Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

Capítulo 17-Minha vida pelos meus Amores

POV Nataniel :


Já havíamos Chegado a esta cidade,há três dias,e nada de atitude precipitada,não antes de conhecer o território do inimigo antes. Não que eles fossem os meus inimigos,mas um possuía o objeto que eu necessitava,e eu iria tomá-la para mim.




Não me importava o que teria que fazer,mas hoje ainda os meus planos estariam em pratica.Se aquela criatura tinha o seu herdeiro,por que não eu poderia ter?


Aro estava certo,o bando que viviam em convivência com os sanguessugas de olhos amarelos,não passavam de cachorros vira latas gigantesco,mas se medissem forças com o meu bando,não sobraria nenhuma viva alma para contar do bando deles.


Esses dias que cheguei,foram simplesmente para observa cada passo,cada movimento que teria que fazer,e articular um planos eficaz para poder em mão a minha companheira.




Infelizmente não podemos nos misturar com os humanos daquela cidade,mas eu não podia ficar escondido,sem ver e medir tudo minuciosamente...Usei toda as informações que Aro me deu,e tive a chance de poder ver a minha linda companheira.Sim,ela era linda,infelizmente estava acompanhada do seu cachorro.Mas como eu estava bem de longe eles não perceberam a minha presença...E ao vê-lo o meu desejo de tê-la comigo,me estigou a continuar com tudo o que planejei.




O me bando estava acampando no meio da vasta floresta o longe das montanhas.Longe dos arredores dos cães,e dos sanguessugas dos olhos amarelos.




O sol estava se pondo,quando a voz do meu braço direito,Bautazar me tirou dos meus pensamentos.




_Senhor? O sol está sumindo.Que horas pretendo por em prática o seu plano?_ perguntou ele




_Paciência ...! Falta pouco.E além do mais temos que ficar preparado,e acima de tudo controlados e cautelosos.Pois não podemos deixar tudo a perder.Ainda hoje quero está a caminho de casa com a minha companheira,a mãe de meus herdeiros_ disse


_E assim será. Faremos tudo para que tudo de certo para o senhor. _ disse Bautazar.E não só ele assentiu como também a todos que estava a nossa volta.




_Descansem.Pois daqui a quatro horas seguirão pelo caminho onde esta traçado,e lá aguardem as minhas ordens,e por favor,tenham cuidado para não deixarem seus rastros para os tais transmorfos.E muito menos fazem algum ruído que chamem a atenção a nossa localização._ disse dando as ultimas ordens.




E assim,todos fizeram o que foi dito por mim.




O que faria não era nada difícil...E consegui descobrir a hora em que o tal cachorro que se diz dono de minha companheira não está.E por sorte,ele hoje não estará ao lado dela e de seu filhote,para me impedir de fazer o que quero.Embora ele não é nada para me impedir.




Mas nesse caso só farei algo drástico,casão necessite.Pois minha intenção não é causar nenhum massacre e sim te o trunfo maior e uma força maior para consegui alcançar os meus objetivos...




O plano era simples! Pegaria o filhote de cachorro e o usaria como isca para atrair sua mão.E como uma boa fêmea toda mulher que cuidar de sua cria,e acima de tudo fazer tudo para protegê-la,e nesse caso fazer tudo para manter o seu filhote vido,até mesmo dando a sua em troca do seu filho.


Não que minha intenção seja matar essa criança,pois não quero obter uma maldição por assassinar cruelmente um ser inocente,mesmo sendo filho de um cachorro com a mais linda flor.




O tempo passou ,e estava na hora.Então déia as ordens necessária,e fui fazer a minha parte...Ninguém iria tocá-la a não ser eu mesmo.




È uma estratégia bem eficaz,para intimidar aqueles que ousarem a me impedir..






*****************************************************************************************




POV Renesmee:






Não havia como classificar o tamanho de minha felicidade. Pois agora com o meu filho em meus braços parecia que minha realidade não era aquela,por ver que uma pessoa como eu poderia ter tudo sem algo condicional ao meu redor. Bem,era o bebe mais paparicado por todos,tia Alice todo dia tinha vinha com uma sacola cheias de roupas e brinquedos,e sempre quando eu argumentava ela dizia que ela viu e não resistiu.Acredita que meu lindo bebe de um mês e meio já tinha um Playstation 4 ? Sim,mas quem usava e ainda tinha a cara de pau de colocá-lo no colo e dizer que já estava ensinando a ele? Sim,acertou que disse “ Jacob Black”, vê se pode!




O pior era quando ajuntava tio Emmet e Paul Quil e Seth na minha sala e começava o torneio de que nem vou me atrever a dizer que quem perder iria fazer o que.E ainda por cima de tudo,ele faziam a zona toda com o meu filho vendo tudo aquilo.e o mais engraçado era que danadinho ria com todos os esbravejamentos dos loucos...




Mas no final de tudo,eu me sentia bem em ver todos se dando bem,sem richa de sanguessugas contra lobos.




Mas hoje,se posso dizer eu estava as mil maravilhas,pois o meus dias de resguardo acabou e eu posso voltar a brincar com o meu lindo lobinho.Só espero que ele esteja pronto para um esposa sedenta por ele.




Ele estava agora colocando Bem para dormi antes dele ir para a ronda,pois hoje ele teria que se reunir com a matilha dele e a do Sam,para traçar uma nova rota,pois desde que tia Alice teve aquelas visão de Aro totalmente na dele,ela simplesmente ficou com a pulga atrás da orelha e não só ela ,mas também o meu pai e Rosalie,Jasper e Jack.


Então de uma lado fica tia Alice alerta a tudo e outro lada fica a matilha alerta também.
Ela ainda estava intrigada porque se Aro não estava planejando nada ou decidindo em fazer algo contra nós,ela tinha visões com ele,e fora que ela sempre tinha visões que nas próximas semanas tudo ficaria as escuras em certos pontos da cidade.E isso fez com que toda a matilha de Sam e o Jack ficar a posto caso haja um ouro surto de transformações na reserva...Com isso e com toda a cautela excessiva,se não fosse o meu argumento de dizer que eu posso me cuidar,eu já estaria morando trancafiada com o meu filho e junto com o meu marido na casa dos meu pais e avos .Bom,na verdade o meu argumento é o meu dom,e isso eles não podem dizer que é falho,ou inseguro para mim,E como eu estou bem treinada,para usá-lo a qualquer tipo de circunstancia,eu poderia ficar na minha casa sozinha com o meu filho sem ninguém para dar um de baba comigo.Então...




Eram nove horas da noite quando Jack veio se despedir de mim,e é claro que não ia se só com um beijo,pelo menos não que eu iria me contentar.






Estava no closat enrolada na toalha ,escolhendo um vestido leve para usar,quando mão quente envolve minha cintura ,fazendo minhas costas encostarem num peito musculoso.


Uma voz rouca sussurrou em meu ouvido, fazendo o meu corpo se arrepiar.


_Você assim desse jeito,vai me fazer não querer sair daqui. _ disse Jack




Sorri com suas palavras,e me virei para ficar de frente para ele e encarar os seus olhos.




_Então não vá._ disse colando os meus lábios nos dele.




Sua língua imediatamente invadiu a minha bica a procura da minha,e seus braços me puxaram ainda mais de encontro ao seu corpo,me tirando o ar.O beijo era calmo,mas aos pouco ficavam mais excitados.




Eu queria mais que aquilo,e já podia sentir a sua excitação prensar em meu ventre.Ao sentir o quanto ele estava excitado,um gemido saiu de meu lábios que ainda estavam sendo possuídos pelos lábios dele.




_Nessie..._ ele sussurrou quando nossos lábios se afastaram por um momento.




_ Jack...,eu o quero...humm..._ os meus lábios foram tomados por um beijo,mas que infelizmente foi breve.


_Eu tenho que ir..._ ele se afastou um pouco para me dizer.




_Não...só um pouquinho.Em...? _ pedi mordendo os meus lábios inferiores,fazendo um biquinho que aprendi com tia Alice,e deu resultado.




Jack me pegou no colo e me levou até a nossa cama.Completamente nua,ele retirou a sua bermuda,vindo colocar o seu corpo em cima do meu.


Os nossos lábios se encontraram outra vez,enquanto os seus quadris se encaixavam entre as minhas coxas.Eu podia sentia cada toque,cada pincelada se seu membro em minha entrada,me fazendo gemer de desejo por senti-lo dentro de mim,mas ele não fez,pois seus lábios deixaram os meus e foram traçando uma linha até o meu busto e por fim ,abocanhando o meu seios.Ele chupava com vontade,lambia e mordiscava os meus mamilos,enquanto os seus dedos massageavam meu clitores inchado,enquanto os seus dedos me estimulava.




_Jack...humm...me possua,quero senti-lo agora,por favor..._ gemi implorando que ele fizesse




_Com eu te amo..._sussurrou ele em meu ouvido.




Então ele colocou o seu membro em minha entrada,preenchendo o vazia que havia em mim.Quanto ele todo estava dentro de mim,com leves estocadas ele começou a fazer.u não consegui me conter,eu tinha que morder os meus lábios para não gritar de tanto prazer.Jack me fazia ter vários tipo de sensações quando fazia amor com ele,que chegava a ponte de esquecer quem eu era...As estocada foram aumentado e meus gemidos se tornaram gritos.




_Jack...eu vou...humm...Jack...




_Isso amor,geme o meu nome,e goza pra mim carinho...hum...




Suas palavras foram ordem para mim,pois uma onde de espasmos invadiu cada célula do meu corpo ,fazendo eu chegar ao apce de prazer junto com ele. Ficamos um tempo nos beijando,mas infelizmente tivemos que nos separa,pois ele tinha que se encontrar com a matilha.




E para não arriscar que nos rendêssemos outra vez aos nossos desejos,deixei que ele tomasse seu banho primeiro.Eu coloquei um Rob se seda fina para cobrir a minha nudez,mas para continuar a resistir o desejo de entrar no chuveiro com ele e outra vez...bem,eu fui dar uma olhando no meu lindo filhote,que estava dormindo em seu berço como um anjo.




Fiquei admirando o seu sono,e não percebi Jack entrar no quarto e me envolvendo abraçando pelas costas.




_Temos o filho lindo do mundo. _ comentou ele com um tom orgulhoso na voz.Como também eu podia senti o seu sorriso nos lábios.




Sorri também,e disse...




_Não só lindo,como o bebe mais mimando e paparicado ._ disse




Jack deu sua risada gostosa,e disse mudando de assunto.




_Tenho que ir._ disse ele me fazendo olhar para ele. _ Queria poder ficar mais um pouco e curtir nosso filho,mas se demorar mais um pouco,Leah e Seth vai está daqui a pouco uivando no nosso quintal.




_Eles não iriam uivar,pois se acordarem o bem eu os faria de baba até conseguirem fazê-lo dormi outra vez. _ disse




_Bom ,o Seth não sei,mas Leah essa sim ficaria não só de baba mas ficaria de guardar para ver o Bem parasse de respirar. Kkkk _ brincou ele.


Não tinha como não rir,pois Leah era tão exagerada quanto tia Rose em questão de cuidados com o Bem.E confesso que as duas quando se ajuntavam para para falar sobre cuidados com o bebe,era o mesmo está no infernos,pois eu ficava com dor de ouidos de tantas recomendações.Mas fazer o que? Eu até que gostavam daquelas loucas.


Jack me deu um beijo antes de sair e outro na testa do Bem.Depois que ele saiu fui tomar o meu banho.Não demorei muito,então coloquei um vestido leve e um casaquinho fino,pois a noite estava fria. Então fui até a cozinha comer alguma coisa,mas um barulho me despertou.




O barulho vinha do quarto de Bem,como se algo houvesse caído.Então fui logo ver o que era ,e quando cheguei na porta de seu quarto,um cheiro estranho invadiu as minhas narinas.Não hesite e entrei sem ao menos me importar se havia alguém ali além do meu filho.




A luz do abajur estava aceso,mas acendi a luz para iluminar mais o quarto.Olhei em volta e só vi a janela do quarto aberta,mas eu não me lembrava de ter deixado ela aberta!


Então fui em direção a ela,mas antes de chegar a ela,olhei em direção do berço para ver como o meu bebe estava e se ainda dormia tranqüilo,mas quando os meu olhos caíram no berço. O meu coração falhou.


Senti o meu corpo paralisar por onde eu estava,e não podia acreditar no que eu estava vendo.




O berço estava completamente vazio,e nele só havia um pedaço de papel.Tentei fazer as minhas força voltarem,e caminhar em direção ao berço e ver o que havia escrito naquele papel.




Ao consegui me movimentar,e sentindo as lágrimas rolarem de meus olhos peguei o papel com as minhas mãos tremulas.A minha garganta estava seca,e me sentia engasgada,com uma bola me sufocando.


Abri o papel,e nele estava escrito...


Minha intenção não é machucar o seu filho,mas se quer vê-lo outra vez a salvo faça tudo o que eu mandar,e sem truques. Mas se fizer,não só ele perderá a vida como também todos que se envolveram nesse assunto. Espera que tenha entendendo...


Me encontre ao leste das montanhas em meia hora,lá estarei com o seu filho para fazer a troca. Siga o meu rastro em quanto está fresco.










Ao ler aquelas palavras,eu via que havia uma intenção com essa suposta troca,mas o que eu rira trocar com ele? E ele nem mesmo foi especifico em dizer o que era.


O meu coração já estava desesperado.E seja quem for que estava fazendo isso pagaria caro.Muito caro.


As lágrimas de agonias ainda desciam do meu rosto,então decidi fazer o que no bilhete estava escrito.Iria buscar o meu bebe,e seja quem for que o sequestrou,teria sua cabeça explodida pelo meu poder.A fúria de uma mãe provocada tomava conta de todo o meu ser,e cada célula do meu corpo estava entorpecido pela raiva do maldito que ousa vir se meter com a minha família.




Uma onde de pergunta começou a surgi em minha mente.Será que isso tudo é plano de Aro?Será que ele armou isso tudo,para me ter em sua guarda de soldadinhos assassinos? Mas seria muita idiotice dele se fizesse.Mas o cheiro que estava ali no quarto,não era um cheiro de vampiro.


Voltei a entrar em foco,pois teria que ir onde estava o meu filho.Sem hesitar,pulei a janela correndo em direção onde o cheiro seguia.Era uma mistura de um aroma estranho e desagradável e o cheiro suave do meu bebe.




******************************************************


POV Alice:




Eu já estava de saco cheio de não ver nada.Por esse três dias,eu estava as cegas e não imaginava porque. As visões que tinha com Aro não me levava a nada,pois nem se quer uma vez ele citava o nome dos Culles.


Ele sabei de tudo o que aconteceu aqui,e que Nessie casou com o cachor...com o Jack e teve um bebe dele,e mesmo assim ele não inventou alguma desculpa por desobedecer as regras ou leis e veio nos procurar com sua guarda.Era estranho a sua atitude,até mesmo para ele que ser julgava um líder.


Talvez Emmet estava certo,ele era covarde o suficiente para não se mete com Nessie,depois dela tê-lo colocado em seu lugar,sem deixar ser manipulada.Mas mesmo assim eu sentia que havia algo errado.Mas o que?




Estava aqui olhando Jasper e Emmet jogar xadrez quando um lampejo me veio na cabeça.




“ Nessie estava no quarto do Bem chorando com um papel na mão,e em seguida ela pula janela do quarto do bebe,e sai correndo mata a fora ,as imagens estão um pouco embaçadas,mas tudo que pude ver no fim ela seguindo a leste,e depois eu não há vi mais...”




_Porque ela está correndo ? Onde está o bebe? O Jack? _ Edward já estava ao meu lado me enchendo de perguntas como se eu soubesse. _Eu sei que você não sabe. _ ele respondeu em meus pensamentos com frieza.




_ Eu não sei,mas acho melhor irmos atrás dela.Eu temo que algo ruim pode ter acontecido._ disse já saindo porta fora e correndo em direção a casa de Nessie.




_O que está acontecendo? _ perguntou Emmet segundo a mim,e na verdade todos estavam me seguindo.




_Alice teve uma visão com Nessie.Acho aconteceu algo com ela e com o Bebe._ quem respondeu foi Edward,e ao contar sobre a minha visão todos aceleraram suas corrida.




Em pouco segundos Já estávamos a porta da casa de Nessie. Por ali havia um cheiro muito estranho,e dentro do quarto do Bem estava muito forte. Então se dizer nada,segui em direção onde vi Nessie seguir.




Em pouco tempo já estávamos todo indo em direção ao leste...




_Que cheiro é este? _ Gritava Esme




_Tem cheiro de morte ! _ disse Jasper.




_Eu nunca em toda a minha existência senti algo assim. _ disse Carlisle.






Corriamos com toda velocidade,mas no meio do caminho uma rajada de vento trouxe um cheiro conhecido. Os lobos estavam vindo em nossa direção. E aos pouco cada um foi se posicionando em nosso flanco.




Jack em sua forma lupina estava próximo de Edward.




_ Vocês encontraram o mesmo cheiro,mas em outra direção? _ perguntou Edward ouvindo no pensamento de Jack . _ Sim. Alice teve uma visão com Nessie,e ela saiu correndo por esta direção> Acho que alguém,permanentemente pegou o Bem. Ele não estava lá e o quarto dele estava impreguinado com este cheiro.


Ao citar o nome do Bem,Jack rosnou e uivou em meio a dor e desespero,q suas patas forçaram ao chão numa corrida .




_Não sei se trata dos Volturi. Mas quem sabe ele tem alguém trabalhando por ele nas entrelinhas. – respondeu por ultimo a pergunta de alguém.E rosnados múltiplos foi ecoado em meio a floresta.




A medida que nos aproximávamos o cheiro estranho aumentava,e junto com o cheiro suave do bebe e de Nessie.


Corremos mais um pouco e por fim, avistamos a silhueta de Nessie parada no meio de uma campina.E quando ela nos viu a sua expressão era de pânico misturada com desespero.E ela voltou a olhar em meio a campina,e então olhei em direção por onde ela olhava e vi algo pequeno deitado ao chão.


Céus! Mas era...,era ,o Bem.O que é que...?


Porque ela não ia buscá-lo?O que é que a estava travando?




Uma outra rajada vento ,trouxe a resposta a minha pergunta.Olhei em direção de onde vinha o cheiro,era o mesmo cheiro desagradável e mortal,que sentimos.Meu olhos se fossem humanos não veria o que eles agora estavam vendo.




_Meu Deus! O que é isso? _ murmurou Edward




Uma criatura saia por entre as árvores,Não! Não era só uma e sim outro,vários .Mas o que era aquilo? Que tipo de monstros eram aqueles?




***************************************************************




POV Renesmee:






Eu não me importava o que iria encontrar,os meus pulmões não necessitavam de ar,pois eu precisava que eles funcionassem sem ter que depender do ar. Toda raiva ,toda fúria,todo o desejo de acabar com o miserável que roubou o meu bebe,a troco não sei de que,era maior do que o meu cansaço.




Quando cheguei ao local que era para eu está,antes mesmo já podia sentir o cheiro do meu bebe,misturado com aquela catinga nauseante que havia seqüestrado meu filho.




Quando o meu corpo atravessou por entre as arvores,pude ver o meu filho deitado no meio daquela campina ,enrolado na sua mantinha na qual ele dormiu embrulhado.Nessa hora ao vê-lo o meu peito se encheu de emoção por ver ele a salvo,e meu olhos começaram a cair as lágrimas que ainda estavam contidas.


Não hesitei e fui em direção a ele,mas acabei travando os meus pés ao ver uma criatura medonha se aproximar.




Meu Deus do céu! Que criatura ela aquela? Uns grunhidos bestiais ecoavam por entre as arvores,e isso significava que ele não estava só.




Mas o que é que estava acontecendo? O que era aquilo e porque tinha que pegar o meu bebe?




Não podia dizer que era semelhantes aos lobos,porem pareciam lobos,mas andavam sob suas patas,e eram repulsivos. E seus olhos era de uma fera pronta para atacar.


Então mesmo assustada querendo ir até o meu filho e pegá-lo,e protegê-lo de tudo aquilo.Entendei como se estivesse lendo aquele bilhete,pois algum passo em falso tudo estaria perdido.




Pude ver os olhos de cada criatura nitidamente por trás das arvores,e nessa hora o meu coração vacilou. Não! Isso não podia está acontecendo.




Tudo o que eu sabia,era se existia uma forma de salvar o meu filho,eu faria.Pois como o bilhete dizia,eu teria que fazer uma troca,seja qual for essa troca eu faria.E o meu bebe sairia vivo.




A criatura voltou por entre as arvores,e nessa hora eu escutei passos se aproximarem,e cheiros conhecidos vindo em minha direção.






Céus não podia ser.Minha família não.A matilha.Jack. Não....




Agonia estava dominando cada célula do meu corpo,misturado com o desespero.Quando olhei em direção de toda a minha família e irmãos .Tudo dentro de mim desabou,pois agora não era só a vida do meu filho que eu temia,e sim a dos meus amores.


E se tivesse que dar a minha vida por eles eu daria.Voltei a olhar em direção onde estavam as criaturas,pois eu teria que achar uma forma de acabar com eles primeiro,antes de me render a que seja o que querem.


Concentrei todo o meu dom em cada ser que estava por entra aquelas arvores.Mas der repente a sombra de esperança,de um fio se tornou um nada.Pois não podia ser!


Eu não conseguia manipular nenhuma daquelas mentes,e muito menos fazer algo como eu poderia fazer com qualquer humanos.Mas que porra de criaturas são essa?


Mas uma coisa eu sabia,era que podia destruir algumas cabeças,e assim faria se precisasse. Mas antes eu teria que tirar o meu filho e minha família e amigos e ao meu marido que rosnava em direção as arvores.




_Não se aproximem! São muitos. _ disse gritando para todos se afastarem.Mas Jack em sua forma lupina não me escutou,como também o meu pai e os outros.


Será que eles estavam loucos?Não importa,tudo que sei era que eles tinham que saírem daqui.
_Não vamos deixar você só? _ disse minha mãe.




Olhei para ela e cada face que podia e disse...




_Você não entendem. São muitos.Mas do que todos juntos._ disse




_Não importa,se tivermos que lutar lutaremos_ disse tio Emmet com um tom de excitação na voz.E pelo visto essa situação estava virando diversão para ele.




_Por favor pela ultima vez .Vão embora...Não se garantam no meu dom,pois essa criaturas não podem se dominadas totalmente pelo meu dom.Eu posso destruir algumas cabeça,mas terei que me esforça.E não quero que ninguém morra. _ disse desesperada.




_Céus! São filhos da lua.Como podem existir uma bando como estes?_ murmurou o meu pai.




_Filhos da lua?Mas como...? _ disse Jasper




_Tem certeza Edward? _ perguntou Carlisle




_Sim,e confesso que não consigo ler as suas mentes,mas Nessie tem razão.São muitos.- respondeu o meu pai.




_Por Deus! O bebe está ali no meio do fogo cruzado.Temos que tirar ele de lá. _ exclamou aos berros tia Rosalie.


Nessa hora ela foi em direção,mas eu a impedi.Umas das criaturas saiu de trás das arvores e rosnou ao ver que Rose se aproximou.E isso me deu a certeza de que precisava.Se existia alguém que poderia fazer algo era eu.




_Mas o que...? _ esbravejou ela




_Ninguém se aproxime. Se fizerem ,ele vai matar o Bem.E até quem se aproximar_ exclamei.




_Mas não podemos ficar parados. _ rebateu tia Rose tentando se desvencilhar.




_E farão. Mas quem vai fazer agora sou eu. _ disse




Uma idéia se formou em minha mente,mas quem estaria no fogo cruzado seria eu.Mas não me importava se o que acontecesse,pois eu queria todos vivos.


Ao escutar os meus pensamentos,meu pai exclamou.


_Nem pense nisso.Todos estamos juntos e vamos....




_ Pai. Confia em mim._ fui firme em minhas palavras,mas eu sabia que ninguém se renderia e fugiriam me deixando a mercê. Mas era só eu me concentra em quem se aproximasse quando fosse pegar Bem,e depois enquanto levavam ele para longe eu destruiria cada cabeça daquelas aberrações,e sairia da linha de frente seguindo com os outros.




Vendo a minha estratégia,ela mudou a sua postura.Mas ainda mostrava hesitante.




_ Acho que isso daria certo?_ perguntou ele.




_Sim.Pois só devemos ser rápidos.No caso como o Jack esta na forma de lobo,ele deveria fica mas a frente dos outro ,e quando eu me aproximar o senhor logo atrás de mim,pega o Bem e sai correndo com os outros e quanto a mim,usarei o meu dom,e seguirei atrás de vocês.Eu treinei e consigo fazer isso tomando uma distancia,só tenho que me concentrar. _ disse,porem mentindo.Mas evitei pensar .




Papai assentiu . e disse




_Certo. Jack nos flanqueia logo atrás e eu seguirei Nessie.E os outros fiquem a posto quando eu estiver voltando.Não pensem e não façam nada.Só corram.




_Com?Fugir?_ resmungou Emmet,e alguns lobos rosnaram em apoio ao o que ele falou.




_Escutem aqui! Deixem de valentia,e ninguém aqui vai virar menos macho porque não ficou para morrer.E se meu pai diz para todos correrem e para fazer.Pois eu usarei o meu dom a toda.E quem ousar a dar uma de valentão terá a sua cabeça explodida junto com aqueles seres.E acho que ninguém quer isso.Eles são demônios e terei que me concentrar.E essa é a única forma de salvar Bem e a todos. Você terão que colaborar comigo,e assim que estiverem distante eu estarei já com vocês. O que farei vai ser muito difícil ,então facilita para mim. _ disse entre dentes,e todos viram o que falei tinha lógica,então continuei. _ Então todos atento,e corram,corram sem olhar para trás.




Então ao terminar de falar,escuto o gemidos de dor de Jack.Ele não gostava de me deixar desprotegida,mas as circunstancias exigia.




Me aproximei dele e segurei a sua face lupina me concentrando em seu olhos profundos e negros.




_Não se preocupe.Tudo dará certo.Faça o que disse,e cuide do nosso filho._ disse




Seus olhos por um instante mostrou uma confusão na minha ultima frase.Mas não me deixei entregar por ela. Me aproximei de seu fucinho e o beijei.Nesse momento escutei um urro em protesto vindo entre as arvores,como se o meu ato fosse reprovado por um deles.




Então olhei para o meu pai.Assentindo para me segui.


Assim fez,com a agilidade inumana corri até meu filha,mas ao invés de pegá-lo,eu passei por ele,e por sua vez o meu pai logo atrás de mim o pegou seguindo em direção a nossa família que já estava sumindo pelo outro lado da floresta.


As coisas foram tão rápidas que não tive tempo de pensar.Mas uma coisa eu sabia,pois tive que mentir,e convencer a todos a fugir.E a única verdade era que se eu fosse usar o meu dom, quem estivesse naquela circunférica campina iria morrer.


Cada monstro que se escondia por dentro da florestas passaram por entre as arvores vindo em minha direção.,mas suas intenções era ir atrás de todos quer fugirem,mas eu não iria permitir.E mesmo que não conseguisse atruísidar aquelas criaturas,algumas morrreriam.


E foi o que aconteceu,cada um que se aproximaram a frente,teve as suas cabeças explodidas em plena corrida.Mas a maioria estava vivos e vindo em minha direção.


Ali eu era o único alvo,que deveria morrer.Eu não sabia o que eles queria,e o que ele queria em troca pelo meu filho,mas quanto a que seja,tudo o que poderia trocar era a minha vida pelos meus amores,tanto o meu filho,quanto ao meu Jacob,e a todos da minha família e a matilha.




Mesmos alguns tropeçando em meio aos corpos que agora se degradavam para humanos,ele vinham em minha direção.A minha mente por estas me esforçando tanto em dilacerar cada ser Lycan a minha frente,estava me deixando a enfraquecer.


Os meus olhos estavam perdendo o foco...Até que senti que não tinha mais forças para continuas usando o meu poder.




E essa era a hora.A hora em que eu me sentiria satisfeita por ter conseguido ter salvo a todos,e não me importava se agora estava um passo de morrer.Pois digo que não me arrependo,e faria mil vezes se pudesse,mas não poderei mais.




Dentro de mim eu sentia uma esperança na qual não pertencia,pois eu sabia que não era minha e sim do meu amor.Do meu Jack.




“Sinto muito meu amor! Sinto muito por não poder cumprir o que te prometi.Sinto muito por não poder esta ao seu lado e ver o nosso filho crescer,e e lhes dar outros.Pois saiba que se poderia eu já estaria em seu alcance,mas a única coisa que não quero que se esqueça é o quanto eu amo você e ao nosso filho.Te amo Jacob Black,Te amo meu lobo.”




Com essas palavras dentro de mim,sussurrei com se ele nesse momento estivesse as escutando.E eu sei que ele as ouviu.pois já sinto os seus sentimentos em reações a ela,pois somos com um todo.E esse todo será eterno.


Não podia ver mais nada,e só a única coisa que consegui enxergar,foram os dentes de uma besta pronta para abocanhar a minha cabeça.


E com o cheiro daquele hálito mortal,a escuridão me tomou.e só o que consegui escutar foi o ultimo som da linda voz do meu amor...


“ NESSIE ...!”
Se posso dizer que se é próximo ao paraíso é escutar a voz do seu amado,Posso dizer que morri feliz...E por assim não mais existi. ADEUS MEU AMADO.
                            **BY:Lu Fanfics**

0 comentários:

Postar um comentário

Comente,critique,elogie e de as suas sugestões,mais sem ofensas ok?Que eu sou muito sensível rsrsrs.

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados