Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

Capítulo 6

                  (Fic Tá Vendo Aquela Lua)
Entrei na casa do Jacob e pude analisar que ela era bem rústica, por fora as paredes eram pintadas de verde musgo e por dentro toda revestida em madeira, na sala havia apenas um sofá de porte médio e uma estante que sustentava uma televisão antiga e no centro alguns retratos e uma mesinha com um vaso de flor.


-Sua casa é muito linda e bem organizada por sinal - Elogie surpresa.

-Na verdade eu devo isso a Rachel, sabe como é... Irmã mais velha....quando disse que você viria aqui,ela limpou a casa toda- Esclareceu e eu sorri de acordo - Isso era para lhe causar uma boa impressão...-Riu sem jeito e depois perguntou-Eu acho que funcionou,não funcionou?

-Funcionou sim-Respondi piscando para ele.

-Vem princesa eu vou te mostrar a cozinha-Me chamou.

-Ah certo, espero um momento-Pedi tirando o meu casaco e o depositando no braço do sofá com a minha bolsa logo ao lado.

-Nossa você ta... Ta.. Linda- Jacob comentou enquanto me analisava de um jeito nada inocente, devo dizer.

-Obrigada-Agradeci sem jeito- Vamos?-Perguntei com as mãos na cintura.

-Vamos pra onde?-Perguntou confuso e eu sorri.

-Pra cozinha oras,você não disse que ia me levar até lá -Lembrei.

-Ata,para cozinha-Ele se recordou suspirando pesadamente’’Será um sinal?’’pensei comigo mesma enquanto o seguia para o outro cômodo da casa.

-Perfeito, agora pode ir-Falei quando ele colocava as sacolas no balcão e se virava para me fitar.

-Não vai querer a minha ajuda?-Perguntou decepcionado.

-Nada disso, hoje eu vou fazer o jantar e você vai apenas degustá-lo- Brinquei me aproximando das compras e Jacob me puxou para os seus braços.

-Eu pensei que iríamos cozinhar juntos, quer dizer, eu realmente gostaria muito de ficar aqui juntinho com você - Ele fez biquinho.

-Você vai querer estragar a minha surpresa é?-Arqueei as sobrancelhas.

-Surpresa... Que surpresa?-Revirei os olhos.

-Se eu te contar não será mais surpresa né- Observei e Jacob riu assentindo de acordo.

-Agora me diz, onde estão as panelas, os pratos, copos, talheres?...-Comecei a perguntar.

-As panelas estão no armário debaixo, os pratos naquele ali do lado e os copos nesse outro- Ele indicou os locais e eu assenti com a cabeça.

-Entendi agora chispa daqui - Mandei e ele me fitou incrédulo.

-Você esta me expulsando da minha própria cozinha-Fez drama-É isso mesmo?-Perguntou.

-Exatamente -Rebati lhe dando um selinho rápido- Agora vai Jake- Pedi manhosa.

-Anão- Fez birra - Vai ser preciso muito mais que isso para eu me retirar daqui – Me encarou sorridente.

-Você não presta- Me rendi sorrindo e juntei nossos lábios num beijo calmo e terno,só que o Jake não parou por ai e quando tentei me afastar dos seus braços ele me apertou ainda mais contra o seu corpo e me girou me fazendo ficar entre ele e a pia fria de inox.

-Assim eu não quero, vai ser do meu jeito-Falou mandão enquanto maltratava o meu pescoço com mordidinhas e beijinhos calientes.

-Jake não faz assim- Gemi baixinho quando senti um volume estranho em suas calças.

-Assim como?-Se fez de desentendido  percorrendo caminhos distintos com as mãos pelo meu corpo, distribuído toques leves e arrepiantes, como objetivo?’’me enlouquecer’’

-Para, por favor – Implorei novamente buscando em mim uma linha sequer de raciocínio, eu tinha que ser forte e seguir com o plano até o final, primeiro o jantar e depois a sedução e não o contrario’’Pelo menos era essa a minha intenção’’.

-Tem certeza?-Ronronou no meu ouvindo chupando de leve o lóbulo da minha orelha.

-Ãnham eu acho que tenho....tenho sim,Jacob para –Pedi novamente e Jacob se separou de mim e me encarou sem jeito.

-Desculpa Renesmee,eu não sei o que me deu-Ele abaixou a cabeça envergonhado.

-Jake não precisa se desculpar... -Me senti culpada-Eu quero fazer tudo com calma, temos todo o tempo do mundo- Falei acariciando o seu rosto e em troca recebi um sorriso lindo.

-Você esta certa... Agora eu preciso de um banho gelado... Que dizer de um banho, é eu vou tomar um banho, enquanto você faz o jantar- Exclamou saindo da cozinha como um foguete.

Olhei em minha volta e respirei fundo encarando as sacolas com as compras, depois caminhei lentamente até elas e aos poucos tirei os ingredientes e comecei a prepará-los com a cabeça a mil.

A todo tempo imagens do Jake aqui na cozinha me tocando daquele jeito me passava pela cabeça, me obrigando a imaginar como seria isso depois,quando estivéssemos realmente nos amando,Jacob me parecia insaciável e eu havia acabado de comprovar que não era diferente.

Evitar pensar nisso era quase impossível,parte de mim sentia medo, insegurança e estava quase certa que terminar esse jantar com um papinho animado e um beijo de boa noite era o certo a fazer, mais e a outra parte? Ah essa era qual me consumia, me deixava de tal forma,que quase me fez invadir aquele quarto e o agarrar ali mesmo no banheiro,sem preocupações ou arrependimentos’’Eu estava enlouquecendo e vendo o meu rácico se dissipar aos poucos’’.

-Renesmee eu já tomei banho, quer ajuda ai?...Eu posso arrumar a mesa que tal?-Jacob falou provavelmente da sala.

-Não amor... fica ai e assiste algo na teve,o Jantar já esta quase pronto e a mesa eu faço questão de arrumar- Gritei de voltar.

-Não me chama de amor, que eu não agüento- Falou rindo -Você vai me deixar mal acostumado, não me deixa fazer nada- Resmungou me fazendo sorrir.

Respirei novamente, uma, duas e até três vezes e inspirei buscando coragem’’Depois que começa não dá mais pra parar Renesmee’’ Repeti comigo mesma, isso já estava quase virando o meu mantra de hoje.

Pegue com cuidado os pratos que havia deixado separadinho em cima do balcão e caminhei até a mesa avistando o Jake esparramado no sofá assistindo um filme qualquer.

Coloquei com cuidado cada peça no seu devido lugar, exatamente do modo que havia aprendido num cursinho de etiqueta que fiz no ano passado em Seattle, Colheres e talheres para sobremesa ficavam acima do prato, com o cabo para a direita, Garfos sempre ao lado esquerdo do prato,Facas por questão de segurança com o gume para dentro,os guardanapo de papel é posicionado sempre sob ela,os copos sempre acima da faca, ao lado direito e por fim os pratos ficam há dois dedos da beirada da mesa.

-Perfeito... -Exclamei comigo mesma.

-Concordo- Ele disse no meu ouvido envolvendo seus braços ao redor da minha cintura.

-Jacob o que eu disse?-Adverti.

-Desculpa eu não resisti quando ti vi aqui tão concentrada,você fica linda como dona de casa -Ri ironicamente.

-Dona de casa é?- Arqueei as sobrancelhas.

-Da minha casa - Arrumou- Futura mãe dos meus filhos... Minha mulher- O encarei emocionada, Jacob nunca havia me dito aquilo.

-Pode ter certeza- Respondi -Mas tira a parte da dona de casa tá? Que isso não serve pra mim não - Esclareci e ele riu - Agora se sente aqui, que eu já voltou-Falei voltando para cozinha e pegando a travessa com o espaguete.

-Nossa isso esta com uma cara ótima e o cheiro então, nem se fala-Elogiou com uma garrafa de vinho nas mãos.

-Olha só que cabeça a minha,eu não havia pensado nisso,é perfeito Jacob- Declarei apontando para o vinho.

-Eu estava guardando ele para um momento especial, como esse-Comentou me fazendo corar.

Jacob e eu nos sentamos frente a frente e eu comecei a tirar o seu prato e depois fiz o mesmo comigo, ele me encarou e sorriu antes de dar a primeira garfada.

-Nossa Renesmee- Ele começou - Isto está muito bom - Respirei aliviada e dei a primeira garfada.

-Nossa faz efeito mesmo- Sussurrei sentindo um calor infernal subir dos pés a cabeça.

-O que disse?-Ele perguntou bebendo o vinho e eu resolvi fazer o mesmo.

-Nada não - Menti e ele me olhou desconfiado.

-Esse prato é quente né- Comentou enquanto abria alguns botões da sua camisa e mostrava parte daquele tórax delicioso, isso foi o que bastou para acabar com o pouco de equilíbrio que ainda existia em mim.

-Muito quente - Concordei me abanado disfarçadamente.

Jacob e eu continuamos a comer em silencio, somente nos encarando, ele com aquele mesmo olhar de safado de sempre e eu com um de pura cobiça e muito desejo.

-Estava perfeito-Ele terminou bebericando mais um pouco de vinho.

-Que bom que gostou-Respondi orgulhosa e ele se levantou parando ao meu lado.

-Dança comigo?-Perguntou me deixando confusa.

-Sem musica?-Observei.

-Espere um minuto-Ele pediu e saiu da sala voltando logo em seguida com um aparelho pequeno de som nas mãos, Jacob o colocou na mesinha e ligou o radio numa estação que tocava Spanish Guitar - Toni Braxton, uma linda canção.

-Boa escolha - Disse me levantando e indo na sua direção, Jacob estendeu as mãos para mim que as peguei sem pestanejar.

-Eu não sei dançar-Admiti.

-Muito menos eu- Comentou e nos dois rimos- Então vamos nos deixar levar...pelo ritmo do amor- Terminou de dizer com os olhos gravados nos meus e com uns dos seus braços na minha cintura,por que o outro estava segurando uma das minhas mãos em seu peito.

-Você não faz idéia do quanto é especial para mim garota- Sussurrou no meu ouvido-Eu te amo Renesmee –Declarou me fazendo parar e encará-lo sem reação,aquelas palavras me pegaram de surpresa,Jacob havia acabado de se declarar,ou melhor,de me dizer ‘’Eu te amo’’bem aqui na minha frente.

-Jacob... Eu não sei..-Tentei falar mais ele me calou com um beijo,um beijo carinhoso,suave,um beijo diferente e único.

‘’Não havia mais duvida ali, eu também o amava, na verdade eu o amo desde a primeira vez que pus meus olhos nele,naquele bar,desde da vez que o vi na sua moto me encarando daquela forma,desde do nosso primeiro,segundo e todos os beijos que já demos até hoje,a cada instante,a cada minuto eu me sentia completa e decidida a me entregar ao homem da minha vida”

-Eu te amo - Disse ofegante quando nos separamos em busca de ar,ele me encarou e sorriu com tal afirmação- Jake eu quero ser sua,quero me entregar a você,quero te amar intensamente...para sempre- Pedi a ele ou melhor implorei.

Jacob ficou alguns segundo somente acariciando o meu rosto e me olhando nos olhos como se quisesse gravar aquele momento para todo sempre,como se pudesse pará-lo ali,assim como eu também queria.

-Isso é tudo o que eu mais quero na vida-Disse me pegando no colo e começando a caminhar comigo pelo pequeno corredor até chegarmos ao seu quarto, Jake então me deitou na cama de casal e subiu em cima de mim tomando os meus lábios desesperadamente.

Embrenhei rapidamente minhas mãos nos seus cabelos curtos e o puxei para mim com violência e Jacob tomou isso com um incentivo e resolveu aprofundar o nosso beijo pedindo passagem para sua língua em minha boca que eu cedi prontamente.

Sua língua começa a explorar cada cantinho da minha boca com muito desejo e luxuria-me deixando completamente entregue aos seus braços e as suas caricias.

Sinto suas mãos grandes e quentes percorrerem caminhos pelo meu corpo que começaram no meu colo e foram descendo para os meus seios aonde Jacob começa a acariciá-los sem pudor algum, solto um gemido longo em reposta e ele abandona os meus lábios e começa a descer com sua boca até o meu pescoço.

Jake abaixa a alça do meu vestido e o tira até a cintura e no caminho de volta distribuir beijos molhados pela a minha barriga até os meus seios aonde ele voltar a tocar ainda por cima do sutiã.

-Você é linda amor...uma verdadeira tentação – Disse quando tentava inutilmente desprender o meu sutiã com um das mãos nas minhas costas,dei um sorrisinho do seu disparate e decidi ajudá-lo desprendendo facilmente o pequeno feixe da frente.

Jacob riu como uma criança que acará de ganhar o melhor presente e tira o meu sutiã de vez e o joga em algum canto do quarto e logo depois volta com a sua atenção para os meus seios agora desnudos.

Minha pele queima com o seu olhar e ele toma o meu seio direito com a boca,o lambendo,chupando e me deixando completamente louca em baixo dele e o outro ele começa a acariciar com a  outra mão.

-Jake- Gritei sentindo algo forte me tomar e ele continua mais dessa vez sua boca gulosa trocou o meu seio direto pelo esquerdo e suas mãos começam a acariciar o direito.

Começo a desabotoar sua camisa e a tiro rapidamente me dando a visão maravilhosa do seu torço nu, musculoso e cheios de guminhos que me fizeram transpirar, acaricio o seu corpo e quando chego ao cós da sua calça e tento tira – lá Jacob me freia.

-Calma amor, sem pressa..eu quero guardar esse momento para sempre - Pediu e eu assenti com a cabeça- Quero me lembrar disso pelo resto da vida,quero marcar na minha memória o dia que fiz amor com você,pela primeira vez de muitas que ainda virão-Falou buscando os meus lábios novamente.

Jacob tira o meu vestido de vez e começa a alisar o meu corpo parando somente quando chega à minha calcinha a onde ele acaricia ali mesmo ainda por cima do tecido e depois a tira sem nenhuma pressa, me deixando ansiosa e ao mesmo tempo com medo.

Ele sorri pra mim me passando confiança nesse simples gesto e se levanta tirando sua calça e depois a boxe branca, o que me fez arfar com tal visão, ’’Nossa’’foi tudo o que pensei,aquilo me deixava simplesmente sem palavras.

Mordo os lábios tentando parecer sexy’’que segundo a Claire funcionava’’e ele volta para cama separando minhas pernas e começando a me tocar na minha parte mais sensível, começo a gemer como uma louca por causa disso e Jacob toma os meus lábios com veracidade, abafando os meus gemidos que eram quase gritos de prazer.

Sinto meu ventre se contrair e ele abandona minha boca e sussurra baixinho no meu ouvido-Geme o meu nome Renesmee- Pediu e eu grito o seu nome repentina vezes quando o meu primeiro orgasmo me atingiu.

Jacob ri vitorioso e depois me encara e pergunta seriamente-Tem certeza que quer continuar princesa?-Diz como se já soubesse que eu nunca havia feito isso,como se soubesse que eu era virgem.

-Eu escolhi você e não quero voltar atrás na minha decisão- Respondi decidida e ele sorriu com um brilho diferente no olhar.

Jake toma os meus lábios por alguns instantes e depois sussurra no meu ouvido.

- No começo pode doer um pouquinho, mais logo vai passar amor....se quiser é só pedir que eu paro na hora - Disse com a voz rouca e extremamente sexy.

-Não Jacob... Vai até o fim - Pedi já ciente do pequeno incômoda que na primeira vez poderia acontecer.

Jacob então deslizou para dentro de mim e começou a se movimentar lentamente, me fazendo soltar um gemido de dor quando sinto a barreira da minha virgindade sendo rompida.

Ele então para na mesma hora ignorando o meu pedido e eu decido tomar partido da situação, entrelaço minhas pernas na sua cintura e Jacob urra de prazer com isso e volta a me estocar cada vez mais forte e rápido o que foi capaz até mesmo de substituir  a pequena  dormência que eu sentia por prazer.

Começamos a nos movimentar de forma sincronizada e gemer de uma forma completamente ensandecida pelo desejo que estávamos proporcionando uma ao outro e Jacob aperta minhas coxas com força e se senta na cama me levando junto com ele e depois volta com os movimentos de entre sai dentro de mim.

Cavalgo em seu colo e ele grita o meu nome e toma os meus seios com a boca me deixando louca com isso, Jake não satisfeito começa a estimular minha feminidade com as mãos e me faz soltar um longo gemido quando o meu segundo orgasmo me atingiu me deixando completamente mole em seus braços morenos.

Jacob continua com as estocadas fundas até gozar dentro de mim e cair logo depois completamente exausto e suado na cama me puxando junto com ele para que me deita-se em seu peito.

Sinto sua respiração completamente ofegante e começo acariciar seu corpo com as pontas dos meus dedos.

-Foi perfeito- Declarei depois de alguns minutos em silencio me apoiando nos cotovelos para olhá-lo nos olhos.

-Você é perfeita-Me corrigiu-Perfeita de mais até,para uma cara como eu- Falou enquanto tocava o meu rosto.

-Não diga bobagem, se tem alguém aqui que tem sorte, esse alguém sou eu, por ter encontrado você- Disse o obvio e Jacob tomou os meus lábios com força.

-Tenho tanto medo de te perder....não consigo ver minha vida sem você agora nessie..-Eu sorri confusa.

-Nessie?-Arqueei as sobrancelhas’’Como ele sabia disso?’’.

-Você me chama quase sempre pelo meu apelido,por que eu não posso também lhe chamar pelo seu?- Sussurrou no meu ouvido.

-Por que é horrível, meu tio Emmett foi quem me deu ele quando era pequena....e terrível -Completei.

-Eu sei,a Claire me contou- Esclareceu-E se quer saber,eu amei ele,combina com você..não fisicamente é claro- Comentou olhando para o meu corpo com aquela cara de safado,o que me fez corar novamente’’Droga’’-Por que você ta longe de ser um mostro...mais nessie é muito sonoro e me soa delicado.

-Sei...-Revirei os olhos.

-Vamos fazer um trato?...eu não te chamo mais de Nessie daqui pra frente - Disse- Mas serei o único que lhe chamará de Ness,Que tal?-Propôs.

-Quanta diferença- Debochei.

-Não faz assim não...você fica linda desse jeito...Sabia?-Me perguntou.

-Que jeito?-Me fiz de desentendida.

-Assim peladinha na minha cama me encarando dessa maneira - Gargalhou me fazendo corar horrores ’’Safado ele sempre me pegava’’.

Cobri-me com os lençóis na hora e notei a pequena mancha de sangue no centro da cama, Jacob então se levantou completamente nu e foi até a cômoda e abriu uma gaveta tirando uma pequena caixinha de veludo de lá e voltou novamente para cama se sentando ao meu lado.

-O que é isso?- Perguntei curiosa.

-Isso?É algo que eu estava fazendo para você- Declarou-Eu sei muito bem que já era pra eu ter feito este pedido há muito tempo,mais eu queria esperar a hora certa e o momento especial -Falou- ....Ness você aceita namorar comigo? –Pediu me encarando com aquele jeitinho lindo de menino que ele tinha,eu não resisti.

-É lógico que aceito amor- Me sentei no seu colo e comecei a distribuir beijinhos pelo seu rosto.

-Você nunca ouviu aquele ditado não?-Me perguntou serio.

-Que ditado?-Quis saber.

-Aquele de quem brinca com fogo pode se queimar- Esclareceu e eu na hora pude sentir o nível da sua excitação embaixo de mim, soltei um sorrisinho sínico.

-E se eu quiser me queimar-Rebati percorrendo com o meu dedo o seu corpo de uma maneira provocante até os seus lábios aonde Jacob o prendeu entre os dentes.

-Não deveria ter dito isso- Avisou quando me jogava na cama bruscamente e se deitava em cima de mim.

-Segundo tempo- Constatei animada.

-Isso mesmo– Assentiu tomando os meus lábios com aquela boca gostosa e irresistível.

                                        By:natineces

A Donzela e o Cangaceiro

Veja a nova Fic do blog escrita por uma das minhas escritoras favoritas do nyah a

Manuca Ximenes espero que curtam muito assim como eu e boa leitura...bjs

Sinopse:

Renesmee acaba de voltar do Rio de Janeiro formada professora,seus pais já haviam resolvido a sua vida,ou pensaram que tinham resolvido.
Até que Renesmee é raptada por Jacob,um capitão do cangaço que se encanta pela jovem.
O que vai acontecer com esses dois,tão diferentes e unidos por um sentimentos mais forte do que as convenções.
O amor.

Capítulo 1
Capítulo 2
Capítulo 3
Capítulo 4
Capítulo 5
Capítulo 6
Capítulo 7
Capítulo 8
Capítulo 9
Capítulo 10
Capítulo 11



Capítulo 5

(Fic Tá Vendo Aquela Lua)
-Bom dia mamãe- Falei entrando na cozinha, no meu relógio já era 05:00 da manhã.

-Bom dia - Respondeu ela num tom serio se encostando na pia.

-O que foi?-Perguntei preocupada quando me servia o café.

-Filha você nunca teve nenhum motivo sequer para esconder algo de mim não é mesmo?-Quis saber.

-Não mamãe....por que?-Perguntei confusa, aquela conversa não estava tomando um bom rumo.

-Ontem eu atendi a Marta-Eu prendi a respiração-Ela foi ao hospital se consultar comigo e me pediu para ter uma conversa a sós- Relatou-Eu fiquei muito preocupada com a minha amiga é claro, ela estava com uma expressão de choro e ao mesmo tempo havia um certo pânico em seus olhos...que eu só pude compreender quando ela me disse que...-Mamãe parou por um minuto e voltou a falar-Ela me disse que o Mike tentou lhe agarrar no mesmo dia em que ela havia ido numa consulta medica,Renesmee isso é verdade?

-Mamãe, por favor, não conta para o papai- Implorei de força desesperada para ela que se aproximou de mim e pegou na minha mão.

-Ele não sabe de nada- Me garantiu -Na verdade seu pai acredita que você foi demitida e só mentiu para gente com medo de repressão... -Comentou- E foi por isso que ontem eu jogue um verde e você caiu filha.... Eu acho que foi por causa daquele rapaz-Ela sorriu sem humor.

-Mamãe eu só não te contei por medo- Comecei a me explicar-Eu não queria te deixar preocupa e nem complicar a vida da dona Marta, se eu tivesse lhe contado você provavelmente teria ido a policia-Mamãe assentiu com a cabeça-Eu não tenho provas nenhuma mãe e você sabe como noticias em cidade pequena corre rápido não é?....Eu não quero me expor e muito menos ser apontada na rua pelas pessoas.

-Você esta certa... É duro admitir isso,mais não podemos fazer nada-Ela abaixou a cabeça-Filha quero que me prometa que nunca mais vai esconder nada de mim,certo?-Ela pediu.

-Ta mãe,desculpa-Prometi e ela me abraçou.

-Assim eu fico bem mais tranqüila, agora se acalme e me diz como foi sua noite ontem e quem era o cara da moto?Ele tem nome?Pais? Casa?Trabalho?....-Ela começou o interrogatório e eu sorri.

-Vai com calma mamãe -Falei sem graça –Pra começar o cara da moto se chama Jacob...e eu não sei muita coisa sobre ele por que só nos vimos duas vezes e só nos falamos na segunda... ah eu também conheço a irmã dele,ela é garçonete no mesmo barzinho que a Claire fez a festa de solteira- Fiz o relato e mamãe deu um sorrisinho torto.

-Sei mais o que está sentido por ele na verdade?-Foi direta.

-Mãe eu não sei- Desconvencei.

- Então quando você descobrir, me fala-Suspirou.

-Pode deixar,você vai ser a primeira a saber-Prometi á mamãe que sorriu de acordo.

-Ontem eu conversei com a Rosalie também-Ela comentou se sentando à mesa.

-E o que ela disse?-Perguntei.

-Não disse nada,ao que parece a Kim ainda não contou a ela - Respondeu.

-E eu duvido muito que algum dia vá contar, ela provavelmente esta morrendo de medo- Constatei.

-Se ela não contar eu conto-Mamãe falou decidida -De forma alguma deixaria aquela garotinha sair ilesa dessa historia, a Rosi tem que saber sim e dar uma coça naquela patricinha de uma figa - Bufou.

-Mamãe eu não estou lhe conhecendo, eu nunca tinha visto esse seu lado macabro antes- Brinquei.

-Quando mechem com o meu bebê eu viro o bicho, ninguém vai machucar a minha filhinha e depois sair assim do nada-Ela me encarou seria e voltou com a conversa-A Rosalie vai ter que tomar uma atitude com aquela menina antes que eu mesmo tome-Esbravejou.

-Eu não quero mais saber da Kim mãe, nem dela e nem do Nahuel,por mim eu quero mais que eles se explodam- Exclamei.

-Ai filha,eu estou tão feliz, abençoado seja esse tal de Jacob - Ela me abraçou-Eu com certeza não iria agüentar lhe ver sofrer por aquele canalha, esse cara apareceu na hora certa, to amando ver que o meu bebê ta seguindo em frente, você é uma mulher de fibra filha e isso você puxou de mim,com certeza - Falou orgulhosa.

-E de mim também-Papai entrou na cozinha - Você é uma mistura perfeita minha e da sua mãe, geniosa, esforçada, insistente e pavio curto - Gargalhamos.

-Bom dia papai-Lhe dei um beijo no rosto.

-Bom dia filha-Ela sorriu e se sentou à mesa ao lado da mamãe que lhe deu um beijo apaixonado, os dois eram sempre assim.

-Então filha você não vai me dizer quem era aquele cara?-Perguntou e mamãe deu um sorrisinho.

-Era um amigo pai - Disse rindo.

-Um amigo? É assim que eles chamam isso agora?-Ele olhou para mamãe que assentiu de acordo e eu arregalei os olhos.

-Bem eu acho que já vou indo, tenho que trabalhar e não posso me dar o luxo de chegar atrasada no meu primeiro dia- Argumentei.

-Filha e sobre isso - Pai começou-Eu e sua mãe só queremos te dizer que não vamos lhe recriminar e nem querer saber o real motivo de você ter sido demitida, você é uma menina muito esforçada e eu fico muito feliz por saber que já arrumou outro... Nos dois sentidos é claro-Ele riu me fazendo corar.

-Obrigada pai - Agradeci indo até ele e lhe dando um abraço apertado-Eu te amo mãe-Lhe dei um beijo no rosto.

-Então bom trabalho filha e espero que esse seu novo emprego seja bem melhor -Papai desejou.

-Obrigada pai e tchau mamãe,até mais- Me despedi.

-Filha hoje você vai sair com ele novamente-Mamãe perguntou e eu me virei lentamente encarando um Edward bufando e uma Bella com os olhinhos brilhando.

-Vou sim mamãe- Assenti sorrindo e ela me jogou um beijo.

-Ta certo meu amor, se divirtam- Falou.

-Não cheguei tarde viu- Papai disse para mim e mamãe lhe cutucou revirando os olhos’’deixa de ser chato Edward’’ela sussurrou para ele que bufou me fazendo rir.

Subi rapidinho até o meu quarto e peguei a minha bolsa em cima da cama, hoje eu havia acordado cedo para escolher uma roupa ideal pra o meu primeiro dia e também para o meu primeiro encontro, ou melhor, o meu primeiro segundo encontro com aquele homem divino mesmo disse.

A roupa escolhida foi uma calça preta, uma blusa listrada de gola das cores branca e rosa e um all star e no fim eu coloquei varias pulseiras coloridas num braço e no outro pus só um bracelete preto.

Desci as escadas rapidinho e dei um singelo ‘’Tchau’’para os meus pais na cozinha e fui para o meu trabalho aonde eu cheguei exatamente as 6:00 horas na livraria.

-Olá Renesmee chegou cedo-A senhora Rosa me disse quando eu entrei na loja,o meu expediente aqui era da 6:30 da manhã á 6:30 da tarde.

-Oi dona Rosa, sim eu tava ansiosa para começar logo- Falei empolgada e ela sorriu.

-Que bom, eu fico feliz de ver uma jovem tão animada para trabalhar- Comentou-Pode começar arrumando aquela prateleira ali pra mim,aqueles livros chegaram hoje e já são um maior sucessor,temos que deixar tudo organizado para quando eu abrir a loja-Ela apontou até o local aonde eu fui depois de guardar a minha bolsa nos fundos.

Arrumei praticamente o dia inteiro os livros nas prateleiras da frente da livraria, os primeiros foram os da saga crepúsculo,eles eram quatro no total e me pareciam ser incríveis e eu com certeza iria ler,na segunda prateleira arrumei os livros de auto-ajuda e na terceira alguns guias.

Eu também conversei muito com a dona Rosa e contei tudo a ela sobre o Jacob e a noite de ontem, sobre o Nahuel e a traição com a minha prima e até sobre o Mike e a tentativa que felizmente foi frustrada dele ao meu respeito, nos duas já estávamos virando amigas intimas e isso era ótimo, ela até me deu algumas sugestões com respeito ao Jacob e essa minha insegurança toda por causa da traição do Nahuel, suas únicas palavras de ordem foram’’Em primeiro lugar seja feliz’’.

Depois do expediente eu finalmente pude ir embora e te juro que estava muito ansiosa para isso,ou melhor eu estava louca pra beijar aquela boca carnuda mais acabei me lembrando do nosso trato,hoje eu seria a donzela imaculada e ele o rapaz serio,então não podia ficar com esse assanhamento todo e entraria de cabeça nesse jogo que me parecia bem divertido.

Sai da livraria e comecei a rondar meus olhos por todos os locais a procura do meu príncipe encantado que tava mais pra lobo mau do que outra coisa, mais infelizmente eu não o encontrei’’Será que ele ia me dar o fora?’’comecei a pensar até avista-ló bem ali paradinho na esquina com aquele sorriso de tirar o fôlego.

-Ele venho-Disse abrindo um sorriso enorme e atravessando a rua.

-Tava me procurando?-Ele perguntou rindo.

-Tava sim,eu até pensei que não estava aqui - Respondi.

-Na verdade eu estou lhe esperando aqui dês das 6:00-Eu arregalei os olhos-Tava te admirando pela vitrine- Comentou me deixando sem graça.

-Bem você deveria ter entrando para comprar algum livro, eu iria amar-te atender-Ele fez uma careta.

-Eu não sou muito de leitura sabe, eu não agüento ficar ali ‘’viajando em um monte de letras, ’’eu prefiro viver minhas próprias historias’’-Falou me fazendo revirar os olhos.

-Às vezes é bom esquecer um pouco da vida e pra mim ler um livro é melhor maneira de fazer isso - Disse a ele - Mais então rapaz serio,para aonde vamos?-Perguntei quando ele me ofereceu o capacete.

-Hum hoje você quer saber é?Pensei que aceitaria ir comigo para qualquer lugar - Constatou.

-E aceito, mais hoje vou tentar ser a donzela imaculada e como uma boa garota eu não posso aceitar que um moço que mal conheço me leve para qualquer lugar - Montei na sua moto e Jacob deu uma risada gostosa e colocou o capacete.

-Ta certo e eu como um rapaz serio te digo que o nosso programa de hoje vai ser bem caseiro, estilo namorados, o que a gente muito em breve provavelmente iremos ser-Ele disse convicto e ligou a moto dando partida logo em seguida.

Jacob só parou a moto quando chegamos na frente do cinema que ficava em Seattle,realmente esse era um programa para namorados.

-Nosso quanto tempo eu não vinha num cinema, você escolheu bem-Desci da moto.

-Seu ex não lhe trazia a um?-Ele quis saber.

-Na verdade nos íamos a jantares românticos ou ficávamos em casa mesmo- Me lembrei.

-Que chato, o cinema é algo tão comum,mais quando vamos com alguém que a gente gosta ele se torna especial -Declarou me puxando para dentro.

-Concordo plenamente -Sussurrei quando entramos na fila da bilatéria.

-Então vamos assistir Pânico 4?-Ele me perguntou quando demos apenas um passo para frente na fila.

-Você não tem cara de quem gosta de filmes de terror - Observei quando olhava os painéis com os filmes, Jacob ainda não havia soltado minha mão e eu estava gostando disso- É melhor você desistir, eu já assisti os outros pânicos um milhão de vezes e nenhum deles me deu medo- Aleguei sorrindo e Jacob me acompanhou.

-Me disseram que esse é bem mais assustador... -Ele tentou argumentar quando percebeu que sua tática havia falido.

-Vamos assistir velozes e furiosos 5 então,amo adrenalina e você?-Perguntei.

-Serio?-Ele parecia surpreso - Achei que iria querer uma comedia romântica -Eu fiz uma careta.

-Eu acho que prefiro o Vin Diesel - Falei sem pensar’’Renesmee você é uma burra viu’’.

-Ah entendi você quer ver o careca... -Ele fez cara de nojo - Sabe de uma coisa,eu acabei de me lembrar de um melhor ainda, que tal água para elefantes?-Falou.

-Também deve ser ótimo e ainda tem de quebra o Robert Pattinson- Brinquei com ele, eu estava amando esse ciuminho bobo.

-Mudei de idéia vamos assistir Thor....-Decidiu.

-A esse tem o Chris Hemn....-Tentei dizer quando enfim chegamos na bilheteria.

-Moça você poderia me ver dois ingressos para o filme Rio?-Ele pediu me fazendo gargalhar baixinho.

-Ei eu não quero assistir desenho - Resmunguei.

-Esse é legal,você vai ver-Ele tentou me convencer.

-Sei... -Falei quando íamos comprar as pipocas.

-Se for chato a gente pode fazer outra coisa-Ele propôs piscando para mim.

-Aqui está senhor- A mulher entregou nossas pipocas e entramos logo depois na sala seis, Jacob então fez questão de me puxar para as ultimas fileiras que estavam quase todas vazias devido a pouca gente.

-Viu,ninguém quer assistir desenho, aqui só tem crianças -Comentei.

-Tem os pais delas também-Ele observou e eu comecei a rir- O que foi?-Perguntou.

-Você esta com ciúmes de mim senhor Jacob -Constatei.

-E se eu estiver?-Ele arqueou as sobrancelhas-Eu não iria gostar de ver você babando por outro cara na minha frente - Resmungou.

-Eu não iria babar, podia dar uns gritinhos e tal,mais não babar, isso é nojento -Me fiz de ofendida e Jacob bufou.

As luzes do cinema então se apagaram e os créditos começaram a aparecer, já eu, no entanto não consegui desviar os meus olhos nem por um segundo daquele monumento ao meu lado.

-Você vai assistir o filme ou vai ficar ai babando por mim- Ele sussurrou no meu ouvido.

-Você é muito convencido sabia- Constatei olhando para tela,Jacob deu uma risada como resposta e ao poucos colocou seus braços nos meu ombros e começou a se aproximar.-Eu quero assistir o filme - Menti.

-Não quer não-Ele beijou meu pescoço.

-Quero sim – Insisti - Você se esqueceu que hoje era pra ser como se fosse o nosso primeiro encontro?

-Sabe eu acabei de me decidir que não me importo nem um pouquinho se você achar que sou um galinha-Ele começou- Na verdade eu to disposto a provar que não,mais de outra maneira-Ele se aproximou do meu rosto-E pra isso a gente vai ter que ficar um pouquinho mais próximos.

-Pensando bem...eu também não me importo, ou melhor, eu to louquinha pra que você me prove o contrario-Sorri e Jacob colocou uma de suas mãos em minha nuca e a outra ele segurou o meu rosto.

-Eu acho que isso então significa uma quebra de trato?-Perguntou roucamente.

-Com certeza... Eu acho que vou voltar a ser a donzela imaculada com muito prazer-Lhe dei um selinho.

-E eu o cara galinha- Sorriu malicioso e tratou logo de colar as nossas bocas num beijo pra lá de quente.

Jacob e eu ficamos ali naquele escurinho perfeito apenas nos beijando arduamente, pra você ter uma idéia a nenhum momento nós chegamos a ver o tal papagaio ou até mesmo o Rio, ’’se é que tinha um’’.

Mais como toda coisa boa tem um fim e sempre um estraga prazeres, o filme infelizmente acabou e um funcionaria metido a besta foi nos tirar de lá,ou melhor nos expulsar da sala,’’aquele estraga prazeres de uma figa’’.

Enfim tivemos que acabar com a pegação e sair praticamente enxotados do cinema,mais valeu a pena,por que eu e Jacob rimos muito disso depois e ele fez questão de me levar em casa.

Me despedi dele naquela noite e recebi uma ligação da minha amiga-prima Claire e acabei contando para ela um resumo detalhado dos últimos acontecimentos da minha vida,Claire como o imaginado ficou muito feliz e até declarou que estaria disponível para nos ajudar no que fosse preciso,dessa parte eu sinceramente fiquei confusa mais deixei rolar e assim as semanas foram passando e praticamente todos os dias eu via o meu gostosão,lindo e cherosão Black.

Ele sempre me levava para os lugares mais loucos e diversificados que eu podia imaginar, eram desde penhascos, cavernas, praias, florestas, trilha enfim não existia lugar em Forcks que não havíamos ido e claro nos pegado muito também, mais as coisas estava ficando cada fez mais serias e quentes, pra falar a verdade eu não conseguia mais me controlar quando estava com ele.

Jacob com certeza me deixava num estado critico e isso estava acabando comigo, então resolvi apelar e pedir ajuda para minha melhor amiga Claire que era bem experiente nesse assunto e me fez tomar uma decisão definitiva ‘’A minha primeira vez tinha que ser com ele’’

E para realizar tal ato resolvi oferecer um jantar muito especial na casa dele que morava sozinho, o que era perfeito.

Enfim o dia tão esperado chegou e eu acordei,ou melhor,cai da cama disposta a me produzir para matar,a roupa escolhida foi um presente da tia Alice,a famosa e quase esquecida lingerie preta sexy,que eu nunca tive coragem e nem vontade de usar com Nahuel,mais com o Jacob,ah com ele as coisas eram bem diferentes.

Por cima eu vesti um vestido acima dos joelhos que era vermelho e de seda, depois complementei com um casaco longo e preto que cobria a surpresa toda.

''Esse com certeza seria o melhor final de semana da minha vida''

Já o cardápio que eu iria preparar era um prato afrodisíaco que aprendi com vovó,cozinheira de mão cheia e a verdadeira culpada por eu ser tão boa assim na cozinha,vovó Renée morreu quando eu tinha quinze anos de câncer,aquela foi uma época extremamente difícil para mim.

O nome do prato inventado pela vovó era Espaguete à Paraíso,uma verdadeira delicia segundo ela,eu na verdade nunca cheguei a comer,mais já fiz para o meus pais e até para minhas tias em ''jantarzinhos especiais'',mais agora era a minha vez.

Bem depois de tudo pronto o meu amor chegou e me levou pela primeira vez na sua casa,ele não desconfiava de nada do meu plano,quer dizer para Jacob eu ia apenas mostrar os meus dotes culinários,’’para mim eu iria mostrar muito mais que isso’’.

Ele estacionou o carro emprestado de um amigo como eu havia pedido, para facilitar a leva dos ingredientes até sua casa e descemos encontrando uma pessoa que eu realmente não esperava na frente da sua porta.

-Amor –Ela disse lhe dando um abraço.

-Leah o que esta fazendo aqui?-Ele quis saber.

-Ué,eu vim te ver,estava com saudades...Renesmee o que faz aqui?-Perguntou me encarando de cima a baixo com o mesmo olhar de rivalidade de antes mais dessa vez havia também nojo e ódio nos seus olhos’’eu não gostei’’.

-Leah tudo bem?-Perguntei por educação-Eu e Jacob vamos jantar juntos - Medi as palavras com medo do pior’’será que os dois tinham algo,Leah deveria ser a namorada dele’’perfeito Renesmee,mais uma vez você foi enganada.

-Tem lugar para mais um?-Ela perguntou sinicamente e quando ia responder um ''Sim,pode ficar ai que eu vou embora''Jacob me interrompeu.

-Não Leah,não tem,agora você poderia nós da licença-Ele foi rude com ela e por dentro eu tinha que admitir que achei isso um máximo,principalmente da cara que ela fez’’impagável’’.

-Mais Jake- Tentou protestar.

-Sai-Ele ordenou curto e groso.

-Tchauzinho e bom jantar para vocês-Ela bufou e saiu pisando fundo.

-Sua ex?-Perguntei sem graça’’Só podia ser isso’’.

-Na verdade não,eu e ela nunca chegamos de fato a namorar... Bem é complicado,mais vamos esquecer isso ta....A Leah não significa nada para mim-Ele me garantiu rindo lindamente.

-Ok,então vamos esquecer isso -Disse rindo.

-Vamos entrar então,eu estou louco para ver seus dotes culinários- Falou.

-E eu louca pra te mostrar –''Isso e muito mais''Completei mentalmente.


                                       By:natineces

Capítulo 2-Minha Deusa

Nathy>Bom eu não sei se ficou legal, mas se ficou pelo amor de Deus mandem reviws. Ah eu sei que esse capitulo foi muito rápido os acontecimentos mais eu prometo que no próximo eu vou mais de vagar. E eu sei que eu demorei quase 6 meses mais é que eu to sem NET, mas minha Beta vai postar toda semana pra vocês. Eu espero que tenham gostado... Aceito criticas numa boa.natineces:mentira ta otimo o capitulo minha amiga é demais kkkkkkkk)boa leitura=
                                                              (Fic Enemy Teams)
P.d.v Bella

Como eu odiava acordar cedo, mas as férias infelizmente acabaram e o meu celular-despertador fazia questão de me lembrar desse pequeno detalhe, apesar de eu gostar da musica que estava tocando eu prometi pra mim mesma que a partir de agora eu nunca mais iria ouvi-la por um único motivo, talvez o mais chato deles’’À volta as aulas’ suspirei derrotada e abri aos poucos os meus olhos e fitei o teto do meu quarto enquanto ouvia a musiquinha insistente do meu celular tocar.



“Bella” Minha irmã disse parada na porta do meu quarto, peguei então o meu celular e o desliguei.



“Fala Nessie” disse enquanto levantava da minha cama e ia em direção a o meu closet.



“Você me leva pra a escola hoje? –Perguntou -É que o Nahuel me ligou agora dizendo que foi viajar ontem com os pais dele”



“Claro” gritei do closet e ouvi a porta se fechando.



http://www.polyvore.com/cgi/set?id=25556451



Alguns minutos depois...



“Bella a mamãe e o papai foram trabalhar e disseram que nos podemos ir almoçar na casa da Alice” Reneesme disse enquanto entravamos no meu carro. http://carroseminis.files.wordpress.com/2009/12/11185-2006-ferrari-f430.jpg



“Você vai ir lá sem eles ti convidarem?” perguntei tirando o carro da garagem.



“De que mundo você é? ela nos chamou ontem e eu te avisei.”



“Acho que estou me lembrando” menti.



“Ótimo” disse Reneesme.



Depois de alguns minutos entravamos no estacionamento da escola e logo avistamos o carro da Alice e eu resolvi estacionar o meu ao lado do dela.



“Oi amigas, como vocês estão?” Alice veio em nossa direção pulando.



“Nossa Lice,até parece que faz um ano que não nos vemos” disse rindo dela.



“Magoei” ela fez drama e rimos juntas.



Depois disso caminhamos ate as nossas salas aonde Alice teria aula de inglês, Nessie de Educação física e Eu de Biologia.



“Olá professor” disse entrando em minha sala.



“Ola Isabella como foi às férias?” Perguntou Emerson, meu professor de biologia.



“Ótima” Respondi.



“Você pode se sentar ao lado do Sr. Edward” ele apontou para um rapaz que estava sentado nas cadeiras da frente e que era lindo, ou melhor, perfeito para ser mais exata e o pior de tudo era que ele estava me olhando de uma maneira tão diferente e tão intensa que me deixou complemente sem jeito, mesmo assim eu tomei coragem e fui na sua direção e me sentei ao seu lado.



O professor então começou a falar com a turma algo relacionado ‘’A tipo de matéria que iríamos ver esse ano’’ou coisa parecida, por que eu sinceramente não estava prestando a mínima atenção na aula, ainda mais quando percebi que ‘’Ele’’ ainda me olhava da mesma maneira, ainda que pelo canto do olho eu podia vê-lo me admirando,me analisando e sinceramente eu gostei disso,mais resolvi fingir indiferença e continuar a prestar atenção na aula,ou pelo menos ‘’fingir’’ estar prestando atenção no que o professor dizia.





“Bem pessoal eu resolvi deixar o resto dessa aula para vocês se conhecerem, Certo?” Disse o professor.



Então eu me virei para olhar para ele e só ai percebi o quão lindo era os seus olhos, na verdade lindo era pouco,eles eram simplesmente maravilhosos.



“Meu nome é Edward” Ele começou “Eu tenho 17 anos moro com meus pais e com minha irmã” Ele ficou me olhando e esperando que eu começasse.



“Bom meu nome é Isabella, mas todos me chamam de Bella” Porque eu falei meu apelido?“Eu tenho 17 anos moro com os meus pais e meus irmãos” terminei olhando profundamente nos seus olhos.



Ficamos em silencio assim por um bom tempo somente nos olhando até que eu resolvi quebrar o clima e perguntei.



“O que você gosta de fazer?”



“Eu gosto de ler, tocar piano, ouvir musica, sair com meus amigos, ir para balada...” Respondeu ele. “E você?” Perguntou sorrindo e nessa hora eu lhe juro que o meu coração deve ter parado por dois segundos.

O sorriso dele com certeza faria qualquer menina babar.( Bella acorda e presta atenção no que você esta falando)



“Não é muito diferente do que você gosta....eu não toco piano apenas violino - Sorri- Há eu também faço parte de uma equipe no Divans, eu gosto muito de ir lá.”



“Percebi” Observou.



“O que?” perguntei que nem uma boba.



“É que eu vi você no Divans ontem, você é a madrinha da equipe Impact né?” ele perguntou.



“Sim” respondi meio indiferente.



“Você é a madrinha mais linda que eu já vi.” Ele disse meio sem graça.



“Obrigado” Respondi sentindo minhas bochechas queimarem (Eu estou perdida, ninguém nunca me fez corar ou ficar sem reação desta forma) A não ser o Emmett com aquelas piadinhas sem noção.



“A minha irmã é da mesma equipe que você” ele disse.



“Qual é o nome dela?” perguntei ouvindo o sinal tocar.



“Acho que depois eu falo.” Ele sorriu.



Saí daquela sala me lembrando o tempo todo daqueles olhos lindos e hipnotizantes que aquele garoto tinha, ou melhor, que o Edward tinha, eu só podia estar louca, o que estou fazendo,é melhor eu me afastar agora dele, antes que alguma coisa a mais me aconteça.



“Oi Belinha.” Ouvi a voz da minha cunhadinha enquanto passava pelo pátio da escola. Olhei para trás e vi-a encostada no carro dela.



“O que você esta fazendo aqui?” Perguntei a ela.



“Eu vim te buscar.” Respondeu e começou a lixar as unhas.



“Por quê?”



“Bom nós vamos almoçar na casa da Alice hoje.” Ela disse mais eu não entendi nada.



“E o que matar aula tem a ver com isso?” Perguntei me aproximando dela.



“Eu não estou matando aula.” Ela deu risada.



“Haha, engraçadinha” Como ela podia ser tão sem graça, eu já sabia que ela já havia terminado o ensino médio, na verdade não só ela mais o meu irmão também.



“Então Bella topa ou não?” perguntou ela guardando a lixa de unha no bolso da calça.



“Rosalie topa o que? você ainda não me falou por que esta aqui” Disse o obvio.



“Há é?Eu estava pensando em você ir fazer compras comigo” Ela disse com a maior cara de pau.



“Cunhadinha eu tenho aula agora” eu disse o que já estava na cara.



“Mas se você entrar na sala agora você vai se dar mal, Porque enquanto eu e você discutíamos aqui, já se passaram cinco minutos.”



“Tudo bem, mais e se alguém descobrir?”



“Ninguém vai descobrir, fica tranqüila eu e o Emmett vivíamos fazendo isso.” Oh bicha safada essa minha cunhada heim,ainda tem coragem de admitir na minha cara que ela e meu irmão matavam aula para ficar se pegando.



“Só mais uma pergunta. Eu tenho que avisar a Reneesme que ela vai ter que ir com a Alice.”



“Não se preocupe ela já foi com a Alice” Ela piscou pra mim e riu.



Caminhei então até o meu carro e abri a porta pra entrar no meu bebê.



A manhã passou muito rápida, a Alice e a Rosalie entraram em todas as lojas,já eu e a Reneesme não entramos em muitas mais em todas que entramos comprávamos algo. Era muito bom ser independente, sair e não dar satisfação para ninguém. É claro que eu devia satisfação aos meus pais, mais eles nunca perguntavam muitas coisas, diferentemente seria se eu fosse burra o suficiente e namorasse com alguém, que na minha frente falaria que me amava e que eu era tudo pra ele e nas minhas costas falaria que eu era chata ou que não gostava de mim.



Depois de uma manha fazendo compras eu e Reneesme voltamos para casa e nos arrumamos para ir á casa dos Cullens almoçar.



“Reneesme você ligou para o Nahuel?” perguntei enquanto saía do meu carro e olhava para a grande mansão da Alice.



“Não por quê?” Respondeu Nessie.



“Pra saber se esta tudo bem,sei lá”Disse



“Depois eu ligo.” Falou indiferente.



Caminhamos até a entrada e Nessie apertou a companhia.



“Olá meninas, tudo bem?” Disse Carlisle, o pai de Alice.



“Tudo bem sim, Senhor Cullen” Eu e minha irmã dissemos juntas e depois demos risada.



“Entrem meninas, eu já estou indo trabalhar.” Ele passou por nós e foi em direção ao seu carro.



Meu pai e o Senhor Cullen eram grandes amigos desde que eu nasci, pois foi o próprio Dr. Carlisle que fez o parto da minha mãe quando ela estava grávida de mim.



Entramos na sala e Alice gritou da cozinha que era pra nos irmos até lá.



“Que bom que vieram, só faltava vocês,bem eu ainda tenho que comprar a comida mas é bem rapidinho.” Ela falava tão rápido que nem eu as vezes entendia.



“E cadê o Jasper e o seu irmão?” perguntei sentando em uma das cadeiras que havia em volta da mesa.



Jasper era namorado de Alice, eles namoravam já fazia um bom tempo, na verdade desde que eu os conheci, já o irmão da Alice eu nunca havia visto na vida, eu até fiquei sabendo que ele esteve ontem no Divans mais infelizmente não tive a oportunidade de conhecê-lo,mais ouvi disser que ele era muito bonito e educado’’palavras da Alice’’



“Estão lá em cima jogando vídeo game, vê se pode com essa idade brincando.” Ela disse indignada.



“Eu vou chamar eles.” Disse Rennesme.



“Quem?” perguntou uma voz que eu acreditava ser de Jasper.



“Alice você está falando mal do seu irmão e do seu namorado, que feio” Alguém disse e todos riram, Ei pêra ai não podia ser, eu conhecia aquela voz de algum lugar. Imediatamente eu me virei para a porta e tive certeza, aquela voz era mesmo do Edward,o garoto com quem eu tive aula de biologia hoje,então quer dizer que ele era o famoso irmão da Alice,minha melhor amiga,não da pra acreditar,na verdade da sim,olha só o meu estado,foi só eu ouvir a voz daquele menino e tudo parecia estar diferente, meu coração estava parecendo mais um carro a cem por horas, do que um simples coração batendo.



“Bom Edward essa é Isabella. Bella esse é meu irmão Edward.” Alice fez gestos com a mão enquanto nos apresentava.



“É um prazer te ver novamente Bella.” Ele disse enquanto estendia a mão para mim em um comprimento, o que eu retribuo meio sem graça.



“É bom te ver novamente” repeti o que ele havia acabado de falar e sei lá porque ficamos nos encarando.



“Vocês já se conhecem? Maravilha.” Disse Alice.



“Seu irmão e eu temos o mesmo horário em biologia.” Disse um pouco nervosa. (efeito Edward). Olha o que eu to pensando.



“Acredito que então vocês não vão se importar em ficar a sós por alguns minutos. É que eu e Jasper vamos comprar comida.”Alice disse e foi puxando Jasper para a porta da cozinha.



“Por mim tudo bem.” Edward disse na maior calma. Agora eu não tive tempo de responder já que Alice já havia saído e a trairá da minha irmã saiu antes mesmo da Alice.



“O que você acha de irmos conversar na sala?” ele perguntou com um sorriso de tirar o fôlego.



“Tudo bem.” Disse.



Na sala nos dois nos sentamos um de frente para o outro.



“Você sabia que sua irmã era minha melhor amiga?” perguntei depois de alguns minutos de silencio.



“Mais ou menos.” Disse e ficou em silencio por um tempo como se estivesse pensando em algo e depois voltou a falar.



“Porque você não me conta, como é ser madrinha da Impact?” Ele perguntou.





“É bem simples se você é a madrinha mais bonita entre as equipes, você é aplaudida, mais se existir alguém mais bonita que você ai você é vaiada ou ninguém que apostou em você olha na sua cara.” Expliquei rindo.



“Quem teve a idéia de montar a equipe?” Ué será que a Alice nunca havia falado nada sobre a Impact pra ele.



“A Alice nunca te explicou?” Eu tive que perguntar.



“Na verdade já, mais eu nunca entendi.” Respondeu.



“Quem teve a idéia foi meu irmão e o amigo dele o Sam.” Eu parei e respirei por um segundo e voltei a falar. “Eu,minha irmã e minha cunhada não passamos por nenhuma seleção. Em outras equipes as meninas passam por uma seleção rigorosa.” Terminei e depois disso começamos a conversar sobre tudo ,na verdade ele mais fez perguntas do que respondeu, mais tudo bem,assim era bem melhor por que eu não era mesmo boa em bolar perguntas inteligentes ainda mais na frente dele.(Eu acho que eu preciso de um psiquiatria, eu só posso estar ficando louca.)





P.d.v Edward



Será que tudo acontece por acaso? Ou é o destino que nos uni à pessoa amada... Desde ontem Bella não saia da minha cabeça e o mais engraçado é que ela nem sabe que eu existo.

Alice me disse que Bella estaria aqui na escola e por este motivo eu cheguei ao colégio as 6:30 da manha,mesmo sabendo que o sinal para a primeira aula só tocaria as 7:30.

E agora em plena 07h20min da manha cá estou eu sentado em um das cadeiras da sala de aula me lembrando da conversa que tive com Alice ontem à noite.



Flash back on...



"Alice, será que tem possibilidades de algum dia Isabella olhar pra mim." perguntei a minha irmã que estava fazendo cafuné na minha cabeça enquanto eu a descansava em seu colo.



"Edward é claro que um dia ela vai olhar pra você- Me garantiu –‘’Mas você só viu ela uma vez e já esta desse jeito?" ela deu risada da minha cara.



"Alice parece que eu a conheço há anos’’-Declarei. "Me ajuda vai, a conquistar ela?Você me disse que é a melhor amiga dela e sei muito bem que a conhece melhor que qualquer outra pessoa. "Implorei.



"Olha a Bella nunca deu chances pra ninguém, então eu não sei como te ajudar, todos os garotos que chegam perto dela, ela simplesmente coloca pra correr, e quando não é ela quem faz isso é o Emmett" Falou desanimada.



"Eu vou fazer tudo pra ela me notar." - Sussurrei pra mim mesmo.



"Edward eu to ficando com sono e vou dormir, amanha nos conversamos." Alice disse se levantando e ficando em pé na minha frente.



"Edward só toma cuidado tá? Pra não fazer ela sofrer, se precisar de mim pode contar comigo." Ela disse se abaixando para me dar um beijo na bochecha.



"Bom agora eu vou arrumar as coisas dela e da irmã, boa noite." ela caminhou até a soleira da porta.



"Obrigado por me ouvir e poder ter a certeza que eu nunca vou fazer nada que a magoe....ah Alice você não tem nenhuma foto da Bella?" perguntei.



"Antes de você ir dormir passa lá no meu quarto e pode escolher." ela deu uma piscadinha pra mim e se virou novamente.



"Só mais uma pergunta." eu disse.



"Maninho eu to cansada e daqui a pouco vai começar a aparecer olheiras em mim."ela estava com cara de desespero. Então eu fiz biquinho e ela disse.



"Pergunta rápido."



"Porque eu nunca vi Bella aqui em casa? Ela nunca veio aqui? Ou na escola, ela não anda com você?"



"Bom toda vez que ela vem aqui em casa você não esta, ou ta dormindo. E no ano passado ela estudou a noite então você só me viu com a irmã dela- Explicou -Mais alguma coisa?" Falou impaciente.



"Não obrigado"Eu disse



"De nada...ha e vê se coloca uma roupa legal amanha, ela pegou a sua sala na primeira aula... e depois ela e a irmã vão vir almoçar aqui’’Alice disse me jogando um beijo no ar e saindo da sala.



Flash back off ...



O professor entrou na sala, e quando olhei para trás vi que estava quase cheia, mas ela não havia chegado ainda.

Depois da 1ª aula eu não vi mais a Bella, e também não vi minha irmã. Mas o que me deixava mais feliz era saber que eu veria minha Deusa na hora do almoço.



Em casa...



"Alice onde você foi,eu fiquei te procurando no intervalo e não te ancontrei?" perguntei quando cheguei em casa.



"Primeiro, você não estava me procurando, você tava é querendo ver a Bella. E segundo eu fui no shopping com as minhas amigas." ela disse com a maior cara de pau"Bom a Bella e a Rennesme já devem estar chegando. E o Jass esta te esperando no seu quarto, ele disse que vai montar o vídeo game para vocês jogarem antes das meninas chegarem." ela disse enquanto ia em direção a cozinha.



"O irmão da Bella vai vir?" perguntei.



"Eu falei com a Rosalie,a cunhada da Bella sobre o que você sente por ela, então ela teve a idéia de levar Emmett pra La Push."Ela deu risada.



"Obrigado."



"Bom ela só mandou eu te entregar um recado." ela pegou o celular dela e me entregou.



Aproximei-o do meu ouvido e escutei o recado atentamente.



"Oi Edward, eu sou a Rose cunhada da Belita. Em 1º lugar eu queria que você soubesse que não te conheço mas só o fato de você ser irmão da Lice e cunhado do meu irmão,eu já te considero da família. 2º Se fazer Bella sofrer eu arranco sua cabeça. E você nunca mais poderá pensar em ter filhinhos, porque eu vou acabar com esse seu amiguinho que se localiza nos países baixos e 3º Boa sorte, vou torcer por você."



"Ual. Ela é bem direta." eu disse para minha irmã enquanto devolvia o celular pra ela.



"Bom é melhor você ir trocar de roupa antes que elas cheguem.” Alice estava muito empolgada, e isso era bom.



Alguns minutos depois....



"O que você acha dessa camisa Jass?" perguntei para meu cunhado, que estava jogando vídeo game.



"Essa é a 5ª camisa que você me mostra Edward,se acalma eu nunca te vi desse jeito." ele respirou fundo e continuou. "Só não se esquece de ir devagar ok? ela só te viu uma vez e não desconfia nenhum pouquinho do que você acha que sente por ela."



"Jasper eu não acho, eu sinto." foi a ultima frase que eu disse antes de sair do quarto.



Desci as escadas com Jasper atrás de mim, e quando cheguei no ultimo degrau uma empregada veio falar comigo.



"Sr. Edward a Srt. Isabella acabou de chegar acompanhada pela irmã." disse Lauren.



"Obrigado Lauren." Eu disse sentindo o desespero tomar conta de mim.



"Ah qual é Edward vai desistir agora." Jasper estava certo que se eu quisesse ter uma chance com ela teria que ir ate o fim.



Andamos ate a cozinha onde ouvimos duas vozes uma eu sabia perfeitamente que era a da Alice e a outra voz se tratava da Isabella com certeza a mais linda.



"Alice falando mau do seu irmão e do seu namorado, que feio." eu disse e todos deram risada.



"Bom Edward essa é Isabella, Bella esse é meu irmão Edward." Alice fez gestos com a mão enquanto nos apresentava.



"É um prazer te ver novamente Bella." eu disse enquanto apertava a mão da minha deusa.



"É bom te ver novamente." disse ela enquanto nos encarávamos.



"Vocês já se conhecem maravilha” Minha irmã disse fingindo não saber de nada.



"Seu irmão e eu temos o mesmo horário em biologia." Bella respondeu um pouco nervosa.



"Acredito que então vocês não vão se importar em ficar a sós por alguns instantes. É que eu e Jasper vamos comprar comida." Alice disse e já foi puxando Jasper para a porta da cozinha.



"Por mim tudo bem." Eu disse. Mas a Bella não teve nem tempo de responder, porque Alice já havia saído e a irmã dela também.



"O que você acha de irmos conversar na sala?" perguntei.



"Tudo bem." Disse e eu pude sentir que ela estava meio sem graça.



Na sala Bella e eu nos sentamos um de frente para o outro.



"Você sabia que sua irmã era minha melhor amiga?" Bella perguntou depois de alguns minutos de silencio.



"Mais ou menos." Eu não podia mentir, ou melhor seria eu inventar alguma coisa pra conversarmos antes que ela me perguntasse algo muito arriscado de se responder.



"Mas porque você não me fala como é ser madrinha da Impact?" Se era isso que ela gostava de falar, então era sobre isso que iríamos falar.



"Bom é simples, se você é a madrinha mais bonita das equipes você é aplaudida, mas se existe alguém mais bonita que você competindo, ai você é vaiada." ela explicou rindo’’E que sorriso’’



"Quem teve a idéia de montar a equipe?" perguntei já sabendo a resposta.



"A Alice nunca te explicou?"



"Na verdade já, mais eu nunca entendi." meu Deus como ela era linda, como eu iria consegui fingir que não estava interessado?



"Bom quem teve a idéia foi meu irmão e o amigo dele Sam." Ela disse respirando fundo e continuou. "Eu, minha irmã e a minha cunhada não passamos por nenhuma seleção. Em outras equipes as meninas passam por uma seleção rigorosa.” Começou a falar e assim ficamos por um bom tempo com Bella me contando tudo sobre as equipes, então Alice chegou com o almoço e fomos para sala de jantar.



"Pessoal eu não sabia o que comprar então perguntei a Reneesme o que ela achava melhor, se era comida Japonesa ou mexicana e ela preferiu mexicana. Acontece que meu namorado ouviu a conversa e preferiu a comida japonesa. Então antes que houvesse uma briga no restaurante eu decidi comprar as duas." Alice sorria igual uma criança que acabará de ter uma grande idéia.



Depois do almoço, Bella, Alice e Reneesme foram para o quarto da Alice. E eu e Jasper ficamos na sala assistindo um jogo de basebol.



Depois disso a Reneesme teve a grande idéia de entrarmos na piscina, o que foi ótimo.

"A Bella conversou comigo hoje." Eu disse para o Jasper parecendo um adolescente de 14 anos.



"Ela tem muitos amigos," ele disse me colocando pra baixo. "Edward pra ela você só é o irmão da melhor amiga dela e é só por isso que ela conversa com você." Disse “Me lembro como se fosse hoje do dia que conheci a Bella,Estávamos no aniversario de namoro da Rosalie e do Emmett e durante toda a noite eu vi garotos chegarem na Bella e levarem cada FORA. Ela é muito simpática mas também pode ser grosseira, de uma forma que você não imagina." ele disse dando risada.



"Como você conseguiu conversar com ela?" perguntei.



Foi uma longa história...



P.d.v jake

Se meu irmão pensava que eu ia esquecer os desaforos que ele me fez, estava muito enganado.

"Edward eu preciso falar com você, é urgente."



"Pode falar cara." Edward disse ao telefone.



"Não da pra falar pelo telefone, você poderia vir aqui lá pelas 20:00." eu disse com medo dele dizer um Não.



"Claro, mas eu não vou conseguir chegar ai no horário, já são quase 19:30 e eu ainda tenho que tomar um banho."



"Não tem problema de você chegar atrasado. Mas não falte." Desliguei o telefone e fui me certificar se o Sam havia saído com a Emily. Olhei a casa toda e tive certeza de que ele não estava quando olhei na garagem e não vi o carro dele.



"Jake porque vai fazer isso? Você não vai ter dinheiro pra bancar tudo." Seth entrou na sala comentando.



"Oi pra você também Seth, como foi seu dia." ignorei o comentário do meu irmão.



"Jake eu estou do seu lado, mas tenta colocar a cabeça no lugar é um investimento muito alto, e o pai não vai aprovar." ele sentou no sofá do lado da poltrona que eu estava sentado.

"Você não ta entendendo, essa é a minha chance de mostrar pro Sam que eu posso ser bom em algo." Eu disse já cheio daquele pessimismo do meu irmão.



"Jake você nem sabe se é bom"



"Seth chega você vai me ajudar ou não?" eu não queria ser grosso, mas agora já era. Seth somente afirmou com a cabeça e levantou saindo da sala.

Quando o relógio estava marcando 20:05 a companhia tocou e pela janela eu pude ver que todos haviam chegado.



"Bom eu chamei todos aqui hoje porque eu preciso muito da ajuda de vocês" eu disse quando eles estavam na minha sala.



"Jake fala logo." disse Leah.



"Eu creio que todos aqui vão ao Divans, então eu tive uma idéia. Porque nós não montamos a nossa Equipe." A minha voz tremeu na ultima palavra. Então olhei para os rostos dos meus amigos (Edward, Leah, Claire, Embry, Jared, Paul, Quil e Rachel) e não pude deixar de notar que Edward, Quil e Jared estavam com os semblantes preocupados.





"Você deve ter a plena consciência de que seu irmão não vai gostar nada, nada disso né." disse Jared.



"Eu não quero que vocês pensem no meu irmão agora. Eu me viro com ele." eu pausei respirando fundo e continuei "Eu não quero que ninguém entre pra equipe, sem querer realmente. Então se alguém quer participar desta equipe, por favor, se manifeste." olhei para todos e ninguém se manifestou, então achei melhor dar um empurrãozinho.



"Leah?" perguntei.



"Eu to dentro, não tenho nada a perder." ela sorriu e caminhou até o meu lado e me deu um beijo.



"Claire?" perguntei.



"Bom se o Quil quiser?" Claire disse olhando para o Quil que assentiu sem desviar os olhos da namorada e disse.

"Eu e a Claire estamos juntos nessa.” Claire sorriu para ele.



"Embry e Rachel?" perguntei para o casal de namorados.



"Adoraríamos." disse os dois juntos. E todos deram risadas. Menos Jared e Edward.



"Edward?" voltei a perguntar.



"Bom me desculpa Jake, mas a minha irmã é da equipe adversária e eu não quero ficar contra ela. Mas se você quiser eu posso ajudar no que você precisar." Edward estava um pouco chateado.



"Se mudar de idéia você será bem vindo” Disse e ele assentiu com a cabeça.



"Jared?"



"Eu estou me mudando para o Brasil então não vai dar....Ah e se sintam convidados para irem me visitar quando quiserem."



"Obrigado Jared." Agradeci e depois da reunião todos foram embora e eu fui para o meu quarto aonde tive um breve pensamento, ‘’será que eu voltaria a ver aquela menina ruiva que eu vi ontem no Divans novamente? “
                                                                By:nathy_pattinson
Nati:Olá leitoras lindas tudo bem?Deixa eu me apresentar,meu nome aqui no nyah é natineces (pra quem ainda não me conhece,seja bem vinda no meu perfil) eu agora estou na parceria com a minha melhor amiga nessa Fic incrível, imagina vcs ai o que vai dar quando uma Team Ed e Bella se junta com uma Jake e nessie..........Ficaram curiosas pra saber o resultado?só lendo pra saber e comentando muito,é claro..........bom minhas lindas ultima coisinha eu to de parceirinha com a minha amiga linda mais é o seguinte os créditos é todo dela que escreve a Fic e tem as idéias ,por que eu só sou como posso dizer a escritora que vai aprimorar e entrar em ação quando o assunto for Jake e nessie(por que mesmo que quisesse não teria tempo,afinal já tenho Fics minhas no ar e não posso me demorar)...........e alem do mais Ed e Bella não é comigo(com todo respeito)então amores essa é uma Fic bem mista e cheia de ações e corridas pra quem gosta ou não gosta também terá muito romance,FATO!

Capítulo 4


Lindas me desculpem pela demora....mais para compensá-las ta aqui um capitulo maior e mais quente entre o nosso casal(calma,calma que ainda não é os finalmente)mais em breve será,só que antes ainda tem muitas coisas pra rolar por debaixo desse teto........e vocês é claro tem ficar coladinhas aqui e não perder nenhum capitulo combinado??????????

(Fic Tá Vendo Aquela Lua)
Jacob e eu mergulhamos naquela água gelada que ficava morna contra o seu corpo musculoso e assim ficamos na luz do luar que completou o meu cenário de magia e felicidade, ’’nem se fosse só por um dia’’eu decretei por medo de não o ver novamente.

-Eu tenho que ir para casa- Sussurrei pra ele.

-Posso-te levar?-Pediu a mim que neguei com a cabeça e sai da água e fui pegar minha bolsa e meus sapatos na areia.

-E por que não?-Ele perguntou sem entender - Já está tarde, deixa eu te levar pra casa vai?-Implorou mais uma vez e eu resolvi aceitar quando me lembrei do esquisito mais importante’’eu não tinha como voltar para casa sozinha’’

-Ta mais vê se agora não corre tanto - Avise subindo atrás dele na garupa e instantaneamente colocando os meus braços ao seu redor, nos dois estávamos com as roupas encharcadas e isso só aumentava mais o fogo dentro de mim’’Renesmee foco garota’’.

-Pode deixar eu vou fazer o possível–Ele riu do meu pânico-Quanto mais tempo demorarmos, mais tempo eu vou ter com você – Completou.

-Espero que com isso eu chegue em casa ainda hoje - Brinquei.

-Você vai chegar, pode ter certeza-Ele ligou a moto-Então princesa pra onde vamos?-Perguntou.

-Conhece Focks?-Perguntei.

-Claro que conheço- Ele disse me enviando um sorriso lindo pra em seguida partir com a moto pela estrada, de cabeça eu podia chutar que já era umas 11;00 ou 11;30 da noite.

Jacob como o prometido fez questão de nos guiar na moto de forma mais adequada e em poucos segundos levando em conta o fato das estradas estarem praticamente desertas chegamos à minha casa, que estava de luzes apagadas.

-Meus pais ainda não chegaram- Sussurrei pra mim mesma quando desmontava da moto, Jacob me segui e ficou frente a frente comigo.

-Então quando vamos voltar a nos ver?-Ele perguntou temeroso.

-Você ainda vai querer me ver?-Disse desconfiada.

-Essa sua mania de achar que não sou um rapaz serio é um pouco inrritante- Comentou colocando as mãos no bolso.

-E você é um rapaz serio?-Arqueie as sobrancelhas.

-Eu vou lhe provar que sou... -Ele começou a dizer mais fomos interrompidos por um louco que não larga do meu pé,’’Ah não ele de novo’’gemi em frustração,esse garoto não iria desistir não?

-Nahuel o que você está fazendo aqui? - Perguntei desgostosa encarando ele que estava com olhos vermelhos e me parecia bem alterado.

-Eu é que pergunto Renesmee,quem é esse cara?-Exigiu.

-Não te interessa- Fui rude.

-Como não?Você foge de mim com esse ai numa moto e depois chega em casa tarde da noite,como uma vadia -Meu sangue ferveu nessa hora,quem era ele pra dizer isso de mim?.

-Olha aqui cara você não vai falar com a Renesmee assim na minha frente não, ta me entendendo?- Jacob avançou pra cima de Nahuel e o agarrou pelo colarim.

-Ela é minha noiva e eu falo do jeito que eu quiser-Ele peitou o Jacob que ficou estático com aquela afirmação, eu resolvi reagir’’noiva’’puft esse Nahuel só pode ta de brincadeira.

-Nahuel para de se iludir seu cretino, eu já disse pra você SUMIR DA MINHA VIDA- Grite para ele que se soltou do Jacob e venho na minha direção.

-O que você quer que eu faça paixão, diz?-Ele se ajoelhou na minha frente e agarrou as minhas pernas.

-Me solta Nahuel,me solta- Tentei me esquivar dele mais isso só me resultou num baita de um tombo.

-Não paixão, volta pra mim, eu te amo-Ele começou a chorar.

-Já disse que a nossa relação esta acabada, pra sempre, entendeu?-Reforcei me levando novamente.

-Cara chega de se humilhar e suma daqui - Jacob disse se aproximando de mim, Nahuel então se levantou secando as lagrimas e olhou furioso para ele.

-Olha aqui cara,você não está vendo que está sobrando aqui não?-Ele gritou.

-O único que está sobrando aqui é você - Jacob rebateu com os punhos fechados, ele estava ficando nervoso e alguma coisa me dizia que isso não iria terminar bem.

-Nahuel chega vai pra casa vai-Implorei um pouco mais calma tentando apaziguar aquela situação.

-Não eu não vou sem você,vem paixão vem,vamos para nossa casa-Ele disse de modo enrolado e tentou me puxar à força, Jacob interferiu.

-Solta ela - Ele avisou se pondo na minha frente.

-Solta você, ela é minha desgraçado-E nisso em questão de segundos Nahuel pulou pra cima do Jacob e os dois caíram no chão distribuindo socos e ponta pés para todos os lados.

Eu me desesperei com aquela cena sem saber o que fazer,como eu ia separar eles?Eu decidi apelar.

Entrei correndo em casa e peguei a primeira coisa que vi na frente, mais precisamente uma panela que estava na cozinha e sai me deparando com os dois ainda se esbofeteado, então não pensei duas vezes e dei de uma forma nada delicada eu confesso uma panelada na cabeça do Nahuel que gemeu de dor e se separou de Jacob.

-PAREM COM ISSO AGORA- Gritei de forma histérica percebendo que as luzes das casas do meu bairro se acenderam e alguns vizinhos saíram para ver o que estava acontecendo’’ferrou’’-Nahuel vai embora agora antes que eu chame a policia seu marginal - Ameacei furiosa.

-Garoto é melhor você ir embora -O senhor Mario que era meu vizinho da frente avisou, ele era o melhor amigo do meu pai-Antes que ‘’eu’’ chame a policia- Ele balançou o celular e só assim o Nahuel pareceu entender.

-Eu vou, mais amanhã eu volto pra gente conversar escutou Renesmee?- Falou massageando a cabeça e saiu mancando com o rosto todo batido e roxo devido às pancadas do Jacob que não estava diferente, os dois haviam se quebrado.

-Obrigada MARIO- Agradeci a ele que assentiu com a cabeça e entrou na casa, eu então me virei para o Jacob que massageava o maquicilar- Ta doendo muito?-Perguntei preocupada.

-Não quanto vai doer nele- Ele respondeu confiante e eu ri.

-Bem para o primeiro encontro eu acho que nos não nos saímos muito bem- Constatei suspirando.

-Também acho- Ele fez uma careta de dor.

-Vem Jacob vamos entrar que eu vou fazer um curativo em você – O chamei para dentro de casa- Olha eu tenho que te agradecer por ter me defendido e te pedir desculpas por tudo isso... -Comecei a falar sem graça quando entramos na cozinha, Jacob desabou na cadeira e eu fui até o armário pegar a maletinha de primeiros socorros, tinha sempre uma em todos os cantos dessa casa, ’’ sabe como é né,só por precaução’’.

-Não por isso, foi um prazer te defender princesa-Ele vez uma reverencia me fazendo rir do seu bom humor.

-Você está todo quebrado e ainda continua com graçinhas -Disse me aproximando dele com a maleta que coloquei em cima da mesa-Então deixa me ver essa boca - Levantei o seu queixo e percebi o corte pequeno na parte de cima dos lábios.

-Essa situação é engraçada-Ele começou a rir quando eu terminei de limpar o ferimento que não passou de arranhões e muitos roxos e avermelhados por todos os lados.

-Sei-Arqueia as sobrancelhas e me levantei da mesa- Você é o único que apanha e acha graça disso depois- Constatei.

-Primeiro eu não apanhei do play boy- Ele disse ofendido- E segundo eu não estou rindo por causa disso – Falou se aproximando mim que estava encostada na pia da cozinha.

-Não?Então do que você estava rindo-Perguntei curiosa.

-Do nosso primeiro encontro-Ele me esclareceu-Eu te juro que nunca pensei que teria que lutar por você logo de cara, mais que saber, eu não me importo nadinha e que venha os meus rivais que eu vou botar todos eles pra correr-Ela brincou dando socos no ar.

-Você não existe-Declarei.

-Existo sim e to bem aqui-Ele me prensou contra pia e o calor infernal voltou’’eu vou morrer meu deus, esse homem é o paraíso’’.

-Me responde uma coisa heim- Apoiei meus braços em seus ombros -Você acha que eu sou louca?-Ele arqueou as sobrancelhas e eu continuei- Bem pra começar eu te dei um fora num dia e no outro eu simplesmente fugi com você na moto e fiquei contigo na praia, depois você me trouxe em casa e lutou com o meu ex e agora estamos aqui na minha cozinha fazendo um curativo nos danos, isso é bem doido não?-Observei.

-É eu tenho que dizer que sair com você é bem radical-Ele comentou e eu me escondi na curva do seu pescoço,Jacob gargalhou-Mais eu tive muitas vantagens apesar de tudo isso.

-É e quais foram?- Eu o fitei.

-A primeira delas foi o destino que te trouxe de bandeja pra mim e olha que eu nem precisei jogar o meu charminho - Brincou me deixando encabulada.

-Ta se referindo o fato de termos nos encontrado por acaso naquele bar?-Perguntei.

-Na verdade não - Concertou -Eu bem... não tava lá por acaso...sabe como é...-Jacob coçou a cabeça meio sem jeito.

-Ai meu deus- A ficha caiu-Era então você no telefone com a garçonete, quer dizer com a Rachel a sua irmã- Constatei - Agora eu entendo o motivo de você ter aparecido lá....numa festa de solteiro para mulheres e ainda por cima pelo fundos.

-Como sabe disso tudo?-Ele quis saber.

-Eu fui falar com a Rachel na festa e ela estava ao telefone com certo alguém - Expliquei.

-Sabia que é feio escutar a conversa dos outros- Ele sussurrou no meu ouvido.

-E quem disse que eu estava escutando por querer?-minha voz saiu fraca devido o meu estado, Jacob estava me deixando louca-Mais continua vai, quais sãos os outros motivos..-Pedi quando ele começou a distribuir beijos molhados pelo meu pescoço.

-O segundo deles foi você ter fugido comigo e depois eu ter te beijado-Ele subiu até o meu queixo e voltou a falar-E o terceiro... -Eu não o deixei terminar e como uma desesperada tomei aqueles lábios carnudos que estavam perigosamente perto dos meus com ânsia, Jacob me correspondeu arduamente e com agilidade me levantou e me colocou sentada no balcão ao lado da pia .

Ele então pediu passagem para sua língua e eu cedi novamente gemendo baixinho quando eu senti suas mãos passeando pelo meu corpo, eu estava em chamas, ou melhor, pegando fogo com aquele homem de dois metros me segurando daquele jeito’’céus nem o Nahuel que era bem tarado me tratava dessa maneira’’

-Jacob... -Tentei dizer mais ele me calou-Eu preciso respirar-nos dois então nos separamos e eu desci do balcão ofegante -Meus...pais vão chegar a qualquer momento- Me lembrei,se o senhor Edward e a senhora Bella me visse naquele estado eles me internariam.

-Eu me escondo- Ele voltou a me beijar mais algo no alto da parede recordou minha consciência’’O relógio’’- Serio Jacob se eles nos virem assim....isso não vai ser legal- Falei tensa e ele pareceu entender.

-Ta bom eu vou indo mais antes quero fazer um pedido- Propos.

-Faz mais depois vaza- Me rendi.

-Quer sair amanhã comigo e tirar essa sua má impressão?-Perguntou.

-Má impressão?-Quis entender’’a ultima coisa que tinha dele agora era má impressão, Jesus me abana, que homem maravilhoso’’

-Aquela que você acha que sou um completo galinha- Me lembrou e eu ri.

-Ok assim eu também tiro a má impressão que devo ter ti passado e aproveito e me faço de difícil –Comentei -Eu amo ser conquistada-Aleguei.

-Então até a nossa primeira segunda vez - Brincou.

-Gostei disso- Falei-Vamos esquecer esse dia e começar novamente, eu como uma donzela imaculada e você como um rapaz serio-Estendi minha mão.

-Esquecer esse dia eu já não sei....por que será impossível esquecer o dia mais feliz da minha vida- Declarou me fazendo corar.

-Olha que o acordo senhor Jacob só se aplica amanhã, eu ainda posso te considerar um baita galinha conquistador- Brinquei e Jacob me puxou pela mão.

-E eu ainda posso te considerar uma donzela imaculada-Ele falou e voltamos a nos beijar.

Jacob e eu ficamos agarradinhos assim por um bom tempo até sermos despertados pelo meu celular que começou a tocar hesitantemente.

-Não atende não-Ele pediu.

-Pode ser minha mãe ou o meu pai avisando que se eles chegarem em casa e tiver um homem agarrando a filha deles isso não vai ser legal- Brinquei e Jacob levantou as mãos para o alto entendendo o recado.

-Eu vou,mais eu voltou-Falou me roubando um selinho-Amanhã as 6:00 da tarde eu te pego aqui,beleza?-Ele perguntou.

-Não vai dar não,nessa hora eu ainda vou estar no trabalho, eu saiu as 06h30min-Expliquei.

-Então eu passo lá para te buscar-Propôs –Me dá o endereço – Pediu.

-Ta calma ai - Disse indo até a sala e Jacob me seguiu,peguei ao lado do telefone um bloquinho de folhas e anotei tudo certinho incluindo o meu telefone’’meu deus que assanhamento Renesmee,espero ele pedir’’-Aqui está-Lhe entregue o papel e ele sorriu triunfante.

-Agora não pode mais fugir de mim -Ele falou balançando o papelzinho.

-E quem disse que eu vou fugir de você - Mordi os lábios e ele começou a se aproximar, mais o bendito celular que estava quietinho até agora voltou a tocar.

-Não atende ele não vem cá-Ele chamou.

-Nada disso suma daqui - Falei pegando o meu celular na mão e avistando o numero da Claire no visor’’Droga ela devia está muito preocupada comigo depois que eu sai daquele jeito do bar’’-Eu preciso atender é a minha amiga- Anunciei me afastando dele e indo atrás do sofá’’só pra prevenir um possível novo ataque’’

-Claire - Atendi o celular.

-Renesmee onde você está?-Ela perguntou angustiada.

-Eu estou em casa Claire, não precisa se preocupar-A tranqüilizei.

-Amiga como você chegou ai?-Quis saber.

-Eu peguei... Ai- Meu celular caiu no sofá de susto quando dois braços fortes agarrando minha cintura por trás-Jake... -O repreendi baixinho quando o abusado começou a beijar o meu pescoço.

-Fala que você está ocupada e desliga logo isso vai-Ele me virou para encará-lo.

-Nem pensar você está louco é a minha prima Claire - Avisei e ele se curvou pegando o meu celular no sofá e colocou no ouvido.

-Claire?Oi aqui é o Jacob- Ele falou normalmente como se a conhecesse-O que eu estou fazendo aqui?-Ele olhou para mim e deu um sorriso sacana-Eu vim trazer a Renesmee em casa e agora ela está bem,sim não se preocupe eu cuido de tudo- Garantiu e eu tentei pegar de volta o meu aparelho, o que foi totalmente inútil.

-Jake me da aqui-Mandei mais ele nem me deu ouvidos.

-Sim Claire é isso mesmo eu e sua amiga estamos juntos-‘’O que’’como assim?-Ta beijos tchau,o Quil vai ficar muito feliz,vai lá sim,ele vai amar a surpresa-Ele desligou o celular.

-Ei quem te deu o direto de atender minha amiga no meu lugar e ainda por cima mentir-Falei magoada pegando o meu celular de volta e conferido que a Claire havia realmente desligado.

-E quem disse que eu menti?-Perguntou ofendido-Isso é só uma questão de tempo viu,você se esqueceu que eu ainda vou te conquistar menina difícil -Ele piscou pra mim -E depois a Claire é minha amiga também, na verdade ela é a noiva do meu melhor amigo,o Quil- Esclareceu.

-Serio?-Me espantei com a coincidência, melhores amigos?Como é que a Claire nunca me apresentou pra ele antes?- Nossa eu nem sabia, minha amiga nunca me falou sobre você- Disse decepcionada, se isso estivesse acontecido, eu com certeza teria evitado muita coisa, como por exemplo, a traição do Nahuel’’que ódio’’.

-É,isso realmente é uma droga- Concordou -Mas quem nos impede de recuperar esse tempo perdido?

-Tempo perdido? E quem disse que se eu estivesse te conhecido antes teríamos alguma coisa-Me fiz de difícil, odiava homens que se acham, tempos que colocar eles no lugar e sempre sair por cima, conselho da tia Alice que tem o tio Jasper nas mãos- Provavelmente se tivéssemos nos conhecidos antes eu nem teria olhado para sua cara...por que eu estaria namorando ainda esqueceu?-Constatei.

-Isso seria mais uma vez uma questão de tempo - Arqueie as sobrancelhas-Aquele play boizinho iria te perder fácil, fácil pra mim.

-Ei,e quem te garante isso?-Falei ofendida, eu sempre fui uma namorada fiel.

-Os seus olhos - Respondeu serio -Eles me dizem muita coisa e com certeza lhe entregariam-Suspirei.

-Sei-Dei uma risinho sem graça-Agora senhor irresistível suma daqui antes que eu chame a polia-Brinquei.

-Então até amanhã minha princesa-Ele me deu um beijo e eu o levei até a porta.

Jacob subiu na sua moto e acenou para mim que só faltava pular ali na porta igual uma adolescente de felicidade, eu estava sentido algo tão bom e prazeroso que me dava vontade até de sair correndo pelo bairro, ou gritar bem alto o quanto aquele cara me fez feliz.

Depois que ele sumiu na esquina eu voltei para dentro sem desmanchar nenhum minuto sequer o sorriso bobo em meu rosto e fechei a porta atrás de mim escorregando depois até o chão.

-OBRIGADA MEU DEUS, eu amei esse presente – Agradeci,Jacob com certeza veio para me tirar do buraco e me deixar nas nuvens.

Fiquei apenas alguns segundos ali no chão me lembrando do dia de hoje, que foi com certeza uns dos mais fantásticos e doido da minha vida ‘’pacata’’ de sempre e escutei os meus pais chegarem de carro me fazendo dar um salto e abrir a porta para recebê-los,no relógio era exatamente 12;30.

-Filha de quem era aquela moto?-Foi à primeira coisa que o senhor Edward Cullen perguntou’’eles viram o Jacob?’’Ferrou’’.

-Era de um amigo pai, ele me trouxe para casa, hoje fui até La Push na festa de solteiro da Claire,ela não te contou?-Expliquei sem jeito.

-Sei um amigo-Mamãe debochou me dando um abraço e me enviando aquele olhar’’você não sabe mentir minha amada filha’’pelo menos não pra ela,por que com os outros isso sempre funcionava.

-Como assim Bella?-Papai perguntou sem entender entrando em casa.

-A Edward deixa a menina, ela tem que conhecer pessoa novas e desencanar de vez daquele cafajeste- Mamãe o repreendeu me deixando encabulada.

-Mãe - Falei sem graça.

-O que foi,eu te conheço dona Renesmee esse seu risinho bobo ai tem um motivo e agora se chama o cara da moto - Falou confiante me fazendo rir.

-Quer saber eu vou dormir, por que, amanha eu tenho que trabalhar-Disse subindo as escadas.

-E é em qual lugar?-Mamãe quis saber.

-Entre Focks e La Push- Grite de lá de cima.

-Vai querer meu carro emprestado para ir então?- Ofereceu.

-Não precisa mamãe eu me viro- Respondi.

-Entendi ele vai lhe buscar não é?-Ela deu uma risada e papai resmungou alguma coisa como’’mal deu tempo de aproveitar minha menina e lá vem outro cueca querendo rouba - lá de mim’’.

Eu sorri com isso e entrei no meu quarto indo para o banho e depois para cama, por que nos meus sonhos hoje só ele iria entrar.

                         By:natineces

Então o que acharam???Quero muitas opiniões viu e até semana que vem...bjokas

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados