Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

capítulo 8-Minha Obsessão

Pov de Indira.
O noivo de Irina.


Eu era uma das mais belas e cobiçadas jovens de antigamente, meus pais eram o rei Abraão e a rainha Ruth donos da Europa, um grande império com uma enorme população e muitos guerreiros.


Minha vida era um verdadeiro conto de fadas sempre tendo o que eu queria e quando precisa se.


Isso até Patrick aparecer,uns dos melhores guerreiros do meu pai, Patrick era jovem,bonito,forte,valente e tudo mais que uma mulher poderia querer em um homem e me encantou me deixando perdidamente apaixonada por ele.


Ainda assim Patrick era um moço honroso que evitava olhar para mim com luxuria e sempre me respeitava muito me deixando mais apaixonada ainda. Eu estava completamente certa do que queria e faria de tudo para conseguir que ele fosse meu mais para isso teria de esperar que minha irmã mais velha como manda a tradição se casa-se primeiro.


E para minha alegria Irina finalmente havia encontrado seu pretendente e hoje mesmo iria apresenta lo para papai.


-Irina deixes de bobagens e me conte logo quem ele é?.-Sussurrei para minha irmã em nossos aposentos.


-Nem pensar Indira vos mi cê só vai saber quando ele chegar. -Ela respondeu.


-Certo,certo mais então vamos descer logo, ates que eu morra de ansiedade. -peguei em seu braço e a puxei para fora do quarto.


-ta mais vais com calma.-ela riu descendo as escadas logo atrás de mim.


Lá embaixo encontramos papai e mamãe em seus receptivos tronos que sorriram em nos ver.


-Então papai ele já chegou?-Irina perguntou.


-sim filha e já estas nos esperando junto ao banquete. -papai respondeu me deixando confusa.


-parece que esse noivo é realmente muito especial para ser convidado ao um banquete com os reis. -sussurrei a mamãe que caminhava ao meu lado graciosamente.


-certamente meu anjo, esse será um casamento de muita estima do seu pai. -ela respondeu.


Enfim chegamos todos até o imenso jardim local aonde seria o banquete e a primeira coisa que vi foi ele, sim Patrick estava aqui mais lindo do que nunca.


- Patrick o que fases aqui?-perguntei sem entender.


-ele é o noivo de sua irmã. -papai respondeu me deixando sem chão.


-Rei. -ele complementou papai se ajoelhando. -Rainha. -beijou a mão de mamãe. -Princesa. -beijou a minha e depois foi à frente de Irina.


-Minha princesa. -ele a beijou na mão delicadamente olhando sempre em seus olhos e de longe podia se ver que ele estava perdidamente apaixonado por ela.


Quer dizer que o noivo de Irina era então meu amado Patrick. Isso não podia estar acontecendo não comigo, ele tinha que ser meu e não dela.


Diante daquilo tive que passar o banquete inteiro me contendo para não gritar aos quatro ventos o que sentia por ele ou até mesmo cair em lagrimas, não eu não podia ser tão fraca pelo menos não agora que eu estava preste a perde lo .E por mais que fosse duro de aceitar os fatos Patrick realmente pediu a mão de Irina e papai como era de se prever aceitou de bom grado visando que nunca um guerreiro seria tão honroso quanto Patrick para futuramente assumir o reinado.


...


Amor Doentio.


Os meses se passaram rapidamente e os preparativos para o casamento da princesa e do melhor guerreiro da Europa já era o assunto mais falado em todo o reino, todos estavam muito felizes com o acontecido, todos menos eu que agora mais do que nunca tinha que agir rapidamente.


Então ordenei a um servo do palácio para ir até Patrick e levar um bilhete meu, dando a entender que fosse de Irina.No bilhete minha irmã estaria marcando com ele um encontro em frente a cachoeira.


Eu sabia que viria e de fato exatamente minutos depois de ter recebido a carta ele já estava a caminho da cachoeira e não demorou muito há chegar ao ponto que eu me encontrava.


-Irina,Irina vos mi cê está ai?.- Patrick perguntou olhando para todos os cantos em busca da minha irmã.


-Ela não vem. -respondi saindo de trás das arvores.


-Indira o que fazes aqui?-ele perguntou assustado. -e por que Irina não venho?


-Não venho por que ela não sabe sobre esse encontro. -disse.


-Como não sabe e o bilhete....


-O bilhete fui eu que escrevi. -disse o interrompendo.


-Vos mi cê?


-Sim eu mesma e fico muito feliz por teres vindo. -sorri.


-o que quês comigo?-perguntou.


Eu simplesmente não respondi nada e apenas me aproximei tomando seus lábios que não emitiram nenhuma reação contra os meus que emanavam amor e desejo.


-Pare-Ele gritou me afastando bruscamente-Eu sou o noivo da sua irmã isso não esta certo Indira.


-Eu sei mais pode ficar se você escolher a mim -Eu implorei.


-Não posso eu o a amo.-Ele respondeu.


-Não, Não ama-Disse chorando- vos mi cê tem que se casar comigo.


-Desculpa mais não a nada e nem ninguém que me separe da Irina.-ele disse se virando de contas e caminhando até seu cavalo me deixando humilhada.


Eu não sabia mais o que dizer e a dor em meu peito só me encaminhava ao desespero.


-Será ?–Gritei juntando o mínimo de dignidade que ainda existia em mim. -E se eu disser a ela que vos mi cê me beijou a força. –Eu o ameaçei.


-Como?. –ele perguntou confuso.


-Isso pode ser fácil ou difícil Patrick a escolha é sua.


-Você não pode fazer isso- Ele disse furioso.


-Posso sim e é exatamente o que vou fazer se vos mi cê não se casar comigo.-disse.-Vos mi cê só tem duas opções Patrick,a primeira é se casar comigo e mesmo assim ainda continuar perto dela ou continuar com esse casamento e se arriscar a nunca mais vê lá depois de eu dizer a ela que vos mi cê me beijou.


-Eu não vou fazer isso. -ele avançou para cima de mim me apertando o pescoço e me fazendo dar alguns passos para trás perto da margem. -Esqueça Indira eu amo a sua irmã que é meiga, doce, delicada e não é essa cobra feita vos mi cê- ele disse enfurecido.


- Patrick me solta- pedi assustada com sua reação e na tentativa de me livrar de seu aperto acabei impulsionando o corpo para trás e sem me dar conta da onde estava me sinto deslizar pela predas e cair na água funda e gelada da cachoeira.


- Patrick, Patrick me ajuda SOCORRO. -Gritei para ele que me olhava do alto da preda.


-SOCORRO, SOCORRO. -Continuei gritando pra que Patrick me ajudasse e tudo que vi foi que ele já havia indo embora.


Não podia ser Patrick iria me deixar morrer, justo eu que o amo tanto. O desespero me tomou e sem forças para subir até a margem ou até mesmo tentar nadar coisa que eu não fazia idéia de como, eu acabei afundando.


Naquele momento ainda consciente de mim cenas de toda a minha vida me passaram na cabeça,vi minha mãe me ensinar a se portar como uma verdadeira princesa e me contar lindas historias,vi meu pai durão, mais muito prestativo me ensinado a cavalgar no meu novo pônei, vi Irina minha única irmã que sempre foi minha segunda mãe e sempre esteve lá nas noites de pesadelo que eu acordava chorando e ela aparecia afogando os meus cabelos e sussurrando baixinho para mim’’vai ficar tudo bem,eu estou com você e vou te proteger de todos os perigos’’ela sempre dizia para me acalmar e as vezes ficava horas e horas ao meu lado na cama até que eu novamente pegasse no sono.


E agora tudo isso estava em jogo,a minha vida estava em jogo por que cada vez mais sentia que estava morrendo.Este então seria meu destino,tudo que sonhei em conquistar estava sendo perdido tudo por um único motivo,tudo por um único homem que amei mais que a mim mesma,tudo por Patrick.


Senti meu corpo sendo levado para lá e pra cá na correnteza e no fim algo bater na minha cabeça fortemente e antes de qualquer dor me atingir eu entrei na plena inconsciência.


.............................................................................................


Nova vida.


Acordei na grande floresta escura e avistei um homem me fitando e antes de qualquer impulso de fuga senti uma forte ardência na garganta e uma louca sede que chegava a queimar para ser saciada mais por incrível que pareça eu não sentia sede de água ou vinho mais queria outra coisa que eu não fazia idéia do que era.


-Deve estar com sede não ta?-o homem perguntou se aproximando de mim com jarra que continha dentro um conteúdo vermelho escuro,que certamente não devia ser vinho pela tonalidade.


-Sim muita- Foi tudo que conseguir dizer depois de sentir o cheiro daquele liquido me atingir e passei então a quere lo com tanto desejo que eu poderia até ter o atacado mais ao perceber que estava apreensiva para tomar dele o jarro o homem me entregou de bom grado e eu mais que depressa sem sequer me importar com o que continha a li tomei o rapidamente sentindo sua textura viscosa porém foi o suficiente para aliviar boa parte da queimação mais apenas parte, por agora mais do que nunca eu queria mais daquele liquido, muito mais.


-Eu me chamo Oliver e a senhorita como se chama?.-perguntou.


-Indira.-Respondi.


-Indira eu sei que parece confusa e isso é normal depois de você ter batido a cabeça e da transformação mais fique tranqüila querida.-Ele disse.


-Transformação?.-Perguntei sem entender.


-Sim,eu te achei na marchem do rio machucada e sangrado muito, preste a morrer e tudo que pude fazer foi te transformar-.Senti um bolo se formar na minha garganta com suas palavras.


-Me transformar em que...?-sussurrei.


-Em uma vampira-.ele respondeu cauteloso.


-não,não isso não pode ser verdade...Vampiros não existem.-gaguejei.


-Existe sim e agora você é uma.


-Não me diga que aquele liquido era...-não conseguir terminar.


-Sim exatamente aquilo era sangue –Ele confirmou minha suspeitas.


Quer dizer que agora eu era uma vampira bebedora de sangue não podia ser como isso foi acontecer.


-Tenha calma Indira eu vou sempre estar aqui-Ele me assegurou.


Depois desse dia Oliver passou a me ensinar a caçar e a me controlar mais,já que no primeiro ano sempre é mais difícil resistir ao desejo de sangue então fomos obrigados a ficar bem longe da cidade para evitar que eu atacasse um inocente sendo que Oliver é uma vampiro vegetariano ou seja só bebe sangue de animais.


Depois que finalmente conseguir controlar meus próprios instintos e não dependia tanto assim de Oliver eu pude finalmente ganhar o mundo e embarcar numa aventura sozinha.Me despedi dele que virou meu melhor e único amigo a quem devo a minha existência e parti.


Fiquei anos e anos sozinha por minha opção já que em todo lugar que ia havia sempre algum vampiro que me queria como companheira mais nem um deles fez minha cabeça então sempre os deixava com água na boca e loucos por mim. - Os anos então se passaram e a solidão me atingiu me forçando a voltar para a companhia de meu amigo que me recebeu de braços abertos.


-Que surpresa Indira finalmente tu resolveste voltar para seu amigo velho aqui.-ele me abraçou.


-Velho?justo você que está eternamente congelado num rosto perfeito.-debochei.


-Você não mudou nada não é-ele disse sorrindo.-mais me conta, trouxe-me alguma novidade?.-Perguntou.


-Nenhuma que mereça ser citada.-falei com desdém.-mais e você tem alguma?.


-Bem eu tenho sim.-ele respondeu sem jeito.


-e qual seria?.-Perguntei curiosa.


-Eu encontrei meu grande amor.-ele respondeu.


-E quem é?.-me fingi de desinteressada mais no fundo estava me corroendo de ciúmes afinal ele era quase um irmão para mim.


-Ela se chama Lizbeth e vive no colégio interno aqui do México....-O interrompi.


-O que? uma humana.-Perguntei incrédula.


-Sim Indira uma humana que em breve será minha esposa.


-Você só pode estar louco?.


-Não estou não,aliais eu nunca tive tanta certeza na minha vida como tenho agora.


-Oliver uma humana é algo fraco e mortal.-tentei argumentar.


-Deixe de bobeiras Indira,eu é que tenho que decidir o que quero ou não para minha vida.-disse magoado.


-Ta legal,mais depois não digas que não avisei.-disse brava por que afinal meu quase irmão estava me trocando por uma humana que mesmo não a conhecendo eu já a odiava.
--------------------------------------------------------
Nova obsessão.


Depois de tudo planejado Oliver finalmente pode seqüestrar do orfanato sua amada Lizbeth que passou a morar conosco até se casar e ficar grávida para nossa total surpresa.


A gravidez foi extremamente delicada e no parto Oliver foi obrigado a transformar Lizbeth logo após ela dar a luz a pequena Sarah.


Sarah foi criada com muito amor e carinho por Oliver e Lizbeth que via nela seu pequeno milagre.Tudo isso estava indo muito bem até sermos atacados por um vampiro que conseguiu matar Oliver e Lizbeth com grande facilidade me dando apenas tempo para eu pegar Sarah e fugir.


Então desde esse dia tive que ser responsável por ela e confesso achava isso detestável,eu nunca gostei de crianças, mais esse seria o meu preço a pagar a meu grande amigo falecido Oliver.


Fiquei com Sarah por algum tempo até receber a visita de Josh um vampiro que mal conhecia que me deu uma grande idéia me convencendo de que o melhor para mim e para Sarah seria eu a deixar aos cuidados dos Cullens o Clã que recentemente havia perdido uma meninha hibria que eu sabia exatamente aonde estava mais isso já não era assunto meu.


Eu aceitei e a deixei próxima a mansão ciente que eles a encontraria rapidamente. Depois fiquei novamente livre para ir atrás dele,o vampiro que matou meu melhor amigo e quando finalmente o achei o que era para ser um acerto de contas se tornou uma terrível obsessão sim por que desde que pus meus olhos nele tudo mudou e agora ao invés de querer matá-lo eu o queria pra mim.E é claro que sabia que seria uma grande traição eu me envolver com ele,mais novamente pela segunda vez eu estava completamente apaixonada e mais que disposta a ficar com alguém custe o que custar.(nati:gente isso pode parecer precipitado mais lembra que os vampiros também se apaixonam assim como Edward se apaixonou por Bella e passou a ser incapaz de ficar longe dela,então Indira senti agora o mesmo por Erick mais digamos que isso se tornou uma obsessão ta aí o motivo do nome do capítulo...bjs)


Segui em direção ao seus rastros e depois de muita procura eu finalmente o achei com uma menina aparentemente de 12 anos que ele protegia como um leão selvagem sem se quer dar uma chance de me aproximar e o mais absurdo é que eu sabia exatamente quem era ela.


Renesmee sim a tal hibria seqüestrada dos Cullens pelo Josh e sua esposa que segunda minhas investigações havia perdido a vida por causa dessa garota e Josh sumido no mundo agora que já não tinha mais motivos para viver abandonando assim Renesmee na floresta.


Mais o que eu não estava entendendo era o por que do Erick estar com ela,seja como for ele passou anos e anos a protegendo me dando assim uma imensa curiosidade de saber o passado dessa garota,quer dizer o verdadeiro passado aquele que só eu sabia qual é,aquele ao qual Josh e sua esposa a muito tempo fizeram questão de roubar para si .


Em Forks lugar aonde morava seus verdadeiros pais eu descobri muita coisa,como por exemplo a grande proximidade dos Cullens com uma espécie inimiga os lobisomens,também descobri muito sobre esse povo que acredita fielmente num tal de imprinting que segundo suas lendas é tão poderoso que tanto o lobo como sua impressão são incapazes de amar um outro alguém e por fim o que mais espantou foi ter descobrindo que Renesmee era o objeto de impressão de uns dos lobos,ou melhor uns dos alfas os chefes da alcatéia,isso não podia ser melhor e mais assustador,uma vampira sendo o motivo da existência de um lobo .


Então depois de ter todas as informações possível eu resolvi voltar disposta a convencer Erick a levar a tal Renesmee de volta para o seio da família,mais o que parecia tão simples se tornou um grande pesadelo para mim por que na viagem de volta eu acabei descobrindo que meus planos nunca seriam possíveis,por que simplesmente a pequena garotinha de 12 anos havia se tornado uma grande mulher de 17 e ainda por cima uma mulher casada com ele,isso mesmo Erick havia se casado com aquela mostrinha berração da natureza nesse momento que fiquei fora.


Nunca uma dor tão forte havia me atingido era uma espécie de ódio,dor,magoa,revolta,desejo de vingança e ciúmes muito ciúmes,sentimentos tão fortes quanto aquele dia na cachoeira ao qual Patrick me largou pra morrer,mais forte por que agora eu sabia que ia sobreviver e estava muito mais poderosa para fazer tudo o que eu queria e bem entendia.


Foi então que resolvi sumir por uns tempos e esquentar a cabeça pra quem sabe lhe dar uma outra oportunidade,vai que de repente ele preferisse a mim ao invés dela,quem sabe esse casamento não passou de um grande equivoco,por que afinal ele nunca me viu já que não ti vi a oportunidade de me aproximar,talvez fosse realmente isso mais só talvez.


Naquela noite encontrei Manuel o paspalho a quem resolvi afogar minhas magoas do tamanho ódio que sentia e ele como previsto ficou totalmente encantado por mim e me faz mil e uma juras de amor,mas assim como todos os outros eu o abandonei no meio da floresta depois de ter o usado.Mesmo assim fui obrigada a entrar em contato novamente por que acabei descobrindo que ele simplesmente se tratava do melhor amigo do meu grande amor,meu Erick .-Então por todo tempo que fiquei fora Manuel fazia questão de me ligar diariamente e eu sempre dava um jeito de tirar as informações que realmente me importava dele,então um dia todos os meus planos mudaram por que fui informada por Manuel sobre a gravidez de Renesmee e o nascimento dos três filhos e algum tempo depois a decisão deles de se mudar para Forks,finalmente a sorte sorria para mim e era hora de parti para reconquista mais dessa vez para ganhar.


Cheguei na Alemanha em dois dias e marquei um encontro com Manuel que ficou muito feliz de me ver.- um perfeito idiota.


-oi amor que saudades-ele disso todo meloso tentando me beijar.Eca


-Quando eles foram?.-Perguntei sem paciência a Manuel


-Em alguns dias.-Ele se aproximou tentando me beijar novamente.Será que ele nunca vai desistir não.


-Mais que droga.-Esbravejei.


-vem cá você me chamou aqui por que queria me ver ou por que queria saber do Erick?-ele perguntou- Por que se for isso eu vou embora agora mesmo- ameaçou.


-Não seja estúpido Manuel tu sabes que Erick me deves algo – Menti.


-Isso foi você quem disse-ele pegou meu queixo me fazendo olhar em seus olhos- mais quem disse que é a verdade?.


-Eu disse e agora pare com isso- Me afastei dele –A questão é se você vai ou não me ajudar?- Perguntei.


-Vou sim mais com uma condição – Ele propos.


-E qual seria?- Perguntei sedutoramente.


-Você terá de ser minha- Ele disse – Por que senão eu não faço o que está me pedindo e volto para minha esposa.


-O que para Darlli –Debochei – Pensa que eu não sei que você não gosta dela e só mantém essa farsa por dor de cotovelo – disse rindo.


-Você se acha muito garota – Ele agarrou meus cabelos.


-Eu não me acho eu sou – Manuel tentou me beijar mais eu o impedi – Primeiro quero que ligue para ele – Peguei seu celular do bolso e coloquei em sua mão.


-Ta legal eu faço – Disse ele em desistência –Mais depois eu quero um beijo seu de tirar o fôlego – Ele propôs e eu só acenti mordendo os lábios sedutoramente.


Manuel discou os números e em questão de segundo Erick atendeu.


‘’Oi Manuel tudo bem’’Ele disso do outro lado da linha.


‘’E aí cara como estão as coisa na nova casa,como está você a Ness e as crianças?’’ Manuel perguntou me deixando irritada.


‘’Melhor impossível ,graças a deus as crianças já se adaptaram e Nessi e eu estamos mais apaixonados do que nunca’’ele respondeu dando risada.


‘’Que bom cara você não sabe como fico feliz’’Falso.


Mais que droga será que o Manuel tinha que enrolar tanto assim? por que ele não vai direto ao ponto.


Fiz sinal já impaciente para que ele andasse logo e ele só assistiu com a cabeça e finalmente entrou num assunto que preste.


‘’Bem Erick eu te liguei para te pedir um grande favor meu amigo’’ele disse.


‘’E qual seria Manuel?aconteceu alguma coisa?’’Erick perguntou preocupado.


‘’Calma Erick eu só preciso conversar e queria que você me encontrasse hoje aqui na floresta’’


‘’Claro,claro eu vou sim é só você me aguardar’’O que um melhor amigo não faria pelo outro não é.


‘’ok então eu estou te esperando’’


‘’ta tchau e até mais’’Ele se despediu.


‘’até’’ Manuel disse finalmente desligando o celular.


-Ah, até que enfim eu cheguei a pensar que ia ter que quebrar esse celular para você desligar logo – Disse enfurecida.


-ta,ta mais agora venha aqui – Ele me puxou pelo braço –Eu acho que a senhorita ta me devendo algo não ta?


-To e vou pagar – sem dar tempo dele disser alguma coisa e louca para acabar com aquilo logo eu aproximei nossas bocas num beijo selvagem e quente.


Depois de ter pagado minha parte do acordo Manuel resolveu que era a hora de ir por que afinal ele não podia nem imaginar em Erick nos pegando juntos ainda mais ele que se paga de melhor amigo.


Depois de duas horas e meia Erick finalmente chegou(nati:duas horas de avião e mais meia hora do tempo que ele levou para chegar na floresta)


- Manuel –Ele chamou –Você ta aí cara?


Eu não me mexi mais Erick não demorou muito para notar meu cheiro e ficou em posição de ataque.


Era hora de parecer e falar tudo o que sinto por ele,algo que esperei durante anos,será que finalmente Erick vai ser meu?


-Quem está aí? – Perguntou – Aparece –Ele gritou.


Respirei fundo e sai detrás das arvores o encarando com um misto de felicidade.


- Tem razão há realmente alguém aqui – disse.


- Quem é você? – Perguntou sério, e eu resolvi ir direto ao ponto sem embolações por que eu não ia resistir muito longe de seus lábios que tanto desejei por esses anos.


-Eu sou a pessoa que te ama com todas as forças – Eu me declarei.


-O que você quer? – Ele perguntou ignorando completamente o que havia dito me deixando muito desconsertada.


-O que eu quero?eu já disse eu quero você –Continuei e fui me aproximando lentamente dele.-Eu te amo Erick,eu te amo.


-Olha aqui garota você deve estar louca eu nem te conheço.


-Você não mais eu sim,aliais eu sei tudo sobre você meu amor e agora olha onde você está – eu sorri - bem aqui na minha frente,como eu esperei por esse momento.


Ele parecia incrédulo com a minha afirmação e se negou a falar.


-Meu nome é Indira – me apresentei a ele que sequer me estendeu a mão.


Engoli em seco e continuei.


-Erick, por favor me escute eu quero uma chance,só uma chance para te provar que posso te fazer mais feliz do que ela – pedi me referindo a Renesmee sua esposa e minha eterna inimiga.


-Me desculpe mais meu coração já tem dona e eu amo muito – Ele disse com um tom de pena o que me deixou extremamente irritada.


-Você não pode preferir ela ao invés de mim,eu sou linda ,perfeita e ela não passa de uma mutação entre duas espécies – Esbravejei.


-Olha como você se refere a minha esposa eu não lhe dei esse direto – Ele apontou o dedo na minha cara.


-Erick me escuta fica comigo,vamos fugir meu amor,ela nunca vai nos encontrar –pedi me ajoelhando aos seus pés.


-Será que você ainda não entendeu que eu amo Renesmee e não vou para lugar algum com você – Ele me levantou bruscamente olhando nos meus olhos com ódio.


-Eu te quero – Aproximei meu rosto ao dele – E eu vou te ter – disse tentando beija ló mais ele se afastou.


- Que parte do ''eu não quero você'' e ''nunca vou te querer'' você não entendeu? –Ele cuspiu as palavras em mim – Agora se me der licença tenho que voltar para minha mulher.


-Você não pode fazer isso – Eu gritei.


-Não só posso mais eu vou.- Ele respondeu a altura.


- Desgraçado você acha que serás feliz para sempre –Retruquei –Pois estás muito enganado tu não eis o destino dela.


-Do que você está falando –Ele esbravejou.


-Do destino que roubaram dela.


-Você estás louca? – Ele perguntou.


-Não,eu não estou louca muito pelo contrario eu sei tudo que fez no seu passado e isso voltará a tona e você não ficará em puni,todas as mortes as famílias perdidas serão cobradas em troca de sua infelicidade.


Ele rosnou mais eu não me detive e continuei por que sabia que de alguma forma eu estava o atingindo.


-O destino dela não é ao seu lado e mesmo que no fim ela te escolha não será você com quem ela vai querer estar e sim o grande lobo o seu verdadeiro amor.


-Ela me ama – Ele rosnou.


-Não até ele entrar no caminho e daí você vai perder pra sempre o coração da mulher que ama.


-Você não sabe o que diz estas eloquecendo e eu não ficarei mais aqui para escutar suas sandices.


-Você vai se arrepender por ter escolhido ela ao invés de mim que sempre te amei –o ameacei mais já era tarde Erick havia partido me deixando desolada e humilhada para trás mais isso não iria ficar assim por que eu ia me vigar e ele não ficaria com ela por que se ele não fosse meu ele não seria de mais ninguém.


A dor de uma segunda rejeição me tomou mais dessa vez seria diferente por que eu sabia exatamente o que iria fazer- e Josh teria de me ajudar,sim por que assim como eu ele também perdeu algo por causa daquela mostrinha.


Tudo o que tinha que fazer é encontra ló e convence lo a se aliar a mim contra ela.


Renesmee charlie Cullen.
                                                      by:natineces
Tema da Indira:
Sky Ferreira - "Obsession"

Woah (x2)


(Verso 1)
Ouça, vou te contar algumas coisas sobre mim
Estou numa situação, não envolve ninguém mais
Somente você e no que pode me benificiar
(Ooh)


Tive uma vida de v*
Agora estou numa situação meio medonha, preciso de você
Não é amor, preciso de algo extra

(Refrão)
Está aqui a minha confissão (Nesse momento 2x)
Não quero que você apenas me ame
Quero ter sua atenção (Nesse momento 2x)
Quero sempre estar em destaque
Quero que você (Me queira)
Quero que você (Precise de mim)
Quero que ouça minha confissão
Quero ser sua obsessão
(Whoa)


(Verso 2)
Fingirei que estou doente pra você nunca me deixar
Posso ser seu vício nas rádios
Eu poderia ser do tipo que você aprecia
(Posso te dar o que você gosta)
Suas conversas sobre o Narcisismo, quer dizer, em Hollywood
Estou me amando, preciso que você se sinta bem (Vamos lá)
Deixe a música dominar


(Refrão)
Aqui está a minha confissão (Nesse momento 2x)
Não quero que você apenas me ame
Quero ter sua atenção (Nesse momento 2x)
Quero sempre estar em destaque


(Refrão)
Quero que você (Me queira)
Quero que você (Precise de mim)
Quero que você
Ouça a minha confissão
Quero ser sua obsessão (2x)


Whoa (3x)
Não há nada de errado com transtornos obsessivo-compulsivos
Desde que seja por mim, desde que seja por mim
Não há nada de errado com transtornos obsessivo-compulsivos
Desde que seja por mim, desde que seja por mim


(Refrão)
Está aqui a minha confissão (Nesse momento 2x)
Não quero que você apenas me ame
Quero ter sua atenção (Nesse momento 2x)
Quero sempre estar em destaque


(Refrão)
Quero que você (Me queira)
Quero que você (Precise de mim)
Quero que você
Ouça minha confissão
Quero ser sua obsessão (3x)
Oooh

0 comentários:

Postar um comentário

Comente,critique,elogie e de as suas sugestões,mais sem ofensas ok?Que eu sou muito sensível rsrsrs.

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados