,na verdade o Marcos nunca admitiu isso’’e nem vai’’mais eu sei muito bem que ele gosta da Rosi e que só aceitou a proposta do pai por causa disso e ao contrario do que os outros pensam o Marcos não quer só o poder com isso tudo, ele quer também a Rosi e eu sei que ele vai acabar conseguindo.


Priscila (Meaghan Martin)

Eu sempre fui completamente apaixonada pelo Rafael, mais sempre tive medo de me entregar de corpo e alma numa relação que poderia a qualquer momento ter um fim,sim por que ele poderia achar a sua impressão e me esquecer para sempre,eu não sei se agüentaria a barra se isso acontecesse.

Como amar uma pessoa e saber que ela não lhe ama da mesma forma, do mesmo jeito e com a mesma intensidade.

Droga por que ele não teve esse maldito Imprinting comigo, eu duvido muito que exista alguma mulher nesse planeta que seja capaz de amá-lo como eu o amo.


Liz Cullen(Emily Browning)

Eu costumava ser amável, delicada, romântica e ‘’burra’’ mais muita coisa mudou desde da ultima vez que estive em Focks,na casa dos meus avôs a onde foi humilhada pela o garoto que mais amava na vida, seu nome?’’Billy Junior’’.

Naquela noite eu chorei, me lamentei e jurei pra mim mesma que quando colocasse os meus pés no solo brasileiro nada mais seria como antes,eu nunca mais seria aquela pequena Liz que costumava ser totalmente quebrável,eu pretendia me tonar uma mulher de verdade,uma garota fatal capaz de enlouquecer qualquer um‘’sem exceções’’capaz de fazer com que eles sentisse na pele o que eu senti aquela vez.

Vingança?Sim, eu queria isso mesmo, descontar naqueles safados sem vergonhas toda a minha raiva e magoa que eu sentia daquele moleque cretino.

Eu estava pela primeira vez na minha vida bem comigo mesma,até a minha mãe anunciar que voltaríamos para Focks.

“O meu pior pesadelo” ou seria do Billy? Sim por que eu estava disposta a pagar na mesma moeda e fazer da vida dele um inferno


Alec Volturi(Cameron Bright)

Com mais de mil anos de existência eu nunca havia me apaixonado por ninguém, de fato era de praxe eu me envolver com algumas vampiras do palácio mais nada disso passava de uma pura atração carnal, que às vezes duravam apenas algumas horas.

Só que tudo mudou quando a vi naquele dia enquanto estava procurando vitimas para transformar em novos vampiros, a minha sereia se banhava no mar distraída com os seu lindos cabelos loiros acobreados,pele clarinha e olhos azuis magníficos.

Aproximei-me mais do rio e ela me fitou saindo da água e me encarando frente a frente.

Não havia medo em seu olhar como era costumeiro, tudo o que eu via ali era apenas admiração.

Rosi Black Cullen era esse o seu nome, uma meia loba, meia vampira e um pouco humana a mistura fatal que formava a única garota que teve a capacidade de me deixar apaixonado.

Na verdade,a minha garota.

Luana(Kirsten Prout)

Eu sempre fui muito sem graça, na minha escola eu era vista como a nerd,sempre tirava notas boas,nunca visitei a sala da diretoria por mal comportamento,nunca era convidada para as festas,ninguém gostava de falar comigo nos intervalos,enfim uma vida bem solitária eu confesso,mais eu gostava disso.

Pra ser sincera eu prefiro mil vezes me perder em um bom livro, ou escrever algum poema novo do que pensar em futilidades como roupas, cabelo, maquiagem, igual a minha irmã mais nova faz todo santo dia.

Não é a toa que Fernanda e eu somos totalmente opostas,enquanto ela é a garota mais linda e popular do colégio eu sou a fantasminha camarada que ninguém nunca nota’’mais quem se importa?’’na verdade ninguém até o cara mais lindo que eu já vi na minha vida aparecer.

Alexandre,esse era o nome dele,o cara que meche comigo e me deixa com as pernas bambas toda vez que me olha daquele jeito tão penetrante que as vezes chego a pensar que ele é capaz de ver a minha alma.

“Não Luana... você deve estar sonhando,o que um cara como ele poderia querer com uma menina feito você? Não crie falsas esperanças você vai se machucar”minha consciência gritava,tarde de mais eu confesso.

Fernanda (Hayden Panettiere)

Eu sempre fui à melhor,a mais bonita e sempre tive tudo o que eu queria,tinha as melhores amigas da escola, tinha as melhores roupas, o melhor cabelo, o melhor namorado.

Ou seja, sempre havia sido assim até o novo garoto da escola e da cidade entrar em ação.

Alexandre Cullen a minha próxima vitima,sem sombra de duvida a batalha ia ser dura por que o garoto só pode ser louco em achar que iria me dispensar assim e sair ileso.

Aquele papinho dele de amar a minha irmã sem graça não colou pra mim.

No fundo eu sei que isso é só uma desculpa dele pra ficar perto de mim’’e eu estou amando isso’’.

Acho até que me apaixonei pela primeira vez.

Jacob Black(Taylor Lautner)

Tudo estava caindo na minha cabeça como uma bomba preste a explodir, de um lado era a minha filha mais nova que teve a impressão com um sanguessuga Volturi, que anos antes havia atentado contra a vida da minha mulher e só não a matou por milagre, do outro era a pressão do Sam para que o filho dele se cassase com a Rosi por que só assim segundo ele o meu problema poderia ser resolvido.

No começo’’eu confesso’’que fui contra essa idéia maluca e descabida mais agora já estou a considerando bem mais,eu não posso aceitar tudo isso,não com um Volturi,é demais pra mim, eu não vou permitir que a minha filha se envolva com um assassino cruel de milhares de anos.

Mais a merda toda esta na parte que tudo isso afligem no meu relacionamento com a minha nessie que já esta por um fio devido um lance chato que aconteceu com a filha mais velha do Sam que deu pra se insinuar pra mim agora..

Eu não entendo por que isso esta acontecendo agora, por que os Volturis travaram uma batalha para pegar a minha mulher, por que há tanta gente querendo nos separar?

Enfim eu acho que eles se esqueceram de uma coisa,durante toda a minha vida eu lutei pra ficar perto dela, sofri, me magoei mais não desisti por que sou persistente e se depender de mim eu vou ser até o fim.

Nada vai me separar da Renesmee,nunca e nem ninguém eu não vou abandoná-la ou deixar que ela me abandone.

Por que a nessie é MINHA e eu sou dela.
Renesmee Cullen(Demi Lovato)

Vinte e um anos de casada, com uma família perfeita, filhos obedientes e paz?

Talvez nem tudo fosse assim uma mar de rosas.

Um meu mundinho feliz estava demorando aos poucos, de um lado havia os meus filhos com sérios problemas me deixando muito devastada e triste por não poder ajudar cada um deles como eu gostaria, do outro o meu casamento ameaçado pela infidelidade.

Será que Jacob teria coragem de me trair?Era a pergunta que eu me fazia todas as noites antes de dormir, por mais que me recriminasse por tal coisa isso tudo era muito difícil pra mim, afinal de contas eu sou mulher e nunca tive insegurança alguma do meu amor.

Só que agora tudo era diferente, as circunstâncias, os fatos... Eu estava com medo.

E por fim o que estava tirando o meu sono era esse desejo louco do Volturis em me destruir.

Por que eles queriam me matar depois de tantos anos?

Por que eles queriam machucar a minha família?

Só havia uma resposta pra tudo isso e ela infelizmente é uma tremenda Ironia.
                                        By:natineces.

Aviso a Segunda Temporada vai começar a ser postada depois da minha Fic Nocaute.

Capítulo 12

(Fic Tá Vendo Aquela Lua)

-Você já esta pronta filha?- Mamãe perguntou quando eu terminava de calçar os meus sapatos.

-Sim mãe, vamos-Disse ansiosa pegando a minha bolsa e caminhando até a porta''aliviada por finalmente sair daquele lugar''.

-Vem meu anjo-Ela me chamou sorrindo e quando abrimos a porta do quarto nos deparamos com o papai e o Jake ali parados.

-Edward podemos ir?-Mamãe perguntou e o papai assentiu sem me encarar.

-Vamos sim, Jake você vem conosco?-Ele quis saber.

-Vou sim inclusive eu queria levar a Renesmee no meu carro se ela não se importar é claro?-Ele me fitou.

-Jake eu quero ir com os meus pais- Respondi simplesmente.

-Não Renesmee, você vai com o Jacob- Meu pai praticamente ordenou.

-Mais por...-Tentei perguntar.

-Edward,por favor,aqui não é hora e nem lugar,você me prometeu-Mamãe disse num tom de suplica que me deixou desconfiada”do que eles estavam falando?’’

-Ta certo Bella...então vamos fazer do seu jeito-Ele se rendeu e saiu pelo corredor deixando nos três para trás.

-O que está acontecendo gente?-Eu quis saber.

-Nada filha,é só o seu pai que esta ainda meio chateado... Mais vai passar meu amor,eu lhe prometo-Mamãe me garantiu.

-Bom então eu acho melhor ir com o Jake- Constatei.

-Não você vai conosco filha, o Jacob precisa ir pra casa, comer algo, descansar, tomar um banho e esfriar a cabeça não é Jacob?- Ela terminou de dizer o encarando a espera de uma confirmação.

-Sim,sim,claro eu acho melhor eu ir pra casa e depois a noite eu passo na sua –Eu assenti.

-Certo então vamos mamãe, eu quero tomar um banho bem quente e me esquecer desse lugar- Pedi a ela que pegou na minha mão sorrindo e me levou até o estacionamento do hospital a onde o papai nos aguardava "já dentro do carro".

-Mãe cadê o Nahuel?-Perguntei curiosa.

-Ele já foi pra casa filha, mais lhe mandou um beijo e disse que em breve vai te visitar-Ela respondeu e eu assenti ficando em silencio na volta pra casa que foi bem angustiante’’eu confesso’’, no banco da frente o meu pai no trocou uma palavra sequer nem comigo e nem com a mamãe que a todo tempo se voltava pra trás e me perguntava se eu estava bem ou se precisava de alguma coisa.

-Pronto meu anjo chegamos- Mamãe anunciou saindo do carro e depois abrindo a porta pra mim sair também.

-Mamãe- A chamei quando entravamos em casa’’sem o pai que permaneceu lá fora’’-Vocês avisaram à senhora Marta sobre o Mike?-Quis saber.

-Avisamos sim-Ela respondeu simplesmente-Agora filha chega desse assunto ta legal?Eu não quero mais que toque nesse nome dentro da minha casa.... Aquele desgraçado maluco quase te matou e isso me causa uma dor imensa só de pensar-Ela me pediu agoniada e eu assenti indo até ela para lhe dar um abraço bem forte.

-Obrigada por ficar no meu lado mamãe- Agradeci.

-Deixa eu lhe contar um segredo filha-Ela sussurrou baixinho- O que você acha que o seu pai esta fazendo lá fora sozinho?-Ela me perguntou e eu arqueei as sobrancelhas confusa- Ele esta chorando meu anjo,chorando por que vai ser vovô,chorando por que a filhinha dele foi vitima de um antigo rival da nossa adolescência,chorando por que como pai ele acredita que falhou...mais quer saber de uma coisa? Isso não é verdade, mais o cabeça dura do meu Edward acha que é-Ela respondeu me encarando nos olhos e eu sorri.

-Acho melhor eu ir falar com ele então - Constatei.

-Não, nada disso filha...pode deixar que quando ele estiver preparado pra falar com você ele te procura, vai por mim meu amor ,eu conheço o seu pai e lhe conheço também muito bem-Ela se gabou sorrido-Agora mocinha suba e tome o seu banho bem demorado e depois durma...eu sei que já fez muito isso no hospital,mais é diferente,nada se compara a sua caminha quentinha e confortável- Eu assenti de acordo.

-Ta certo mãe, eu vou fazer o que a senhora esta me pedindo-Lhe dei mais um beijo no rosto e subi para o meu quarto,tomei o meu banho e em questão de segundos já estava na minha cama dormindo como uma pedra e só acordei no dia seguinte com a Claire no meu quarto me observando.

-Claire?O que você esta fazendo aqui?-Me sentei rapidamente na cama devido ao susto que eu levei com essa doida plantada no meu quarto.

-Eu vim ver como você estava ué- Respondeu simplesmente.

-Você é doida- Constatei- E a sua lua de mel? e o Quil?Não Claire eu não acredito que você.....

-Ei,ei se acalme,senhorita estressada,eu não abandonei o Quil e muito menos a minha lua de mel-Ela deixou bem claro.

-Então o que você esta fazendo aqui,num dia após o seu casamento?-Arqueia as sobrancelhas.

-Eu vim lhe contar uma novidade- Respondeu dando um suspiro longo antes de sentar rapidinho na pontinha da minha cama e me encarar- Ontem quando eu e o Quil saímos da festa, nos dois fomos pra casa dele... Sabe na intenção de adiantar a nossa lua de mel, mais isso não aconteceu,por que na hora eu passei mal e dai ele me levou pra o hospital e adivinha só amiga?-Ela me perguntou ansiosa.

-O que você tinha? – Perguntei preocupada e ela revirou os olhos impaciente.

-Gravidez Renesmee,eu estou grávida como você amiga,nos duas vamos ser mamães juntas, isso não é uma maximo?Eu nem acredito que isso esta acontecendo comigo, ou melhor, com nos duas....eu quase surtei quando o medico me deu essa noticia...bom é claro que eu havia notado que estava mais gorda,mais eu pensei que era por causa da ansiedade e do casamento e poxa vida nessie eu nem senti enjôos e a minha menstruação sempre foi completamente desregulada....ai amiga eu estou tão feliz-Ela terminou de disser tudo isso me dando um abraço empolgado.

-Nossa Claire,eu to sem palavras- Disse chocada.

-Imagina eu então? Quando chegue aqui eufórica pra te contar tudo isso? mais ai a sua mãe me disse que você estava dormindo e me contou sobre o acidente - Claire fechou a expressão-E poxa nessie quantas vezes eu não te pedi pra denunciamos aquele louco?-Ela relembrou.

-Agora já é tarde Claire e além do mais o Mike está morto- Constatei de cabeça baixa.

-Oh amiga eu não deveria nem ter tocado nesse assunto... Mais agora chega vamos só falar de coisas boas, ta legal?...Como sobre nos duas, por exemplo, nos vamos ser mamães juntas, quer dizer eu já estou á dois meses na sua frente mais isso não importa por que essa historia toda continua sendo hilaria do mesmo jeito-Ela gargalhou alto e eu não pude deixar de sorrir contagiada com a alegria da minha melhor amiga.

-Você tem razão- Concordei, eu não podia negar, saber que Claire também estava grávida era uma alivio pra mim’’pelo menos não enfrentaria essa sozinha”.

-E aí futuras mamães,que tal um lanchinho?- Mamãe entrou no quarto com uma bandeja de comida nas mãos e a depositou na minha cômoda.

-A tia você leu a minha mente- Claire mais que de presa pegou um pedaço de bolo e começou a comer.

-Que bom Claire,nessa fase a mulher sente mesmo mais fome,afinal de contas você daqui pra frente vai ter que se alimentar por dois- Mamãe disse acariciando a barriga da Claire que já era um pouco mais visível que a minha- E você meu amor ,como esta se sentindo filha?-Ele me encarou preocupada.

-Bem melhor mamãe, a senhora tinha razão nada como à cama da gente pra ter uma boa noite de sono-Ela sorriu e me entregou um pedaço de torta.

-Fiz tudo isso especialmente pra vocês, as minhas duas grávidas preferidas- Ela disse acariciando os meus cabelos- Mais depois eu quero que as duas desçam para almoço ok- Mamãe ordenou e nos duas assentimos.

-Tia Bella a senhora vai fazer frango frito?-Claire quis saber.

-Não mais eu posso providenciar meu anjo-Mamãe respondeu rindo- E você filha vai querer o que?

-A mesma coisa mamãe- Respondi.

-Certa então hoje teremos frango frito no almoço-Mamãe cantarolou antes de sair do meu quarto.

-Ness sabe aonde o Quil esta agora?-Claire falou.

-Não a onde ele esta?-Quis saber curiosa.

-Junto com o Jake comemorando que os dois vão ser papais, alias foi ele que me contou que você estava grávida- Ela esclareceu me deixando envergonha.

-O que foi nessie?Você não esta feliz com a gravidez?Ou é o casamento?

-Que casamento Claire?-Perguntei sem entender.

-O seu casamento horas-Ela respondeu revirando os olhos.

-O meu casamento?Você esta louca?Quem disse que eu vou me casar?

-O Jake....mais oh eu não acredito nisso,Claire sua boca grande eu acho que ele nem pediu ainda,só que eu achei que você sabia por que o seu pai sabe,na verdade...ah deixa pra lá.

-Não,não,agora me conta que historia é essa...casamento?O meu pai?Eu não estou entendendo nada- Constatei me levantando da cama.

-Droga, ta bom eu te conto mais calma tah,eu achei que você já sabia de tudo, por isso comentei...mais o Jake vai te pedir em casamento,pronto falei.

-Claire e o que o meu pai tem a ver com isso?- Era o que eu queria saber.

-Ai nessie,o tio Ed só falou pro o Jacob que queria te ver casada antes que o filho de vocês dois nascesse,foi só isso- Ela respondeu me deixando furiosa.

-Droga eu sabia,o meu pai deve ter posto essa condição pra ele...não eu não vou aceitar isso NUNCA- Constatei.

-Do que você ta falando Renesmee?Você não quer se casar com o Jacob? Por quê?-Claire quis saber me encarando confusa.

-É claro que eu queria me casar com ele Claire,mais eu não posso aceitar isso,o Jake não pode se sentir preso a mim só por que eu estou grávida....Eu não vou estragar a vida dele- Declarei.

-Agora eu estou chocada -Claire falou de boca aberta’’naquele famoso drama’’que ela costumava fazer - Você esta me dizendo que se aceitar se casar com o Jake,você estará obrigando ele a isso?-Eu assenti-......LARGA MÃO DE SER IDIOTA RENESMEE,DA ONDE VOCÊ TIROU ESSA HISTORIA?TODO MUNDO SABE,EU SEI,SUA MÃE,DEUS E ATÉ O CACHORRO DA VIZINHA SABE QUE ELE TE AMA...agora me responda por que o Jake NÃO IRIA QUERER CASAR COM VOCÊ?-A encarei incrédula’’O que deu nela?

-Ei não grita comigo -Falei ressentida –O Jake já tem uma noiva,na verdade ele já tem um futuro e eu não vou atrapalhar isso- Claire começou a rir histericamente.

-Ta ...e....e...você poderia me dizer quem é a suposta noiva do Jake?-Ela quis saber ainda rindo sem parar,eu fiquei brava mais resolvi responder mesmo assim.

-A Leah oras e você sua traidora que era amiguinha dela também nem me contou nada- Disse nervosa e a Claire na hora parou de rir e me encarou seria.

-A Leah?A Leah Clearwater noiva do Jake...agora eu entendi tudo- Ela resmungou se levantando da cama- Primeiramente quem te disse tudo isso nessie?-Claire perguntou.

-Ela mesma,no seu casamento... Junto com o pai do Jacob- Respondi caindo no choro, Claire então me abraçou.

-Oh amiga eu devia ter previsto que isso ia acontecer-Ele se martirizou e eu a encarei confusa’’Então a minha melhor amiga sabia de tudo e não me contou?’’-Renesmee olha bem pra mim, isso tudo é mentira.

-Co-como?-Falei entre soluços.

-As pessoas que vivem em La Push nessie,seguem algumas tradições muito antigas que varias famílias não se arriscam em quebrar,como a de se casar sempre com alguém que tenha os mesmos princípios...ou seja, pra muitos você é invasora e não deve ser aceita como a mulher do Jacob,por que é uma garota da cidade...como eu.

-Claire e o que isso tem a ver?-Falei impaciente.

-Calma me deixe terminar-Ela pediu - Todos os rapazes de La Push têm uma obrigação, eles precisam começar a trabalhar cedo e guardar dinheiro pra no futuro ter condições de sustentar os filhos e a mulher, mais nessie algumas famílias escolhem as esposas’’ideais’’antes mesmo dos filhos nascerem, outras fazem acordos, enfim eles praticamente impõem um casamento dentro das normas.... Aconteceu isso com o Quil também,a família dele havia escolhido uma noiva antes de começarmos a namorar,nem o Quil sabia dessa historia que só venho a tona quando ele me apresentou pra eles....Ai Renesmee foi horrível,eles me humilharam e me fizeram acreditar que o meu Quil estava só me usando...e eu realmente acreditei mais no fim ele venho atrás de mim e me esclareceu toda verdade e eu a partir daquele dia nunca mais me deixei abater novamente,hoje eles já me aceitaram com exceção da mãe do Quil,é claro,mais eu aposto que ela vai se derreter toda quando o netinho nascer- Claire terminou de falar acariciando a barriga com um imenso sorriso nos lábios.

-Eu não consigo acreditar que fui tão estúpida assim- Disse caindo sentada na poltrona que ficava no meu quarto- Meu deus como eu fui burra,burra.

-Ei,ei, pare com isso agora...nada de ficar ai resmungando o quanto você foi idiota- Claire disse com as mãos na cintura -Anda levanta dai,temos um longo trabalho pela frente-Ela começou a dizer abrindo o meu guarda roupa.

-Do que você ta falando?-Falei com as mãos na cabeça.

-Esse vestido,com esse casaquinho...nossa e essas sandálias então,nada de saltos mocinha você agora é uma mulher grávida...pronto essa roupa esta perfeita-Ela gesticulou me ignorando completamente- Anda Renesmee levanta dai e se vista logo- Ordenou.

-Me vesti pra que?- Bufei irritada.

-Oras pra ir concertar a burrada que você fez...anda logo,antes que eu mesma te ponha dentro destas roupas- Ameaçou.

-Claire não,eu não vou fazer isso agora- Neguei com a cabeça.

-Ah mais você vai sim....chega de adiar esse sofrimento todo por pura burrice-Ela me deu um tapa na cabeça de leve,mais doeu.

-Ei para com isso- Resmunguei me levantando - Você esclareceu o lance do casamento com a Leah,mais e o fato do Jacob ter traído a ex dele com essa garota você não fala nada também né?-Perguntei emburrada e Claire soltou um gritinho.

-AI RENESMEE eu não acredito que você vai se apegar’’aos fatos do passado" -Ela enfatizou -Acorda, vocês vão ter um filho juntos, o Jacob já amadureceu o suficiente e o melhor de tudo,ELE TE AMA-Ela praticamente gritou a ultima frase- Quer que eu repita?-Perguntou sarcástica.

-Não eu não quero-Bufei em sinal de rendição-E quer saber,você esta certa... nos dois vamos ter um filho,ele me ama,eu o amo e não vai ser uma lambisgóia igual a Leah que vai atrapalhar tudo isso- Decretei sorrindo e a Claire me acompanhou.

-Ai meu deus valeu pela força ai- Claire brincou olhando pra cima-AGORA PONHA ESSA ROUPA- Gritou novamente.

-Claire da pra parar de gritar?...EU NÃO SOU SURDA- Falei enquanto vestia a roupa que ela tinha separado pra mim.

Um casaco de pois,o vestido florido com estampas de tons pastéis e por fim as sandálias da mesma cor.
Roupa-http://1.bp.blogspot.com/HK7y9yhA_QI/Th91GUkdbCI/AAAAAAAADe0/N6Ob3CXDglc/s640/27-21.jpg

-Realmente ficou perfeito- Contemplei o resultado.

-É claro que ficou,agora anda que eu te levo até lá...mais não vai se acostumando tah,eu só vou fazer isso por que esta com o braço machucado e não pode dirigir- Ela gargalhou e eu revirei os olhos sorrindo.

-Ta ok então vamos logo-Falei ansiosa.

-Quero ver só como vamos passar pela sua mãe -Claire resmungou baixinho saindo do quarto junto comigo.

-Deixa ela comigo-Falei descendo as escadas e encontrando a mamãe com um telefone nas mãos.

-Filha que bom que já desceu meu amor,a Esme acabou de ligar,ela e suas tias estão vindo pra cá inclusive a sua mãe Claire-Mamãe informou.

-Mãe eu to de saída com a Claire-Falei de um vez e ela me fitou seriamente.

-Você não pode sair assim Renesmee,por que esta com um braço quebrado,com a perna machucada...-A interrompi.

-Mãe eu preciso fazer isso "agora"-Implorei e ela bufou.

-Vai ir atrás do Jake é?-Eu assenti com a cabeça e ela riu-Então eu vou deixar,mais tome cuidado viu e não se esqueça que agora você carrega uma sementinha ai dentro...muito preciosa-Ela pediu.

-Pode deixar mamãe-Concordei lhe dando um abraço.

-Bom então sendo assim eu vou ligar pra sua avó e falar que você no momento esta indisponível-Mamãe pegou o telefone.

-E pode acrescentar também ai tia Bella que é por tempo indeterminado-Claire gargalhou.

Continua...
                                                             By:natineces

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados