Natiele Lopes. Tecnologia do Blogger.

capítulo 15- Felicidade sem medida

Aviso:algumas partes foram cortadas devido a serem muito Hot.
Pov Seth:
Eu não sabia o que fazer,Anne agora tinha horror de mim e pra piorar ela me achava um monstro. Jack tentava me acalmar dizendo que tudo iria dar certo,mas como? Se ela não me quisesse eu teria que aceitar,mas agora eu não vejo a minha vida sem a minha Anne.

Eu achava que eu era uma causa perdida igual a Leah,mas quando eu vi os seu lindo olhos me fitarem pela primeira vez ,foi como se nada em volta existisse,e só existia ela.

E agora como ironia eu a perdi.


_Cara...para de se lamentar.A Nessie está com ela.E ela vai resolver tudo.E tudo vai dar certo._ disse Jack pela milésima vez desde o caminha até sua casa.

Por sorte nem Billy e nem Rachel estavam.Pois não estava afim de encarar o meu fracasso com os outros.


Não respondi a Jack .E ficamos em silencio até escutar um som deu uma carro se aproximar.

Como a aporta da frente da casa estava aberta,um vento soprou trazendo para dentro de casa um amora tão conhecido para mim. Era ela! Nessie conseguiu convencê-la.Mas será que ela vai querer que eu me aproxime?

Não iria arriscar,pois se eu visse ela outra vez com aquela expressão de horror e medo,eu não iria suportar. Então Jack se levantou indo até a varanda,em quanto eu continuei sentado,pois não queria ver e sentir outra vez a rejeição de Anne a mim.


Me concentrei no som da TV ,escutei leves passo chegarem até a mim.Seu aroma inebriou todo o redor,mas fui tirando do meu transe por sua voz suave.

_Seth? _ sussurrou ela.


Eu a olhei com hesitação,e encontrei o seu olhar arrependido.Céus! será que ela estava arrependida de ter ficado comigo?Mas como eu não falei nada ,ela continuou a falar.


_Me perdoe? – ela sussurrava como se esperasse que eu a xingasse.


Eu não entendi o porque de perdoá-la,mas ai eu me lembrei do porque.Mas não importava ,pois seja que ela fizesse eu sempre a perdoaria.


_Anne eu te amo.E não quero que tenha medo de mim.Se você não me quer ,eu vou te respeitar._ disse

Ela me olhou como se não entendesse o que eu queria dizer,mas do nada ela mudou sua expressão que parecia entender agora.Então ela se jogou ao meu colo,me abarcando com força.


_Seth,não. Eu o quero sim.Eu te amo.Eu não sei porque e como eu já te amo,mas amor e muito.E quero você sempre perto de mim.Me perdoa se fui estúpida,mas eu sou uma ser humana fraca e covarde.E se você me perdoa,eu prometo que não vou ser mais fraca e sim forte para ser dignar de está ao seu lado...

Eu não deixei ela terminar de falar,pois eu colei os meus lábios no dela.Ela correspondeu o meu beijos e foi o mais apaixonante que eu já senti em toda a minha existência.Mesmo não querendo me afastei uma pouco de seus lábios e sussurrei para ela.


_Você é e sempre será digna a mim.Nunca se esqueça disso._ ela assentiu e voltamos a colar nossos lábios.Foi um beijo calmo e tranquilo,e nossas língua dançavam num ritmo tranqüilo.Mas formos interrompido por uma casal xereta que acabara de entrar.


_Ran,ran... da pra parar o agarramento ai,pois aqui é uma casa de família._ disse Jack num tom brincalhão.

Tanto Anne e eu rimos da brincadeira.


_Vejo que fizeram as pazes!_ comentou Nessie num tom brincalhão.


_Sempre._ disse Anne voltando a me dar um selinho.


Depois dali ficamos conversando sobre tudo.Anne quis saber sobre tudo ,das coisas de lobo ...E tanto eu quanto o Jack conversamos e contamos tudo que podíamos.

Depois daquele dia tanto Anne quanto eu estávamos muito mais unido. Então como eu tinha muita certeza por ela e ela por mim.Ela marcou um jantar com os seus pais para me apresentar a ela.Bom ,o pai de Anne não foi muito com a minha cara,mas a mãe dela ,como posso dizer,acho que ganhei uma aliada,e fora o, irmãozinho dela ,que o moleque deu uma trégua quando eu disse que eu tinha uma coleção do game Residente Evril.O moleque pirou.Então ganhei dois aliados.

Agora tudo o que tenho certeza é que Já tenho o meu final feliz.
*****************************************************

Pov Anne:


Depois do mico que paguei chamando o meu Seth de monstro,por um milagre ele me perdoou. É quer saber?Graças a deus que foi assim.

E a cada dia que passava eu estava mais o amando.E tinha certeza que ele realmente a minha alma gemia. E o pior era quem nem acreditava nisso,mas com o que ele me contou sobre esse tal imprinting,era algo muito além de ser ou ter uma alma gemia.


Mas com os dias que passaram ,o casamento da minha amiga que aconteceu.Todos estávamos felizes.Mas agora depois que apresentei Seth aos meus pais,veio uma coisa complicada...Bem,não tão complicada,pois ultimamente tudo entre Seth e eu esta pegando fogo.Se é que me entende...


Eu sempre foi avoada,mas ainda sim virgem.Mas agora eu acho quer isso vai mudar.

Toia vês que estou com ele,as coisa ficam intensas,e posso dizer que eu sempre quero.Mas Seth sempre para e não continua,dizendo que não tem que ser de qualquer maneira.E eu sempre digo:com você sempre vai ser perfeito,mesmo estamos sentados numa cadeira.


È,eu sei que saiu pervertido,mas fazer o que.


Hoje marcamos de sair para ir ao cinema,pra ver algum filme e depois jantar.Mas eu sei que depois ele me levaria para ver as estrelas na praia.Bom quando falo ver estrelas é ver estrelas mesmo.Mas se depender de mim hoje seria diferente. Ah se vai!


Como havíamos combinado ele veio me pegar.E como era sábado eu podia chegar até a uma hora da manhã.E como Seth era sempre pontual,minha mãe deixava sem até duas horas.Meu pai ficava uma arara,mas mamãe sempre dizia que Seth sempre seguia as regras e ele não era um moleque qualquer.E se meu pai ficasse sempre daquele jeito poderia espantar o bom partido que seth era para mim.Era claro que papai até curtia essa idéia,mas no final ele tinha que dar o braço a torcer.mas mal sabe ele que seja o que for ele fizesse para me separar do meu Seth,ele não iria conseguir.


Como combinado,fomos ver um filme e depois jantamos,e no final fomos para a praia. A noite estava tranqüila e quente.A brisa do mar era refrescante.


Andamos um pouco até chegarmos uma parte onde se podia contemplar a lua que estava cheia.Mas eu não queria ficar olhando a lua,então me virei de frente a ele,e sentei em seu colo,depositando os meus lábios nos dele.Por sorte ele não me afastou,e ficamos assim por um tempo nos beijando calmamente,até nossos beijos começaram a se intensificarem.


POV Renesmee:


Eu já estava de sete meses para oito.E parecia que eu estava já de nove meses...Carlisle dizia que eu não iria completar os nove meses já que o meu marido lindo é um lobo.Mas ele mesmo confessou que estava surpreso por eu está chegando aos oito meses.

Mas nesse período,eu jamais e em sua circunstancias fico sozinha,pois eu corro o risco de entra em trabalho de parto a qualquer hora.


Jack não me deixa nenhum segundo sozinha,e quando o boca grande do meu avô falou que eu poderia ter a criança em cinco meses,foi ai que tudo virou um inferno,quer dizer,o meu inferno. Pois Jack só ia trabalhar quando alguém da minha família chegasse para ficar comigo,e depois de quem ficasse prometer umas mil vezes se eu parasse de respirar,era para ligar para ele que ele viria correndo.
E bom,nem falo dos outros...E acredite se quiser ,pois até Leah vinha aqui em casa para fazer fachinha dizendo que ela queria ajuda para eu não fazer esforço.Pois uma Beta tinha que ajudar a companheira de eu alfa.Credo!Isso saiu meio lésbico.Mas tinha que aceitar.


Mas ai tanto minha mãe quanto tia Rosalei e Tia Alice disseram para eu ficar La na mansão enquanto Jack estava no trabalho. Isso quando já inventaram d’eu ficar lá até bebe nascer.Mas essa foi a hora d’eu protestar,pois até o louco do meu marido queria aceitar,mas no caso ele ficaria ali também comigo.

Obvio que não aceitei,pois eu era uma jovem casada,e não queria me privar da minha próprias intimidades.E não era porque eu estava de barriga que significava que eu tinha que ficar sem meu play grawnd.


O meu pai quando viu estes pensamentos até me repreendeu,mas ai eu disse pêra ele parar se não ele veria coisa que ele não queria na minha mente.Então ele apoiou.


Hoje como toda manhã me levantei calmamente e fui tomar um banho .Quando sai do banho me deparo com uma linda imagem dos deuses deitado na minha cama.E completamente nu.

Há se eu ia me privar disso toda a manhã por causa da palhaçada d’eu na poder ficar sozinha!


Então,lentamente fui até ele ,e lha acordando com um beijo em suas costas.


_Bom dia dorminhoco.Ta na hora de acordar._ sussurrei em sua orelha e roçando os meus lábios.

Escutei o seu sorriso,e logo ele se virou para mim,mostrando outra imagem que me fez esquecer de onde eu estava.Mordi os lábio o olhando com malicia.


_Não me olha assim,se não eu te agarro._ disse ele com sua voz rouca,me fazendo gemer por escutá-la.

O pior,era que eu tinha que me controlar,pois,não seu porque eu hoje não estava bem.Pois acordei com uma pontadas lá embaixo...Credo!



_ Bem,eu poderia dizer...O que está esperando,mas acho que alguém está atrasado._ disse já me levantado da cama.


_Pra que me serve ser o sócio?_ disse ele vindo em minha direção.

ficamos um pouco namorando,mas tivemos que nos levantar...Antes que eu chegasse até o banheiro uma pontada mais forte me fez ficar sem ar.E de repente ago estourou.Bem a minha bolsa estourou,pois havia uma enorme poça de água ao meu pé. Significado?Estava entrando em trabalho de parto.


_Nessie...Porque está demorando a vir meu amor? _ perguntado Jack vindo ver porque eu estava demorando a entrar no banheiro.


Eu olhei para ele calmamente e disse...

_Amor,a minha bolsa estourou._ disse


Ele me olhou incrédulo e disse.


_Que bolsa? Cade a bolsa? _ ele perguntou olhando para os lados.Então eu logo disse.


_Não é esse tipo de bolsa.Eu to falando que estou entrando em trabalho de parto. _ disse


Nessa hora ,ele arregalou os olhos e explodiu toda a sua emoção.Bem ,não sei se era emoção.


_Droga Nessie! Eu sabia que ia te machucar.Ta doendo? Te machuquei a onde? _ ele me tocava como se procurasse uma machucado.


_Jack para!Eu não estou machucada,Eu só vou ter o bebe._ disse


_Te machuquei sim,pois se eu não tivesse feito amor com você ,você estaria bem..._ ele disse aflito.


_Jack por favor para de chilique.Primeiro vamos tomar um banho e depois vamos pegar as minhas coisas e a do bebe.E no caminho eu ligo para Carlisle ,e aviso que já estou chegando._ disse

E assim tentei fazer tudo com calma,mas com um marido piro do que eu que iria dar a luz,ele parecia em estado de desespero.Acho que vou ter que pedir ao Carlisle para lhe dar um sossega leão.

No caminho Jack não sabia se andava rápido ou se andava lento com o carro.Mas por fim chagamos na mansão,pois o meu avô já tinah tudo preparado lá para o meu parto,já que seu eu fosse Dara a luz num hospital como uma humana qualquer,isso chamaria muito a atenção já que eu estava a poucos meses de gravidez e teria uma criança pré matura e com a aparência de nove meses certinho.


A dor já estava a toda ,e quanto isso todos ficavam tagarelando a minha volta.


_DÁ PRA VOCÊS PARAREM DE FALR? EU ESTOU PARINDO E COM UMA DOR DESGRAÇADA DOS INFERNOS.ENTÃO CALEM A BOCA. AHHHHHHH! _ foi o que consegui falar antes de começar a gritar com mais uma contração.


_POR FAVOR ALGUÉM ME DE UM REMEDIO OU QUEBREM UMA GARRAFA NA MINHA....AHHHHHHHHHHH,ALGUÉM ME FAZ DESMAIAR.AHHHHHH _ eu já estava num estado critico,daí me vem o meu marido que parecia que iria parir em meu lugar.e o pior era que eu passo a vez se fosse possível.


_Amor respira assim. Erf,erf,erf._ ele fazia aquela respiração igual,a cachorrinho que as mulheres fazem para respirar na hora do parto.E isso me irritou muito.


_Que Mané eu vou respirar assim.Vai pro diabo que te carregue! Isso aqui é sua culpa! Porque você não usou camisinha seu idiota. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh !


_Amor...eu...


_Eu era virgem,inocente da vida...E como um homem não anda com camisinha na carteira. Seu miserável ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh Eu quero a minha mãe. Ahhhhhhhhhhh

_Queria eu estou aqui._ disse minha mãe já se postando ao meu lado.

O coitado do Jack tinha uma expressão de dor.Porra !Quem estava com dor sou eu.E que puta de dor.


_Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh_ mais uma outra contração.Eu sentia como se estava sendo rasgada por dentro.


_Força Nessie! Já esta quase lá.Empurre. _ disse Carelisle.


_Ahhhhhhhhhhhhhhhhhh_ e fiz o que ele pediu.E logo eu pude escutar o chorinho do meu lobinho.


_Parabens! É um lindo garoto._ disse Carlisle como meu bebe em seu colo.


Minha mãe se pudesse chorar ,ela já estava chorando.E quando a mim que podia já estava desaguando no choro.

O meu bebe era lindo,e ele com certeza seria idêntico ao pai.


Olhei para o Jack que estavas em silencio ao meu lado.


_Olha amor ! O nosso bebe. _ disse e ele se aproximou mais.Nessa hora eu percebi que havia ferido os seus sentimentos com o que disse.


_ele é lido amor._ ele disse,e vi lágrimas em seus olhos.


_Me perdoe amor por ter dito aquilo. Eu estou muito Feliz que não tenha usado se não ,não estaria tendo essa felicidade agora de ter o nosso bebe em meus braços._ disse lhe dando um selinho

Ele deu um leve sorriso e disse.


_Eu sei amor...Eu não me arrependo de não ter usado a camisinha.Mas na verdade eu tinha uma na carteira. _ disse ele.

Sorri feliz,mesmo que ele tenha sido imprudente.Eu o amava e nada se media ao amor que sentia por ele. E a prova de nosso amor estava agora em meus braços.E teria todo o amor e de todos em sua volta.


_Já escolheram o nome? _ perguntou Carlisle e essa hora todos já estavam no quarto.


Olhei para Jack e disse.


_Sim Benjamim Black ._ disse


Jack sorriu ,pois ele queria esse nome, eu queria outro,mas eu estava tão feliz que não teria como dar a minha felicidade ao meu lobo.
*****************************************************

POV Jack:



Eu estava tão feliz que minha Nessie estava me dando um filho que essa felicidade não tinha medida.E quando escutei ela dizer o nome que teria o nosso filho,a minha felicidade se ampliou ainda mais. Pois eu queria fazer uma homenagem ao meu avô Benjamim Black que foi um grande guerreiro e Chefe de nosso povo...Até então o nome seria o que ela queria,que na verdade nem me lembro qual era.Mas se ela quisesse eu aceitaria.


E sendo assim,quando tivermos um outro filho o nome será o que ela escolher,mesmo que se chame “Chuvisco”,pois não irei objetar.


*******************************************


EM QUANTO ISSO....( VOLTERRA CASTELO DOS VOLTURI)

Aro estava sentado em seu trono totalmente distante do que estava em sua volta.Marcos com sua mesma expressão entediada mesmo assim percebia a calmaria de seu irmão.Em quanto Caius a mesmo estando de humor que ele tinha,mas havia piorado ,pois ele não se conformava com a tamanho a calma de Aro.

Pois ele fora humilhado por um ser inferior.uma mestiça imunda que não significava nada em seu mundo.


Mas antes que algo ou alguém dissesse alguma palavra para quebrar aquela silencio,a porta do imenso salão se abriu.


Demetri entra ao salão segundo diante ao seu mestre.


Ao chegar até ele ,se curvou numa reverencia...


_Mestre._ disse ele se levantando.


Aro o olhou com cautela,e disse...


_Meu caro Demetri! Espero que haja boas noticias._ exclamou ele


_Sim mestre.Fiz o que o senhor pediu,e trago boas noticias. _ respondeu Demetri.



_Pois diga.Estou todos ouvidos._ disse Aro.



_ Passei por Forks como o senhor ordenou para observar os Cullen.E parece que a aquela mestiça casou se com um cachorro e deu a luz a uma cria dele. _ relatou Demetri com uma expressão repulsiva.


Aro tinha uma expressão intrigada,porem ponderável...


_Deveras! Pois isto é fascinante. _ murmurou ele.


_Fascinante Aro?Tem uma linhagem de aberrações se procriando e você fica com toda essa calma? Já não bastava essa aberração nos ter humilhado e nos envergonhando perante a todos que nos respeitam e acima de tudo as nossas leis? O que se passa em sua cabeça para ficar ai quieto como um covarde e não fazer nada? _ disse Caius com o seu azedume constante.


Aro nem se quer se abalou com o que seu irmão falará,mas respondeu calmamente.


_Caius tenha calma! Além do mais seria muito imprudente agir por impulso de vingança.Sabe muito bem que certas coisas que temos que lidar com sabedoria, e não com imprudência. _ disse ele.

O tom de Aro tinha um duplo sentido,mas qual seria o outro além dele está agindo como se sua intenção era de deixar as coisas como estavam?


Mas Marcos estava atento as palavras de Aro que não deixou passar despercebido.Pois ao contrario de Caius que deixa o ódio falar mais alto sem ao menos permitir ponderar se é o certo.Ele observa tudo com cautela.


_Aro...O que você está planejando? _ disse Marcos.


Aro olhou para o seu irmão e deu seu sorriso cordial,e respondeu o...


_ Nada caro irmão. _ respondeu ele.



_Não creio que não fará nada . E duvido que não tem algum plano em mente._ disse Marcos


_E se tiver é mais que lógico fazer.A não ser que queira que o nome Volturi se decaia no nosso mundo_ rebateu Caius.

Aro com o mesmo sorriso respondeu a pergunta de marcos.


_Marcos...Certas coisas não podemos ficar planejando,pois sabe que sempre tem algo para nos atrapalhar ou estragar nossos planos.Mas dessa vez eu não pretendo e muito menos estou planejando algo.deixa que o tempo nos leve a uma solução. _ disse Aro


Ainda sim havia um duplo sentindo nas palavras de Aro,e Marcos mais que tudo sabia que seu irmão era bem astuto por está agendo assim.


_ Covardia faz parte de sua vocabulário Aro? _ perguntou Caius com amargura.


_ As vezes os covardes sobrevive,caro irmão. _ respondeu Aro


Caius torceu o nariz com desdém.Mas havia um porque naquela frase.


Aro voltou a sua atenção ao seu general e disse.


_Demetri,chame Jane, Alec .Iremos partir em uma viagem._ disse ele em direção a Demetri que assentiu saindo do sala do trono._ Minha cara Renata,prepare se pois irá comigo também.

_Sim mestre_ respondeu a sua guarda pessoal.


Aro voltou a se sentar em seu trono ,mas a voz de Marcos voltou a soar.


_Pretendes o que com está viagem aro? _ perguntou ele


_Pagar uma divida ._ disse sorrindo pra o irmão ao seu flanco direito.Que por sua vez não falou mais nada.


Depois disso,nada foi mais ditos e duas horas depois Aro e sua pequena comitiva seguia a rumo ao note ,onde possui a mais frias geleiras onde um ser humano não podia viver.
                               ***BY:Lu Fanfics***

0 comentários:

Postar um comentário

Comente,critique,elogie e de as suas sugestões,mais sem ofensas ok?Que eu sou muito sensível rsrsrs.

Seguidores

Instagram

Neces In Love Story Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados