Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

MUSICA DA SEMANA 26/03

(tah ai mais uma banda que eu amo principalmente as músicas e as letras que são maravilhosas)
Ela Vai Voltar

Minha mente

Nem sempre tão lúcida

Fértil me deu a voz

Minha mente

Nem sempre tão lúcida

Fez ela se afastar

Mas ela vai voltar

Mas ela vai voltar...



Ela não é

Do tipo de mulher

Que se entrega na primeira

Mas melhora na segunda

E o paraíso é na terceira

Ela tem força

Ela tem sensibilidade

Ela é guerreira

Ela é uma deusa

Ela é mulher de verdade...



Ela é daquelas

Que tu gosta na primeira

Se apaixona na segunda

E perde a linha na terceira

Ela é discreta

E cultua bons livros

E ama os animais

Tá ligado, eu sou o bicho...



Minha mente

Nem sempre tão lúcida

Fértil me deu a voz

Minha mente

Nem sempre tão lúcida

Fez ela se afastar

Mas ela vai voltar

Mas ela vai voltar...



Deixa eu te levar

Prá ver o mundo, baby

Deixa eu te mostrar

O melhor que eu posso ser...(2x)



Ela não é

Do tipo de mulher

Que se entrega na primeira

Mas melhora na segunda

E o paraíso é na terceira

Ela tem força

Ela tem sensibilidade

Ela é guerreira

Ela é uma deusa

Ela é mulher de verdade...



Ela é daquelas

Que tu gosta na primeira

Se apaixona na segunda

E perde a linha na terceira

Ela é discreta

E cultua bons livros

E ama os animais

Tá ligado, eu sou o bicho...



Minha mente

Nem sempre tão lúcida

Fértil me deu a voz

Minha mente

Nem sempre tão lúcida

Fez ela se afastar

Mas ela vai voltar

Mas ela vai voltar...



Fazer da vida

O que melhor possa ser

Traçar um rumo novo

Em direção ao sol

Me sinto muito bem

Quando vejo o pôr-do-sol

Só prá fazer nascer a lua...



Minha mente

Nem sempre tão lúcida

Fértil me deu a voz

Minha mente

Nem sempre tão lúcida

Fez ela se afastar

Mas ela vai voltar

Mas ela vai voltar

Mas ela vai voltar

Mas ela vai voltar...


                             

capítulo 15-Meu Final Feliz


-Amores não deixem de ver as fotos links e o vídeo da musica tema no final certo???
**Amores ta ai mais uma capitulo da minha Fic espero que gostem e se divertem por que esse será o ultimo Pov especial sendo que a Fic inteira soma agora os seus 3....Te espero lá embaixo ok boa leitura**
Colocando tudo  em pratos limpos.

Subi as escadas aos prantos e fui até o meu quarto com a mamãe e o papai logo atrás de mim.

-Filha se acalme-Mamãe pediu.

-Eu quero ir embora daqui mãe, eu tenho que ir embora- Comecei a falar,mais para mim mesma.

-Nada disso Sarah,pode esquecer eu não vou deixar-Papai me advertiu serio provavelmente vendo o plano que formulava em minha mente.

-Pai vai ser só por um tempo... por favor- Sussurrei desesperada.

-Filha...-Mamãe choramingou me fazendo abaixar a cabeça -Você não pode ir embora assim do nada,isso não tem cabimento.

-Eu preciso esfriar a cabeça e tentar esquecer tudo que aconteceu aqui hoje - Disse.

-Sarah nos estamos aqui com você filha, ninguém vai lhe fazer mal-Papai me assegurou.

-Vocês não entendem, eu quero fugir daqui, eu quero sumir para o mais longe possível... Esse lugar me lembra eles- Declarei.

-Talvez umas viajem de ferias seja ótimo para ela - Tia Alice interferiu entrando no meu quarto acompanhada do tio Jasper e da vó Esme.

-Também acho Edward,Sarah só está pedindo um tempo e um lugar diferente aonde pudesse respirar novos ares-Tio Jasper disse,como sempre lendo a minha alma.

-O que?Não ela é muita nova, eu nunca a deixaria sair sozinha para longe de mim - Mamãe disse decidida.

-Bella -Tia Alice a repreendeu-A Sarah é apenas um ano mais nova que a nessie,não a acho muito nova para viajar sozinha-Ela rebateu e mamãe se limitou a responder como se ainda não estivesse convencida.

-Sarah não precisa ir sozinha meu bem-Vovó Esme se prontificou se colocando ao meu lado e acariciando os meus cabelos- Alguém de nos poderia ir junto-Ela propos.

-Eu e o Jasper vamos - Alice se apresentou.

-Nada disso Alice - Papai a reaprendeu.

-Edward já chega você não tem mais argumentos-Ela rebateu mostrando a língua para ele.

-Ela está certo Edward - Mamãe exclamou - Talvez vá ser melhor para a nossa menina-Se rendeu.

-E a escola como vai ficar?Você não pode faltar, já estávamos quase no fim do ano-Papai me lembrou nervoso.

-Eu posso repor tudo depois, eu sou completamente capaz disso- Avisei um pouco chateada com tanta recusa.

-Eu não quero você longe de mim Sarah-Ele respondeu aos meus pensamentos de cabeça baixa, eu me emocionei.

-Pai... -Chorei baixinho indo ao seu encontro-Eu vou voltar eu juro-Prometi olhando no fundo dos seus olhos.

-Quando?-Mamãe quis saber.

-Muito em breve - Previ e papai riu.

-Não é o que sua tia está querendo-Ele esclareceu e eu na mesa hora á adverti com o olhar.

-Ah Edward para de ser estraga prazeres eu só preciso de um mês-Ela pediu fazendo biquinho.

-Um Mês?-Mamãe repetiu assustada.

-É belinha é o tempo que eu e a Sarah precisamos para esvaziar os shoppings do Brasil - Ela brincou, ''na verdade ela falou serio''.

-No Brasil, vocês pretendem ficar na ilha?-Vovó quis saber.

-Não mãe lá é muito afastado, eu estava pensando de fazer uma reserva no Copacabana Palace, o que acham?-Ela perguntou.

-Alice um mês é muito tempo-Mamãe choramingou.

-Mãe um mês está perfeito-Eu completei olhando para ela que parecia bastante magoada- Por favor.

-Sarah isso que você está me pedido com certeza será muito difícil de suportar....mais-Ela começou relutante e eu ajudei.

-Mais....-A incentivei.

-Mais eu vou permiti afinal eu sinto que ficar aqui não lhe fará bem e eu não quero isso para a minha filhinha-Ela desabafou.

-Bella- Papai a repreendeu parecendo desapontado.

-Amor eu acho que não há mais motivos para ela não ir, Sarah já é uma moça feita e pode fazer suas próprias escolhas-Ela rebateu fazendo papai suspirar.

-Ok,ok eu deixo ela ir,mais eu já vou avisando dona Alice...essa viajem durará apenas um mês,mais que isso eu mesmo irei busca -lá -Ele advertiu e mamãe balançou a cabeça totalmente de apoio-E sem baladas,festa até altas horas e namoricos,entendeu dona Sarah?-Ele perguntou me olhando serio.

-Entendi-Falei prontamente com a absoluta certeza que não iria acontecer nada do tipo, eu não ia para o Brasil para namorar e sim pra esfriar a cabeça.

-Eu acho bom mesmo-Papai brincou me fazendo mostrar a língua para ele, mania da tia Alice.

-Alice agora você pode-me dizer aonde arrumará as três passagens tão rápido para o Brasil?-Mamãe perguntou curiosa

-Bella é fácil, eu e o Jasper já temos os nossos passaportes e o de Sarah também, agora é só comprar as passagens hoje, que amanhã bem cedinho nos já podemos ir-Ela respondeu com um enorme sorriso no rosto, essa é a minha tia Alice,sempre pensando em tudo.

-Bom então eu acho que já está tudo resolvido - Vovó Esme exclamou me abraçando e eu retribuo com imenso sorriso de alivio nos lábios.

-Fazer o que né- Papai desdenhou me fazendo gargalhar.

-Anda Sarah vamos arrumar as malas-Titia propôs com um brilho extra no olhar, mamãe bufou.

-Alice pra que fazer as malas? Vocês não vão ‘’esvaziar o estoque de roupas do Brasil’’?-Mamãe a lembrou.

-Você ta coberta de razão Bellinha -Titia refletiu - Sarah vamos levar então só uma pequena mala, nada demais, lá no Brasil a gente faz a festa-Ela exclamou empolgada me fazendo revirar os olhos.

-Eu vou descer antes que eu cometa um assassinato- Mamãe brincou olhando de um modo divertido para a Alice que arregalou os olhos.

-Eu vou junto, só pra prevenir-Papai emendou e os dois juntamente com o Jasper que piscou para mim antes saíram do quarto.

-Amor se eu fosse você eu levava aquele biquíni lindo que o Emmett te deu-Vovó comentou.

-Ah eu não sei não, ele muito aberto papai me mataria-Refleti e quase que instantaneamente escutei alguém rosnar no andar de baixo.

-Larga de ser boba menina aqui ta chovendo mais lá no Brasil sempre tem o maior sol principalmente no Rio de Janeiro-Alice esclareceu olhando na janela aonde um tempestade fazia se presente.

-Ok mais depois você que se entenda com o papai-Disse e ela piscou assentindo.

- Meu anjo eu vou descer-Vovó anunciou-E eu estou lhe esperando lá embaixo viu.

-Vó eu não to com fome- Disse.

-Certo então quando estiver é só me chamar-Ela exclamou e saiu do quarto me deixando sozinha com a Alice.

-Você não pode ficar assim chocando ovo Sarah- Tia Alice me reaprendeu-Eu sei que está muito machucada mais também sei que nem os seus pais verdadeiros e nem o Ed e a Bella gostam de te ver assim.

-Tia eu só preciso de um tempo... eu não consigo esquecer os olhos daquele assassino,ele me fez lembrar dos meus pais,da minha mãe,dos seus carinhos das suas historias do seu amor....ah como eu queria que eles estivessem aqui comigo - Chorei.

-Eles estão meu amor bem aqui no seu coraçãozinho-Ela apontou para ele -Não fica assim meu bem, a titia Fadinha está aqui com você- Eu ri.

-Obrigada tia por ter aceitado ir comigo nessa viajem-Agradeci sincera, sem a Alice com certeza o meu pai não me deixaria ir sozinha.

-Não há de que-Ela respondeu me envolvendo em seus braços frios feito preda, porém acolhedores como os da mamãe-Agora que já terminamos tudo por aqui vamos descer você precisa se alimentar-Ela disse e sem que eu pudesse se quer protestar me puxou para fora da li.

-Olha Alice é por essas e outras razão que eu e o Ed estamos permitindo essa viajem-Mamãe brincou vindo ao meu encontro.

-Bella eu sempre soube lidar com os adolescentes, eles me amam-Alice se gabou.

-Sei- Mamãe revirou os olhos - Você vai comer agora não vai meu anjo?-Ela perguntou.

-Vou-Me rendi já tava na hora de eu parar com essa birra.

-Concordo-Ouvi papai dizer, ele estava no sofá junto com os meninos e o Emmett jogando vídeo game.

-E ai,quem está ganhando?-Perguntei animada indo me sentar no outro sofá do lado de Rosalie que era só sorrisos, ‘’ela estava finalmente aonde queria’’.

-É claro que eu e o Alexandre-Tio Emmett respondeu sem desviar os olhos da TV.

-Se eu fosse você Emmett eu não contaria vitoria antes do tempo-Papai ameaçou-Eu e o Antonio ainda temos grandes chances de vencer-Ele disse dando um toquinho empolgado no Antonio que gargalhava com o vô bobão, ‘’quem diria Edward Cullen’’.

-Bom então me avisem quando descobrirem o vencedor-Pedi me encaminhando para a cozinha aonde encontrei a mamãe e a vovó.

-Senta aqui meu bem que eu vou tirar o seu prato-Mamãe pediu e assim eu fiz.

-Mãe os garotos ficaram chateados comigo?-Perguntei temerosa, era inevitável eu não me senti péssima pela forma que me descontrolei na frente deles, afinal queira o não queira aquele assassino que eu tanto desprezo é o pai deles.

-Eu não vou menti meu bem eles ficaram confusos mais o Edward e o Carlisle já conversaram com eles e acho que entenderam- Mamãe me assegurou.

-Eu sou uma idiota eu não deveria ter agido daquela forma, pelo menos não na frente deles- Constatei.

-Sarah você não teve culpa, todos nos podemos perder o controle a qualquer momento, ainda mais você que teve os seus motivos-Vovó me tranqüilizou.

-Concordo filha,eles vão entender-Mamãe completou - Agora coma querida e depois vá se deitar você precisa descasar bastante para a viajem amanhã.

-Certo, mais antes eu preciso pedir desculpas a eles - Decidi.

Comi calmamente a deliciosa macarronada da vó Esme e depois me encaminhei para sala novamente encontrando Antonio e o papai comemorando a vitoria, provavelmente em função da partida de vídeo game.

-Alexandre e Antonio eu queria falar um estante com vocês dois- Pedi meia sem jeito.

-Eu não quero falar com você Sarah- O Alexandre foi o primeiro a responder.

-Me desculpem meninos... -Comecei a dizer com dificuldade queira ou não queira eu não podia me culpar pelo meu ato em si, mais podia me culpar pela o momento que não era o mais apropriado.

-Sarah por que falou daquele jeito com o nosso pai? Você foi tão legal com gente - Antonio quis saber.

-Por que ela é uma falsa Antonio, se fez de boazinha todo esse tempo mais quase atacou o nosso pai - Alexandre vociferou me fazendo sentir mal.

-Me desculpe, por favor - Pedi mais uma vez me ajoelhando para ficar na sua altura.

-Alexandre não faça assim- Rosálie disse- Sarah teve os motivos dela.

-Eu não sei- Ele abaixou a cabeça e começou a chorar, eu não me contive e o abracei carinhosamente.

- Me desculpa heim baixinho, a tia não devia ter feito aquilo- Falei.

-Você me promete que não vai mais atacar o meu pai?-Ele soluçou passando as costas das mãos nos olhinhos vermelhos pelas lagrimas que caiam sem parar.

-Prometo- Respondi, ia ser difícil me segurar mais com a viajem eu arrumaria tempo e alto controle suficiente para isso, pelo menos pelos dois.

Alexandre então sorriu feliz diante da minha promessa e sem que eu o esperasse me abraçou fortemente, eu não pude deixar de rir e como um verdadeiro momento em família, eu chamei Antonio para um abraço triplo e ele aceitou.

-Ai meus lindos eu amo vocês viu-Disse feliz, os pestinhas eram sem duvida os irmãos que eu não tive.

-A gente também te ama Sarinha- Antonio disse depositando um beijo no meu rosto.

-Ta na hora das crianças irem para cama-Vovô Carlisle disse entrando em casa, ele havia saído para tratar de negocio no hospital.

-Vovô- Os meninos gritaram indo abraça -ló.

-E ai garotos vocês se comportaram direitinho?-Ele perguntou.

-Sim- O Alexandre como sempre foi o primeiro a responder.

Sorri com aquela cena e subi para o meu quarto depois de ter dado ‘’um boa noite’’ em todo mundo, incluindo a Rosalie, que mesmo eu não sendo muito chegada por fatos do passado ela já não me era tão esnobe assim, pelo menos não agora.

Entrei no meu quarto e fui até o banheiro para tomar um banho,''era o que eu precisava'',fiquei durantes alguns minutos embaixo da água morna e quando desligue o chuveiro senti um cheiro diferente no ar.

Voltei para o meu quarto novamente apenas de pijama e avistei a Keroline parada em frente a minha janela.

-Kero- A chamei.

-Sarah desculpa por entrar assim no seu quarto sem bater... Mais você estava no banho e eu decidi te esperar aqui-Ela se explicou.

-Sem problemas Kero- Admiti.

-Eu queria falar um momento com você - Ela pediu sem jeito.

-Claro - Sorri e me sentei na minha cama- Vêm senta aqui-A chamei.

-Eu fiquei sabendo que você vai passar um tempinho no Brasil- Ela começou.

-Pois é,eu preciso de um tempo para mim,as coisa se complicaram um pouco e estão ficando insuportáveis -Declarei indo até a minha cômoda aonde eu peguei a minha escova de cabelo.

-Tem razão as coisas não estão fáceis, mais graças a deus estão se ajeitando - Ela concordou sorrindo eu me virei para fita-lá.

-Estão?-Perguntei confusa.

-Estão- Ela continuou-Eu nem sei como começar é meio complicado para mim tocar nesse assunto principalmente com você....

-Que assunto Kero?-A cortei.

-O meu pai-Eu virei meu rosto incomodada.

-Keroline esse assunto não vai nos levar a lugar nenhum - Fui ríspida.

-Eu sei,ah meu deus como eu vou dizer isso- Ela começou a chorar.

-É só não dizer- Sussurrei.

-Sarah o meu pai foi embora- Esclareceu me fazendo entrar em choque-Ele descobriu tudo sobre o Jacob e decidiu que o melhor era deixar minha mãe para ser feliz ao lado do verdadeiro amor dela.

-Nossa - Foi à única reação que consegui esboçar.

Keroline suspirou.

-Eu não quero que a nossa relação piore por causa disso Sarah, eu quero ser a sua amiga pra valer-Ela admitiu.

-Eu nunca ia misturar as coisas Keroline,o que aconteceu não foi culpa sua e muito menos da sua mãe e dos seus irmãos,então eu não vejo um motivo para a gente não viver em paz,afinal você é a minha sobrinha- Gargalhei.

-Tem razão você tecnicamente é minha tia-Ela refletiu.

-Bem tecnicamente sim, mais na moral me chama de Sarah que é bem melhor,ser tia nessa idade não pega bem-Comentei e ela riu.

-Eu acho que é melhor eu ir, você precisa descansar- Exclamou.

-Ah que isso, fica mais um tempinho, vamos falar um pouco mais de você sei lá - Disse sentando na minha cama ao seu lado.

-Tem certeza?-Ela perguntou meio relutante.

-Absoluta-Respondi.

Keroline e eu ficamos conversando por um bom tempo no meu quarto, aonde ela me contou tudo sobre a vida antes de vir para cá, de como conheceu o Seth e se apaixonou perdidamente por ele, sobre os irmãos e a mãe, sobre o tempo que passou a mercê do desgraçado do Josh,sobre o pedido de casamento do Seth e o lance da Renesmee com o Jacob que essa hora deveriam estar juntos e sobre como foi a conversa que teve com a sogrinha a mãe do Seth a dona Sue.

-Sarah agora eu vou ir mesmo, eu to pregada no sono-Ela brincou.

-Ta bom- Me despedi –Boa noite.

-Pra você também-Ela disse e saiu do quarto.

Deitei na minha cama e logo senti meus olhos pesarem e meu corpo amolecer a inconsciência não demorou muito á me dominar.

...No dia seguinte...
Como cão e gato.

Acordei às cinco da manhã com titia Alice no meu quarto saltitante para começar a me arrumar, tomei mais um banho demorado e fiz minha higiene matinal, quando eu saio às roupas que eu deveria usar já estavam em cima da minha cama.

-Então o que acha?-Titia perguntou apontando para o look .

-É maravilhoso como sempre - Admiti.

-Ai que bom Sarinha,agora se troca logo e desce para tomar o café eu vou ta lá embaixo te esperando -Ela pediu.

-Pode deixar-Assenti e comecei a produção que não levou nem 10 minutos do meu tempo, peguei a minha bolsa tendo em mente que a minha bagagem não seria necessário levar visto que ela já deveria estar no caro do tio Jasper e sai do meu quarto preparada pra descer as escadas mais não o fiz, antes eu precisava me despedir de alguém, me encaminhei pelo corredor e como o previsto o ultimo quarto que era o de hóspedes estava Kero que ainda dormia profundamente.

Entrei no quarto me esforçando ao maximo para não fazer nenhum barulho e me sentei na ponta da cama.

-Kero-A chamei baixinho- Kero ,acorde - Tentei novamente e quase que na mesma hora ela abriu os olhos e se sentou na cama apressadamente.

-Já tá indo?-Ela perguntou.

-Já sim, eu só vou comer alguma coisa e provavelmente já vamos ir-Respondi.

-Eu queria que fosse ao meu casamento-Ela falou.

-Eu adoraria mais não será possível, isso seria pedir demais de mim, eu espero que entenda.

-Eu entendo -Ela tocou minhas mãos - Tenha uma boa viajem Sarah eu vou sentir a sua falta-Ela declarou.

-Eu também - Admiti e a abracei-Kero eu posso lhe pedir um favor?-Eu perguntei.

-Qualquer coisa-Ela respondeu.

-Quando voltar para escola novamente você poderia dizer as minhas amigas que eu estou bem-Pedi.

-Com certeza-Ela declarou.

-Obrigada você ta sendo muito legal comigo - Disse.

-Somos uma família- Ela sussurrou e eu ri.

-Tem razão,somos e sempre seremos uma família- Constatei.

-Tchau - Ela se despediu de mim me abraçando novamente.

-Tchau- Disse e sai do quarto em direção a cozinha aonde eu comi algo e fui me despedi dos meus pais.

-Me prometa que vai me ligar todos os dias para me mandar noticias- Mamãe pediu.

-Prometo mãe - Disse e recebi um abraço apertado e um beijo dela.

-Filha tem certeza que não quer repensar ou pelo menos diminuir o tempo....-Papai tentou argumentar.

-Tenho-Falei decidida.

-Ok se é isso que quer, eu vou respeitar-Ele resmungou.

-Pai não faz assim eu te amo viu-Disse e na mesma hora seus braços me envolveram.

-Eu também te amo filha.

-Ed da licença que agora é minha vez-Tio Emmett falou me dando aquele famoso e típico abraço sufocador mais conhecido como abraço de urso.

-Tio Emmett-Gritei quando eu senti o ar me faltar,as vezes ele exagerava.

-Desculpa-Ele falou sem graça e abriu alas para vovó que me deu um abraço e um beijo amigável.

-Vá com deus minha pequena e se cuide ouviu bem.

-Pode deixar Vovó - Respondi e me encaminhei até vovô que me esperavam de braços abertos.

-Eu nem acredito que vai passar tanto tempo fora-Ele se lamentou-Vai ser uma pena não lhe ver mais todos os dias quando eu chegar do trabalho.

-Vô vai ser só por um mês - Lembrei a ele que riu.

-Sarah- Rosalie me chamou-Tenha uma boa viagem, você vai fazer muita falta aqui-Ela disse.

-É bom saber-Completei meia lisonjeada.

-Quando voltar à gente pode começar do zero, o que acha?-Ela perguntou.

-Eu acho uma boa idéia - Admiti.

-Perfeito-Ela respondeu com imenso sorriso.

-Sarah vamos-Alice acenou me esperando com a porta do carro aberto, Jasper já se encontrava lá dentro.

-Vamos-Disse e corri até mamãe e papai que estavam abraçados.

-Eu amo vocês - Repeti e lhes dei um apertado abraço triplo.

-Nos também filha- Eles responderam.

-Não se esqueçam de mandarem beijos para os garotos - Pedi e eles assentiram.

Entrei no carro do Jasper para onde seguimos até o Aeroporto e dá lá embarcamos para o Brasil numa viajem longa e demorada.

-Enfim chegamos-Alice comentou quando encaminhávamos para fora do aeroporto do Rio de Janeiro para pegarmos o carro que ela já havia deixado alugado e de lá íamos para ó Copacabana Palaci.

-Alice vai demorar quanto tempo mais heim,eu preciso de um banho - Choraminguei no banco de trás.

-Quinze minutinhos querida eu prometo-Ela respondeu.

-Sarah não quer passar na praia antes para você ver como que é?-Tio Jasper perguntou me fitando pelo espelho retrovisor.

-Claro né, mais depois, por que antes eu preciso de um banho- Ressaltei e voltei a me acomodar no banco de trás soltando um bocejo.

-Como quiser-Ele respondeu e voltou a fitar a estrada, lá fora havia muito sol e gente andando seminua pelo calçadão, algo que me era extremamente assustador.

-Já imaginou se Forcks fosse assim - Comentei com a tia Alice que riu no banco da frente.

-Seria terrível-Ela previu me fazendo assenti, sol e vampiro pelo menos os originais que não é o meu causo não combinavam.

-Chegamos tio Jasper?- Perguntei na expectativa.

-Chegamos sim-Ele anunciou estacionando o carro.

-Ual aqui é lindo - Comentei ao abrir a porta e me deparar com o hotel gigantesco, detalhe ele era de frente para praia o que facilitaria e muita a minha vida.

-Não disse que era um espetáculo,espera só até conhecer os shoppings- Alice se gabou.

-Eu não vejo a hora tia,pena que só podemos ir a noite - Choramingue pensando nas coisa que teria que fazer sozinha durante o dia por não poder ter a companhia dos meus tios vampiros que brilham no sol,isso era engraçado e triste ao mesmo tempo.

-Sarah a gente podia ter ido para outro lugar não acha?-Titio perguntou quando entravamos no hotel.

-Eu sei tio - Concordei.

-Eu escolhi o Brasil por que sempre soube que você queria conhecer Sarinha -Alice se explicou piscando para mim,como sempre ela fazia todas as minhas vontades mesmo aquelas que já faziam parte do passado.

-Não era bem aqui que eu queria conhecer-Comentei-Eu queria ir à ilha da vovó-Jasper riu.

-Sem problemas a gente vai lá algum dia e passa a semana inteira juntos- Titia resolveu me fazendo abrir um sorriso,’’seria perfeito’’.

-Vamos subir minhas damas-Tio Jasper chamou como um cavalheiro que é oferecendo um braço pra Alice e outro para mim e assim seguimos para os nossos quartos que como todo o resto daqui era maravilhoso, principalmente a banheira aonde eu quase adormeci.

-Sarah meu bem você vai acabar sumindo-Tia Alice brincou batendo na porta do banheiro.

-Já to saindo-Gritei.

-Então venha logo, temos visita e ele quer-te conhecer - Alice anunciou rindo, eu estranhei, me conhecer?Quem seria, acabamos de chegar e já tínhamos visitas, eu heim.

-Ta Alice calma ai - Disse nervosa saindo feito uma desesperada da banheira e me enrolando na toalha.

Abri a porta do banheiro e me deparei como uma Alice fuçadora de mala em ação.

-Tia o que você está fazendo?-Bufei indo até o espelho pra pentear os meus cabelos molhados.

-Eu to escolhendo uma roupa, oras- Ela respondeu como se fosse o obvio, ‘’e era’’.

-Ta manda ai qual é a opção?-Me rendi colocando as mãos na cintura, eu tinha que ser sincera, desde pequena eu sempre amei essa minha tia louquinha principalmente quando ela me fazia de boneca, eu simplesmente amo me arrumar.

-Essa aqui, que tal?-Ela perguntou erguendo um macacão rosa bebê que estava acompanhado de uma rasteirinha estilo gladiador preta.

-Perfeito Alice- Me empolguei’’Eu heim,o que deu em mim’’.

-Eu sei -Ela declarou me fazendo revirar os olhos-Agora se troca que ele ta te esperado lá na sala-Ela piscou para mim antes de sair porta fora.

A mais tem caroço nesse angu, ‘’esperar por mim’’, eu nem sou tão importante assim-Matutei enquanto me vestia.

Depois de pronta e devidamente maquiada modéstia a parte eu resolvi sair do quarto e ir até a sala conhecer esse Talzinho que queria me ver.

Chegue na sala e a primeira coisa que notei foi o seu cheiro me dominar,me fazendo cair em si,eu já havia sentido aquele aroma antes e não era nada bom,ou melhor era terrível,aquele....aquele estúpido e ignorante como eu fui burra é claro que ele viria pra cá,vampirinho de uma figa.

-Sarah meu deus você está perfeita-Foi a primeira coisa que o idiota me disse,ei pêra ai,ele disse que eu estou perfeita,''corei''.

-Nahuel que maus ares lhe trazem aqui - Desdenhei, ''sabe como é,só pra ver se ofendia''.

-Você cresceu mais vejo que ainda tem aquele seu espírito infantil- O cretino rebateu na cara e na coragem, ’’ Safado’’.

-infantil é a sua....-Tentei completar mais a minha querida e amada titia Alice me interrompeu.

-Sarah tenha modos-Ela me repreendeu e o retardado em minha frente sorriu de canto, ele tava rindo da minha cara?’’Sem noção’’.

-Eu pensei que as desavenças tinha ficado no passado-Tio Jasper refletiu,’’ ele que pensa’’, o que ele ordinário me fez não tem perdão,alias tem sim mais só depois que acabar com esse vampiro gosto...Safado.

-Por mim Jasper elas acabam aqui mesmo- O bom samaritano respondeu estendendo a mão pra mim ‘‘era pra eu rir ou apertar?’’

-Por mim também- Entrei no joguinho dele estendendo a minha mão para apertar a sua e quando as duas entraram em contato algo aconteceu, ''eu levei um choque''.

Tirei as minhas mãos o mais rápido possível e olhei confusa para tia Alice que estava rindo com essa cena toda, eu me zanguei.

-Tia eu vou dar uma volta tah- Tentei manter a calma.

-Claro querida pode ir, nos lhe esperáramos para o jantar e não demora-Ela pediu.

-Ta - Respondi e sai porta fora aliviada por me ver livre daquele chato, ‘’Fato’’.

Entrei no elevador esperando impaciente a porta do mesmo fechar ,o que não aconteceu, por quê?Eu posso explicar algum idiota e louco havia colocado a mão ali impedido o ato, quem seria essa pessoa eu não preciso nem dizer né?

-Posso lhe fazer companhia?- O cretino perguntou.

-Devia ter feito essa pergunta antes - Resmunguei.

-Então vai andar na praia?-Puxou papo, ‘’ai que estresse’’.

-Não te interessa-Respondi educada saindo do elevador.

-Você deveria parar de me tratar assim- Nahuel continuou falando atrás de mim.

-E você deveria parar de me seguir-Rebati quando cheguei ao meio fio aonde por hábito eu olhei para os dois lados antes de atravessar.

-Sarah para com isso heim,vamos ser amigos- O paz na terra me pediu estendendo a mão.

-Não da - Respondi olhando a imensidão do mar, era magnífico e tão azul-Eu não vou com a tua cara - Admiti rindo e comecei a andar.

-Isso é estranho por que agora eu vou e muito com a tua cara-Ela gargalhou me fazendo corar com o comentário, ‘’que ódio qual era o meu problema?’’-Não precisa ficar sem graça... Não que eu não goste de ver você corada... Ai o que eu to dizendo... Pêra ai Sarah não é isso- O vampiro perfeito começou a gaguejar,pêra ai, o Nahuel estava aqui na minha frente sem jeito?Meio cômico.

-Nahuel cala a boca- Pedi um pouco irritada com o rumo que aquela conversa estava levando.

-Desculpa eu sempre estrago tudo-‘’ Novidade’’- Quer que eu vá embora?-Ele perguntou.

-Não, pode ficar,mais não me enche-Respondi tirando as sandálias para caminhar na areia, Nahuel me imitou e pelo canto do olho pude ver ele sorrir,’’babei!!!’’

-Que bom que a gente não brilha no sol né,assim da pra aproveitar uma prainha - Comentou me fazendo rir.

-Tem razão, não ia cair bem- Concordei.

-E então o que andou fazendo nesse meio tempo que eu fiquei fora?-Ele quis saber.

-Nada demais e você?

-O de sempre - Disse me fazendo cair na gargalhada.

-Do que você ta rindo?

-Da nossa conversa, a gente ta progredindo muito com esse papinho sem noção - Observei.

-Tem razão-Ele parou de andar-Eu acho que eu sei de uma coisa que pode ser bem mais interessante - Disse me olhando esquisito, ‘’eu heim’’ e que não seja o que eu to pensando.

-O que foi?-Perguntei com medo da sua careta, ele tava tramando algo ‘’eu sei disso’’ -Nahuel nem pensa em fazer iss....-Era tarde demais o miserável leia-se Nahuel me pegou no colo e correu até a água comigo atrás gritando desesperada por socorro,''Ai minha roupa de grife'',''meu cabelo'',droga esse cretino me paga.

-Eu não acredito que você fez isso - Gritei quando consegui com muito custo voltar à superfície.

-Ah Sarinha relaxa-Ele zombou jogando mais água em mim.

-Eu juro que te mato- Ameacei tentando afunda –ló, sem sucesso é claro.

-Para com essa birra e vamos-nos divertir-Ele falou aparecendo do nada logo atrás de mim, senti um arrepio com sua respiração próxima a minha nuca.

-Você quer se diverti é-Falei e antes mesmo dele pensar em reagi eu pulei em seu pescoço e o afundei junto a mim.

-Você me paga garoto-Ele tirou um sarrinho imitando a minha voz quando saímos da água, depois é claro de brincarmos feito crianças por um bom tempo, ‘’que mico meu deus, logo eu agindo como uma menininha’’.

-Eu vou voltar para o hotel- Disse torcendo o meu cabelo para sair o excesso de água.

-Eu também vou- Ele falou me fazendo arregalar os olhos.

-Ei você não tem casa não - Repreendi, ''que cara mais folgado''.

-Alice me convidou para passar um tempo aqui com você- Ele explicou me fazendo entrar em choque.

-E por que ela iria fazer isso?-Quis saber, eu não podia engolir aquilo, ter Nahuel um dia era até suportável mais um mês, eu iria morrer.

-Por que eu sou um amigo querido da família, oras-Ele desdenhou me fazendo revirar os olhos, querido?Da família, me fez rir.

-Ta brincando, desde quando....não me diga que você ainda acha que pode virar genro do meu pai- Brinquei me lembrando do ultimo e único motivo da sua aparição lá em casa,Nahuel havia descoberto sobre o seqüestro da nessie,ou seja,melou geral o seu plano de casar com ela num futuro próximo,''tio Emmett que me contou''.

-Como adivinhou-Ele ficou tenso.

-Nahuel esquece,a Renesmee já tem homem demais atrás dela -Avisei e percebi que ele suspirou por algo como se estivesse aliviado.

-Ata você ta se referindo a isso- Ele sussurrou.

-Como assim me referindo a isso?-Perguntei confusa- Por acaso tinha outra opção - Quis saber.

-Não....não claro que não...que idéia- Respondeu desconsertado me dando aquele seu famoso tapa irritante em minha testa.

-Eu juro que se fizer isso de novo eu arranco os seus braços- Ameacei irritada e peguei minhas coisas na areia para voltar para o hotel, Já chega de mar, água e do chatonilde,pelo menos era o que eu queria.

-Qual é Sarah,quando era pequena você não reclamava-Ele resmungou.

-Quando eu era pequena eu não tinha força o suficiente para te quebrar a cara - Falei.

-Ta bom estressadinha, não ta mais aqui quem falou-Ele rebateu fingindo estar magoado.

-Ótimo- Respondi.

-Ótimo-Ele me imitou.

-Vai nesse ou no próximo? - Perguntei quando esperávamos o elevador.

-Nesse né- Respondeu sem me fitar.

-Beleza então eu espero o outro- Anunciei.

-Não eu espero o outro – Rebateu. ‘’Quanta camaradagem’’.

-Eu espero o outro-Disse pela ultima vez, qual era dele eu já tinha dito antes,’’sem noção’’.

-Ta então eu vou ficar aqui- Anunciou cruzando os braços quando o elevador abriu as portas.

-Certo então fica ai - Disse entrando no elevador o cretino me seguiu.

-Ei, você não disse que ia ficar-Briguei quando a porta fechou com nos dois lá dentro.

-Disse-Concordou tirando sarro- Mais você também falou.

-Idiota- Resmunguei baixinho.

-Chatinha- Rebateu quando a porta do elevador abriu.

Entrei no apartamento avistando tio Jasper assistindo jornal o que indicava a hora do almoço e tia Alice sentada ao seu lado.

-E ai crianças como foi à praia-Tia Alice perguntou.

-Foi pessi...-Tentei responder.

-Foi ótima Alice- Nahuel responde primeiro.

-Que bom, então queridos vocês estão com fome?-Ela perguntou.

-Morren...-Mais uma vez eu tive o desprazer de ser cortada.

-Com certeza-Ele respondeu.

-A quer saber eu vou para o meu quarto e você Alice vem comigo -Desabafei,titia arregalou os olhos para minha reação repentina e Nahuel só sorriu acompanhado do tio Jasper,’’Traidor’’.

-Sarah o que foi agora?-Alice perguntou quando entramos no meu quarto.

-O que foi,você ainda pergunta tia,me diz por favor que não é verdade que você convidou aquele...aquele sem noção pra passar um tempinho com a gente- supliquei.

-Todo esse drama era por causa disso?-Ela perguntou jogando uma toalha para me secar.

-Drama você ta brincando né?-Falei magoada, poxa ela nunca falava assim comigo, que desinteresse todo era esse pelos meus sentimentos, que agora se resumiam em ódio total do Nahuel.

-Que drama Sarinha?É obvio que é esse seu, totalmente sem sentido- Explicou.

-Tia essa viajem era pra ser o meu momento -Choraminguei me enrolando na toalha e pulando na cama.

-O nosso você quis dizer né,Sarah nos vimos para o Brasil pra esfriar a sua linda cabeçinha,então relaxa-Ela disse e saiu do quarto.

Eu então adormeci.

______________*______________
Do sonho á realidade.

Acordei com uma baita dor de cabeça e me deparei com um pesadelo, Leia-se Nahuel no meu quarto.

-Ei o que faz aqui garoto?- Perguntei-me cobrindo com o cobertor depois de lembrar que estava só de toalha.

-Nahuel hello acorda-Gritei irritada quando não obtive resposta, ele não me ouviu ou pelo menos fingiu não me escutar.

-Nahuel qual é a sua heim?-Perguntei quando o estatua vampi resolveu se mexer, ele estava vindo na minha direção com os olhos cravados em mim de uma forma intensa e sem zombaria, isso me assuntou-Se você não sair agora daqui eu vou gritar- Ameacei quando se sentou na cama sem perder o contato visual, eu estremeci com a nossa proximidade.

-Eu avisei TIA ALI....-Tentei gritar e na mesma hora Nahuel me agarrou envolvendo seus braços como ferro em minha volta e de uma forma faminta tomando os meus lábios para sim,eu me espantei,o que aquele doido tava fazendo,pêra ai Sarah você sabe muito bem,ele ta te beijando,é isso mesmo?

Sem controle de mim mesma e influenciada pelo desejo iminente, soltei uma mão minha que serviu para puxar Naheul mais junto a mim e nos aproximarmos mais,''como se fosse possível''.

-Eu disse que você tinha uma quedinha por mim - Ele sussurrou ofegante depois de algum tempo rindo sem parar.

-Seu desgraçado, safado, sem vergonha... - Comecei a xingar até sentir alguém me chacoalhando.

-Sarah,Sarah o que foi?Que é ‘’sem vergonha’’?-Ouvi titia Alice perguntar, eu imediatamente me levantei.

-O que, o que?Aconteceu?-Perguntei confusa fitando o meu quarto, ele não estava lá.

-Eu acho que você sonhou meu amor-Ela me abraçou.

-Não foi um sonho tia,foi um pesadelo- Admiti.

-Pronto já passou-Ela acariciou meu rosto.

-Assim eu espero-Comentei fitando a janela, lá fora a noite já se fazia presente, meu deus quantas horas eu havia dormido?

-Eu também Sarinha agora se troque para irmos jantar meu bem - Ela pediu e só agora eu percebi a quão bonita e elegante minha tia fadinha estava num vestidinho tubinho azul.

-Ta mais dessa vez eu escolho-Pedi fazendo biquinho, eu queria por em pratica o quão de moda eu sabia das coisas que havia aprendido com ela.

-Ta sua chata, mais só dessa vez-Ela se rendeu me puxando para um abraço- Vou tá te esperando lá fora com o Jasper e o Nahuel ok,não demora-Disse e saiu do meu quarto.

Fui até o meu guarda roupa que já estava devidamente arrumado,’’ obra de uma Alice em casa sem nada pra fazer’’ e optei por um vestido curtinho elegante que continha um tecido brilhante e aplicações de pedras na cintura e para acompanhar peguei meus scarpins com aplicações de cristais.

Fui até o espelho e ajeitei meus cabelos médios num coque mal feito para dar mais graciosidade à roupa e no rosto acentuei meus lábios e meus olhos em uma maquiagem marcante.

''Eu estava perfeita''-pensei comigo mesma.

Sai do quarto com passos curtos e demorados para me dirigir até a sala aonde o veria novamente, eu não podia mentir que o meu sonho, ou melhor, pesadelo de minutos atrás havia me deixado com a pulga atrás da orelha, principalmente com uma vontade imensa para saber até que ponto ele era surreal e em que ponto ele era real?Eu sei, eu era meio estúpida em pensar nisso, afinal eu odeio o cretino com todas as minhas forças e nunca, nunquinha mesmo haveria uma chance para nos, pelo menos em minha opinião, ‘’Fato’’.

-Sarah você está um arraso-Tia Alice foi a primeira a elogiar.

-Você está realmente muito linda- Tio Jasper completou sorrindo de canto.

-Nossa..-Foi tudo que o bobalhão falou me deixando meia decepcionada,’’Ei, o que você queria Sarah?’’

Talvez um pouquinho mais da sua atenção.

Jasper,Alice,Nahuel e eu descemos então até o enorme restaurante do hotel e lá passamos horas e horas juntos falando bobagens,eu tenho que concordar que foram momentos agradáveis principalmente quando o crápula me chamou para dançar,tornando o dia mais perfeito ainda.

......A ilha Esme......

As semanas no Brasil passaram rapidamente em meio aos passeios em barzinhos, restaurantes, no cristo, lugares turísticos, praia e os outros milhares que Nahuel fazia questão de me levar de dia, já na parte da noite era a vez das garotas mais precisamente da minha tia maluquinha Alice que simplesmente me arrastava para lojas de roupas, sapatos, cosméticos, maquiagem, para o cabeleireiro e até de lingeries e por ultimo e não menos importante ela me levava para balada, tirando os meus dias incríveis e completamente atarefados aqui também tinha os telefonemas de horas e horas que eu fazia em partes diferentes do dia para mamãe, aonde ela fazia questão que eu contasse em uma narrativa perfeita todas as minhas estripulias e eu também gostava muito de saber sobre as novidades incríveis que ela me contava de lá.

Bom mais continuando o meu prazo estava se esgotando e papai não iria hesitar em vim me buscar a força aqui quando ele terminasse então titia Alice minha segunda mãezinha e rainha em fazer todas as minhas vontades decidiu que a ultima que se resumia em conhecer a tão famosa ilha Esme da vovó seria comprida.

-Sarah,vamos querida-Ela me chamou entrando no meu quarto.

-Calma tia já to indo- Respondi nervosa - Tem certeza que eu preciso levar tudo isso aqui pra lá?-Perguntei hesitante, tia Alice tava me obrigando a levar todas as peças de roupas e até as lingeries pra ilha que íamos passar uma semaninha só.

-Tenho sim,agora não reclama e vamos logo- Disse e me puxou do quarto, ’’ai que estresse’’.

Passamos na sala de estar encontrando um tio Jasper impaciente a nossa espera e descemos pelo elevador aonde pegamos o nosso carro na garagem e seguimos a viajem.

-Ei tio Jazz,o chatonilde não venho?-Pergunte formalmente estranhando sua ausência, aquele ultimamente não largava do nosso pé, mais precisamente do meu pé.

-Acho que não meu bem-Tia Alice se apresou em responder.

-Maravilha –Suspirei -Até que enfim eu vou-me ver livre daquele chato.

-Eu pensei que já estavam ficando amigos-Tio Jazz exclamou.

-Então o senhor pensou errado tio,eu odeio aquela cara -Indaguei usando a ultima parte mais para me convencer,tia Alice riu no banco da frente me obrigando a revirar os olhos.

-Chegamos-Tio Jazz anunciou.

-Poxa até que enfim eu to louquinha pra ver a ilh....-Tentei dizer mais nada se atreveu a sair pelos meus lábios quando eu o avistei,parado ali na minha frente com uma pequena mala de mão exibindo seu mesmo sorriso zombeteiro de sempre.

-Nahuel você venho?-Tia Alice tentou me conversar estar surpresa,até parece,é claro que ela sabia de toda essa palhaçada.

-Eu resolvi de ultima hora-Ele explicou se aproximando dela para lhe dar os comprimentos.

-Qual parte do ‘’larga do meu pé mané’’ você não entendeu?-Perguntei irritada quando ele se posicionou ao meu lado.

-Sarah tenha modos-Tia Alice advertiu, tenha modos, tenha modos?Eu heim, ela tinha que falar isso pra ele que é um inconveniente de uma figa.

-Vamos-O tio Jazz completamente a mercê de tudo aquilo nos chamou para entrar no iate que nos levaria até a ilha.

Embarcamos no pequeno iate e de lá fomos para o leste em mar aberto, a viajem demorou em media 4 horas e meia o que não me deixou nenhum pouco confortável principalmente pelo o fato deu estar ao lado daquele vampiro irritante que não parava de me olhar, ’’Droga’’.

-Ta vendo como ela é linda-Tia Alice comentou apontando a ilha que ainda estava metros a frente mesmo assim já me era bastante nítida.

-Ual é enorme- Exclamei analisando com detalhe a casa em minha frente, uma palavra para resumi-la’’Perfeita’’essa é a idéia.

A velocidade do barco foi reduzida drasticamente e tio Jazz precisamente foi o pressionado contra o píer curto de pranchas de madeira, o motor foi então desligado.

-É inclivel- Disse Nahuel.

-Concordo... tia Alice eu vou olhar lá dentro- Anunciei e antes de obter uma resposta corri o mais rápido possível para dentro, feito uma menininha alegre, e dai?Eu tava curiosa oras pra conhecer esse lugar.

-E ai, com que quarto você vai ficar?-O irritante estranhamente perguntou muito próximo a mim me causando aqueles famosos arrepios.

-Com qualquer um Nahuel- Fui grosseira.

-Ta bom, desculpa o incomodo-Ele disse de cabeça baixa, me parecendo magoado.

-Desculapa- Eu me rendi.

-Não foi nada- Mentiu.

-Não é serio,eu sou uma idiota que vive te tratando mal-Afirmei,nesses últimos tempos eu estava ficando meia irritante- Me perdoa vai, eu juro que quero paz a partir de agora- Prometi estendendo uma mão livre para ele apertar o resultado?Mais choques elétricos.

-Perdoou sim-Ele respondeu sorrindo, ‘’e que sorriso’’.

-Crianças o que querem fazer agora-Tia Alice perguntou empolgada entrando na casa, eu e Nahuel nos entre olhamos.

-Queremos nadar, que tal?-Propus.

-Perfeito-Tio Jazz foi o primeiro a responder bem empolgado.

E assim se resumiu o nosso primeiro dia nesse paraíso até o anoitecer e mais uma noite de sono, mais dessa vez sem pesadelos, apenas sonhos que os jugos ser impossível.

______________***_____________________

‘’o meu querido amor’’

Acordei no tão famoso quarto branco o meu escolhido e me levantei me deparando com a paisagem magnífica e privilegiada desse lugar, fui até o banheiro e tomei um banho gelado para acalmar o fogo de uma noite inteira pensando em Nahuel,sim naquele cretino mesmo,eu só devo estar ficando louca o que deu em mim?

Depois de fazer a minha higiene matinal eu resolvi ir até cozinha para comer algo, eu estava faminta.

-Tia Alice,Tio Jazz- Chamei alarmada pelo dois que não me responderam.

-Ele tiveram que voltar para o Rio- Nahuel respondeu me fazendo virar para encara - ló, me arrependendo no mesmo instante.

-E...por...por que eles foram?-Tentei manter a calma diante daquele deus grego com o troco desnudo e calça de moletom azul, ‘’uma tentação’’.

-Sei lá tua tia Alice disse que tinha algo que não poderia adiar, acho que foi fazer compras-Ele tentou explicar quando abria a geladeira e se abaixava para pegar algo, pêra ai?O Nahuel come comida humana?

-Compras como assim?- Perguntei chateada, o que deu na tia Alice pra me deixar sozinha com o Nahuel e ainda possível por um motivo tão fútil, ’’pelo menos agora ele me parecia fútil’’.

-Ela disse algo entre ‘’oh meu deus eu me esqueci de comprar os presentes para os meus sobrinhos’’E partiu com o Jazz-Ele imitou a Alice.

-Droga a tia Alice me paga-Resmunguei baixinho me sentando na mesa emburrada,Nahuel riu da cena,’’novidade’’.-Por que ta cozinhando?-Perguntei curiosa quando o vi quebrado os ovos, provavelmente para fazer uma omelete.

-Já que estamos a sós aqui e você me propôs paz ontem eu resolvi começar o dia hoje com o pé esquerdo...-Ele explicou.

-O que?Fazendo o meu café- Levantei as sobrancelhas.

-E por que não?-Ele perguntou despachando as omeletes num prato e os passando para mim.

-Por que nada- Desconversei -Eu só fiquei surpresa - Esclareci.

-O que quer fazer hoje?-Ele perguntou com um brilho extra no olhar.

-Não sei talvez assisti um filme e esperar a Alice e o Jazz chegar-Propus.

-Eles não vão vir tão cedo...-Escutei ele murmurar baixinho.

-O que você disse?-Me fiz de desentendida tentando esconder a felicidade que eu me encontrava por dentro, aquela safada da Alice, bem que eu sabia que tinha caroço nesse angu, agora eu saquei tudo, ela estava me jogando pra cima do Nahuel.

-Nada...por que?-Ele tentou disfarçar.

-Por nada- Entrei no seu joguinho- Nahuel eu mudei de idéia, que tal a gente ir aproveitar a praia um pouquinho? Ta um maior sol lá fora- Perguntei.

-Beleza eu vou me trocar então-Ele disse e correu para o quarto.

-Eu também vou Nahuel,''me aguarde'' -Sussurrei baixinho,se ele queria jogar eu ia entrar na dança,''era hoje que esse peixinho ia cair na minha rede''.

Subi para o meu quarto e tratei logo de achar a peça que denominei como ‘’fatal’’na verdade ela não tinha nada demais, era o presente do tio Emmett que eu sempre fui proibida de usar, segundo meu o pai, qualquer biquíni por mais comportado que seja era indecente, ’’eu mereço’’.

Coloquei o tal biquíni que era listrado de lilás e branco e para dar um ar mais misterioso pus uma recata comprida que tampava toda a parte de cima da peça e apenas a metade da debaixo.

‘’Perfeito’’Declarei no final.

Voltei até a sala e quando encontrei o Nahuel senti o ar me faltar, o ordinar...ops o peixinho estava simplesmente gotoso,numa sunga preta de matar qualquer mulher do coração,’’Jesus me abana’’

-Vamos- Ele me chamou me olhando de uma forma divertida’’Safado, sempre zuando com a minha cara’’

-Vamos-Respondi desviado o meu olhar daquele corpo sarado, maravilhoso, deli....’’ta parei’’.

Caminhamos na areia demoradamente até paramos de frente para o mar e Nahuel como sempre me soltar uma das suas.

-Dessa vez eu preciso te levar a força ou você vai sozinha- Ele ameaçou.

-Cala a boca- Rebati e comecei a tirar de forma lenta a regata.

Nahuel enfartou, ou melhor, ficou branco ‘’como se fosse possível’’.

-Vai ficar-me olhando-Desdenhei tirando sarro da sua cara de bobo’’Fala sério’’

-Por que,não posso?-Disse malicioso.

-Não se quiser pode olhar, só não baba por que é nojento-Brinquei e quando me preparava para correr pra água, senti Nahuel me segurar pelo braço e de forma intensa me fitar nos olhos.

-Eu to completamente apaixonado por você- Ele declarou me agarrando pela cintura-Garota inrritante- Disse e capturou os meus lábios com paixão explorando cada cantinho dela com desespero enquanto minhas mãos tentavam afasta - ló inutilmente a procura de ar.

-Ei - Gritei quando nos separamos fingindo irritação.

-Desculpa Sarah eu fui rápido demais né,me perdoa por favor-Ele tentou se explicar me fazendo rir -Do que ta rindo?-Ele perguntou confuso.

-Da sua cara, ah Nahuel você já foi bem mais inteligente- Zuei.

-A você me paga garota-Ele gritou começando acorrer na minha direção.

-NÃO NAHUEL PARA- Gargalhei pulando na água com ele logo atrás de mim.

Nahuel me pegou no colo e envolveu seus braços em minha volta me obrigando a olhar em seus olhos.

-Eu tava falando serio- Ele revelou, eu perdi o ar- Sarah eu to louco por você.

-Nahuel eu acho que também estou apaixonada por você- Sussurrei roçando de leve os nossos narizes.

-Isso é bom- Admitiu-o me fazendo ofegar.

-E agora o que a gente faz?-Esperei sua iniciativa.

-Você, eu não sei-Começou me fazendo revirar os olhos- Agora eu, posso te confirmar que nunca mais vou sair da sua vida- Completou colando os nossos lábios em um selinho demorado- Sarah Cullen aceita namorar comigo?-Perguntou me fazendo arregalar os olhos.

-Uh me deixa pensar-Fiz mistério e Nahuel ficou tenso, ’’bobo’’-É claro que aceito garoto inrritante- Brinquei pulando em cima dele.

Nahuel acariciou meus cabelos levemente sem perder o contato que nossos olhos exerciam um com o outro e de forma lenta ele aproximou sua boca da minha me envolvendo numa nostalgia de pura felicidade.

Eu finalmente podia dizer que esse era o meu tão esperado final feliz, que venho mesmo depois de tantas tristezas e desilusão que só me fortaleceram para poder esperar por ele ‘’o meu querido amor’’.

Tema da Sarah e do Nahuel

Nicole Scherzinger ft will i am Baby Love (Eu achei perfeita a musica principalemnte o video tudo a ver com o capitulo com o clime de romannce na ilha no finalzinha não acha??


Eu me lembro como se fosse ontem


primeiro beijo e eu soube que você tinha mudado o


jogo


você me tinha exatamente onde você queria



e eu nunca vou deixar você escapar


mãos dadas nunca me fizeram me sentir deste jeito


tão especial, garoto é o seu..


seu sorriso, nós estamos apaixonados (amor)


La la la amor


Sim


Nós estamos apaixonados


La la la la amor


e eu simplesmente não me canso


do seu Amor la la la la amor


Sim! Nós estamos tão apaixonados


Eu quero que você saiba


Você é o meu querido amor, meu querido amor


Você faz o sol aparecer Oh garoto (oh garoto)


Você é meu todo, tudo o que eu poderia sonhar


Você é o meu querido amor, meu querido amor


Você faz o sol aparecer Oh garoto (oh garoto)


Você é meu todo, todo, todo, tudo

Em um minuto agora nós ainda estamos nos limitando


Nervosismo toda vez ele que chega


você me deixa tão louca,


é loucura, oh baby

eu não quero ficar com outra pessoa


você é o único que mexe comigo


você é especial, garoto, é o seu, seu estilo


nós estamos tão apaixonados



La la la la


Sim


Nós estamos apaixonados


La la la la la


E eu simplesmente não me canso


do seu Amor la la la la amor


sim, é só nisso que eu penso


amor, amor


eu quero que você saiba



Você é o meu querido amor, meu querido amor


Você faz o sol aparecer Oh garoto (oh garoto)


Você é meu todo, tudo o que eu poderia sonhar de


Você é o meu querido amor, meu querido amor


Você faz o sol aparecer Oh garoto (oh garoto)


Você é meu todo, tudo o que eu poderia sonhar de


Você é o meu querido amor, meu querido amor


Você faz o sol aparecer Oh garoto (oh garoto)


Você é meu todo, tudo o que eu poderia sonhar de


Você é o meu querido amor, meu querido amor


Você faz o sol aparecer Oh garoto (oh garoto)


Você é meu todo, todos, todos, tudo

(Sim)


Tudo, tudo, oh


Tudo, tudo, oh


[Will.I.Am]


Você sempre e pra sempre,


você é minha luz do sol


Na minha mente constante


Penso em você todo o tempo


você é meu tudo

Tudo, tudo, oh


Tudo, tudo, oh

[Will.I.Am]


É a minha nova escola (amor)


Você minha velha escola (amor)


E é tão verdade,


você é a única em que eu estou pensando



Você é o meu querido amor, meu querido amor


Você faz o sol aparecer Oh garoto (oh garoto)


Você é meu todo, tudo o que eu poderia sonhar de


Você é o meu querido amor, meu querido amor


Você faz o sol aparecer Oh garoto (oh garoto)


Você é meu todo, tudo o que eu poderia sonhar de


Você é o meu querido amor, meu querido amor


Você faz o sol aparecer Oh garoto (oh garoto)


Você é meu todo, tudo o que eu poderia sonhar de


Você é o meu querido amor, meu querido amor


Você faz o sol aparecer Oh garoto (oh garoto)



Você faz o sol aparecer em um dia nublado


Você é meu número um


Você é minha coisa especial

Você é meu todo, todo, todo, tudo

Tudo, tudo, oh


Tudo, tudo, oh


você é meu querido, querido, querido, querido amor
Tudo, tudo, oh


Tudo, tudo, oh


você é meu querido,


querido, querido, querido amor



                 
**Até o próximo capitulo amores aonde eu te espero na reta final, por que, falta apenas 4 capítulos para terminar,então não deixem de acompanhar**
                                                     By:natineces

MUSICA DA SEMANA 19/03

E é no clima da final de tititi que a musica da semana se inspira hoje ok bjs

Greatest Love Of All Rosanah Fienngo

I believe that children are our future

Teach them well and let them lead the way

Show them all the beauty they possess inside

Give them a sense of pride... to make it easier

Let the children's laughter

Remind us how we used to be

Everybody's searching for a hero

People need someone to look up to
I never found anyone who fulfilled my needs

Lonely place to be and so I learned to depend on me

I decided long ago, never to walk in anyone's shadow

If I fail if I succeed at least

I'll live as I believe

No matter what they take from me

They can't take away my dignity

Because the greatest, love of all, is happening to me
I've found the greatest love of all inside of me

The greatest love of all, is easy to achieve

Learning to love yourself, it is the greatest love of all

And if by chance that special place that
You've been dreaming of

Leads you to a lonely place

Find your strength in love

O maior amor de todos- Rosanah Fienngo
Eu acredito que as crianças são nosso futuro

Ensine-os bem e deixe-os conduzir o caminho

Mostre-lhes toda a beleza que eles possuem dentro de si

Dê-lhes um sentimento de orgulho para facilitar
Deixe o riso das crianças

Lembrar-nos de como costumávamos ser

Todo mundo está procurando um herói

As pessoas precisam de alguém a quem admirar
Eu nunca tive alguém que satisfizesse minhas necessidades

Lugar solitário para estar e assim eu aprendi a depender de mim

Eu decidi há muito tempo nunca andar na sombra de ninguém

Se eu fracassar ou tiver sucesso, pelo menos
Eu viverei como eu acredito

Não importa o que tirem de mim

Eles não podem tirar minha dignidade

Porque o maior amor de todos está acontecendo comigo
Eu encontrei o maior amor de todos dentro de mim

O maior amor de todos é fácil de conseguir

Aprender a amar a si mesmo, é o maior amor de todos

E se por acaso aquele lugar especial
Com o qual você esteve sonhando

Levar você a um lugar solitário

Encontre a sua força no amor


**Linda a musica né???Eu vou sentir saudades dela e de tititi também que arrasou...eu espero sinceramente que a outra seja melhor ainda né???

MUSICA DA SEMANA 12/03

**Desculpa os atrasos amores eu me esqueci da musica da semana**perdão
Garoto Errado
Alguém pode me explicar o que eu faço
Pra não me sentir assim
Eu já comecei a perceber
O efeito que você tem sobre mim

Meu coração começa a disparar
Será que eu tô pirando ou você quer me provocar?
Você me olha e eu começo a rir
Quando o melhor que eu faço é fugir

Então me diz o que eu faço
Pra tentar te esquecer
Eu nem sei o que eu gosto
Tanto,tanto em você

Seu sorriso ou seu jeitinho
De tentar me irritar
Se tiver uma maneira vou tentar evitar
Eu juro eu faço tudo para eu não me apaixonar

Será que são mesmo reais
Os sinais que eu percebi?
Talvez eu esteja me iludindo
E você não esteja nem ai

Mesmo assim eu continuo a imaginar
Eu e você pra mim parece combinar
Eu sou a letra e você a melodia
Com você cantaria todo dia

Então me diz o que eu faço
Pra tentar te esquecer
Eu nem sei o que eu gosto
Tanto tanto em você

Seu sorriso ou seu jeitinho
De tentar me irritar
Se tiver uma maneira vou tentar evitar
Eu juro eu faço tudo para eu não me apaixonar

Eu já notei que tenho que tomar cuidado
Porque você é o tipo certo de garoto errado
É só você aparecer
Pra eu perder a fala e a confusão acontecer

Então me diz o que eu faço
Pra tentar te esquecer
E me diz porque eu gosto
Tanto tanto de você

Foi seu sorriso ou seu jeitinho
De tentar me irritar
Se tiver uma maneira vou tentar evitar

Eu juro eu faço tudo
Eu juro eu faço tudo
Eu juro eu faço tudo
Para eu não me apaixonar
                
**Detalhe essa musica vai fazer parte da trilha sonora da minha Fic a Dona do meu coração não percam bjs

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados