Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

capítulo 14-Entre Razões e Emoções



-Pra onde?-Quis saber.


-Pra qualquer lugar.


-Então adeus- Disse.


-Melhor um até logo-Ela respondeu rindo e eu acompanhei.


-Certo então um até logo.
  (entre razões e emoções a saida é fazer valer a pena)

Continuação Pov. Erick

-Pra mim o mais importante é tornar a felicidade dela possível e nada mais.

Saio da casa da Darlli extremamente mal pela minha amiga, eu não gostava nem de imaginar a dor que ela devia estar sentindo, Manuel é e sempre será o seu único amor e isso era algo indiscutível, mais o que fazer como se descobre que a pessoa que ama não sentiu o mesmo por você e ainda pior ama outro em seu lugar, era realmente uma barra essa situação até eu já cheguei a temer isso logo após eu ter me encontrado com a Indira aonde ela insinuou que Renesmee não me amava e iria encontrar em breve o seu grande amor, nesse dia eu tenho que admitir que fiquei muito mal pensando nessa possibilidade eu amava tanto a nessie que chegava a doer em pensar viver longe dela,longe dos meus filhos,mais ai uma batalha se instalava em minha mente e se isso realmente fosse verdade,e se eu não fosse o destino da garota que mais amo no mundo,e se eu a perde seja lá pra quem for,o que vai ser de mim?Como eu vou sobreviver a isso, disso eu mal fazia idéia, ou melhor, eu nem queria pensar.

-Erick espera -Jay chamou-Eu quero te ajudar,eu ligue para um grande amigo meu ele é piloto e aceitou te dar uma carona no helicóptero dele mais vai ter que se apresar por que ele ta indo pra outro lugar e vai só da uma passadinha rápida em Miami.

-Cara eu nem sei o que dizer,valeu mesmo amigão- Disse eufórico lhe dando um abraço.

-Que isso,você sabe que faz parte da família e assim que funciona uma é sempre um ajudando o outro - Disse.

-Erick não se esqueça de nos avisar ok,nos vamos ficar aqui com o coração na mão -Molli se juntou a nos falando angustiada.

-Pode deixar eu prometo-Respondi confiante.

-Agora vá lá e salva as nossas meninas-Jay mandou sorrindo e assim eu fiz depois de me despedir dos meus grandes amigos eu fui até o heliporto no endereço que Jay havia me dado e como combinando o amigo dele me levou até lá em menos de 2 horas e dali eu segui de taxi para o porto de Miami,aonde eu ia ter que tentar alugar ou se for preciso roubar uma lancha pra poder seguir a viajem.

Desci no porto e comecei a verificar as opções que via,modestamente eu entendia muito de carros e barcos, traduzindo tudo que andava era minha especialidade e no meu ponto de vista só um deles era potente o suficiente para me dar uma boa velocidade e com isso bem menos tempo de viagem.O escolhido foi uma Silver Bullet de 20 pés totalmente perfeito se não fosse o fato de eu ter que rouba -ló já que nem de longe eu teria a quantia certa e mesmo se tivesse não adiantaria muito por que aquela era uma lancha particular ou seja não daria para aluga – lá,essa era a minha única opção e a mais certa eu não me pagaria de bom homem bem agora,algo que nunca fui principalmente nessa situação em que a minha família estava ameaçada.Caminhei até o barco calmamente e entrei nele na mesma hora que o senhor que provavelmente fazia a manutenção saia, eu tive que agi muito rápido o ligando e dando partida de imediato agora iria ser uma corrida contra o tempo,por dois motivos o primeiro significava uma fuga, afinal eu havia roubado uma lancha luxuosa e eles não demorariam a me encontrar e segundo o tempo estava voado e a cada segundo minha mulher e minha filha ficava mais em perigo.

Acelerei mais a lancha até atingir a última velocidade que a belezinha agüentava e depois verifiquei a gasolina que pra minha sorte estava abastecida, agora era só segui e torcer pra não ser pego, isso só me atrapalharia. E foi justamente o que aconteceu em menos de 5 horas eu comecei a ser seguido por um helicóptero e duas lanchas da policia, minha única opção foi ter que seguir nadando.

Abandonei a lancha que continuou andando e submergi para o mais fundo possível, meus pés e mãos agora eram como nadadeiras eu já não respirava mais e nem sentia muita falta disso, as vibrações da água e os diferentes cheiros foram fundamentais para me guiar durante dois dias que permaneci nas profundezas do mar até chegar ao meu destino, sai da água num ponto bem afastado dos banhistas e consegui algumas peças de roupas que tive que roubar, depois entrei num quiosque aonde consegui algumas informações valiosas com a dona que me disse ter visto a garota que procurava e me apontou o caminho que havia a floresta grande, pra onde eu segui até sentir o cheiro da minha filha.

Achei minha menininha com um homem moreno com um odor inconfundível que eu jamais esqueci,ele só me significa uma coisa, inimigo, era uns dos cachorros gigantes aqui, uma espécie que sempre repugnei e já encontrei diversas vezes e até já matei, homens que viram lobos,na mesma hora eu tentei atacar mais foi impedido pela a minha filha que esclareceu que aquele cara tinha o salvado e era o seu namorado um tremendo choque pra mim que não tive tempo de discutir após saber que Renesmee ainda estava em perigo o que me fez correr e seguir na sua direção.

Quando eu cheguei ao local à cena que vi fez o meu coração doer, Renesmee estava abraçada com um cara que continha o mesmo tom de pele do outro e quase a mesma aparecia física provavelmente mais um lobo dessa vez eu não interferi, havia vários vampiros ali também, que eu reconheci na hora,eles eram a família verdadeira da minha Renesmee.

-Amor-A chamei com um sorriso enorme nos lábios eu estava muito feliz com a maneira que tudo havia terminado principalmente o fato dela não ter se machucado.

-Erick- Ela gritou sorrindo e vindo me abraçar.

-Meu amor eu sinto muito por não ter chegado antes eu fui um estúpido, você ta bem?-Eu perguntei morrendo de preocupação.

-Sim meu bem eu estou bem e o Josh morreu, ele morreu-Ela me disse chorando aliviada.

-Obrigado por tudo que fizeram por ela, eu sei quem são, e aprecio muito o fato de amarem a minha mulher e nunca terem desistido dela- Eu agradeci sincero, ainda com nessie em meus braços.

-Não precisa nos agradecer,nessie é a nossa vida,faríamos e vamos fazer tudo por ela- Uma delas declarou.

-Você precisa agradecer mais ao Jacob ele foi muito importante para proteger a nossa nessie,ele segurou as pontas enquanto não chegávamos –A outra disse.

-Sim, claro, obrigado Jacob por proteger minha mulher enquanto eu não estava aqui - Agradeci tentando ao Maximo engolir o meu orgulho diante do cara que havia feito o que eu não fiz, eu lhe devia muito.

-Não há de que- Respondeu apertando a minha mão que eu havia estendido a ele e nessa hora senti algo estranho na maneira que ele olhava para nessie e da maneira que ela olhava para ele, isso me incomodou.

Depois disso embarcamos todos num barco que pertencia aos Cullens,o clima era pesado e tenso para mim que tinha que agüentar o fato da minha filha estar namorado um lobo ainda mais depois de descobrir que ela era a impressão dele um tipo de magia boba mais muito eficiente que envolvia essas criaturas crostecas,além disso havia também ele o tal de Jacob.

Eu tinha que admitir que ele me incomodou e muito,mesmo tendo ficado no seu canto o tempo todo,ah mais fala serio qual homem que não percebe quando o outro ta secando a sua mulher a olhando de uma maneira apaixonada,isso podia passar despercebido por que não era a primeira vez que acontecia,só eu sei o quanto é difícil ter ao seu lado uma garota tão linda,delicada e meiga como Renesmee,ela é simplesmente fascinante,encantadora e apaixonante para qualquer um ,mais e quando isso é recíproco, nessie também o olhava,também agia de forma estranha da qual tentou disfarçar mais eu sentia que havia algo e as minhas suspeitas só cresciam mais e mais como na noite que ela deitada nos meus braços começou a falar o nome dele ou da vez que eu parei pra pensar e me lembrei claramente da conversa que tive com a Indira naquele dia.

Flash back on.

-Desgraçado você acha que serás feliz para sempre –Ela disse - Pois estás muito enganado tu não eis o destino dela.


-Do que você está falando-Esbravejei.


-Do destino que roubaram dela.


-Você está louca? –Perguntei a ela.


-Não, eu não estou louca muito pelo contrario eu sei tudo que fez no seu passado e isso voltará à tona e você não ficará em puni, todas as mortes as famílias perdidas serão cobradas em troca de sua infelicidade.


Eu rosnei.


-O destino dela não é ao seu lado e mesmo que no fim ela te escolha não será você com quem ela vai querer estar e sim o grande lobo o seu verdadeiro amor.


-Ela me ama-Disse enfurecido.


-Não até ele entrar no caminho e daí você vai perder pra sempre o coração da mulher que ama.


-Você não sabe o que diz estas enlouquecendo e eu não ficarei mais aqui para escutar suas sandices.


-Você vai se arrepender por ter escolhido ela ao invés de mim que sempre te amei. -Avisou.

Flash back off.

Será que tudo que a Indira havia dito era verdade, será que a Renesmee de fato era o destino de um lobo, destino esse que lhe foi roubado e agora lhe via a tona como um meio de eu pagar por todo o mal que havia feito, por que só isso explicava a dor que estava sentido, castigo, por todos aqueles que matei sem piedade,por todos aqueles que fiz um grade mal,eu só podia estar louco em ter acreditado que seria pra sempre feliz,isso era errado ,injusto e eu estava vendo que tudo tinha o seu preço,eu plantei no meu passado algo ruim e agora estava colhendo todo esse mal,da maneira mais dolorosa e horrível que eu podia imaginar,por que se há uma coisa nesse muito que me é o ponto fraco,ele tem nome e é Renesmee,a mulher que me fez ser alguém melhor,a mulher pra quem eu entreguei todo o meu coração de bandeja e seria capaz de dar a minha vida por ela em todos os sentidos em todas as maneiras,eu só queria a ver feliz,completa e me doía muito saber que talvez tudo isso não seja possível ao meu lado,há como eu queria estar pra sempre perto dela ,pra sempre ser capaz de ver seu rosto sereno ao acordar,seu sorriso radiante ao me ver,seu jeito meigo e carinhoso com as crianças,seus beijos amorosos a todo tempo,suas palavras acolhedora,seus conselhos sábios,sua honestidade,seu desempenho,sua força mais também sua fragilidade,seu corpo,tudo nela me atraia,tudo nela me fazia ser o Erick melhor que eu era hoje,um Erick,pai,marido,amigo,companheiro,carinhoso,apaixonado,bobão e super protetor,algo que nunca havia sido na vida.Mesmo assim eu tinha uma decisão a tomar da qual só a mim cabia,eu á deixaria pra ser feliz ao lado de outro e partiria para nunca mais ser feliz ou ficaria e tentaria conquista - lá de volta,será que isso seria possível,será que seria capaz de faze - lá me amar ou era egoísta demais da minha parte em agir assim.

Talvez.

Agora a única certeza que eu tinha é que o grande lobo se chama Jacob Black.

...Chegando em casa.

Voltamos para casa depois da longa viajem e quando seguíamos para lá eu decidi algo que estava me matando a todo tempo, eu iria de fato levar uma conversa com esse tal de Jacob e isso seria agora.

-Jacob- Eu chamei e todos ao nosso redor inclusive ele me olharam assustados.

-Sim-Ele respondeu.

-Podemos conversar um instante?-Eu perguntei calmamente e ele arregalou os olhos.

-Podemos-Respondeu sério.

-Erick- Renesmee disse me olhando confusa.

-Calma eu só quero conversar um instantinho com ele, pode ir à frente amor eu vou seguir o seu cheiro depois-Eu a tranqüilizei depositando um selinho de leve nos seus lábios e pelo canto do olho pude ver que ele virou o rosto incomodando com a cena.

-Vamos Jacob- Disse e comecei a correr com ele logo atrás de mim na sua forma humana.

Corremos durante algum tempo e quando achei o lugar certo eu decidi parar.

-Aqui esta perfeito- Anunciei me virando para encara –ló.

-O que quer falar comigo?-Perguntou serio com um ar de superior, isso já tava me irritando mais eu ia deixar passar pela Renesmee.

-Eu vou ser bem direto com você e muito breve e...- Eu tentei começar mais ele me cortou.

-Ótimo- Comentou.

-O que você sente pela minha mulher afinal? - Perguntei serio, aquela conversa nem de longe me agradava.

-Quer mesmo saber?-O cachorro perguntou.

-É o que eu to pedindo-Esclareci cruzando os braços e esperando ele começar.

-Quando você apareceu na vida da Renesmee eu já fazia parte dela...-Ele começou mais dessa vez foi a minha vez de cortá-lo.

-É mesmo - Respondi debochado.

-A Renesmee é a minha vida, o meu amor e eu vou lutar por ela-Ele ameaçou curto e grosso.

-E você acha que eu também não a AMO - Gritei.

-Então vai ter que lutar contra mim, assim como eu lutarei por ela contra você - Avisou.

-Você definitivamente não a conhece-Ri com a sua ironia, eu sabia qual seria a decisão da Renesmee se ela tivesse que tomar e é justamente por isso que eu estava aqui- Renesmee me escolheria e isso é certo, ela não largaria o pai dos filhos dela pra ficar com você.

-Mesmo que ela te escolhesse é a mim que ela ama-Ele constatou seguro de si.

-E você acha que eu não sei disso?Quanto tempo você pensa que eu perdi até eu decidir ter essa conversa aqui, frente a frente?Eu definitivamente não estou aqui por que quero ou por vontade própria EU ESTOU AQUI POR QUE É O CERTO - Esbravejei encarando sua face confusa em minha frente-Eu vou ser breve como eu mesmo disse antes- Continuei -Eu vou embora daqui, vou deixa – lá pra você e não pense que isso está sendo fácil pra mim, POR QUE NÃO ESTÁ, eu estou engolindo o meu orgulho, me rebaixando a você, eu estou abrindo mão da coisa mais importante e especial que já tive na vida, eu estou desistindo de tudo por amor, por que quando a gente ama não existe fronteiras,barreiras,diferenças e principalmente não se tem egoísmo,eu a ama tanto que não suportaria a ver infeliz ao meu lado mesmo que pra isso eu tenha que ser infeliz,pra mim o mais importante é tornar a felicidade dela possível e nada mais.

-Você ta falando serio?-Ele perguntou desacreditado.

-To - Respondi secamente- É melhor você cuidar dela, por que eu vou estar sempre por perto e você sabe disso, você sabe que há laços que nos uni para sempre e por mim eles vão continuar me unindo por que mesmo que eu quisesse eu não iria conseguir ficar sem ela, o meu único e grande amor –Avisei- Agora se me da licença eu preciso ir.

-Claro - Ouvi ele sussurrar mais nessa hora eu já estava longe.

Segui o cheiro da Renesmee como havia dito até chegar numa mansão branca e ser muito bem recebido pelos meus filhos.

-PAI- Os dois gritaram ao mesmo tempo correndo e pulando em cima de mim.

-E ai moleques que saudades de vocês- Falei abraçando forte os meus filhos.

-Pai a gente também sentiu muito a sua falta- Antonio respondeu.

-É pai,me promete que não vai me deixar outra vez?- Alexandre perguntou fungando no meu pescoço.

-Eu sempre vou estar com vocês não importa onde eu esteja-Respondi.

-Promete pai?-Ele perguntou me fitando.

-Prometo-Disse- Agora cadê a mãe de vocês heim?-Perguntei.

-Ela ta lá dentro com os nossos bisavôs e a titia Sarah –Antonio respondeu.

-E a irmã de vocês - Perguntei curioso.

-Aquela lá ta com o namorado dela, pai você vai deixar uma coisas dessas,o cara vira cachorro - Alexandre bufou me arrancando algumas gargalhadas, ele sempre tinha uma na ponta da língua.

-Ele não é cachorro seu burro ele é um lobo e isso é bem legal- Antonio disse me fazendo abaixar a cabeça triste, ele sempre foi o mais esperto e aceitaria Jacob mais o Alexandre como ele ficaria? provavelmente não aceitaria essa situação toda e disso eu tinha certeza.

-Anjinhos o jantar esta na mesa, venham comer-Renesmee os chamou e venho até mim sorrindo linda como sempre.

-E você heim não vai entrar não, o Carlisle e a Esme estão loucos pra te conhecer-Ela disse delicada acariciando meu rosto- Crianças vão logo à vovó Esme fez um jantar especial para vocês - Ela pediu mais uma vez e me puxou para dentro com os nossos filhos correndo logo à frente.

- Carlisle e Esme eu quero que conheçam o meu marido Erick-Ela anunciou logo quando entramos e avistamos todos na sala, alguns sentados nos sofás, outros brincado com os meus filhos e uma especial que me chamou a atenção, eu já havia visto aquele rosto e ela parece que também me conhecia por que assim que seu olhar encontrou o meu, seu face endureceu e seus punhos se fecharam acompanhando seu rosnado feroz na minha direção, Renesmee que estava ao seu lado foi posta para trás de mim num movimento rápido meu e antes que o dentes daquela garota que espumava me atingisse alguém a segurou.

-CALMA FILHA SE ACALME- Edward pediu segurando seus braços sem dificuldades.

-ASSACINO DESGRAÇADO VOCÊ MATOU OS MEUS PAIS, DESGRAÇADO ME SOLTA, ME SOLTA-Ela esbravejava furiosa com os olhos cravados em mim.

-Edward você precisa a tirar daqui, ela está fora de controle – Jasper avisou.

-Filha se acalme se acalme, por favor- Bella a mãe da Renesmee pedia com as duas mãos postas no seu rosto.

-MÃE ELE MATOU A MINHA FAMILIA, ELE MATOU OS MEUS PAIS, SEU DESGRAÇADO ASSACINO.

-Tia Sarah meu pai não é assassino, para-Alexandre pedia assustado com aquela cena.

-Sarah meu anjo se acalme você esta assustando as crianças-Esme implorou angustiada mais a Sarah continuou me olhando com ódio e repulsa o que me obrigou a sair dali, antes que o pior acontecesse.

-Erick espera-Renesmee gritou correndo atrás de mim e depois me abraçou - Calma querido nos dois sabíamos que um dia isso ia acontecer.

-Eu não sou um exemplo de pai nessie,nem de pai e nem de marido eu sou um assassino- Esbravejei sentindo ódio e vergonha de mim mesmo.

-Para, não fala assim, você mudou e isso é o que importa-Ela tentou dizer.

-Eu posso ter mudado mais é justo que eu pague pelo que fiz, que pague pelo mal que causei não só a essa menina mais pra todas as vidas e famílias que destrui –Desabafei.

-Erick... -Ela sussurrou angustiada.

-Renesmee nos precisamos conversar-Falei depois de alguns minutos de silêncio o meu amor só acentiu.

Essa sem sombra de duvida seria uma das coisas mais difíceis e dolorosas que já passei, o meu coração estava sofrendo.

Pov.Renesmee

Ele estava sofrendo eu estava sofrendo e esperava muito que isso passasse.

-Renesmee nos precisamos conversar - Erick me disse e eu acenti um pouco triste com a situação que havia acabado de acontecer, eu devia ter impedido mais como eu ia imaginar que Erick tinha sido o assassino de anos atrás dos pais verdadeiros da Sarah?

-Vamos para a nossa casa,lá é mais confortável e tranqüilo-Propus.

-Ok,vamos sim-Ele aceitou e partimos para o nosso lar.

Ao chegamos em casa que aliais eu estava morrendo de saudades eu entrei nos cômodos que se mantinham intactos desde da última vez que eu estive lá e comecei a me lembrar ali parada na primeira vez que o vi,até Erick me interromper e chamar a minha atenção.

-Renesmee você está bem?-Ele perguntou me olhando numa maneira estranha.

-Claro, claro eu só estava admirando a nossa casa - Menti.

-Eu também senti muito a falta dela e acho que vou continuar sentido-Ele disse olhando para todos os lados como se estivesse gravando o momento, isso me fez ficar confusa.

-Como assim você vai continuar sentindo, Erick querido acabou tudo agora podemos voltar a nossa vida novamente como era antes - Esclareci a ele mais no fundo eu sabia que nem tudo ia voltar ao normal e isso era inevitável.

-Eu sei- Ele riu me fazendo ficar aliviada-Mais nem tudo é como a gente quer não é-Ele começou acariciando o meu rosto e olhando nos meus olhos.

-Erick o que...-Tentei dizer mais ele me calou pressionando seus dedos em meus lábios suavemente.

-Renesmee eu ti amo tanto, garota você me faz tão feliz.............eu queria tanto que isso bastasse pra gente mais eu sei que não é justo,você não merece um cara como eu,você tem que ser feliz independente de com quem seja,eu não me importo eu só quero que esteja ao lado do seu verdadeiro amor,do seu destino.

-Que?-Perguntei confusa aonde ele queria chegar, ah meu deus ele e o Jacob... Será que o Jacob contou a ele?-Erick não faça isso com a gente,não faça isso com os nossos filhos eles precisam de nos dois juntos e unidos- Implorei chorando desesperada.

-Eles já são bem grandinhos e vão entender e aceitar o Jacob,disso você pode ter certeza e quanto aos nossos filhos,eles vão sempre ser a nossa ligação,a nossa linda e fraterna ligação e eu nunca irei mudar isso.

-Ah meu deus Erick eu não posso, para com isso,você não pode me deixar, eu não consigo viver sem você, por favor, fica comigo e me ensina a te amar-Pedi.

-Eu sei exatamente como se sente meu amor, mais isso vai passar.....eu sempre fui o seu único refúgio,o seu único amigo e protetor....mais se acalme que se depender de mim eu ainda vou continuar a ser,eu não vou te abandonar tudo que eu preciso é me afastar agora antes que eu me arrependa e seja egoísta e ipoctra em não te deixar pelo simples fato de eu não poder viver sem você.

-Erick eu estou muito confusa sobre os meus sentimentos mais eu quero muito que fique comigo, esqueça tudo isso e vamos continuar como estávamos antes, por favor.

-Amor eu já me decidi e sei que algum dia você vai me perdoar e me entender-Ele disse abraçado a mim que fungava no seu pescoço.

-Eu não acredito que isso ta acontecendo, por que tinha que ser assim-Eu murmurava baixinho.

-Nessie eu quero que me prometa uma coisa-Ele pediu.

-O que?-Eu perguntei quase que sem voz.

-Eu quero que me prometa que quando eu passar pela aquela porta-Ele apontou para ela e voltou a me olhar - Você não vai êxitar nem por um minuto em ser feliz ao lado daquele que realmente ama?-Ele pediu.

-Erick... -Tentei dizer.

-Por favor, me prometa é a única coisa que eu te peço -Ele implorou e eu podia ver o quanto aquilo estava sendo difícil para ele e isso me doía.

-Prometo- Solucei- Ma-mais pra O-onde você vai?-Quis saber.

- Pra qualquer lugar-Ele respondeu e depois de dar um beijo em minha testa ele subiu para o nosso quarto.

Fiquei ali na sala por alguns longos minutos chorando sem parar compulsivamente tentando imaginar como iria ser a minha vida agora sem ele, eu podia amar muito o Jacob mais por que o fato de eu viver seu o meu Erick me machucava tanto?

Erick então desceu com uma mala na mão e venho até mim.

-Eu peguei todas as minhas roupas e aquelas que eu tinha levado eu acabei deixando na casa da Molli e do Jay- Ele esclareceu- Até logo meu amor-Ele se despediu de mim que não esbocei reação nenhuma, eu estava em choque mais havia algo em que eu queria muito antes dele parti.

-Erick-O chamei e ele se virou para me fitar-Me beija-Pedi e ele ficou parado apenas me observando como se cavasse uma batalhe do vou ou não vou,eu o ajudei.

-Por favor,eu preciso de você pelo menos uma última vez - Implorei.

Erick na hora soltou as malas no chão e venho até mim me tomando nos braços e me erguendo para que eu ficasse na sua altura e nesse momento eu enlacei minhas pernas na sua cintura e tratei de colar nossos lábios num misto de dor e desespero que juntos embalávamos, eu ia sempre sentir um profundo carinho por ele e isso com certeza ninguém iria mudar, Erick é pra mim algo muito especial e fundamental, sem ele eu não estaria nem aqui agora, sem ele eu não teria tido as jóias e as bênçãos mais valiosa que já ganhei na vida, os meus filhos, algo que iria nos unir eternamente.

Depois do Beijo Erick partiu abrindo um pequeno buraco em meu coração que já lhe tinha,sozinha ali na minha casa eu vi o quanto era difícil aceitar a realidade o quanto era difícil magoar quem a gente ama, o quanto eu havia sido egoísta em pedir para ele ficar, ele estava sofrendo eu estava sofrendo e esperava muito que isso passasse.

Subi para o meu quarto com passos curtos e me deitei na minha cama sentido o cheiro dele, o que me provocou mais choro.

Pov (especial Keroline)

-Ela merece ser feliz de uma vez por todas,mesmo que seja ao lado de outro cara que não seja o meu pai.

Eu estava extremamente feliz por finalmente ter voltado para casa, para o meu amor e para a minha família e agora ainda mais por ter sido pedida em casamento, algo que eu ainda não contei nem a mamãe e nem ao papai, por quê?Talvez eu queira esperar o momento certo, como uma jantar em família, meu Seth também concordou comigo mais ates ele fazia questão que eu vá conhecer a mãe dele, a minha sogrinha e a irmã Leah a minha cunhada que incrivelmente diante de fatos do passado eu mal tive a oportunidade de conhecer, Seth também me contou sobre o pai que perdeu anos atrás e como ele sofreu com isso, principalmente a mãe que se mantém viúva até hoje, também me contou a dura historia amorosa que envolveu a irmã em um triângulo amoroso entre o segundo alfa da alcatéia chamado Sam que era namorado dela antes de acontecer à transformação e a Emily prima deles que venho pra cá e virou o imprint dele, detalhe nessa mesma época Leah estava enfrentando uma barra com a sua também transformação em lobo talvez a única mulher em sua espécie, bom diante desses fatos a irmã do Seth sofreu muito na sua profunda depressão até encontrar Luc e ter a sua impressão, segundo o meu amor nessa historia não foi só a Leah que se salvou em função do amor mais foi também o Luc que na época estava saindo de uma festa caindo de bêbado, ele era tipo o garoto problema, era galinha, bêbado, fumante e usava até drogas tudo com 17 anos de idade,Leah então que estava passando por lá de carro o viu e como se algo lhe puxasse em sua direção ela foi até lá e quando foi ajuda -ló a magia do amor como eu gosto de chamar aconteceu,a parti dali a loba dura e sem coração virou uma linda mulher apaixonada e o jovem bêbedo trocou de vida e se safou de muita coisa mostrando muita força de vontade nos tratamentos,força de vontade essa que até convenceu os pais de Luc em aceitar uma mulher mais velha com namorada do filho, tudo isso por que eles viram o quanto ela foi capaz de tirar o filho deles da lama.

-Amor que tal a gente ir hoje ver minha mãe, ela vai adorar ver você-Meu amor pediu fazendo biquinho,nos dois agora estávamos deitados juntinhos na clareira aonde vovó Bella me contou que ia com o vovô quando ela era humana e por varias vezes agora que virou vampira.

-vou sim, mais antes eu quero te curtir um pouquinho - Propôs e ele na hora me puxou para os seus lábios, o meu melhor lugar.

-Não vejo a hora da gente casar-Ele comentou depois de separarmos do nosso beijo.

-Nem eu,to tão feliz com tudo isso,mau acredito que está acontecendo -Declarei roçando os nossos narizes de leve-Quando eu estava lá a mercê do Josh,eu não parei nem por um segundo em pensar em você,eu juro que senti medo,medo dele fazer algo para mim,algo que me fizesse nunca mais te ver,medo dele machucar a minha mãe,eu não me perdoaria eu não....-Tentei dizer mais ele me calou com um selinho demorado.

-Não fala mais nisso tá-Ele pediu acariciando o meu rosto-Não me lembra de novo daquele pesadelo bem agora que estamos num sonho.

-Eu não vou mais me lembrar disso eu prometo- Declarei -Mais agora me prove que esse momento não é só um sonho, por favor, me mostra que ele é realidade -Pedi sorrindo e Seth mais que depressa entendeu o meu recado e rolou para cima de mim.

-Você quer mesmo que eu te prove que isso aqui tudo não é um sonho?-Ele gritou rindo ainda em cima de mim me prendendo com as suas mãos os meus dois braços.

-Quero-Gritei rindo.

-Seu desejo é uma ordem princesa-Exclamou e antes que eu pudesse se quer pensar,ele me beijou ferozmente, um beijo raro para nos dois que sempre fomos muito delicados nesse requisito, mais agora eu não me importava com mais nada eu só queria senti- ló e provar para mim mesmo que essa é a minha realidade, a mais linda e desejada realidade.

-Filha-Papai chamou, o que pêra ai, o meu pai?Seth saiu rapidamente de cima de mim e eu me levantei num salto encarando o meu pai parado em minha frente, ele não me parecia bravo pelo contrario ele estava triste, meu deus isso não podia acontecer.

-Pai... -Sussurrei sentindo o desespero me tomar, por que meu deus?

-Filha eu queria ter uma conversa com você a sós- Ele pediu encarando Seth que não devia estar entendo a minha reação.

-Keroline o que foi?-Meu amor pediu me fitando.

-Seth depois a gente conversa agora, por favor, eu preciso falar com o meu pai - Disse limpando as lagrimas em meu rosto.

-Pode ir garoto ela vai ficar bem-Meu pai o incentivou e Seth partiu mais não sem antes de depositar um beijo em meu rosto.

-Pai, por favor, me diga que isso não é verdade, por que- Falei correndo para ir abraça-ló,ele me recebeu acariciando minhas costas.

-É sim princesa, eu e sua mãe não vamos mais viver juntos- Ele declarou.

-Por que isso tem que ser assim - Chorei.

-Oh meu bem eu sei que vai entender e vai compreender o que a sua mãe ta sentindo, por favor, não a julgue-Ele pediu.

-Eu nunca iria fazer isso, por mais que eu não queira, eu entendo o que ela sente mais eu tenho direto de preferir você, eu sempre quis a minha família unida pai, isso vai ser tão difícil - Desabafei e pai me encarou nos olhos.

-E quem disse que você não vai ter uma família unida?-Ele perguntou-Filha eu ainda sou o seu pai e vou ser pra sempre eu nunca vou te abandonar meu amorzinho, nem você e nem os seus irmãos e quanto uma família unida aquela com papai, mamãe e filhinhos-Ele riu e continuou - Você pelo visto vai ter uma em breve com esse garoto não é?

-É- Respondi rindo também diante das lagrimas -Pai- O chamei.

-Sim querida?-Ele perguntou.

-Eu vou-me casar-Contei o encarando e papai riu radiantemente e me abraçou mais ainda.

-Que ótimo meu anjo, eu fico muito feliz, esse tal de Seth é realmente um cara de sorte que vai me tirar a minha menininha-Ele fiz bico.

-Ah pai que isso, eu nunca vou deixar de ser a sua filha, eu ti amo papai-Falei me confortando em seus braços acolhedores em um verdadeiro abraço de pai.

-Eu sei meu bem, eu só estava brincando-Ele riu acariciando os meus cabelos.

-Pai eu posso te pedir uma coisa?-Perguntei fungando.

-Claro tudo o que você quiser-Ele disse.

-Você vai vim para o meu casamento não é?-Eu perguntei temerosa-Eu quero muito que seja o senhor ao entrar comigo na hora-Pedi a ele, esse sempre foi o meu sonho, ter meu pai ao meu lado no momento mais especial da minha vida.

-Tem certeza?-Ele perguntou brincalhão sorrindo igual um bobo.

-Claro né- Respondi imitando o marrento do Alexandre, meu pai gargalhou.

-Por falar nele fillha,eu preciso da sua ajuda-Ele mudou de assunto.

-Qualquer coisa, mais antes eu quero a sua resposta – Insisti e ele riu.

-Eu seria o pai mais feliz do mundo - Declarou me fazendo chorar mais ainda,dessa vez de emoção.

-Obrigada pai- Agradeci contente.

-Eu faço tudo por você meu bem-Ele exclamou- Mais agora voltando ao assunto, você precisa segurar a barra com os seus irmãos, sua mãe não vai consegui sozinha e eu não tenho condições, pelo menos não agora - Declarou.

-Eu sei, o Alexandre provavelmente vai dar muito trabalho ele não vai gostar nada, nada do Jacob, vai ter confusão. -Constatei.

-Eu sei mais ele vai aprender como homem que nem tudo é como a gente quer-Meu pai me assegurou.

-Você está sofrendo não é-Afirmei acariciando o seu rosto, papai acentiu de cabeça baixa.

-Eu tenho certeza que você vai encontrar alguém muito especial-Comecei a dizer mais ele me cortou.

-Ninguém vai consegui tomar o lugar da sua mãe filha, ela é e sempre será o meu grande amor-Ele constatou.

-Eu sei pai e eu também tenho certeza que ela ti amo muito também- Disse.

-Não o suficiente-Ele comentou - Agora eu tenho que ir filha antes que eu desista de toda essa loucura e meta os pés pela mão-Ele mudou de assunto.

-Ok eu não vou lhe impedir, por que eu sei que você ta sofrendo muito pra fazer o que é certo, eu te admiro muito pai, isso tá sendo uma verdadeira prova de amor sua pela mamãe-Ele sorriu torto.

-Você também me orgulha muito sabia..... Quando você falou do seu casamento eu chegue a pensar se não era cedo demais para isso mais agora eu to vendo que não, por que você tá me provando o quanto é uma mulher madura igual a sua mãe.

-Eu te amo pai - Falei sorrindo.

-Eu também te amo princesa-Ele se despediu.

-Tchau - Disse e ele começou a andar mais parou e voltou a me olhar.

-Você sabe o que fazer agora né filha?-Ele perguntou só pra ter certeza, por que ele sabia que eu já havia lido o seu desejo em sua mente.

-Claro, pode deixar eu irei até lá- Prometi e ele se foi.

-Adeus pai-Sussurrei a mim mesma e comecei a correr para o lado oposto a procura do meu Seth,eu não demorei muito para encontrar um lobinho tenso.

-Keroline o que aconteceu meu amor, o que foi?-Ele perguntou preocupado

-Seth o meu pai foi embora- Esclareci e ele arregalou os olhos-Ele sabe sobre o Jacob.

-Ah meu deus,puxa vida-Ele exclamou surpreso.

-Pois é,Deus escreve certo por linhas tortas- Sorri e ele se aproximou.

-Você não ficou chateada?- Ele perguntou temeroso.

-Não nego que sempre tive a fantasia da qual meus pais ia viver pra sempre juntos, pegando os meus filhos no colo ainda tão jovens como antes- Ri com esse pensamento e senti uma pontada de dor por nada ter sido assim-Mais eu não posso ser egoísta com o amor dos dois, o que eu sinto por você Seth é tão forte que eu não posso imaginar como seria para mim viver sem você, então eu imagino o quanto minha mãe está sofrendo e isso é última coisa que eu quero,ela merece ser feliz de uma vez por todas,mesmo que seja ao lado de outro cara que não seja o meu pai - Declarei.

-Eu nem sei o que dizer,eu te confesso que assisti de camarote todos esses anos o quanto o meu melhor amigo sofreu pela sua mãe e quanto ainda ta sofrendo,eu nem acredito que isso tudo vai ter um fim em breve-Ele comentou empolgado.

-Não precisa ser em breve, pode ser agora mesmo,que tal?-Perguntei a ele entendendo a minha mão.

-Vamos virar cúpido agora é?-Ele perguntou divertido.

-Essa é a idéia-Constatei.

-Beleza,então vamos juntar os pombinho-Ele brincou e começamos a correr,o nosso destino? A casa do Jacob.

Chegamos rapidamente no lugar que continha uma pequena cabana bem afastada de tudo e todos, praticamente situada no meio da floresta,mesmo assim ela não deixava de ter o seu encanto.

-Era aqui que ele se isolava quando a sua mãe desapareceu- Seth comentou quando estávamos nos aproximando da casa me fazendo sentir pena dele.

-Pode bater- O incentivei quando já estávamos parados na porta, Seth assim o fez e não demorou muito para o Jacob atender com um sorriso de orelha a orelha que se desmanchou quando me viu.

-Seth e Keroline- Ele exclamou surpreso intercalando olhares, hora na minha direção, hora na direção do Seth como se perguntasse o que estávamos fazendo ali.

-Jacob eu preciso falar com você - Declarei e ele acentiu me dando um espaço para entrar e assim eu fiz puxando Seth junto comigo.

-A que devo a honra Keroline?-Ele perguntou com um sorriso amarelado.

-Jacob eu tenho que te dizer que eu já sei de tudo-Fui direta e Seth me abraçou pela cintura-Meu pai conversou comigo a pouco e me fez um pedido.

-Que tipo de pedido?-Ele perguntou curioso.

-Ele queria que eu viesse aqui pra te dizer que chegou a hora- Disse e ele começou a rir desacreditado-Pode confiar Jacob,chegou a sua hora de ser feliz e de fazer a minha mãe feliz...-Comecei a falar mais antes que eu pudesse terminar Jacob me surpreendeu me pegando no colo,detalhe Seth ainda segurava a minha cintura nessa hora- Jacob, ai, cuidado-Falei rindo da sua reação ele parecia uma criança bobona que havia ganhado o melhor presente,eu me senti feliz e aliviada por está fazendo duas pessoas que se ama felizes.

-Ei cara solta a minha noiva- Seth disse gargalhando diante da reação do amigo.

-Ah meu deus o to muito feliz, OBRIGADO, OBRIGADO-Ele começou a gritar.

-Anda Jacob não perca tempo a minha mãe está sozinha na nossa casa, vá até lá- O incentivei.

-É cara não perca tempo, eu te prometo que ninguém vai atrapalhar vocês dois lá- O bobo do Seth disse e eu na mesma hora lhe seu um tapinha,bem de levinho né, é claro.

-Tah,tah então eu vou indo Tchau -O Jacob disse de um modo afobado me dando um beijo estalado no rosto e um comprimento de mão no Seth pra depois sair com um foguete porta fora.

-Esse cara não tem jeito mesmo- Seth disse rindo da cena e eu acompanhei.

-Verdade mais agora senhor Seth Clearwater que tal a gente, assim nos dois, irmos fazer um visitinha para a sua mãe - Propus me virando para fita- ló.

-Ta falando serio?- Ele perguntou rindo.

-Seriíssimo-Confirmei.

-É pra já minha princesa, mais antes eu quero um beijo-Ele pediu fazendo um biquinho.

-Até dois meu príncipe- Confirme e ele me puxou para o Sofá minúsculo da casa do Jacob.

Pov Jacob

-Eu te amo minha vida.

Sai correndo da minha casa deixando pra trás a filha da nessie e meu grande amigo, eu sei isso era uma total falta de educação mais eu não conseguia me segurar quando o assunto era Renesmee ainda mais agora que ela estava tão próxima de ser minha. Tudo tava se encaixando perfeitamente, as peças que até então estavam jogadas se encaixaram, meu amor estava de volta, eu estava aqui agora correndo pra ela, disposto a faze - lá minha eternamente e mais um dia. Transformei-me no meio no caminho para ir mais rápido e coloquei a minha bermuda presa a mandíbula, as minhas patas que tocavam o chão molhado pela garoa fina que começava a cair se tornava quase que impercebíveis, eu estava num estado de anestesia total regado a felicidade, eu não conseguia parar de pensar no seu rosto, em seu beijo, seu sorriso, eles me guiavam com passos rápidos e longos para o amor.

Cheguei à casa da Renesmee e me destransformei colocando a minha bermuda o mais rápido possível e parando um pouco na porta para respirar uma ou duas vezes, eu estava tenso e com medo da reação dela, será que ela ia me aceitar assim de cara, será que estava ainda muito machucada eu tinha que respeitar o tempo da minha menina mais agora eu precisava vê-lá mais que tudo.

Bati ansiosamente na porta e ninguém atendeu me obrigando então a quase que automaticamente num impulso involuntário abri-lá me deparando com uma sala escura e vazia, procurei em todos os cantos ela com os meus olhos notando que lá fora a tarde e a chuva chegavam de mãos dadas prometendo uma noite longa de tempestades,senti o seu cheiro de rosas me dominar e comprovei que ele vinha do andar de cima pra onde eu segui,caminhei calmamente e quando chegue no último quarto lembranças dela dominaram a minha mente ali nesse mesmo local.

Lembranças...


Sai do quarto me preparando para descer as escadas mais vozes me impediram, Era a nessie e a Alice conversando no outro quarto e por mais que quisesse era tarde demais meu pés assumiram vida própria e se encaminharam na direção do seu cheiro e da sua linda voz até me deparar com a porta fechada.


-Ficou muito bonito Alice- Ouvi Renesmee agradecer meigamente.


-Ah, por favor, me chame só de tia que eu vou amar- Alice pediu.


-Ok eu vou tentar,eu só ainda não me acostumei com tantas novidades-Ela esclareceu rindo e a Alice abriu a porta.


-Jacob- Ela disse fingindo surpresa para mim que devia ter a maior cara de quem é pego no flagra’’Ah mais essa baixinha me pega’’.


-Alice.....-Disse tentando pensar em uma desculpa concedente para dar numa situação dessa- Eu queria.......saber....se você tem....outra roupa?- Inventei gaguejando, como péssimo mentiroso que sempre fui principalmente perto da garota mais linda tornando as coisas mais difíceis.


-Nada disso, trate de aceitar você agora é um milionário essa roupa está perfeita-Ela respondeu sinicamente me deixando envergonhado e ao mesmo tempo maravilhado com a visão da Renesmee num vestidinho branco soltinho que a deixava mais menina e delicada do que já era.


-Alice eu to parecendo um playboyzinho -Reclamei a ela.


-Não ta não,muito pelo contrario você está lindo- Ela argumentou-Não é mesmo Renesmee?-Ela perguntou a nessie que corou no mesmo instante, me deixando mais louco ainda por ela.


-Sim Jacob ela tem razão você está muito bonito-Ela falou timidamente arrancando risinhos de vitoria da Alice.


-E você está maravilhosa Renesmee- Eu elogiei também quase que automaticamente olhando nos fundos dos seus olhos e dessa vez Renesmee não desviou pelo contrario ela sustentou o meu olhar da mesma forma me provando que sentia algo por mim.

Fim dos pensamentos...

E foi com esse pensamento que eu consegui forças para seguir em frente e abrir a porta, e lá estava ela deitada de conchinha, chorando baixinho,uma cena que cortou o meu coração.

-Nessie...-Sussurrei baixinho a ela que se levantou e sentou rapidamente na cama.

-Jake- Disse surpresa em meio as lagrimas que ainda caiam pelo seu lindo rosto.

-Como você está?-Perguntei me sentando ao pé da cama.

-Mal, eu não pensei que isso fosse terminar dessa maneira, Erick não podia ter ido embora-Ele fungou e eu me aproximei mais ainda tocando em sua mão.

-Renesmee se você quiser eu posso ir atrás dele e o trazer de volta-Falei de cabeça baixa, eu não queria que ela ficasse comigo por obrigação, isso nunca.

-Não-Ela disse com os arregalados e escorreu até mim ficando em minha frente-Não faça isso- Ela pediu tocando o meu rosto.

-Por que não?-Quis saber, eu estava confuso.

-Por que eu quero ficar com você- Ela esclareceu-Eu quero ser sua para sempre Jacob.

-Que?-Perguntei rindo como um idiota - Repete, fala outra vez, meu deus eu não devo ter escutado direito-Eu disse e ela riu.

-Jake,eu te amo meu lobinho - Começou e antes que eu pudesse me segurar eu a agarrei a fazendo cair na cama comigo por cima.

-Eu te amo nessie,eu te amo minha vida- Falei desesperado começando a chorar.

Aproximei meu rosto do seu e nessie fechou os olhos totalmente entregue ao momento, rocei de leve os nossos narizes e desci até o seu queixo aonde comecei a distribuir beijos molhados por todo a extensão,Renesmee na mesma hora arfou embaixo de mim me deixando louco,subi com os meus lábios até os seus e lá eu pedi passagem para a minha língua sedenta e enlouquecida para sentir o seu gosto,comecei o beijo de uma maneira delicada até nessie agarrar o meus cabelos e me puxar com força em sua direção aprofundando e tornando o nosso beijo mais quente,me separei dela ofegante e comecei a beijar o seu pescoço ouvindo ela gemer baixinho o meu nome.

-Nessie assim eu não vou conseguir me segurar-Gemi quando ela mordeu de leve os meus lábios.

-Não se segura-Ela sussurrou de um jeito provocante na minha orelha e depois a mordiscou.

-Nessie não brinca com fogo - Avisei.

-Por quê?-Perguntou inocente.

-Por que você pode se queimar-Declarei voltando a beijar desesperadamente.

-Jake me faça sua- Ela pediu por fim.


Tema da Renesmee  e Jacob

Exatamente como você é


Oh os seus olhos, os seus olhos


Fazem as estrelas parecerem que não têm brilho


Seu cabelo, seu cabelo


Recai perfeitamente sem ela precisar fazer nada


Ela é tão linda


E eu digo isso pra ela todo dia


Sim eu sei, sei


Quando eu a elogio


Ela não acredita


E é tão, é tão


Triste saber que ela não vê o que eu vejo


Mas sempre que ela me pergunta se está bonita


Eu digo


Quando eu vejo o seu rosto


Não há nada que eu mudaria


Pois você é incrível


Exatamente como você é


E quando você sorri


O mundo inteiro para e fica olhando por um tempo


Pois, garota, você é incrível


Exatamente como você é


Seus lábios, seus lábios


Eu poderia beijá-los o dia todo se ela me permitisse


Sua risada, sua risada


Ela odeia, mas eu acho super sexy


Ela é tão linda


E eu digo isso pra ela todo dia


Oh você sabe, você sabe, você sabe


Eu jamais pediria para você mudar alguma coisa


Se a perfeição é o que você busca


Então continue assim


Então nem se preocupe em perguntar


Se você está bonita


Você sabe que eu vou dizer


Quando eu vejo o seu rosto


Não há nada que eu mudaria


Pois você é incrível


Exatamente como você é


E quando você sorri


O mundo inteiro para e fica olhando por um tempo


Pois, garota, você é incrível


Exatamente como você é


Como você é


Como você é Garota, você é incrível


Exatamente como você é


Quando eu vejo o seu rosto


Não há nada que eu mudaria


Pois você é incrível


Exatamente como você é


E quando você sorri


O mundo inteiro para e fica olhando por um tempo


Pois, garota, você é incrível


Exatamente como você é


                                          By:natineces

0 comentários:

Postar um comentário

Comente,critique,elogie e de as suas sugestões,mais sem ofensas ok?Que eu sou muito sensível rsrsrs.

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados