Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

capítulo 13-O Pesadelo chega ao Fim

Pov Renesmee.
-CHEGA,ISSO JÁ FOI LONGE DEMAIS.

Eu definitivamente não estava me recolhendo, o que havia dado em mim pra ter retribuído aquele beijo, eu devia ter me afastado ou agido da maneira mais correta possível, mais não eu não fiz isso pelo contrario eu ó recebi, eu me deixei ser beijada por um homem que mal conhecia mais que ao mesmo tempo conseguiu despertar em mim, desejos e sentimentos fortes que eu jamais pensei em sentir.

Jacob Black quem era ele e por que me faz sentir assim tão completa e feliz?,eu teria agido errado por me deixar levar pois tais sentimentos? Eu nunca fui assim imatura quanto aos relacionamentos eu nunca me apaixonei por outros homens, eu nunca sequer me senti atraída por eles, e por que logo ele ia despertar isso em mim, será que tudo só aconteceu por eu estar fraca emocionalmente, por estar carente e morrendo de saudades do Erick ao meu lado.

Eu não conseguia compreender todos os fatos desses dias, o nosso primeiro olhar na minha casa e o modo como isso me incomodou, o nosso abraço na festa, que me fez sentir choques elétricos por todo o corpo, o nosso primeiro beijo na piscina, que me acendeu o desejo enlouquecedor por mais e mais dele.

Eu estava me sentindo mal por tudo isso como uma traidora, era o modo que me julgava diante de tais fatos, eu havia beijado outro homem e isso já era o suficiente para me sentir de tal forma.

Sai debaixo do chuveiro quente e me sentei na cama com a toalha enrolada no meu corpo, lá fora deveria ser tarde da noite e provavelmente todos estavam curtindo muito esse ultimo dia do cruzeiro por que amanhã ele chegaria ao seu destino, chegaria ao Caribe lugar onde minha filha estava sabe se lá em que condições.

Fui até a minha mala com passos curtos e demorados e de lá eu tirei uma linda camisola azul marinho que ainda continha o cheiro do Erick, onde estaria ele numa hora dessas, será que havia dado certo tudo com aquela vampira mentirosa, eu estava apostando que sim.

Vesti a camisola com facilidade e me deitei na cama vazia e aconchegante do meu aposento, o sono como imaginado havia secado por completo trazendo consigo as lembranças claras do beijo do Jacob.

Lembranças...

Eu estava muito ansiosa pelo encontro que havia marcado com o Jacob, eu sei que não deveria me sentir assim afinal nos éramos apenas amigos, ou talvez nem isso, mais o fato era que eu queria me aproximar mais dele, por que motivos?Nem eu realmente sabia, eu só estava agindo com o meu coração que queria isso mais que tudo por algo especial que não conseguia entender.


Cheguei ao local do encontro um pouco antes imagino, por que ele ainda não estava lá me dando tempo o suficiente para acalmar a minha respiração e tranqüilizar o meu nervosismo com a vista linda do mar.


-Oi- Escutei sua voz rouca e meu coração que julguei estar tranqüilo, me traiu voltando a bater de forma descompensada.


-Oi- Eu respondi e rapidamente me virei para o mar com medo de me perder nos seus olhos.


-É lindo não é?-Ele comentou acompanhando meu olhar para o mar.


-Maravilho-Concordei.


-Ele ligou de volta?-Ele perguntou preocupado.


-Não,não ligou até agora –Respondi de cabeça baixa sentido uma lagrima traiçoeira descer.


-Tudo dará certo-Ele me confortou olhando nos meus olhos.


-Eu tenho fé nisso-Eu confessei a ele rindo e com as mãos limpei o rastro molhado das lagrimas em meu rosto.


-Renesmee -Ele chamou.


-Sim?-Respondi.


-Você tem medo de nos?-Ele perguntou me deixando surpresa.


-Mais que bobagem é lógico que não e se quer saber eu fico verdadeiramente muito feliz pela a minha menina, Seth me parece ser um bom garoto. -Falei com sinceridade tentando tirar o mal entendido que provavelmente eu havia deixado no ar.


-E é- Confirmou-Ele á ama muito.


-Eu pude ver isso nos olhos dele,é maravilhoso o amor que ele sente por ela.-Declarei emocionada e orgulhosa pela a minha menina.


-Verdade, Seth á ama de uma maneira especial, pura e verdadeira, Keroline virou a razão de sua existência. -Ele completou me deixando com uma pulga atrás da orelha.


-Os lobos e os vampiros eram inimigos não é?-Eu quis entender.


-Sim nos éramos, na verdade nos existimos para isso, pra proteger nossas terras deles mais somente os maus, e os Cullens não se encaixam nessa categoria. -Ele explicou.


-Entendo, mais mesmo assim se relacionar com uma espécie que eram os seus inimigos não deveria ser proibido? -Continue a perguntar por que era quase impossível pelo menos na minha cabeça um amor assim.


-Não quando esse amor é grande demais e ela seja a nossa impressão. -Esclareceu.


-Impressão - Perguntei confusa tentando achar algo naquela palavra que me fizesse sentido ou explicasse tudo àquilo- que é isso?-Quis saber.


-Quando um lobo tem imprinting com alguém.....é tipo quando você vê a pessoa e tudo muda-Ele disse me olhando nos olhos e me impinotizando por completo com se algo ou alguém me puxasse em sua direção- De repente,não é a gravidade que prende você no planeta,É ela- Ele disse se aproximando calmamente de mim e fazendo minha respiração acelerar -Nada mais importa,você faria qualquer coisa, seria qualquer coisa para vê -lá feliz.


-Você já teve um imprinting com alguém?-Perguntei nervosa com á pouca distancia que se havia entre-nos.


-Sim- Ele respondeu parando bem na minha frente.


-Com que?-Eu sussurrei ofegante.


-Com você- Ele respondeu e antes de qualquer tempo para eu assimilar tudo aquilo, Jacob me agarrou tomando os meus lábios num beijo ardente e desesperado que eu correspondi à altura me deixando levar por completo pelo o desejo que se acendia em meu corpo e me consumia por dentro, sem me dar chance de escapar.


Depois de longos segundos nos beijando, Jacob e eu tivemos que nos separar em busca de ar.


-Eu te amo Renesmee- Ele disse com a testa colada a minha ainda ofegante pelo beijo.


Eu não respondi estava anestesiada com tudo aquilo como se travasse dentro de mim uma batalha interna do certo e o errado.


Jacob ainda continuava sorrido pra mim como um menino e acariciava o meu rosto depositando selinhos o tempo todo nos meus lábios como se não conseguisse ficar sem, talvez eu também não.


“Mais o que eu estava fazendo tudo isso era errado, uma verdadeira traição, meu deus como fui inconseqüente á pessoas nesse navio que estão me vigiando, ha também o Erick o meu marido que tem total confiança em minha lealdade, e o que eu fiz? Simplesmente destruir tudo isso”.


-Isso ta errado-Eu me separei dele bruscamente, Jake me olhou assustado-Esse beijo não deveria ter acontecido, eu fui estúpida, por favor, me desculpa isso jamais irá se repetir.


-Não,não,não Renesmee não faça isso comigo,não diga que esse beijo foi uma estupidez-Ele implorou com um pouco de desesperado no seu tom de voz-Eu te amo,e tudo que eu mais queria era estar ao seu lado...Eu sei que não posso lhe obrigar a ficar comigo,você não depende de mim,você tem uma linda família,filhos e marido,mais eu nessie,eu só tenho você,eu só preciso de você,então por favor não se afaste de mim,eu aceito qualquer condição,qualquer coisa para poder vê- lá todos os dias,nem se for só de longe.


-Jacob..-Tentei dizer mais ele me cortou.


-Por favor, nessie,isso é tudo que eu te peço,por todos esses anos que fui obrigado a viver sem você,por todo o sofrimento que passei quando achei que jamais a veria novamente,Por favor-Ele pediu chorando,me deixando com uma dor inexplicável em meu peito pelo o seu sofrimento.


-Eu nunca poderia te afastar da minha vida Jacob, eu não posso e nem quero-Disse olhando nos seus olhos- Mais agora eu preciso ficar só- Pedi e sem dar chance dele me responder eu me virei e segui para o meu quarto rapidamente, buscando um abrigo em um lugar aonde eu iria poder chorar bastante e quem sabe tentar aliviar essa angustia.

Fim dos pensamentos...

Toquei de leve os meus lábios com o dedo ainda sentido o gosto e a sensação deliciosa dos lábios do Jacob sobre os meus e sem consegui me controlar as lagrimas que achei que já tinha cessado essa tarde voltaram mais uma vez à tona, tornado minha noite sofrida até o amanhecer.

*********************

4º e Ultimo dia no cruzeiro.

Acordei com o corpo todo dolorido e fui fazer a minha higiene matinal com direito ao um banho demorado e um momento para pensar, depois de algumas horas sentindo a água morna descer pelo meu corpo eu resolvi arrumar as minhas malas, quer dizer a minha mala por que havia trazido só uma,com algumas roupas minhas e da minha filha que provavelmente não tinha nada decente pra vestir’’aquele cretino do Josh devia estar descontando nela o ódio que sentia por mim e isso acabava mais e mais comigo’’

Depois de tudo pronto eu resolvi pedi o meu desjejum no quarto mesmo, talvez por medo de encontra-ló de novo eu sabia isso era inevitável mais estada disposta há encurtar esse tempo o Maximo possível, chega de erros e de agir atrás dos sentimentos e desejos, eu já era uma mulher adulta, vivida e com filhos, principalmente com marido, algo que pretendia manter, não podia largar a minha família por esse sentimento ,mesmo que isso fosse me machucar para sempre, eu estava disposta a pagar esse preso pra proporcionar o melhor para os meus filhos, que sempre vão estar independente do que seja em primeiro lugar na minha vida.

Deixei meu café da manhã quase que intacto num canto do quarto e fui até a sacada buscando me acalma na brisa leve do mar, o dia estava perfeito lá fora o sol era aconchegante ó vento o acompanhava numa simetria incrível deixando tudo muito lindo e maravilhoso para as ferias em família, como eu gostaria que tudo realmente fosse, uma verdadeira viajem de ferias com a família. Nesse instante fui despertada com alguém batendo na porta e fui até lá atender.

-Bom dia- Um rapaz alto e loiro disse me olhando de em cima a baixo.

-Bom dia o que deseja?-Perguntei impaciente e ao mesmo tempo incomodada com a sua maneira nada discreta de me fitar.

-Vim avisa - lá que o navio chegará mais cedo ao seu destino, daqui à uma hora estaremos ancorando e a senhorita poderá desembarcar com toda a segurança- Falou calmamente piscando pra mim.

-O recado já está dado- Anunciei rapidamente tentando fechar a porta, mais ele a segurou. -Mais alguma coisa?-Perguntei engolindo em seco.

-Sim-Ele respondeu forçando a entrada, mas eu fui mais forte e consegui a fechar-É melhor você abrir essa porta se quiser saber noticias sobre a sua filha-Ele sussurrou do outro lado me deixando de mãos atadas, ele sabia sobre a minha filha, como? Ai meu deus ele era o cara que deveria estar-me viajando esse tempo todo- Abre essa porta agora-Ele mandou e assim eu fiz, eu precisava saber da minha filha e pra onde eu deveria ir daqui pra frente.

Abri a porta aos poucos me deparando com ele sorrindo e sem que pudesse agir, ele entrou no meu quarto fechando a porta atrás de si e me obrigando a dar alguns passou para trás.

-Boa menina-Ele sussurrou se aproximando lentamente de mim.

-Fique ai onde está e não se aproxime-Ordenei nervosa.

-Calma gatinha, eu só quero uma troca de favores, você me dá o que eu quero e eu te passo o recado-Ele propos.

-Não,não você deve ter sido pago pra isso, então me passe o recado e suma – Falei de uma maneira firme.

-Na verdade ainda não, mais mesmo assim eu não estava contando que você era tão gostosinha assim. -Ele se aproximou mais ainda tentando-me agarrar e com um impulso involuntário eu o empurrei para longe o que ó fez bater contra a parede do quarto.

-Fica longe de mim- Falei entre dentes e nem um pouco com medo de mostrar que era bem mais forte que ele.

-Você vai ter que colaborar-Ele disse gemendo de dor e levantando do chão - Por que eu sei quem é, e sei que é mais forte do que eu, então bonitinha é melhor você parar de me bater.

-Você sabe quem eu sou?-Perguntei sem entender, como assim ele sabia que eu era mais forte que ele, Josh não seria tão estúpido ao ponto de contar toda a verdade para um humano sobre nos, isso era contra tudo.

-Sei sim-Ele começou a falar - Sei que são vampiros imortais, e que eu me tornarei um de vocês em breve, esse é o meu pagamento-Ele esclareceu.

-Então cumpra com o trato e me diga o que Josh lhe mandou fazer.

-Já disse que só lhe direi depois que se deitar comigo, eu to louquinho pra saber com é com uma vampira quando eu ainda sou humano-Ele disse empolgado me fazendo sentir nojo.

-Se você conhece tanto os vampiros como diz, deve saber também como é encarado por nos a ameaça e o suborno da parte dos mais fracos? - Tentei lhe poder medo e parece que surtiu efeito.

-Você não me mataria aqui né bonitinha, com tantos passageiros - Ele argumentou e vi um sorrisinho se formar em seus lábios.

-Eu não teria tanta certeza, eu podia facilmente acabar com você sem deixar nenhuma pista- Provoquei de uma maneira confiante por que senti o medo lhe atingir e os batimentos do seu coração se acelerar-Então pensa bem antes de voltar a me ameaçar ok- O alertei.

-Ta, mais tenho certeza que ainda vamos-nos encontrar-Ele disse-E quando isso acontecer, eu com certeza vou estar mais forte que você.

-Eu tenho certeza que não – Completei- Agora diga logo, o que ó Josh lhe mandou dizer?

-Ele disse que é pra você pegar as coordenadas do local num quiosque...

-Qual quiosque?- interrompi impaciente.

-Summer Zouk é o nome, ele disse que fica perto e fácil de ser avistado, você entra lá e pergunte pela Sandra e ela vai lhe dar as coordenadas certinho.

-ok, mais e a minha filha como ela está?

-Ela ta bem o Josh mandou dizer que ta cumprindo a parte do acordo e espera que você faça o mesmo.

-Eu estou fazendo-Respondi um pouco nervosa.

-Ta eu vou indo então mais antes eu quero um beijinho-Ele pediu, mais que garoto abusado.

-Eu já não disse que eu não vou te dar nada- Esbravejei.

-É mais eu vi você beijando um cara aqui ontem na piscina, eu achei que estava disponível e resolvi tentar a sorte, mais parece que ele é especial não é?-Ele perguntou desconfiado.

-Não ele não é especial, e o beijo só aconteceu por que eu estava distraída-Menti.

-Distraída,não brinca,fala logo a verdade,você tava dando uns pegas no cara e colocando um chifre no seu marido-Ele debochou me fazendo sentir mal- Você acredita que até o Josh achou engraçado essa história,ele disse que você não é a santinha que todo mundo acha.

-SAI DAQUI AGORA- Gritei furiosa.

-Ok eu to indo mais até a próxima, que será muito em breve-O idiota falou e saiu porta fora.

Droga o Josh sabia do beijo e provavelmente iria contar para minha filha, ela ia me odiar por isso, meu deus mais essa pra eu lidar, por que eu fui aquele encontro. Por que eu o beijei, eu não acredito que tudo isso ta acontecendo, a Josh vai pagar caro pelo que ele está fazendo e eu vou assistir de camarote a sua derrota.

...1 hora depois.

-Senhorita já chegamos no Caribe,podemos levar as suas malas? -Outro funcionário perguntou apos eu abri a porta, dessa vez ele não me olhou de forma estranha muito pelo contrario ele estava sendo muito gentil.

-Oh não precisa se incomodar eu só trouxe uma mala e eu mesmo posso levar-Eu anunciei e percebi que ele se assustou provavelmente estava esperando por muitas malas e bagagens igual às outras dondocas desse navio.

-Como preferi - Ele disse educado-Tenha umas boas férias- Ele desejou.

-Muito obrigada-Agradeci e fechei a porta indo até a minha mala que já estava preparada em cima da cama.

Peguei a minha bagagem e me dirige para fora do quarto encontrando a pessoa que menos e ao mesmo tempo mais queria ver agora.

-Eu vou estar logo atrás de você- Ele sussurrou me fazendo acenti.

-Eu irei até um quiosque aonde encontrarei as coordenadas, e, por favor, se mantenha afastado á um marinheiro nos fijiano-alertei e Jacob arregalou os olhos.

-Certo pode deixar, eu prometi que ia te proteger e seguir o plano e vou cumprir isso a partir de agora-Ele disse serio, e por um momento senti dor no seu olhar e me perdi ali.

-Obrigada Jacob, por ter aceitado tudo isso- Disse depois de algum tempo de silencio.

-Eu sempre irei fazer qualquer coisa por você Renesmee,e isso jamais irá mudar- Jacob exclamou e segui em frente me deixando para trás.

‘’Por que tudo tem que ser tão complicado’’Bufei e segui a diante esbarrando com a mulher que aquele dia havia feito o maior barraco por causa do Jacob,para evitar atritos eu passei por ela rapidamente mais pude ver ela torcendo o nariz pra mim,mesmo assim eu segui o meu destino que era muito mais importante do que um ciuminho bobo,pêra ai,ciuminho Renesmee,Você pensou mesmo isso? Eu devo estar louca, eu não tenho ciúmes dele eu só me senti incomoda, a quer saber eu senti algo sim e se eu pudesse eu teria matado aquela louca.

Logo na saída do porto havia um enorme calçadão e a praia que se situava logo ao lado, não fui difícil pra eu avistar o tal quiosque que se situava logo à frente e continha em letras grandes e garrafais o nome Summer Zouk,segui até lá apressadamente entrando no mine estabelecimento mais bem movimentado.

-Posso ajuda - lá moça?-Um adolescente provavelmente da mesma idade da minha filha me atendeu.

-Oh sim claro, eu poderia falar com a Sandra?-Perguntei.

-Ela é minha mãe, espera só uns minutos que eu vou lá dentro á chamar-Ele disse e eu acenti começando a observar o local, bem típico.

-Você quer falar comigo?-Uma mulher provavelmente de 50 anos, de estatura pequena e gordinha me perguntou.

-Sim senhorita Sandra- A cumprimentei estendendo a minha mão-Eu me chamo Renesmee- Anunciei num tão baixo e no mesmo estande ela me puxou para os fundos.

-Eu sei de quem se trata-Ela gesticulou entrando numa salinha pouco iluminada e abrindo as gavetas a procura de algo- Seja o que for menina eu a aconselharia a não ir, aquele homem me assusta, e pelo o que vejo, ele deve ter alguma coisa suja pra trazer duas belas meninas para cá.

-Você viu a garota que estava com ele?-Perguntei aflita.

-Vim sim, ela é linda e parece uma bonequinha até o meu menino ficou encantado, ele não para de falar nela desde então, e parece que também não vai parar de falar de você- Ela exclamou com um papel na mão- Vocês duas são bem parecidas, creio que sejam irmãs, acertei?-Ela perguntou.

-Sim nos somos irmãs, e eu vim busca-lá- Disse pegando o papel que ela estendia para mim.

-Quer que eu chame a policia?-Ela perguntou preocupada.

-Não senhora, não há necessidade, Josh é apenas um amigo da família - Falei nervosa torcendo ao Maximo que isso fosse o suficiente para lhe convencer.

-Seja como quiser então-Ela suspirou e me acompanhou até o lado de fora- Vá com deus pequena sereia-Ela proferiu.

Passei de volta para o lado da frente do Quiosque e escutei o rapazinho me chamar.

-Você não vai querer nada mesmo?-Ele perguntou nervoso

-Não fica pra próxima- Respondi gentil.

-Vocês vão voltar não é?-Ele implorou e por um minuto eu me permiti pensar nas suas palavras.

Voltar será que nos iremos voltar, será que agora que estava tudo tão próximo e real eu iria conseguir, agora não era hora do fracasso eu tinha que ter fé e acreditar que amanhã tudo estará bem, eu teria que vencer mais um desafio na minha vida, mais com uma grande diferença, dessa vez eu não estava só. Eu tinha uma família, eu tinha o Jacob, eu tinha a mim mesma que estava disposta a tudo como mãe para salvar a minha filha.

-Vamos-Respondi e recebi um grande sorriso da sua parte e me virei para parti.

-Boa sorte- Ouvi ele dizer.

Sai do quiosque e um pouco mais a frente eu pude avistar o Jake,o que fez minha respiração mudar radicalmente por que ele esta vestido apenas com uma bermuda surrada deixando seu troco desnudo que evidenciava os seu músculos me fazendo perder o ar,’’Se controle Renesmee’’pensei comigo mesma tentando voltar o foco e com muito custo desviar o olhar.Peguei no papel que a Sandra havia me dado e com muita cautela comecei a analisa -ló,as coordenadas eram simples e bastante claras,o percurso pelo o que via poderia durar em media uma hora pelo menos pra mim que corria um pouco menos que os outros,o que era um alivio,só pelo fato de pensar que eles poderia o completar muito mais facilmente e assim provavelmente chegariam a tempo até nos.

Respirei pesadamente tentando me acalmar e guardei o papel no bolso do meu short preto que acompanhava um top branco colado ao corpo e por fim um all star, a roupa perfeita e bastante útil para enfrentar a maratona.

Entrei na floresta sem perder mais tempo comecei a correr certa de que Jacob estava me acompanhando um pouco mais afastado na sua forma de lobo, eu não podia negar isso me deixava mais tranqüila, saber que Jacob estava comigo me acalmava e me dava forças para continuar, o caminho até o local marcado foi cheio de obstáculos, e por incrível que parece ele me foi bem assustador, quanto eu mais me aproximava do topo, mais a escuridão se tornava presente mesmo que por entre as arvores ainda desse para avistar os pequenos reflexos solares que já era minoria. Continuei o meu caminho buscando no meu olfato aguçado algum indício ou cheiro da minha filha, mais nada havia me chamado realmente a atenção, até eu virar para o sul e o seu cheiro me atingir, senti o desespero e a saudade tomar conta do meu ser e com um impulso involuntário eu comecei a correr na sua direção, com um único pensamento na cabeça’’Eu quero minha filha de volta’’nada mais nesse mundo podia me impedir, eu já havia esperado demais, sofrido demais sem ela ao meu lado, isso tinha que acabar,uma mãe não podia viver sem sua filha, eu não agüentaria,não suportaria.

-Filha- Gritei quando avistei seu rostinho assustado, Keroline estava completamente suja a roupa da minha filha não mudará, pelo contrario elas estavam rasgadas e com alguns vestígios de sangue o que me apavorou por completo, aquele canalha avia a machucando eu não podia acreditar, ou melhor, podia, eu sempre soube do que ele era capaz.

-Josh você machucou a minha filha seu desgraçado-Eu rosnei sentindo o ódio me consumir por dentro e se não fosse o fato da minha menina estar servindo de escudo para ele eu teria avançado pára cima do safado.

-Calma Renesmee eu nem toquei na sua filha,ela só não sabe se cuidar-Ele disse e no fundo eu podia ver que era mentira,aquele tirano tinha sim a machucado não só fisicamente mais mentalmente também por que a minha menina não parava de chorar desesperadamente,me pedindo ajuda aquilo foi a gota da água eu não ia mais esperar o plano foi comprido ele teria que fazer a parte dele.

Respirei fundo buscando forças para continuar e com calma pedi-Solte ela Josh,eu já cumpri o trato agora eu espero que faça a sua parte,me de a minha filha de volta.

-Ta certo, mais eu já vou lhe avisando, essa historia só esta no começo-Ele esclareceu soltando os braços da minha filha que correu na minha direção.

-Mãe, q-que bom que venho- Ele disse soluçando em meus braços.

-Meu amor me diz o que ele ti vez, ele te machucou em filha,me diz-Pedi analisando ela de cima a baixo,mais Keroline só soluçava a todo tempo agarrada a mim como se tivesse medo que eu fosse embora.

-Calma meu amor nada mais vai te acontecer, eu te prometo-Constatei olhando na direção do Josh com nojo e repulsa.

-Ah Renesmee,você tem um serio problema- O estúpido começou a falar encostado numa arvores de um modo despreocupado-Não sabe se colocar no seu lugar,você acha mesmo que pode comigo,acha que vai conseguir salvar o mundo,logo uma aberração feito você?-Ele perguntou debochado.

-Você já interferiu demais na minha vida Josh,já me machucou,me abandonou e me fez sofrer,mais o seu pior erro foi mexer com a minha filha- Constatei - CHEGA,ISSO JÁ FOI LONGE DEMAIS- Gritei sentido o ódio me consumir e com delicadeza peguei a minha menina que ainda chorava em meus braços e afastei ela para trás de mim.

-EU SOU QUEM DECIDE QUANDO VAI ACABAR, E QUEM DITA AS ORDENS AQUI GAROTA.

-Mãe- Keroline me chamou assustada.

-Calma filha vai ficar tudo bem- Sussurrei tentando conter o pânico nos seus lindos olhinhos.

-Renesmee para de tentar tampar o sol com a peneira, seja mais realista e veja a verdade, eu vou acabar com a sua filha e de quebra com você junto.

-Não Josh você não vai tocar nela, e essa é a ultima vez que eu repito-Rosnei em posição de ataque.

-Ok você agora conseguiu me enfurecer garota, essa sua arrogância vai acabar logo, logo, pode aposta-Ele ameaçou.

-Eu não teria tanta certeza disso- O enfrentei.

Josh por um momento pareceu respirar fundo e depois voltou a falar-Eu prometi que não ia te matar, mais nunca disse nada sobre te machucar-Ele disse rindo.

-VOCÊ NÃO VAI ENCOSTAR NA MINHA MÃE- Keroline gritou se colocando ao meu lado.

-Não, por quê?Você vai-me impedir-Ele disse debochado-Eu acho que não- Anunciou e antes de qualquer ação ou tempo, tudo o que vi foi Josh correndo na minha direção e um lobo gigantesco de pelo avermelhando pular sobre nos pousando bem a nossa frente.

-Mais o que é isso?- Josh arregalou os olhos parado rapidamente a centímetros de distancia do lobo que rugia ferozmente na sua direção.

-Mãe quem é ele?- Keroline perguntou confusa diante da cena.

-E-ele ele é o Jacob filha- Falei com dificuldade admirando pela primeira vez o Jacob na sua forma de lobo,eu estava encantada,ele era maravilhoso das duas formas.

O meu Jake,o meu lobo protetor.

Pov Keroline.
-Se não fosse a esperança de que vamos nos encontrar em breve eu já teria desabado,já teria perdido as forças.

Desde que Josh me seqüestrou eu não tive nem um só momento de paz, primeiro ele me levou até uma vampira louca que pelo que vi se chamava Indira,a mulher era completamente alucinada e quando descobri que ela era mesma que procurou o meu pai a algum tempo eu fiquei mais em pânico ainda.E olha que isso só foi o começo, por que os dois simplesmente me obrigaram a falar no celular com o meu pai e pedir ajuda, pelo o que eu entendi a doida queria atrai-ló para uma emboscada me deixado de mãos atadas, o que eu podia fazer?Eu estava em minoria.

Flash back on.

-Keroline eu quero lhe apresentar uma grande amiga- Josh disse me puxando de maneira brusca e me obrigando a olhar na direção de uma vampira loira, que me olhava com nojo.


-Olá Keroline eu um prazer lhe conhecer-Ele disse com uma linda voz de sinos que se apagava com seu olhar de falsidade.


-Pena que eu não posso lhe dizer o mesmo - Resmunguei recebendo um aperto de braço do Josh- Aí- Gemi de dor


-Isso é pra você parar de ser tão arrogante-Ele disse para mim e depois olhou para loira falsa-Agora anda logo Indira, eu não tenho muito tempo, o helicóptero já vai partir. -Ele disse impaciente me deixando perplexa, o que? helicóptero, pra onde esse canalha vai me levar?


-Ta bom, mais calma ai eu vou ligar para o meu amor primeiro enquanto isso controle essa garota-A idiota disse.Me controlar?,Mais eu não tava fazendo nada, pelo amor de deus.


-Olha aqui Keroline é melhor você me escutar direitinho, se cometer alguma gracinha ou falar o que não deve, quem irá sofrer as conseqüência será a sua mãezinha, Escutou?-Ele ameaçou me apertado outra vez, será que ele não se tocava que isso me doía, já tava ficando roxa.


-Ta mais agora para de me apertar-Falei irritada e ele revirou os olhos.


-Aló,oi amor como você tá?-A tal de Indira gesticulou ao celular-Calma não desliga eu tenho uma coisa pra falar e com certeza isso é o de seu enterre-se-Ela falou empolgada-Eu estou dizendo Erick se você não me ouvir a sua filha vai sofrer as conseqüências- Ameaçou, hã? Pêra ai ela disse Erick?Sua filha, a fixa caiu a maluquete tava falando com o meu pai.


-PA........-Tentei gritar mais Josh foi mais rápido e me segurou tampando a minha boca.


-O que eu disse garota, fica quieta - Ele ordenou e eu acenti devagar ainda com suas mãos pressionando na minha boca,Josh então resolveu tira-ás de mim e eu comecei a chorar baixinho com toda aquela situação,os canalhas eras mais espertos do eu pensava,eles vão criar uma armadilha para minha mãe,á afastando do papai,droga,droga.


-Você não ta acreditando em mim né,pois eu tenho como provar o que eu digo- Indira disse irritada e venha na minha direção colocando o aparelho no minha orelha- Fala com o seu pai,anda garota,pede para ele vir te buscar-Ela mandou e eu negue com a cabeça,me recusando a participar daquele plano imundo- Se não vai ser por bem,vai ser por mal-Ela disse agarrando o meu braço e começando a me chacoalhar.


-Ai para com isso sua estúpida você ta me machucando-Falei gemendo de dor-E na mesma hora eu percebi a burrada que havia feito, pronto eu acabei de entregar o ouro para o bandido, ou melhor, a bandida.


-Viu querido, agora eu te provei que eu estou falando a verdade, então você vai ou não fazer o que eu vou-te pedir?-Ele perguntou com um sorrisinho de satisfação nos lábios- Perfeito, isso mesmo, é assim que eu gosto agora me escute, eu quero lhe encontrar na Alemanha, ok- Ela disse começando a se afastar da gente como se temesse que eu escutasse algo, porcaria.


-Vamos Keroline eu acho que já terminamos o nosso serviço por aqui - Josh disse voltando a me puxar, mais que horror será que ele não via que eu sabia andar sozinha?


-Vamos pra onde?-Falei correndo junto com ele que estava agarrado o meu braço feito carrapato.


-Para o Caribe minha querida -Ele respondeu gentil,eu heim.

Flash back off.

Depois disso Josh e eu pegamos um avião para Miami que durou duas horas e depois de embarcamos ele ligou para minha mãe,como imaginado ele simplesmente ordenou a ela que vinhece até nos para o meu desespero,mais algo que havia me dado esperança foi quando eu falei com a mamãe e ela me deu entender que e havia pedido ajuda para a nossa verdadeira família me deixando mais calma e feliz por isso.

O nosso próximo passo, ou melhor, o próximo passo do Josh foi me levar para o um heliporto aonde um homem nos esperava para embarcamos, depois seguimos apenas a metade do caminho e o resto foi completado com um iate,a viagem toda durou 2 dias ou seja a metade do que provavelmente minha mãe levaria para chegar até aqui a bordo de um cruzeiro de ferias,uma exigência do Josh que já havia comprado e reservado todas as passagens me deixando com a pulga atrás da orelha,da onde ele havia tirado tanto dinheiro assim?.

-Eu só queria saber da onde você tirou tanto dinheiro pra pagar, um helicóptero e esse iate- Comentei quando estávamos desembarcados na praia do caribe.

-E quem disse que eu pague- Disse ele de modo despreocupado.

-Então como você....-Tentei entender.

-Eu os ameacei, simples assim, nos somos vampiros, temos que usufruir disso de alguma maneira, não acha?

-Você é louco, não podemos nos expor dessa maneira eu vi você conversando com aquele cara no telefone, você estava prometendo a ele que ia o transforma-ló?-Perguntei inconformada.

-Eu não devia te responder, mais eu vou sim,não é só da sua mãe que quero me vingar- Esclareceu.

-E quem é a sua próxima vitima?-Perguntei curiosa e ao mesmo tempo sarcástica ele não pareceu perceber.

-A minha próxima vitima, ou vitimas é um pouquinho mais complicado, digamos que eu irei precisar de um exercito para acabar com eles- Ele começou a falar me fazendo arregalar os olhos, um exercito? Esse cara devia tá louco- Vou acabar com os Volturis,sabe quem é?-Ele perguntou pra mim que na mesma hora comecei a rir,ta eu sei eu deveria estar chorando ou berrando com ele,mais eu já estava tão acostumada com esse meu destino cruel que nem me preocupava mais em deixa -ló bravo ou não,quer saber eu to nem ai,se ele quer,ou acha que pode matar uns dos Clãs mais fortes que existe só por que teve a chance de matar um gurdinha deles a uns anos atrás o problema é todo dele.

-Qual é a graça?-Ele rosnou para mim que parei de rir na mesma hora. Às vezes ele me era assustador.

-Nada não- Resmunguei sendo arrastada por ele na direção de um, quiosque- O que vamos fazer aqui?-Perguntei curiosa analisado o local.

-Você vai comer alguma coisa e eu vou deixar uma nova pista para a sua mãe-Ele respondeu procurando por algo.

-Ate que enfim você percebeu que eu preciso me alimentar também - Sussurrei baixinho quando fomos atendidos por uma senhora.

-Posso lhe ajudar em alguma coisa?-Ela perguntou simpática com um bloquinho na mão.

-Pode sim, eu gostaria de pedir um favor a senhora e eu pago bem-Ele disse serio.

-Senhor não trabalhamos com..-Ela tentou explicar mais Josh foi mais rápido.

-Eu acho que você ainda não me entendeu-Ele completou e pelo canto do olho pude ver sua fase mudar, seus olhos que antes estavam normais agora mais pareciam de um caçador selvagem, que analisava a sua pressa para o bote, completamente aterrorizante fazendo na mesma hora o coração da pobre mulher bater num ritmo desenfreado me deixando com medo de que a qualquer momento ela estivesse um enfarto por apenas olha- ló,mais graças a deus isso não aconteceu e só com um aceno calmo de cabeça ela lhe indicou o caminho e Josh segui me puxando junto até uma pequena salinha reservada.

-O que gostaria que eu fizesse senhor?-Ela perguntou hora olhando pra mim e hora olhando pro Josh se perguntando por dentro o motivo de eu estar com ele.

-Quero que entregue esse papel para uma moça que passará aqui em breve, o nome dela é Renesmee,certo?- Josh perguntou curto e grosso recebendo uma confirmação rápida da parte dela.

-Pode deixar eu farei tudo diretinho-Ela concordou nervosa.

-Ta, agora vamos Keroline - Josh anunciou me tirando da salinha e voltando para a frente do quiosque mais antes pude ler os pensamentos da mulher que até agora se resumiam em medo,’’ Vá com deus pequena sereia’’Ela desejou mentalmente.

-Garoto quero que traga algo rápido para ela comer -O estúpido pediu a um menino que não parava de me analisar’’meu deu ela é a garota mais linda que eu já’’ouvi seus pensamentos.

-Sim senhor-Ele disse nervoso e foi rapidamente para os fundos aonde deveria se situar a cozinha e enquanto isso Josh me obrigou a sentar na única mesinha vaga e se acomodou a minha frente.

-Se sua mãe fosse mais inteligente, ela não teria nem tido você- Ele resmungou me olhando com repulsa-Mais uma aberração que se alimenta das duas formas, ah pelo amor de deus.

-Não fala assim da minha mãe,você não tem esse direito- Disse trincando os dentes por causa da ousadia,que ele pensa que é,minha mãe é a mulher mais meiga e perfeita que já vi em toda a minha vida,eu odiava que falassem mal dela,isso me tirava do sério completamente.

-Não tenho esse direto-Ele zombou-Eu não só tenho,como devo, a sua mãe acabou com a minha vida e agora eu vou acabar com a dela-‘’Ou com você’’ouvi ele completar mentalmente.

-Com licença senhor,aqui esta a especialidade da casa, Mofongos, eu espero que aprecie-O menino disse a ultima parte olhando para mim que sorri sem graça.

-Obrigada-Agradeci simpática e na mesma hora comecei a comer, eu estava morrendo de fome, por que esses dois dias eu havia me alimentado muito mal.

Depois de alguns curtos minutos Josh se irritou e me puxou dali como de costume, aonde começamos a correr pela floresta, eu não fazia idéia para onde íamos por que toda vez que eu ficava nervosa os meus poderes simplesmente falhava, por que acontecia isso? Eu não sabia mais um dia eu ia descobrir.

Os 2 últimos dias.

Conviver com o Josh não era fácil, ou melhor, era completamente impossível,o cara era totalmente bipolar,hora era calmo e gentil e até me tratava bem,outras simplesmente me ameaça e as vezes me machucava,eu não sabia mais o que fazer e como agir perto dele por que qualquer palavra minha poderia ser interpretada de mil e uma maneira pelo menos para ele,então eu vivia em função do seu gênio,Josh também falava o tempo todo da minha mãe,sempre a ofendo á ocupando,o que me deixava hiper nervosa,mais o que eu podia fazer,depois de tantas ameaças eu tive que aprender na marra que o melhor era ficar no meu canto e não reclamar só assim eu poderia me safar dessa enquanto a minha mãe não chegava.E por falar nela aonde será que a minha mãezinha tava numa hora dessas,será que ela havia conseguindo? E o meu pai, meus irmãos e principalmente o meu Seth,esses dias sem ele estão sendo torturando eu não consigo viver sem o meu lobinho,como eu queria ele aqui comigo,como eu queria o seus carinhos os seus beijos,seus abraços,como eu queria sentir de novo o seu calor,ver de novo o seu olhar o seu sorriso,escutar sua voz o seu coração.Viver sem Seth era terrível,completamente angustiante,a falta que ele me fazia chegava ser doentio,eu ó amava tanto,que se não fosse a esperança de que vamos nos encontrar em breve eu já teria desabado,já teria perdido as forças.

-Parece que sua mãe não é tão santinha e perfeitinha como você imaginava-O idiota do Josh comentou encostado a uma arvore me olhando sinicamente, eu como de costume o ignorei continuando a fitar as arvores e as folhas da enorme e escura floresta que estávamos desde que chegamos aqui, onde eu fui obrigada a dormir no chão, e estava completamente suja e imunda minha roupas não servia e não eram mais nada do que trapos velhos para a diversão total do Josh.-Ela andou beijando um outro cara,sabia?A sua mãezinha saiu da toca e pulou a cerca- Ele continuou a me irritar.

-Você é um mal amado Josh, nunca conheceu e teve o amor, então não pode saber o que é isso- Constatei sem consegui me conter.

-Muito pelo contrario garota, o meu pior erro foi amar demais, agora eu aprendi que não existe um amor verdadeiro, até a sua mãe que diz que ama tanto o seu pai me provou isso.

-A minha mãe nunca ia trair o meu pai- O informei confiante, quem ele achava que eu era?Uma idiota, que ia cair fácil nas suas insinuações.

-Se eu fosse você eu não teria tanta certeza assim, eu tenho fontes confiáveis a vigiando e pelo o que ele me disse a sua mãe beijou outra cara-Ele votou a repetir só que dessa vez eu me limitei a falar, ó ignorar seria o melhor a fazer.

Josh então pareceu entender que eu não estava para papos e ficou em silencio resmungando coisas inteligíveis que mal conseguia ouvir, e talvez eu nem quisesse mesmo, por que já ouvi tanta imundice que eu acabei ficando farta das suas maldades.

E assim o tempo passou até o celular tocar e Josh anunciar que mamãe avia chegado. Pronto agora eu estava salva, mamãe estava vindo me salvar junto com todo mundo, eu estava tão feliz que simplesmente não consegui esconder o sorriso enorme que se formou em meu rosto, Josh percebeu e como sempre voltou a me desaforar.

-Se eu fosse você eu não ficava tão feliz assim-Ele recomendou.

-E se eu fosse você eu me deixava em paz- O enfrentei.

-Essa tua marra toda vai acabar logo, logo-Ele me ameaçou apertando o meu braço.

-Me solta seu idiota-Esbravejei sentindo as lagrima descerem pelo o meu rosto.

-Olha como fala comigo garota-Ele disse espumando de raiva e me olhando nos olhos-Eu não sou o seu pai e muito menos o seu avô, então não me teste ta ouvindo?-Ele me perguntou me chacoalhando.

-Para você ta me machucando-Pedi.

-É só você calar a boca-Informou e assim eu fiz por longos minutos na espera pela minha mãe sempre com um único pensamento’’Ela deve ta chegando, tudo vai dar certo, eu vou ficar bem’’

E assim aconteceu no mesmo instante que senti o cheiro da minha mãe me dominar Josh me agarrou pelo braço para que eu não fugisse, minha única opção foi esperar para ver o seu rosto, como eu senti falta da minha mãe.

-Filha- Ouvi a sua linda voz gritar desesperada quando me avistou, eu tentei escapar, correr na sua direção mais Josh manteve seu braços como concreto em minha volta me deixando em estado de desespero.

-Josh você machucou a minha filha seu desgraçado- Ela rosnou para ele, provavelmente assustada pelo o meu estado deplorável.

-Calma Renesmee eu nem toquei na sua filha,ela só não sabe se cuidar -O canalha mentiroso disse com toda a calma do mundo enquanto eu pedia baixinho por ajuda.

Mamãe me olhou com dor e ternura e por alguns minutos pareceu respirar em busca da calma e voltou a dizer-Solte ela Josh,eu já cumpri o trato agora eu espero que faça a sua parte,me de a minha filha de volta.

-Ta certo, mais eu já vou lhe avisando, essa historia só esta no começo-Ele esclareceu soltando os meus braços e sem mais delongas eu corri na direção da mamãe pulando nos seu braços.

-Mãe, q-que bom que venho- Eu disse soluçando.

-Meu amor me diz o que ele ti vez, ele te machucou em filha,me diz-Ela pediu me analisando a procura de algum machucado ou hematoma, mais eu não consegui dizer nada eu só queria ela, eu só queria o seu abraço do qual eu não me soltaria nunca mais.

-Calma meu amor nada mais vai te acontecer, eu te prometo- Ela me disse voltando a fitar o Josh com ódio.

-Ah Renesmee,você tem um serio problema- Josh disse irônico como sempre encostado á uma arvore de um modo despreocupado - Não sabe se colocar no seu lugar,você acha mesmo que pode comigo,acha  que vai conseguir salvar o mundo,logo uma aberração feito você?-Ele perguntou debochado.

-Você já interferiu demais na minha vida Josh,já me machucou,me abandonou e me fez sofrer,mais o seu pior erro foi mexer com a minha filha- Mamãe declarou - CHEGA,ISSO JÁ FOI LONGE DEMAIS- Mamãe gritou me colando atrás dela de uma maneira protetora.

-EU SOU QUEM DECIDE QUANDO VAI ACABAR, E QUEM DITA AS ORDENS AQUI GAROTA-Ele gritou enfurecido.

-Mãe-Eu a chamei assustada, tudo aquilo estava indo longe demais, Josh podia ataca-lá a qualquer momento.

-Calma filha vai ficar tudo bem-Ela sussurrou tentando me acalmar.

-Renesmee para de tentar tampar o sol com a peneira, seja mais realista e veja a verdade, eu vou acabar com a sua filha e de quebra com você junto-Ele exclamou confiante, idiota mal sabia ele que mamãe não estava só e por falar nisso, cadê todo mundo?

-Não Josh você não vai tocar nela, e essa é a ultima vez que eu repito- Mamãe rosnou em posição de ataque.

-Ok você agora conseguiu me enfurecer garota, essa sua arrogância vai acabar logo, logo, pode aposta-Ele ameaçou.

-Eu não teria tanta certeza disso- Mamãe rebateu.

Josh por um momento pareceu respirar fundo e depois voltou a falar-Eu prometi que não ia te matar, mais nunca disse nada sobre te machucar-Ele disse rindo, e por alguns curtos segundos vi que planejava atacar mamãe, o desespero me tomou.

-VOCÊ NÃO VAI ENCOSTAR NA MINHA MÃE- Eu gritei me colocando ao lado da mamãe,se ele ia atacar eu também entraria na luta.

-Não, por quê?Você vai-me impedir-Ele disse debochado-Eu acho que não- Anunciou e antes de qualquer ação ou tempo, tudo o que vi foi Josh correndo na direção da minha mãe e um lobo gigantesco de pelo avermelhando pular sobre nos pousando bem a nossa frente.

-Mais o que é isso?- Josh arregalou os olhos parado rapidamente a centímetros de distancia do lobo que rugia ferozmente na sua direção.

-Mãe quem é ele?- Perguntei confusa, olhando aquele lobo parecido com o meu Seth mais era bem maior e muito mais intimidador.

-E-ele ele é o Jacob filha- Mamãe respondeu paralisada olhando fixamente para ele com um olhar de admiração.

-Mais um cão de guarda- Josh vociferou olhando atentamente para o tal Jacob.

E antes que eu pudesse acompanhar o lobo pulou com fúria para cima de Josh que desviou na mesma hora tentando lhe acertar um golpe mortal mais por incrível que parece o Jacob também era rápido e voltou ataca- ló tentando o morder varias vezes, mamãe me puxou para longe da luta começando a correr comigo para a floresta, eu estava com medo,muito mesmo, não sabia o quanto aquele lobo enorme agüentaria até o Josh acabar por definitivo com ele e vim atrás da gente,mamãe também parecia estar no mesmo estado e de uma hora para outro parou no meio do caminho e me olhou nos olhos.

-Filha corra o mais rápido que puder, no caminho você vai encontrá-los eu tenho certeza disso-Ela pediu me deixando confusa.

-Mais e você mamãe, você não vem comigo?-Perguntei em pânico.

-Não eu preciso voltar e ajuda –ló,agora vá minha querida e não olhe para trás-Ela mandou firmemente.

E assim eu fiz mesmo contra a minha vontade e com o coração destroçado por deixar minha mãe ir eu corri pela floresta dentro pedindo a deus para encontrar a minha família no caminho, eles precisavam ajuda- lós,mamãe não ia conseguir por muito tempo,Josh era forte rápido e ágil e poderia acabar com os dois a qualquer momento,isso era só uma questão de tempo e eu estava tentando correr contra ele.

O desesperado me tomava por completo às lagrimas desciam descontroladas, mais eu não me detive, e corri mais até que eu podia até sentir o cheiro da esperança crescer,o cheiro da minha família eles haviam chegado’’ah obrigado meu deus,obrigado’’agradeci correndo na direção do cheiro que aumentava gradativamente na minha direção.

-VÓ,VÔ EU ESTOU AQUI-Eu comecei a gritar.

-Keroline- vovó apareceu me abraçando com força -Meu amor como você esta, cadê a Renesmee e o Jacob?- Ela perguntou preocupada.

-Eles estão com a Josh -Vovô respondeu por mim- Seth leva a Keroline daqui agora-Ele mandou e na mesma hora eu olhei para o meu amor que estava na sua forma de lobo me fitando.

-Não eu quero ir com vocês-Pedi desesperada e percebi que Seth não gostou disso.

-Não Keroline,você vai ir com o Seth meu amor e fique calma tudo dará certo-Titia Rose disse firme.

-Agora vamos- Emmett disse impaciente e correu junto com os outros para o mesmo lugar que tinha vindo sem perder tempo.

-Seth cuida dela-Alice pediu depositando um beijo carinhoso na minha testa e indo atrás dos outros.

-Tudo ficará bem meu amor, nos estamos aqui-Vovó disse e segui com o vovô que também me deu um beijo na testa.

-Seth se destransforme, por favor-Implorei para ele, eu precisava abraça-ló e sentir o seu beijo e queria isso agora.

Seth assim o fez, seguindo para trás de uma arvore e na mesma hora voltando na sua forma humana.

-Minha vida-Ele disse chorando vindo me abraçar com temores por todo o corpo-Eu te amo Keroline,eu te amo-Ele disse depositando beijos por todo o meu rosto com um sorriso enorme de felicidade.

-Eu também meu amor, como eu senti a sua falta Seth,eu nunca mais vou me separar de você- Disse emocionada me apertando mais em seus braços,como se fosse possível.

-Eu nunca vou deixar que isso aconteça de novo, eu nunca mais vou deixar ninguém te tirar de mim, Keroline quer se casar comigo?-Ele pediu olhando nos meus olhos que agora deveriam estar com um misto de surpresa e felicidade sem tamanho, o meu amor acabou de me pediu em casamento isso era mais do que eu poderia querer.

-Sim,sim,sim, mil vezes sim é claro que quero me casar com você meu amor- Respondi capturando o seus lábios para mostrar o quanto eu ó amava.

-Kero alguém esta se aproximando eu vou me transformar se afaste-Ele pediu quando sentiu algo estranho, eu também havia sentido o cheiro novo mais eu sabia exatamente de quem era.

-Não Seth é o meu pai- Informei começando a andar na direção do cheiro.

-Tem certeza amor-Ele perguntou preocupando segurando o meu braço e antes que eu pudesse responder ouvimos um rosnado.

- A solte- Papai disse em posição de ataque olhando furioso para o Seth.

-Calma pai-Eu pedi me colocando na frente do meu amor-Ele é o meu namorado, e está me salvando-Esclareci.

-Seu namorado?-Ele perguntou confuso por que eu ainda não havia contado para o papai sobre o Seth talvez por medo de ele impedir esse namoro, por que papai conhecia os lobos e até já lutou com uns deles então pra ele o meu Seth era uma ameaça.

-Sim pai eu ia te contar mais aconteceram tantas coisa, me desculpe-Pedi indo abraça-ló,eu estava morrendo de saudades e surpresa por ele estar aqui,por que até aonde eu sabia ele havia ido para a Alemanha.

-Como você ta meu anjo, cadê a sua mãe e os seus irmãos-Ele perguntou e percebi que estava desesperado.

-Mamãe está com os outros e o Josh e mandou Seth me levar daqui, já os gêmeos eles estão com os nossos Bisavôs - Respondi.

-Sua mãe está com o Josh,meu deus,filha vá para um lugar seguro que eu vou atrás dela- Ele pediu também-E quanto a você rapaz nos conversaremos depois-Ele disse serio para o Seth e voltou a correr depois que me deu um beijo no rosto.

-Vem vamos amor, nos precisamos sair daqui- Seth me puxou e começamos a correr.

Pov Jacob.
-A guerra era dura mais quem disse que eu ia abandonar o barco?


Eu não estava mais agüentando a tensão de ter que ficar escondido assistindo aquele sanguessuga safado proferi palavras imundas para a minha Renesmee então resolvi atacar quando a filha da nessie já estava segura e parece que essa decisão foi a mais correta e nem um pouco equivocada por que na mesma hora que me coloquei a frente das duas o sanguessuga atacou mais rápido do que eu pensava.

-Mais o que é isso?-Ele exclamou surpreso com a minha presença parando centímetros a minha frente que rugia na sua direção. -Mais um cão de guarda- Ele zombou para mim que pulei na sua direção tentando prender minhas mandíbulas naquele nojento mais como previsto ele foi mais ágil e desviou tentando me atacar logo em seguida, o golpe poderia ter sido mortal mais já estava experiente demais nessa área e por mais que ele fosse bom eu seria capaz de enfrenta-ló por um bom tempo, a luta continuou em ataques dele e investidas minhas até que pelo canto do olho percebi que nessie saiu dali para a minha tranqüilidade, eu tinha medo que ela se machucasse e se ela não estivesse aqui isso não seria possível, voltei minha atenção para o vampiro que me jogou na direção das arvores fazendo tombar com varias delas até aterrissar e voltar na sua direção, eu estava insaciável e louco por vingança e mais que disposto a matar o Josh, eu fazia total questão disso pra mim chegava ser uma honra, pulei mais uma vez na direção do vampiro que caiu por baixo de mim mais no mesmo instante, pois a se levantar,ele com certeza era rápido e forte e se não fosse a minha perfeita visão pára acompanhar seus movimentos quase que impossíveis de ser percebidos eu já teria morrido.

Josh me acertou com um soco me fazendo voar novamente para as arvores mais dessa vez eu fiquei por alguns minutos ali até redobrar a minha consciência devido à pancada, voltei a me postar de pé e antes de atacar novamente o Josh eu acabei vendo a cena mais desesperadora, o meu amor havia voltado.

-Seja bem vinda Renesmee- Ele disse seguindo na direção dela e lhe acertando um soco o que vez a minha nessie cair no chão, nessa mesma hora todo o ódio e fúria me dominaram por completo fazendo os temores que já me pertenciam ficarem maiores e completamente transtornado e fora de mim eu pulei para cima do sanguessuga que caiu no chão tentando se levantar mais antes que isso acontecesse eu prendi minha mandíbula no braço dele e num movimento rápido eu decapitei parte do seu braço o jogando para longe dali,Josh começou a gritar,um som de pura dor e ódio.

-SEU CACHORRO DESGRAÇADO-Ele gritou no momento que já estava de pé de novo, nesse meio tempo me pus na frente da nessie de uma forma protetora ele nunca mais ia toca-lá,não comigo ali.

Eu me lancei para o Josh pelo lado, e tentei abocanhá-lo novamente enquanto ele tentava me socar com á mão não mutilada,essa luta durou até eu senti o cheiro dos Cullens eles haviam chegado.

-Sua desgraçada você me traiu-Ele esbravejou para a nessie quando percebeu que estava em desvantagem.

-Acabou Josh,você nunca mais vai me fazer nenhuma maldade -Meu amor disse abraçada a Bella que apoiava.

-Isso não pode acabar assim-Ele rosnou olhando para todos nos que estávamos em posição de ataque, Edward ao meu lado direito com o Jasper e a Alice e ao meu lado esquerdo a Rosalie e o Emmett e Bella continuava afastada com a Renesmee.

-Você vai pagar pelo o que vez a nossa menina seu idiota safado-Rosalie esbravejou e pela primeira vez eu concordei com ela, e queria muito eu mesmo ter dito aquelas palavras.

-Você vai mesmo fugir Josh,vai se tornar mais uma vez um fraco?-Edward perguntou a ele provavelmente lendo uma desistência em sua mente, Josh pareceu pensar por um momento nas palavras e voltou a nos fitar com um ar de superioridade.

-Eu nunca desisto do que eu quero- Ele ameaçou e sem que eu pudesse se quer pensar Edward saltou pra cima dele que havia saído da sua posição para atacar a nessie o seu ponto fixo,mais graças a deus o Edward foi mais rápido e o segurou e eu aproveitei para pular pra cima dele e como o verdadeiro trabalho em grupo Edward segurou o Josh de uma maneira que pudesse lhe arrancar a cabeça e assim eu fiz escutando um guinchado agudo,O pesadelo finalmente havia acabado.

Edward me olhou por um tempo e deu um sorriso de vitoria e alivio e sem esperar mais tempo ele acendeu um isqueiro e jogou sobre o copo decapitado do Josh que virou labareda.

-Acabou filha o pesadelo acabou- Edward disse indo abraçar nessie com Bella junto, finalmente a família estava unida.

-Vamos Jacob se destransforme para comemorar-A baixinha disse empolgada e assim eu fiz estava louco para falar com a nessie.

Foi atrás das arvores e coloquei minha bermuda e depois voltei até onde todos estavam recebendo um cumprimento de mão do Emmett um aceno de cabeça do Jasper e as chatices da loira.

-Dessa vez você se superou cachorro-Ela exclamou mais quem disse que eu me importava eu só via uma pessoa na minha frente à garota mais linda, eu só via Renesmee que sorria pra mim com aquele olhar que iluminava os meus dias.

-Muito obrigada Jake- Ela disse vindo na minha direção me dando um abraço apertado do qual eu nunca mais queria sair.

-Não precisa agradecer Renesmee eu só fiz tudo isso por que eu te amo-Me declarei olhando nos seus olhos.

-Amor- Ouvi uma voz rouca a chamar e como todos os meus pesadelos que até então achei ser mentira se tornou realidade, Erick estava ali chamando Renesmee pára ele, mais como?

-Erick- Ela gritou com um enorme sorriso indo abraça-ló, trocando os meus braços pelo o dele me deixando sem chão, Bella na mesma hora venho até mim.

-Se acalme Jacob- Ela pediu baixinho e só ai eu percebi que estava tremendo.

-Meu amor eu senti muito por não ter chegado antes eu fui um estúpido você ta bem?-Ele perguntou a ela morrendo preocupação.

-Sim meu bem eu estou bem e o Josh morreu, ele morreu-Ela disse chorando de felicidade.

-Obrigada por tudo que fizeram por ela, eu sei quem são, e aprecio muito o fato de amarem a minha mulher e nunca terem desistido dela-Ele agradeceu com as mãos na cintura da minha nessie.

-Não precisa nos agradecer ,nessie é a nossa vida,faríamos e vamos fazer tudo por ela- Bella disse.

-Você precisa agradecer mais ao Jacob ele foi muito importante para proteger a nossa nessie,ele segurou as pontas enquanto não chegávamos –Por incrível que parece a loira foi quem disse isso.

-Sim, claro, obrigado Jacob por proteger minha mulher enquanto eu não estava aqui-Ele disse estendendo a mão para mim em sinal de agradecimento.

-Não há de que- Apertei a mão dele e percebi seu olhar estranho sobre mim como se soubesse quem eu era, isso me incomodou.

A parti dali todos nos voltamos e encontramos Seth com a Keroline no caminho eles estavam num quiosque e Seth parecia incomodado com alguma coisa que eu só fui saber durante a viajem de 2 dias de volta pra casa,ele estava com ciúmes da filha da nessie,parece que era por causa de um garçom do tal quiosque do Caribe,pode?,Bem eu não podia dizer nada por que se existia tortura para mim ela estava se concretizando ver nessie junto do marido era pior coisa do mundo, isso só perdia para a época que tive que ficar longe dela quando foi seqüestrada.

Mais enfim a viajem demorou mais chegamos e quando voltamos para Seattle eu resolvi seguir o meu caminho eu precisava por a cabeça no lugar essa maratona havia acabado literalmente comigo, mais algo que eu não esperava aconteceu o tal Erick me pediu algo.

-Jacob-Ele me chamou fazendo todos olharem assustados, menos o Edward que devia saber do que se tratava.

-Sim - Perguntei voltando o meu olhar para ele.

-Podemos conversar um instante?-Ele perguntou me fazendo arregalar os olhos, conversar?O marido da garota da minha vida queria conversar comigo ou me pedir para ficar longe dela, seja o que for eu não ia me abater,eu já estava decidido,a guerra era dura mais quem disse que eu ia abandonar o barco?

-Podemos-Respondi sério.

-Erick- Renesmee disse ó olhando confusa.

-Calma eu só quero conversar um instantinho com ele, pode ir à frente amor eu vou seguir o seu cheiro depois-Ele a tranqüilizou depositando um selinho de leve nos seus lábios nessa hora eu virei o meu rosto incomodado com a cena.

-Vamos Jacob- Ele disse e começou a correr eu o segui logo adiante, um lugar afastado seria o ideal para uma conversa reveladora.
                         By:natineces

0 comentários:

Postar um comentário

Comente,critique,elogie e de as suas sugestões,mais sem ofensas ok?Que eu sou muito sensível rsrsrs.

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados