Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

capítulo 12-Revelações

Pov Jacob.
Na casa da ness...

Você já se apaixonou por alguém? Já sentiu seu mundo criar cor apenas em vê - lá, suas mãos suarem, seu corpo tremer seus pés flutuarem mesmo estando no chão, seu coração bater tanto que sua respiração ficasse ofegante como se tivesse corrido por horas e horas sem descanso.

Já se sentiu completo perto dela?Feliz como se estivesse tirando a sorte grande por olhar em seus olhos, por estar perto mesmo que isso não seja nem de longe o quanto desejaria estar, por ouvir sua voz sentir seu cheiro, ver o seu sorriso.

Era assim que eu me sentia ao lado de Renesmee, um completo apaixonado, talvez novamente ou só de um jeito novo, por que agora eu amava uma mulher a mulher da minha vida do meu destino dos meus sonhos, aquela que daria meu tudo que a protegeria de todos e de tudo e diria mil vezes pelo resto da nossa eternidade ‘’Eu não vivo sem você’’.

Havia um longo caminho pela frente mais uma nova força de vontade tinha me atingindo apenas com o seu olhar, Renesmee me dava força pra lutar e jamais desistir me dava força pra seguir em frente e levantar e cair quantas vezes for necessário.

Eu iria conquista – lá, por que sem nessie não havia um Jacob Black.

-Filha esse é o Jacob- Bella nos apresentou.

-Seja bem vindo Jacob- Renesmee disse me deixando bobo pelo simples fato de ter tocado em meu nome, soava tão diferente vindo dela.

-Obrigado-Disse entusiasmado sempre olhando em seus olhos, o meu refugio agora e sempre.

-Quer se sentar? –Ela ofereceu apontando para o sofá.

-Não Obrigado-Respondi gentil sem desviar o contato visual o que a deixou incomodada e a fez se virar para Bella.

-Quando vamos poder ir?-Ela perguntou impaciente.

-Assim que a Alice e o Jasper chegarem- Bella respondeu se aproximando dela e fazendo carinho em seus cabelos.

-Aonde está o Seth?-Perguntei preocupado e ao mesmo tempo louco pra chamar sua atenção para mim novamente necessitando mais do seu olhar.

-Com o Edward- Bella respondeu ainda fazendo carinho em nessie que estava deitada em seu ombro parecendo absorta- Ele está pirando com tudo isso-Ela confessou.

-Eu entendo-Falei cabisbaixo me lembrando de todo sofrimento que passei sem Nessie ao meu lado e talvez o que terei que enfrentar pela frente -É realmente muito doloroso ficar longe do grande amor- Disse fitando Nessie que desviou o meu olhar de imediato.

-Seth é aquele garoto moreno não é?-Ela perguntou curiosa.

-Sim ele é um transfigurador também igual ao Jacob-Bella informou calmamente-E ama muito a Keroline,os dois estão namorando.

-Nossa- Exclamou Renesmee visivelmente surpresa- Um lobo com uma hibria,eu nunca havia visto nada parecido -Ela sorriu meio nervosa fazendo meu coração se apertar.

Será que ela tinha algo contra nós os lobos ou só estava surpresa com o fato da sua filha estar namorando outra espécie?.

Bella abriu a boca para falar algo mais a fechou logo em seguida parecendo excitante, talvez ela fosse tocar no assunto do imprinting que Seth sofreu pela Keroline mais se cortou achando melhor eu tomar a frente. Agradeci mentalmente por isso, Bella ainda era minha melhor amiga e me conhecia muito bem pra desvendar que eu tinha que fazer isso, e seria em breve.

-Belinha podemos entrar-Alice pediu aparecendo na porta com o Jasper ao seu lado.

-Claro Alice, entre -Bella respondeu rindo - Vocês já conseguiram?-Ela perguntou surpresa.

-Sim já resolvemos tudo pelo celular mesmo, as duas passagens de avião para Miami já foram compradas e a do cruzeiro para o Daniel Lautner também-Ela disse olhando para mim.

Eu mereço tinha que ser Daniel Lautner,eu preferia o meu nome mesmo mais certamente ia levantar suspeitas resolvi não reclamar.

-Ai está você princesa -Alice disse saltitante indo abraçar Renesmee toda empolgada- Você é muito linda mesmo, perfeita pra ser mais exata-Alice elogiou fazendo nessie corar a coisa mais linda que eu já vi.

-Olá Renesmee- Jasper a abraçou também mais formal- Sentimos muito a sua falta pequena- Ele revelou a ela, que abaixou a cabeça envergonhada.

Eu sentia que nessie ainda não havia se acostumado com todas essas novidades na verdade descobrir de uma hora pra outra que tinha uma família enorme não era fácil, principalmente quando eles são tão amorosos e tiveram que viver esses anos todos sem ela.

-Pra que horas são o vôo?- Bella perguntou a Alice.

-Pra daqui 2 horas-Ela respondeu se virando para me fitar’’Ai vem bomba’’-Jacob anda vamos eu preciso te arrumar ou melhor te transformar no Daniel um milionário boa pinta dono de empresas automobilísticas e muito bem arrumado -Alice despejou tudo aquilo em cima de mim fazendo todos na sala rirem principalmente nessie, me deixando abobalhado com o seu sorriso.

-Alice pega leve ....-Comecei a dizer mais a baixinha foi mais rápida e me empurrou para o andar de cima,ta eu sei ela não teria forças contra mim, se eu realmente não quisesse ir ,mais mesmo indo contra tudo, era o certo eu tinha que me disfarçar desse tal de Daniel Lautner pra proteger minha nessie e pagaria esse preço.

-Ah, ops, nessie querida você não se importa não é? Se eu usar uns dos quartos? -Alice perguntou já no andar de cima.

-Claro que não, fique a vontade –Ela respondeu me deixando mais encantado ainda com sua voz,ela era tão linda e capaz de despertar tantas reações em mim por apenas ouvi- lá.

-Jacob para de suspirar e entra logo-Alice sussurrou com a porta aberta apontando para que eu entrasse primeiro.

-Ta,calma ai-Eu disse de mau humor entrando no quarto todo vermelho que não devia ser de nessie, por que o seu cheiro não estava tão presente ali quanto deveria.

-Eu achei melhor não levar você lá -Alice esclareceu, parecendo que tinha lido os meus pensamentos-Não se sentiria bem.

-Você está certa- Confessei olhando para todos os lados aonde se encontrava diversas fotos em suas maiorias ilustrava a filha de nessie a Keroline,algumas sozinha e uma na mesa de cabeceira junto da Renesmee que estava abraçada a filha ambas sorrindo e ao fundo podia se ver uma linda casa bem menor que essa.Deveria ser seu lar antes de ter voltado para Forks.

-Elas são idênticas não é.-Alice comentou me fazendo concordar e direcionar meu olhar para a outra foto um pouco mais ao lado com o mesmo cenário de fundo mais dessa vez trazia o um homem forte com dois menininhos um em cada lado que sorria com o pai que estava com o olhar iluminado como de um homem apaixonado.

Eu podia até imaginar que estava tirando aquela foto,meu coração começou a doer vendo essa realidade.

A família feliz que eu sempre quis ao lado de nessie, sendo desfrutado por outro homem.

-Você é o amor verdadeiro dela- Alice sussurrou ao meu lado-Eu vejo isso na maneira que ela fica perto de você, na maneira que ela se sente incomodada com os seus olhares, como se quisesse fugir dos sentimentos que se acenderam.

-Ela tem medo de mim -Constatei –Medo de quem eu sou, medo do lobo que existe em mim.

-Não Jacob –Alice disse sorrindo -Renesmee não tem medo de você,ela só está surpresa com quem é, nada mais do que isso,não interprete de outra forma –Ela pediu.

-Eu vou lutar por ela Alice-Confessei determinado.

-Eu sei que vai e se quer um conselho, nunca desista de um amor tão forte como esse, que foi capaz até de sobreviver ao tempo.

-Eu não vou desistir-Disse.

-Bom mais agora senhor Daniel Lautner vamos logo que eu quero arrumar nessie também – Alice disse piscando para mim e me entregando as roupas-Se vista bem direitinho que não terá erro, e quanto o que deverá vestir nesses quatro dias, não se preocupe eu já fiz o menu detalhadinho pra você consultar todos os dias entendeu,e sem restrições quero que use tudo que eu mandei,agora se vista logo que eu vou indo -Disse e saiu do quarto me deixando lá com os meus devaneio.

Coloquei certinho, todas as peças de roupas que a Alice havia me dado desde a calça jens,jaqueta de couro e camiseta até os sapatos.

E o resultado foi maior cara de playboy que certamente não era minha onda e nunca ia ser depois desse cruzeiro, espero pelo menos que a nessie goste.

Sai do quarto me preparando para descer as escadas mais vozes me impediram, Era a nessie e a Alice conversando no outro quarto e por mais que quisesse era tarde demais meu pés assumiram vida própria e se encaminharam na direção do seu cheiro e da sua linda voz até me deparar com a porta fechada.

-Ficou muito bonito Alice- Ouvi Renesmee agradecer meigamente.

-Ah, por favor, me chame só de tia que eu vou amar- Alice pediu.

-Ok eu vou tentar,eu só ainda não me acostumei com tantas novidades-Ela esclareceu rindo e a Alice abriu a porta.

-Jacob- Ela disse fingindo surpresa para mim que devia ter a maior cara de quem é pego no flagra’’Ah mais essa baixinha me pega’’.

-Alice.....-Disse tentando pensar em uma desculpa concedente para dar numa situação dessa- Eu queria.......saber....se você tem....outra roupa?- Inventei gaguejando, como péssimo mentiroso que sempre fui principalmente perto da garota mais linda tornando as coisas mais difíceis.

-Nada disso, trate de aceitar você agora é um milionário essa roupa está perfeita-Ela respondeu sinicamente me deixando envergonhado e ao mesmo tempo maravilhado com a visão da Renesmee num vestidinho branco soltinho que a deixava mais menina e delicada do que já era.

-Alice eu to parecendo um playboyzinho -Reclamei a ela.

-Não ta não,muito pelo contrario você está lindo- Ela argumentou-Não é mesmo Renesmee?-Ela perguntou a nessie que corou no mesmo instante, me deixando mais louco ainda por ela.

-Sim Jacob ela tem razão você está muito bonito-Ela falou timidamente arrancando risinhos de vitoria da Alice.

-E você está maravilhosa Renesmee- Eu elogiei também quase que automaticamente olhando nos fundos dos seus olhos e dessa vez Renesmee não desviou pelo contrario ela sustentou o meu olhar da mesma forma me provando que sentia algo por mim.

-Vamos então- Alice disse melando nosso momento.

Por acaso eu já disse hoje,que quero matar essa sanguessuga baixinha irritante?

-Vamos sim –Renesmee disse passando por mim pela porta e desviando o olhar envergonhada,talvez Alice esteja certa Nessie está confusa demais com tudo isso e deve ter medo dos sentimentos que senti,mais eu não posso mentir que acho ótimo saber que ela sente algo por mim.

Renesmee caminhou apressadamente logo na minha frente visivelmente desconfortável com a minha presença.

-Filha você está linda -Bella elogiou quando já estávamos lá em baixo.

-Obrigada Bella –Renesmee agradeceu.

-Temos que ir pessoal,Renesmee tem que chegar antes, portanto vamos nos dividir quem vai com ela e quem vai com o Jacob?-Jasper perguntou.

-Eu vou com a nessie e vocês acompanham o Jacob logo depois –Bella propos.

-Nada disso meu amor eu e Seth vamos com você -Edward disse entrando na casa.

-Edward meu amor que bom que venho- Bella foi lhe dar um beijo- Seth como você está?-Ela perguntou preocupada para ele que não estava com expressões nada boa me fazendo sentir mal também como alfa da alcatéia e melhor amigo.

-Eu estou péssimo Bells,tudo que eu quero é a minha Keroline de volta- Ele disse quase chorando,eu nunca havia visto Seth assim, logo ele um garoto tão animado.

-Calma meu bem –Renesmee se pronunciou e me surpreendeu indo abraçar Seth como se fosse um filho-Ela vai voltar, nos vamos busca-lá e logo mais nossa menina estará de volta aqui, pertinho da gente.

Seth recebeu o abraço de nessie chorando feito um bebê comovendo todos que estavam ali com a cena, principalmente eu que queria poder fazer algo para amenizar tudo isso.

-Ela fala muito da senhora- Ele disse entre soluços-Eu amo demais a sua filha senhorita Renesmee,muito mesmo mais que a minha própria vida.

-Eu sei meu bem –Renesmee respondeu carinhosa -E sei também que minha filha lhe ama e muito.

Quando nessie disse isso Seth sorriu pela primeira vez e Renesmee secou suas lagrimas-Agora vamos?-Ela perguntou a ele que acentiu.

Edward pegou a mala de nessie, uma apenas e seguiu para a estrada aonde encontramos a volvo prata dele e a Mercedes S55 AMG preta do Dr. Carlisle.

O combinado foi da Alice o Jasper e eu irmos mais atrás, já o Edward,Bella,Seth e a Renesmee irem na frente para não levantar suspeitas.

E assim prossegui logo que a volvo prata partiu com o meu amor, Jasper esperou algum tempo e seguimos na estrada em direção ao aeroporto.

O caminho foi longo mais a velocidade incrivelmente rápida do Jasper nos levou a chegar com alguns minutos de antecedência.

E só entramos no aeroporto assim que verificamos que Bella,Edward e Seth já haviam ido embora.

-Bom Jacob não se esqueça, você se chama Daniel Lautner herdeiro e dono de varias empresas de carros, é solteiro e resolveu tirar umas ferias e nada melhor do que o caribe não é -Alice começou a falar comigo,que ouvia atentamente,já que essa seria minha nova indenidade eu tinha que decorar-Evite ficar caladão saia bastante ou crie um perfil mais caseiro leia alguns livros que eu coloquei na sua mala,converse com os passageiros, paquere mulheres,e o mais importante se aproxime de nessie as vezes como se ela fosse um desafio isso provavelmente não criará nenhuma suspeita,já que Renesmee com certeza receberá muitas delas nessa embarcação - Alice disse me fazendo rosnar baixinho,o que?Ninguém ia chegar perto do meu amor eu arranco a cabeça de quem tentar e ainda jogo para os tubarões.

-Jacob você tem que se controlar ta legal, não faça nenhuma bobagem, se nessie for cantada por alguém provavelmente ela irá se virar,relaxa- Alice comentou despreocupa,essa baixinha só podia ser louca.

-E você acha que vou deixar alguém dar em cima dela-Disse nervoso tentando manter a calma a última coisa que precisava era me transformar em lobo em pleno o aeroporto, o que não me permitiria pegar o vôo e proteger a minha nessie, então tratei logo de me acalmar.

-Só não se esqueça que a filha é mais importante para nessie do que qualquer ciuminho bobo, então pense duas vezes antes de melar tudo e estragar o nosso plano isso pode te afastar de vez dela.-Alice disse curta e grosa me fazendo calar,ela estava certa eu teria que me controlar era a filha do meu amor que sofria risco de vida e eu iria engolir meu orgulho para salva-lá.

-É melhor você ir Jacob- Jasper informou.

-Certo,tchau para vocês e até mais -Me despedi sem nenhum contato ,afinal eles ainda eram sanguessugas nojentos e sem intimidades é bem melhor.

-Tchau Jacob e boa viajem, não se esqueça de refleti antes de qualquer coisa sobre o que eu te disse.-Alice recomendou.

Dentro do avião...
Como milionário eu tive que ir à primeira classe não que eu me incomodasse com isso mais era o fato da nessie ir na econômica que me deixava inquieto,Alice achou melhor não levantar suspeitas e deixar eu e nessie bem afastados pelo menos no avião, causo contrario no cruzeiro a gente não iria poder nem se ver.

Então digamos que esse era mais um preço a pagar, para ficar o Maximo possível perto dela.

Na primeira classe as coisas eram bem confortáveis, os bancos chegavam a ser melhor do que o colchão que eu dormia sem contar que o espaço era bem mais avantajado para um cara de 2 metros como eu, ao meu lado se encontrava uma loira que de hora em hora retocava seu batom no espelho não que eu me importasse mais depois de algum tempo aquilo começou a me incomodar, principalmente quando ela começou a puxar a saia e me fitar todas as horas, o meu remédio então foi virar a cabeça para o lado e tirar um cochilo pra pensar apenas naquela que realmente me importava a única capaz de me fazer feliz, a minha nessie que estava em algum lugar desse avião sabe se lá com quem.

O sono não demorou nenhum pouco a chegar e com ele a minha nessie a rainha dos meus sonhos também.

-Jake venha aqui olha -Nessie me chamou com as mãozinhas mostrando algo na areia.


Estávamos em La push eu havia levado ela para passear e a escolha de hoje em que estava um dia maravilhoso foi pegar uma prainha.


-É um peixe nessie -Eu disse pra ela sorrido e olhando para o pequeno defunto nadador que havia transpassado as barreiros do mundo aquático para o terrestre,o resultado não havia sido muito bom.


-Disso eu sei né -Ela disse meio ofendida,nessie sempre foi uma garota esperta e odiava quando a tratamos como criança.

-Sabe então vem cá –Eu fui até ela e a levantei girando no ar- Quem é a garota mais inteligente de La Push- Comecei a gritar com Renesmee gargalhando sem parar.


-Não Jake, eu sou a garota mais inteligente do mundo -Ela me corrigiu.


-Não, você é a mais inteligente do planeta, e todos eles -Disse correndo sem parar com ela nas minhas costas.


-Jake me ponha no chão todo mundo ta olhando- Minha pequena disse envergonhada.


-Ta legal madame, vamos estacionar-Brinquei deslizando ela de cima das minhas costas.-E agora pra onde vamos?- Perguntei me virando para fita-lá e na mesma hora senti Renesmee tirar suas mãos do meu rosto.


-Viu Jake eu te amo e sempre vou te amar-Ela sussurrou no meu ouvido e só ai percebi que todo aquele episodio da praia não havia passado de nessie me mostrando suas lembranças de quando era pequena,por que no presente ela estava aqui me fitando com aquele sorriso lindo que iluminava cada vez mais os meus dias.


-Nessie?-A chamei.


-Sim amor-Ela respondeu dengosa com a cabeça no meu pescoço.


-Não me abandona-Pedi sentindo lagrimas caírem pelo meu rosto,nesse as limpou, uma por uma, com suas mãos lindas e delicadas que me causava choques elétricos por todo o corpo.


-Eu nunca vou te abandonar-Ela olhou em meus olhos -Você é meu melhor amigo,como poderia?- Renesmee perguntou confusa, me fazendo estranhar, ’’amigo’’ela disse amigo? Não eu não quero ser seu amigo, meu amor ,eu te amo,Era o que eu queria ter dito,mais fiquei calado,por que? eu mal sabia algo parecia prender a minha boca impedindo qualquer som e reação sair dela.


-Renesmee querida vamos -Aquela mesma voz que tanto me assombrada a chamou,era ele o cara da foto com o mesmo sorriso radiante destinado ao meu amor que correu até ele lhe dando um beijo.


-Vamos sim-Ela responde abraçada a ele- Adeus Jacob- ela partiu.


Renesmee volta,volta pra mim -Comecei a gritar mal ouvindo o som sair pela minha boca e sentindo totalmente preso como cimento endurecido no chão.


-Moço acorda você está bem?-Senti alguém me puxar pela jaqueta me fazendo acordar assustado.

-O que aconteceu? –Perguntei confuso me lembrando apenas da nessie partindo.

-Você sonhou meu querido, calma não fique assim- A moça loira que sentava ao meu lado disse me abraçando.

-Com licença senhora-Pedi meio grosso me direcionado ao banheiro, precisava de um tempo para pensar sem ninguém me importunando aqui era a melhor pedida, já que a primeira opção eu iria descartar.

Entrei em uns dos banheiros que estava vazio e bem confortável, e fui logo lavar o meu rosto seria uma boa pedida pra acordar de vez daquele pesadelo da Renesmee me deixando.

Depois de algum tempo tentando normalizar os temores e as angustias eu resolvi voltar para o meu acento, encontrando novamente a loira que para a minha sorte estava dormindo num sono profundo, ’’menos mal’’pensei comigo mesmo, pelo menos dormindo ela ficaria de boca fechada e me deixava em paz.

Depois de umas horas o vôo finalmente posou em Miami.

Era agora que a jornada começava

Em Miami...
Desembarquei do avião tentando ao Maximo controlar o impulso de procura-lá e segui apressadamente para fora, olhando para todos os lados em busca do meu suposto motorista, correção do Daniel aquele que havia sido contratado sabe se lá como,pela Alice e o Jasper para me levar até o Cruzeiro.

-Senhor Lautner?-Ouvi alguém me chamar e quando me viro encontro um senhor que deveria ter seus 60 anos com terno e gravata e um boné daqueles que todos os motoristas usam, bem não havia duvidas esse era o meu motorista.

-Sim eu mesmo-Respondi um pouco desconfortável, não era fácil ser outra pessoa principalmente um milionário.

-Bem a senhorita Alice me contratou para leva -ló até o cruzeiro alto mar ,queira me acompanhar por favor-Ele pediu educadamente.

Depois pegou as malas e colocou no carro entrando logo em seguida.

-É a primeira vez que vai para o Caribe?-O senhor simpático perguntou dirigindo.

-Não eu já fui outras vezes a trabalho- Respondi calmamente como se aquilo fosse normal, quem diria Jacob black no Caribe eu nunca tinha ido lá nem como humano e nem como lobo.

-Dessa vez venho a descanso?-Ele quis entender.

-Correto- Respondi simplesmente tentando falar o mínimo para não fazer besteiras, ele pareceu entender e tratou logo de se calar e continuar a viajem em silencio até chegar ao cruzeiro Alto Mar

-Prontinho doutor Lautner- Ele disse desligando o carro e saindo para pegar as minhas malas.

Desci logo em seguida me deparando com a maior barco que eu já vi na vida,ta certo eu sei isso é um navio estilo Titanic só espero que não afunde,não que isso me assustasse, por que sei nadar melhor que os peixes e a nessie mais ainda,só não acho que seria legal eu dar um de Leonardo DiCaprio numa hora como essa.

-Boa viagem para senhor, doutor Lautner- O motorista se despediu quando já tinha entregado as malas para os empregados do cruzeiro que as levaram até o meu quarto.

-Obrigado-Disse me dirigindo para dentro do navio um verdadeiro mostro de tão grande.

Uns dos funcionários mais precisamente o que estava com a minhas malas me encaminhou até o meu quarto que era simplesmente enorme e extremante confortável, tinha cama, banheiro, sofá e até uma sacada. Pode?

Depois que conheci todo ele eu resolvi dar uma volta por ai e conhecer o ambiente, mentira eu queria ver a nessie,será que ela já chegou?

1°...2°...3°... Dia no cruzeiro.
O primeiro dia no cruzeiro, foi uns dos mais chatos e angustiantes em minha opinião, isso por que a nessie que estava em um quarto mais a frente que o meu não saiu quase pra nada,eu sabia que ela devia estar pensando na filha e tentei ao Maximo lhe dar liberdade e controlar meus impulsos de entrar em seu quarto,então a minha única opção foi fazer amizade com um cara chamado Williams que era dono de empresas no ramo de moda, Williams andava muito bem vestido mais falava a minha língua se tornando o único que dava para conversar nesse cruzeiro de riquinhos.

-Cara existe coisa melhor do que isso- Ele comentou quando olhava uma loira passar por nós na piscina com um micro biquíni, meio vulgar eu confesso.

-Não-Respondi sem humor não tava nem aí pra as mulheres desse navio, pelo contrario eu às vezes mal as percebia.

-I cara, isso ta me cheirando coração partido, o que foi em? o amor da sua vida ti deu o pé na bunda?-Ele perguntou brincalhão.

-Quase isso- Respondi.

-Ta não quer falar não fala,mais seja o que for é melhor você partir pra outra- Ele me aconselhou- Ta vendo aquela loira ali,ela ta olhando pra você –Ele apontou para um mulher loira que me fitava sem parar com os óculos na boca.

-É eu sei quem é-Comentei.

-Cara ta brincando você já pegou ela- Ele disse animado batendo no meu braço de leve- É mais rápido do que eu esperava.

-Não foi isso, aquela ali só estava ao meu lado no avião- Esclareci tentando tirar a má impressão.

-Poxa cara não se abala não, você pega ela amanhã na festa-Ele propôs.

-Não valeu eu só quero ficar na minha-Respondi e ele levantou umas sobrancelha com cara de poucos amigos.

-Você é Gay?-Ele perguntou serio me fazendo engasgar com o suco de laranja que eu estava tomando, esse cara só podia ser louco ou tava querendo apanhar, Gay?

-Da onde você tirou isso cara eu sou muito homem mais até que você- Esbravejei irritado.

-Calma não precisa ofender também eu só achei você estranho dispensando uma gata daquelas que ta te dando maior mole-Ele explicou.

-Eu já disse quero ficar na minha,sem me envolver com ninguém agora – só com a Renesmee completei mentalmente.

-Ta legal não ta aqui mais quem falou, mais se você não pegar eu pego-Ele ameaçou piscando para a mulher que ainda me comia com os olhos.

-Ela é toda sua-Deixei bem claro.

-Ta mais diz ai,aceita ou não o meu convite de ir a festa amanhã?-Ele perguntou.

-Eu não sei não...

-Cara vamos nos divertir, você afinal de conta ta aqui pra que? - Williams perguntou me fazendo lembrar do que Alice havia falado” Evite ficar caladão saia bastante ou crie o perfil mais caseiro leia alguns livros que eu coloquei na sua mala,converse com os passageiros, paquere mulheres’’com certeza a minha melhor opção era me divertir eu nunca gostei de ler.

-Ta eu aceito- Confirmei.

-Ok a gente se encontra lá então agora se me dá licença eu vou até ali ver qual é da loiraça-Ele disse indo na direção da mulher e eu fui para o meu quarto dormir, de tão cansado que eu estava provavelmente eu ia acordar só amanhã.
                                                             *****
Acordei com o corpo todo dolorido provavelmente por dormir demais, no relógio já era 2 da tarde,como eu disse praticamente tinha morrido e voltado no outro dia de tão cansado,principalmente quando se é um lobo.

Meu segundo dia no cruzeiro foi mais caseiro,pedi um almoço bem reforçado e almocei no quarto mesmo e só sai a noite para ir na tal festa.

Tomei um banho gelado pra acalmar os ânimos e peguei o menu que a Alice havia indicado para mim,e lá estava ele escrito numa caligrafia de dar inveja a qualquer um.

Roupas de festa -e as opção a qual eu optei pela menos chamativa aquela que me deixava mais confortável sem cara de playboy.

E lá fui eu para a tal festa sem o mínimo de humor.

Ao fundo tocava Benny Benassi – Satisfaction e tinha varias mulheres de todos os jeitos, algumas se jogando pra cima dos caras,outras dançando e bebadas sem o minimo de pudor.

Me fazendo se arrepender por tem vindo mais quando estava indo embora o Williams me chamou.

-CARA QUE BOM QUE VENHO -Ele gritou para mim por causa da musica alta.

-É, EU NÃO DISSE QUE VINHA-Respondi sem humor.

-É-Ele gritou novamente visivelmente bêbado- CARA EU TENHO UMA BOMBA PRA TE CONTAR.

-E QUAL SERIA?-Perguntei curioso.

-SABE A LOIRA DO BIQUINE –Ele começou a falar me fazendo revirar os olhos-ELA TA PARADINHA NA SUA E QUER FICAR CONTIGO HOJE.

- Williams eu já disse...-Comecei a dizer mais fui interrompendo por alguém.

-Oi bonitão- alguém sussurrou no ouvido e quando me viro pra olhar,lá estava ela a loira do biquíni.

-Oi - Respondi simplesmente tentando pensar numa maneira de escapar das suas investidas.

-O que acha de nos dois nos divertimos um pouquinho no meu quarto heim?-Ela propôs mordendo minha orelha de leve.

-Olha o meu amigo aqui está bem mais interessado em você...-Comecei a dizer apontando para o Williams que havia sumido.

-Eu sei, mais não quero ele- Ela disse dengosa-Eu quero você, todinho pra mim -Ela apertou meu braço tentando aproximar nossas bocas eu desviei.

-Com licença-Pedi fugindo para a porta morrendo de vontade de sair daqui mais algo me parou, ou melhor alguém.

-Ness- Sussurrei animado ela tinha vindo para festa e estava maravilhosa num vestido curto com mangas azul marinho.

Fui até Renesmee ignorando completamente o chamado da loira logo atrás de mim, mais antes dela me ver alguém entrou na sua frente provavelmente lhe oferecendo uma bebida.

Eu conhecia aquele cara era o Williams ele tava dando em cima da minha nessie na maior cara dura em cima da minha menina que perto dele parecia ser sua filha por que o cara já tinha cara de 40.

- Williams essa aqui já te dona-Falei firme olhando nos olhos da Renesmee que estava assustada com sua ousadia.

-Ta legal, ta legal você gostou dela então fica-Ele se rendeu caindo de bêbado-Por que o importante é pegar todas - Conseguiu dizer com a língua enrolada e saiu de perto.

-Jake que bom que me salvou- Renesmee sussurrou aliviada para mim que ri como um bobo quando ela me chamou pelo apelido da mesma maneira que me chamava quando era pequena.

-Nessie o que venho fazer aqui?- Perguntei curioso, nunca na minha vida,iria passar pela minha cabeça que ela viria numa festa como essa, pra mim nessie aproveitaria a noite no quarto dormindo e não nessa bagunça.

-Eu precisava ti ver-Ela respondeu me deixando sem palavras, ela queria me ver?-Josh ligou novamente no celular que uma funcionário me deu e me deixou falar com a minha filha,Jake ela está muito assustada com medo e tão sozinha- Renesmee começou a chorar eu não resisti e abracei,isso poderia estragar tudo eu sei mais era mais forte que eu.

-Se acalma ness eu estou aqui- Sussurrei no seu ouvido fazendo carinhos em seus cabelos.

-Ah, ai está você gostosão- Alguém disse atrás da gente e eu não preciso nem dizer que eu já sabia que era né?-Quem é essa garota?-Ela perguntou bêbada também olhando nessie com um olhar mortal o que me enfureceu, quem ela pensa que é?

-Não interessa-Respondi curto e grosso e nessie se separou de mim olhando a mulher loira que espumava de raiva.

-Interessa sim, ela pegou o meu homem-Ela esbravejou-Olha aqui queridinha ele é meu, vai procurar outro pra você- Ela gesticulou apontando um dedo pra nessie.

-NÃO APONTA O DEDO PRA ELA VOCÊ ESTÁ ME ENTENDENDO?-Disse com ódio olhando para a loira que se assustou com a minha reação.

-I loira, aceita a derrota você perdeu pra menininha bonitinha ali- Williams disse pra ela com os braços em sua volta com um tom de deboche.

-ME SOLTA SEU CACHORRO-Ela gritou para ele tirando os braços do seu redor e depois olhou para mim -VOCÊ ME PAGA POR ESSA HUMILHAÇÃO EU VOU TE MANCHAR PARA IMPRESA, NINGUÉM REJEITA MICHELLE ROBINSON- Ela ameaçou pisando fundo e saindo logo em seguida.

-Modelos metidas- Williams comentou a vendoela sair e chamar a atenção de todos.

-Jake eu preciso ir tah- Resnesmee disse.

-Não, por que fica nessie ,por favor- Implorei a ela desesperado.

-Eu estou cansada e acho que já nos expomos demais-Ela argumentou se referindo ao escândalo da loira.

-Verdade mais me promete que vai sair amanhã do quarto e me encontrar na piscina- Pedi.

-Eu não sei é arriscado para nos dois ficarmos muito juntos aqui.

-Não nessie,pode parecer um encontro casual e uma conversa inofensiva- Argumentei torcendo para que ela aceitasse.

-Ok amanhã às 3 horas , nos encontramos lá-Ela sorriu e foi embora.

Fiquei por ali na festa apenas alguns minutos e segui para o meu quarto para sonhar com a minha nessie.
                                                           *****
No terceiro dia o meu dia amanheceu ensolarado e feliz por um único motivo, hoje iria ver nessie,ou melhor ia falar com ela,sentir seu cheiro e iria finalmente contar a verdade do imprint e me declarar para ela, eu estava mais que decidido sobre isso.

Tomei um banho relaxante e pus uma bermuda branca com uma camisa sem manga azul que Alice havia me sugerido para ir à piscina e sai do quarto com as mãos suando e muito nervoso como uma adolescente que iria ter o seu primeiro encontro,ta eu sabia que isso passava longe de ser um encontro pelo menos para nessie mais para mim funcionava do mesmo jeito eu iria me declarar para mulher amada.

Cheguei à piscina e avistai Williams se agarrando de um jeito indecente com uma morena na piscina e graças a deus a loira de ontem não estava as vistas, mais Renesmee sim, linda como sempre,num shortinhos florido branco e rosa com um regata branca.

-Oi- Disse me aproximando mais dela que sorriu para mim fazendo minha respiração falhar.

-Oi- Ela respondeu se virando para ver o mar, eu acompanhei.

-É lindo não é?-Comentei olhando para aquela imensidão azul.

-Maravilho-Respondeu.

-Ele ligou de volta-Perguntei preocupado.

-Não,não ligou até agora –Renesmee disse de cabeça baixa, mais pude ver uma lagrima caindo.

-Tudo dará certo- Disse a ela olhando nos olhos.

-Eu tenho fé nisso -Ela confessou sorrindo e limpando as lagrimas em seus olhos.

-Renesmee- Eu a chamei.

-Sim?.

-Você tem medo de nos?-Perguntei.

-Mais que bobagem é lógico que não e se quer saber eu fico verdadeiramente muito feliz pela a minha menina,Seth me parece ser um bom garoto.

-E é-Declarei sincero-Ele a ama muito.

-Eu pude ver isso nos olhos dele,é maravilhoso o amor que ele sente por ela.

-Verdade,Seth a ama de uma maneira especial,pura e verdadeira,Keroline virou a razão de sua existência.

-Os lobos e os vampiros eram inimigos não é?-Ela quis saber.

-Sim nos éramos, na verdade nos existimos para isso pra proteger nossas terras deles mais sementes os maus, e os Cullens não se encaixam nessa categoria.

-Entendo, mais mesmo assim se relacionar com uma espécie que eram os seus inimigos não deveria ser proibido.

-Não quando esse amor é grande demais e ela seja a nossa impressão. -Esclareci.

-Impressão –Nessie balançou a cabeça confusa -O que é isso?.

Chegou a minha hora.

-Quando um lobo tem imprinting com alguém.....é tipo quando você vê a pessoa e tudo muda-Disse olhando nos olhos da ness que não desviou- De repente,não é a gravidade que prende você no planeta,É ela- Continuei falando mais dessa vez fui me aproximando mais ainda dela que estava encostada num canto do navio-Nada mais importa,você faria qualquer coisa, seria qualquer coisa para vê -lá feliz.

-Você já teve um imprinting com alguém?-Renesmee disse tentando disfarçar o seu nervosismo com a minha proximidade cada vez maior.

-Sim- Respondi parando em sua frente sem tirar os olhos dos seus.

-Com que?-Ela sussurrou ofegante.

-Com você- Respondi tomando os seus lábios logo em seguida quase que sem controle de mim mesmo, eu estava agindo por impulso e sabia disso, era errado a beijar aqui aonde poderia estarmos sendo vigiados ou pelo simples fato dela ter marido,mais agora nada mais me importava ela estava nos meus braços movendo seus lábios macios sobre os meus com o mesmo desespero e amor que eu emitia.

Renesmee me amava e disso eu tinha plena certeza.

Pov Darlli.

Na Amanha...
-Darlli,Darlli?- Molli começou a chamar desesperada do lado de fora.

-O que foi Molli?-Perguntei preocupada saindo de dentro de casa e avistando ela o Jay com uma cara nada boa e Erick completamente desolado.

-Uma louca seqüestrou a Keroline hoje e pediu um resgate-Ela jogou tudo aquilo pra cima de mim me deixando atônica.

-O QUE?-Manuel gritou espantado saindo também da casa.

-Isso mesmo minha filha foi levada por uma vampira que pediu um resgate para devolve -lá- Erick começou a dizer.

-Que resgate?- Perguntei como uma pontada no peito, algo que sempre me dava quando alguma coisa ruim ia acontecer.

-Eu- Ele sussurrou de cabeça baixa-Ela quer a mim e só assim devolverá a minha filha.

-Você, como assim ela quer você?-Tentei entender.

-Darlli pelo o que Erick nós disse essa tal vampira tem uma obsessão por ele, que só aumentou mais quando a dispensou, então parece que agora ela resolveu agir e roubar dele a coisa mais preciosa que tem, a filha.

-E quem é essa vampira?-Manuel perguntou entre dentes me assustando um pouco.

-Indira,o nome dela é Indira- Erick respondeu.

-Pessoal temos que agir ta legal,Erick venho nos pedir ajuda e vamos com ele até o Canadá.-Jay pediu.

-Mais é claro que vamos com vocês- Respondi fitando Manuel que acentiu como se estivesse incomodado. -Venham entrem que vamos formular um plano melhor lá dentro- Convidei.

-Também acho –Molli concordou entrando na casa ao lado do Jay e juntamente com Erick que passava as mãos na cabeça de nervosismo.

-Precisamos agir com calma, ela está com a Keroline e mal sabemos do que é capaz- Molli começou.

-Também acho, não podemos arriscar tempos que á pegar de surpresa e só depois que a Kero estiver segura- Disse o Jay.

-Ta mais eu tenho que ir à frente pra não levantar suspeitas-Erick pediu e todos nós acentimos menos Manuel que ainda continuava calado. ’’O que deu nele? por que estava agindo assim a kero é a filha do Erick o seu melhor amigo deveria se importar um pouco mais’’.Pensei comigo mesma.

-Se me dão licença eu preciso sair um pouquinho-Manuel pediu depois de um tempo fazendo todos nós o fitar.

-Como assim sair Manuel pra que?-Disse entre dentes aquela ação dele era totalmente imprópria, sair no meu de uma reunião importe e pra que?

-Não interessa agora me deixa em paz-Ele esbravejou dando as costas pra mim.

Quem ele pensa que é? Pra falar nesse tom comigo, ou melhor, por que ele fez isso, nunca havia me tratado dessa maneira, algo estava errado eu podia sentir e ia descobrir o que era.

-Gente se me dão licença-Pedi educadamente para eles que me olhavam tão assustados quanto eu pela reação do Manuel.


-Alô, oi eu preciso falar rápido me escuta ....-Manuel gesticulava baixinho no telefone.

-Manuel-Eu gritei para ele que desligou o celular na hora-Com quem estava falando?-Perguntei.

-Com um amigo eu iria pedir reforços-Ele tentou explicar.

-Reforços? Não seja estúpido nos já estávamos em número suficiente para derrota-lá- Argumentei e percebi que Manuel fechou as mãos em punho.

-Então tah- Ele disse seco e voltou para dentro de casa.

Oh meu deus o que estava acontecendo por que ele estava me tratando tão mau e com desprezo,cadê o meu Manuel aquele que eu tanto amo,aquele que dediquei a minha vida para segui -ló.

Entrei dentro de casa encontrando o olhar de Molli sobre mim,ela parecia saber que havia acontecido algo, alias Molli sempre sabia e me conhecia muito bem pra saber quando eu estava mal.

-E ai Manuel ta tudo bem? –Jay perguntou desconfiado olhando pra ele.

-Ta sim cara,ta sim- Manuel respondeu simplesmente.”sínico’’.

-Bem então ficamos assim,Erick vai um pouquinho a frente e nós atrás até temos Kero em segurança e a certeza de que tudo não é uma armadilha- Jay repassou o plano,para mim parecia perfeito mais Manuel interferiu.

-E vamos mata -lá se estiver sozinha?-Ele perguntou como se isso realmente importasse, eu não estava nem ai para essa louca, por mim seria um alivio a matar mais parece que ele não compartilhava da mesma opinião, pelo contrario parecia estar bem incomodado com essa hipótese.

-Eu não sei,realmente não sabemos como tudo isso vai terminar não queríamos a matar, mais se foi preciso pra salvar nossa Kero, eu não pensaria duas vezes- Molli respondeu.

-Nem eu- Tratei de deixar bem claro,Manuel me fuzilou com os olhos.

-Então vamos pessoal- Erick pediu impaciente.

-Vamos-Respondemos.

Canadá...A viajem.
Pegamos o Vôo para o Canadá às onze da noite e em quase todo o tempo Manuel se remexia no banco de um modo desconfortável e ia ao banheiro varias vezes e voltava xingando o celular, resmungando que ele estava fora de aérea e tal me deixando com a pulga atrás da orelha. Com quem ele queria falar e não estava conseguindo, com os reforços não podia ser não me sobrava mais nada a supor eu estava de mãos atadas e com o coração doido por dentro.

Para o meu Alivio ou não depois de quinze horas o Avião posou no Canadá.(Gente eu nem sei o quanto daria de verdade kkk vamos inventar então)

-Darlli eu já volto tah- Manuel anunciou calmamente.

-Tah- Respondi simplesmente, não querendo mais brigas eu o amava demais para me prender a esse seu estado estranho, então resolvi suportar e me preocupar com o que realmente importava.

-Darlli o que esta acontecendo com ele?-Molli disse próxima a mim olhando Manuel ir para sabe se lá onde.

-Não sei amiga, ele está assim desde que o Erick chegou-Comentei lembrando-se do que estávamos fazendo horas antes.

Flash back on.
-Amor o que ta fazendo ai, tão quietinha heim?-Manuel me perguntou envolvendo seus braços na minha cintura.


-Eu estou criando um novo quadro- Respondi a ele sorrindo.


-Está maravilhoso, quem é esse gatão?-Ele perguntou sínico olhando o seu alto retrato pintado a mão, como sempre Manuel era minha inspiração, eu respirava ele por todas a partes e nunca amaria outro e disso eu tinha certeza.


-Bom deixa eu ver...ele é alto,forte,loiro,o amor da minha vida e esta agora mesmo beijando o meu pescoço- Disse me virando de frente para ele.


-Por acaso ele é aquele cara que você chama de amor-Ele perguntou sorrindo.


-Sim e é também aquele cara da minha vida,do tipo que eu não viveria sem -Me declarei,Manuel riu mais não disse o mesmo, apenas me beijou como todas as vezes que dizia que o amava, todas as vezes que expressava a ele o quanto era importante pra mim,ele não dizia nada eu nunca ouvi um ‘’eu te amo’’ dos seu lábios e me doía isso.


E esse foi nosso último momento juntos, quando Manuel ainda era ele e não esse homem estúpido e arrogante preocupado com algo que eu não imaginava o que era.

Flash back Off.
-Será que os dois estão brigados ou algo do tipo- Molli argumentou.

-Não ele teria me dito, esse dias mesmo estávamos falando do Erick e ele não parecia nem um pouco aborrecido com a alguma coisa.-Declarei.

-Então eu não faço idéia-Molli disse indo até Jay,Manuel estava vindo com a mesma cara de nervoso como sempre.(nati:o safado do Manuel está nervoso por que não consegue falar com a Indira e avisar tudo a ela...ok...bjs)

-Vamos- Erick nos chamou e os seguimos para fora do aeroporto, daqui pra frente iríamos prosseguir correndo até o ponto de encontro que era no meio da floresta.

Pov (especial Erick)
Canadá....na Floresta
Meus amigos como o imaginado aceitaram me ajudar no resgate a minha filha e partimos logo em seguida para o aeroporto pra pegar o primeiro vôo que só saia às onze da noite para o meu nervosismo.

Assim que embarcamos a agonia tomou conta, a todo tempo pensava na minha filha nas mãos daquela louca,na minha mulher sozinha em casa e sem noticias por que, por mais que eu tentasse o celular aqui dentro estava fora de aérea,dos meus filhos que devia estar assustados com tudo isso,apesar deles serem muito inteligentes o meus moleques eram apenas crianças e já estavam passando por tudo isso,mais tinha certeza que eles seriam fortes e dariam forças pra nessie também, principalmente o Alexandre o mais parecido comigo,ele era o que ficava no comando, quando eu não estava por perto,o meu mine chefe de família.

Depois de quinze longas horas, o avião posou finalmente no Canadá e seguimos o plano assim que chegamos perto do local de encontro, ao qual eu teria que seguir em frente e assegurar a segurança da minha filha antes de qualquer ataque da Indira contra ela.

E assim foi numa parte do caminho fui à frente com o coração na mão, não conseguia afastar de mim o medo de todo esse plano dar errado e da minha filha sair machucada ou pior.

Durante o percurso novamente tentei ligar para nessie,mais ela não atendia me deixa preocupado em dobro,será que ela havia saído? Se for eu não teria a mínima chance de conseguir falar com ela antes do encontro com a Indira por que ness não tinha celular e a única alternativa era o telefone de casa.

Toda a corrida durou em media 2 horas por que o ponto de encontro era muito afastado e quase que inabitável para qualquer humano mais assim que cheguei próximo eu a avistei na margem do rio com os cachos soltos balançando de encontro ao vento junto com seu vestido amarelo ,olhando assim de longe qualquer um poderia confundi – lá com uma linda fada,qualquer um menos eu que sabia que por trás daquela fase de anjo existia uma pessoa má capaz de fazer mal a uma menina indefesa para prejudicar a mim.

-Meu amor você venho -Ele se virou de encontro a mim esboçando um sorriso.

-Cadê a minha filha?-Tentei ser o mais calmo possível mais acho que não resolveu muito por que a minha raiva era eminente.

-Não fala assim comigo- Ela pediu manhosa-Eu te amo de verdade,mais até que ela,a sua mulher.

-Indira você combinou comigo que iria me entregar ela, então AONDE ESTÁ A MINHA FILHA?- Gritei a ultima parte já sem paciência.

-Amor, isso foi só uma desculpa, para você contar a Renesmee,sua filha não está comigo- Ela respondeu calmamente me deixando espantado.Que?

-Pera ai ,você não deve tar falando serio,eu falei com ela no celular COMO A MINHA FILHA NÃO ESTÁ COM VOCÊ- Disse avançando em sua direção e apertando o seu pescoço com o ódio que me consumia,será que aquela doida machucou a minha filha, aonde está ela afinal?.

-Calma Erick, calma ela está com o Josh agora-Ela explicou.

-Josh?- Sussurrei.

Com o Josh? o cara que havia abandonado minha mulher no meio do nada.

-Sim,ele a queria então fizemos um trato-Ela disse.

-Que trato?-Perguntei enfurecido apertando mais ainda o seu pescoço.

-Ele a seqüestrava e depois me emprestava ela para te um motivo de você vir até mim sem que a Renesmee atrapalhasse e depois disso...-Ela hesitou.

-E DEPOIS DISSO?-Gritei.

-E depois disso ele a levaria para o Caribe aonde atrairia Renesmee até ele- Ela declarou me deixando sem chão.

Soltei o pescoço da Indira nervoso com tudo isso,como pude ser tão idiota eu deixei nessie sozinha e agora ela estava indo para uma armadilha e eu estava aqui com essa louca.

-Amor não se preocupe ele não vai fazer nada para ela- Ela respondeu confiante.

-NÃO ME CHAME DE AMOR,VOCÊ COLOCOU TODA A MINHA FAMILIA EM RISCO POR CAUSA DISSO,SUA VAGABUNDA –Esbravejei indo pra cima dela mais antes mesmo de chegar eu senti meu corpo sendo arremessado longe com um baque entre as arvores a vários metros de distancia do local.

Levantei na mesma hora, pronto para atacar o meu inimigo e a surpresa me tocou quando eu vi que era o Manuel que estava rosnado para mim numa posição em defesa dela como se ele quisesse a proteger de mim.

-Manuel o que é isso?- Perguntei assustado com a sua reação.

-VOCÊ NÃO VAI TOCAR NELA ERICK,NÃO COMIGO POR PERTO-Ele ameaçou me olhando enfurecido.

-MANUEL O QUE ESTÁ FAZENDO- Molli gritou.

-Então era isso não é,você tinha outro o tempo todo -Darlli começou a dizer o olhando fixamente com amargura- Você me enganou esse tempo todo,SEU DESGRAÇADO VOCÊ ME TRAIO COM ESSA LOUCA.

-Eu sou muito melhor que você Darlli- Indira comentou abraçando Manuel por trás e lhe depositando um beijo no rosto,na mesma hora Darlli tentou atacar mais foi segurada por Jay que acompanhava tudo com repreensão.

-Você não pode contra nos Manuel,estamos em quatro e podemos acabar com você dois em segundos –Jay ameaçou esperando uma atitude sensata do Manuel.

-EU NÃO VOU DEIXAR VOCÊS MATAREM ELA- Gritou –Eu á amo.

-Manuel será que não vê, ela só pensa no Erick- Molli tentou dizer.

-Não ela só o quer para se vingar-Ele argumentou.

-Você me traiu Manuel,aquele dia me ligou a pedido dela,não é?Justo você o cara que eu considerava o meu melhor amigo -Disse completamente decepcionado.

-Eu nunca menti sobre a nossa amizade Erick,mais agora ela acabou-Ele disse frio.

-Eu não vou sair daqui sem a matar- Darlli esbravejou para Manuel.

-Então eu terei que te matar primeiro,POR QUE NELA VOCÊ NÃO ESCOSTA- Ele respondeu duro a Darlli,que se calou com a sua ameaça.

-Você não pode falar assim com a Darlli ela sempre te amou -Molli esclareceu- Indira não te ama seu estúpido, ela só está se escondendo atrás de você.

-NÃO IMPORTA,EU Á AMO E NÃO VOU DEIXAR VOCÊS A MATAREM-Ele respondeu convicto.

-Indira?-Darlli chamou a atenção dela calmamente- Você vai aceitar tudo isso calada, não é o Erick que quês?Então por que se esconde atrás do Manuel.

-Erick me rejeitou para ficar com aquela mostra -Ela respondeu a Darlli e depois se virou para mim- Eu só espero que Josh acabe com as duas sem dó e nem piedade.

-SUA VAGABUNDA -Corri em direção dela pronta para atacar e Manuel se pois a frente tentando acertar um golpe em mim,mais dessa vez eu me esquivei lhe dando o soco logo em seguida para continuar na minha real intenção pegar Indira,ela ia pagar por tudo que fez e iria morrer pelas minha mãos,mais Manuel na hora me segurou por trás apertado o meu pescoço com força e depois senti ele sendo arremessado.

Olhei para trás e encontrei Jay, em posição de ataque rosnado para Manuel que avançou sobre nos mais uma vez, mais parou no meio olhando Darlli e Indira lutando,e é claro que Darlli estava em vantagem apertando seu pescoço com sua força anormal,na mesma hora Manuel correu em sua direção mais eu o detive o agarrando por trás e ouvindo um estrondoso som como algo metálico partindo.

-NÃO- Manuel gritou contra o meu aperto e do Jay que agora estava junto a mim o segurando para não avançar em cima de Darlli que havia quebrado Indira ao meio e se preparava pra tacar fogo com um isqueiro na mão.

-Isso é pra você aprender que comigo não se meche-Ela avisou ligando o isqueiro em sua mão e o jogando sem hesitar em cima de Indira que virou uma alta fogueira na mesma hora.

-NÃO, SUA VAGABUNDA DESGRAÇADA-Manuel esbravejou mais uma vez lutando contra o nosso aperto com os olhos fixos em Darlli.

-Manuel para com isso cara, nos não queremos te matar -Jay pediu mais foi inevitável,Manuel completamente transtornado sedento por vingança se soltou e correu na direção de Darlli,minha única opção foi então matá-lo antes que ele a atingisse.

-MANUEL- Darlli gritou se ajoelhando diante do seu corpo sem vida.

-Desculpa Darlli foi a minha única opção- Me expliquei nervoso,afinal eu tinha acabado de matar meu amigo para proteger a mulher que ó amava mais que tudo no mundo.

-Você não teve culpa Erick- Molli declarou- Agora vamos minha querida temos que terminar-Ela disse levantando Darlli do chão.

-Eu não sei se vou conseguir- Ela disse nos braços de Molli.

-Eu posso fazer isso,agora vão indo na frente- Jay se ofereceu para queimar Manuel a única forma verdadeiramente de ó matar pra valer.

Depois daquele dia todos nós voltamos para a Alemanha extremamente abalados com o acontecido,tudo estava tão estranho aquelas Revelações mexeu com a cabeça de todo mundo,mesmo assim a minha hora havia chegado eu precisava parti para ir atrás da minha filha e da minha mulher,rumo ao Caribe.

-Darlli posso entrar-Pedi a ela batendo na porta,desde na nossa chegada Darlli havia se isolado completamente.

-Pode- Ela respondeu e eu entrei indo até a varanda dos fundos aonde ela se encontrava observando um quadro que retratava a tinta o rosto do Manuel.

-Eu já estou partindo minha amiga-Eu declarei.

-Tem certeza que não quer que vamos juntos?- Ela perguntou.

-Dessa vez não,eu tenho que fazer isso sozinho.

-Então vá com Deus meu grande amigo- Ela desejou.

-O que vai fazer agora?-Perguntei preocupado.

-Eu vou parti também-Ela respondeu rindo sem humor.

-Pra onde?-Quis saber.

-Pra qualquer lugar.

-Então adeus- Disse.

-Melhor um até logo-Ela respondeu rindo e eu acompanhei.

-Certo,então um até logo.
                                                       By:natineces

0 comentários:

Postar um comentário

Comente,critique,elogie e de as suas sugestões,mais sem ofensas ok?Que eu sou muito sensível rsrsrs.

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados